Os maiores estrangeiros da NBA em todos os tempos e os craques que nasceram fora dos EUA e defenderam a seleção norte-americana

Giannis Antetokounmpo, Luka Doncic, Joel Embiid… Nas últimas temporadas da NBA, vimos uma enxurrada de grandes craques estrangeiros dividirem o protagonismo da liga com as estrelas norte-americanas. Mas, afinal, quem são os melhores estrangeiros da história da NBA?

Ao longo das últimas décadas, diversos craques nascidos fora dos Estados Unidos marcaram história na principal liga de basquete do mundo. Fizemos uma relação dos 15 principais estrangeiros da NBA em todos os tempos, relembrando suas equipes, estatísticas, títulos e premiações. 

Mas antes de partirmos para a lista, é importante fazermos uma explicação. Inicialmente, consideramos como atletas estrangeiros aqueles que nasceram fora dos EUA e não jogaram pela seleção norte-americana.

Entretanto, há ainda grandes estrelas que se naturalizaram para defender os Estados Unidos em Mundiais e Olimpíadas. Nós relembramos esses craques em uma lista separada, com 5 nomes.

Portanto, confira, a seguir, quem são os maiores estrangeiros da história da NBA e os principais “forasteiros” que jogaram pela seleção norte-americana!

Os melhores estrangeiros da história da NBA

  1. Dirk Nowitzki
  2. Steve Nash
  3. Tony Parker
  4. Manu Ginóbili
  5. Pau Gasol
  6. Dikembe Mutombo
  7. Giannis Antetokounmpo
  8. Yao Ming
  9. Drazen Petrovic
  10. Arvydas Sabonis
  11. Detlef Schrempf
  12. Vlade Divac
  13. Toni Kukoc 
  14. Peja Stojakovic
  15. Marc Gasol

Marc Gasol (15º lugar)

Marc Gasol
Marc Gasol chegou aos Grizzlies em troca pelo seu irmão Pau Gasol
  • País: Espanha
  • Times na NBA: Memphis Grizzlies (2009-2019), Toronto Raptors (desde 2019)
  • Títulos: 1 (2019)
  • Premiações: quatro vezes All-Star, duas vezes All-NBA, melhor defensor da temporada 2012/2013
  • Estatísticas: 15,0 pontos; 7,7 rebotes; 3,4 assistências; 0,9 roubos; 1,5 tocos

Não tão impactante na história da NBA quanto seu irmão mais velho Pau, Marc Gasol também demonstrou seu talento, especialmente em sua longa trajetória pelo Memphis Grizzlies. Foi pela franquia que ele recebeu o prêmio de melhor defensor da liga em 2012/2013.

Depois de transferir para o Toronto Raptors, o espanhol ajudou a franquia canadense a conquistar seu primeiro título da NBA em toda a história. 

Peja Stojakovic (14º lugar)

Peja Stojakovic
Peja Stojakovic é recordista de cestas de 3 na história do Sacramento Kings
  • País: Croácia
  • Times na NBA: Sacramento Kings (1998-2006), Indiana Pacers (2006), New Orleans Hornets (2006-2010), Toronto Raptors (2010-11), Dallas Mavericks (2011)
  • Títulos: 1 (2011)
  • Premiações: três vezes All-Star, uma vez All-NBA
  • Estatísticas: 17,0 pontos; 4,7 rebotes; 1,8 assistências; 0,9 roubos; 0,1 tocos

Um dos melhores arremessadores de três da história da NBA, Peja Stojakovic passou 13 temporadas na liga e defendeu cinco franquias.

Na sua última temporada, Stojakovic ajudou o Dallas Mavericks a ser campeão em série decisiva contra o Miami Heat de LeBron James.

Campeão mundial em 2002, o croata esteve em três edições do All-Star Game da NBA.

Toni Kukoc (13º lugar)

Toni Kukoc melhores estrangeiros da NBA
Toni Kukoc foi tricampeão da NBA com o Chicago Bulls
  • País: Croácia
  • Times na NBA: Chicago Bulls (1993-2000), Philadelphia 76ers (2000-01), Atlanta Hawks (2001-02), Milwaukee Bucks (2002-06)
  • Títulos: 3 vezes campeão da NBA (1996 a 1998)
  • Premiações: eleito o 6º homem em 1996
  • Estatísticas: 11,6 pontos; 4,2 rebotes; 3,7 assistências; 1,0 roubos; 0,3 tocos

Se você teve a oportunidade de assistir à série Arremesso Final, pôde ver como a chegada de Toni Kukoc ao Chicago Bulls não foi tranquila. A forma como o dirigente Jerry Krause enalteceu a contratação do croata despertou ciúmes de Michael Jordan e Scottie Pippen.

Kukoc havia sido eleito o melhor jogador do Mundial de Basquete de 1990 e do Campeonato Europeu de 1991. Nos Bulls, ele conseguiu driblar as desconfianças e ser peça importante para a conquista do tricampeonato entre 1996 e 1998.

Vlade Divac (12º lugar)

Vlade Divac
O sérvio Vlade Divac foi um dos grandes líderes dos Kings no início dos anos 2000
  • País: Sérvia
  • Times na NBA: Los Angeles Lakers (1989-96; 2004-05), Charlotte Hornets (1996-98), Sacramento Kings (1998-2004)
  • Títulos: nenhum
  • Premiações: Membro do Hall da Fama e uma vez All-Star
  • Estatísticas: 11,8 pontos; 8,2 rebotes; 3,1 assistências; 1,1 roubos; 1,4 tocos

Vlade Divac foi um dos grandes jogadores que mostraram ao mundo entre o fim da década de 1980 e início dos anos 1990 que os estrangeiros poderiam ter papel importante na NBA.

Depois de uma passagem marcante pelo Los Angeles Lakers, ele foi trocado com o Charlotte Hornets pelo então calouro Kobe Bryant. Mais tarde, o pivô sérvio também alcançou grandes atuações em um excelente time do Sacramento Kings.

Divac foi produtor do excelente documentário Once Brothers, que conta como a divisão da antiga Iugoslávia abalou sua amizade com o genial Drazen Petrovic.

Detlef Schrempf (11º lugar)

Detlef Schrempf melhores estrangeiros da NBA
Detlef Schrempf participou de três edições do All-Star Game da NBA
  • País: Alemanha
  • Times na NBA: Dallas Mavericks (1986-1989), Indiana Pacers (1989-1993), Seattle SuperSonics (1993-1999), Portland Trail Blazers (1999-2001)
  • Títulos: nenhum
  • Premiações: três vezes All-Star, uma vez All-NBA e duas vezes 6º homem da liga
  • Estatísticas: 13,9 pontos; 6,2 rebotes; 3,4 assistências; 0,8 rebotes; 0,3 tocos

O alemão Detlef Schrempf chegou aos Estados Unidos para disputar o basquete universitário e foi o oitavo escolhido em 1985, num dos melhores drafts da NBA em todos os tempos

Na sua trajetória na liga, o ala esteve em três edições do All-Star Game e por duas vezes foi eleito o sexto homem. Schrempf ainda foi assistente técnico do Seattle Supersonics, atual Oklahoma City Thunder.

Arvydas Sabonis (10º lugar)

Arvydas Sabonis melhores estrangeiros da NBA
Sabonis esperou 9 anos entre o draft e a sua estreia na NBA
  • País: Lituânia
  • Times na NBA: Portland Trail Blazers (1995-2003) 
  • Títulos: nenhum
  • Premiações: Membro do Hall da Fama
  • Estatísticas: 12,0 pontos; 7,3 rebotes; 2,1 assistências; 0,8 roubos; 1,1 tocos

Selecionado na primeira rodada do draft da NBA de 1986, Arvydas Sabonis iniciou sua trajetória na liga somente em 1995, quando já tinha 31 anos.

Se não fosse a idade avançada e uma série de lesões, o lituano estaria ainda mais bem colocado na lista de maiores estrangeiros da história da NBA. 

Curiosamente, embora já fosse um veterano, Sabonis esteve no time ideal de calouros da liga em 1996.

Drazen Petrovic (9º lugar)

Drazeb Petrovic melhores estrangeiros da NBA
Drazen Petrovic teve sua carreira por um acidente automobilístico
  • País: Croácia
  • Times na NBA: Portland Trail Blazers (1989-91), New Jersey Nets (1991-93)
  • Títulos: nenhum
  • Premiações: Membro do Hall da Fama, uma vez All-NBA
  • Estatísticas: 15,4 pontos; 2,3 rebotes; 2,4 assistências; 0,9 roubos; 0,1 tocos

Reconhecido como um dos melhores jogadores europeus de todos os tempos, Drazen Petrovic poderia ter alcançado uma trajetória mais marcante na NBA se um acidente automobilístico não tivesse causado sua morte quando tinha apenas 28 anos.

Petrovic estava se consolidando como um principais jogadores da NBA quando faleceu. Naquele momento, o armador croata fazia parte da primeira grande onda de atletas europeus que mostravam ao mundo que eles também poderiam ser competitivos na liga norte-americana.

Yao Ming (8º lugar)

Yao Ming
O gigante chinês Yao Ming se tornou um dos principais jogadores da NBA
  • País: China
  • Times na NBA: Houston Rockets (2002-2011)
  • Títulos: nenhum
  • Premiações: Membro do Hall da Fama, oito vezes All-Star e cinco vezes All-NBA
  • Estatísticas: 19,0 pontos; 9,2 rebotes; 1,6 assistências; 0,4 roubos; 1,9 tocos

Yao Ming é o maior jogador asiático a ter atuado na NBA. Em sua trajetória com a camisa do Houston Rockets, o chinês foi o único pivô capaz de duelar com Shaquille O’Neal e foi um grande embaixador mundial da liga norte-americana.

A NBA é a liga esportiva mais seguida em redes sociais na China. Infelizmente, as lesões impediram que a carreira de Yao Ming fosse mais longa e impactasse ainda mais os seus compatriotas.

Giannis Antetokoumpo (7º lugar)

Quando Giannis Antetokounmpo chegou à NBA
O gigante grego Giannis Antetokounmpo chegou à NBA em 2013
  • País: Grécia
  • Times na NBA: Milwaukee Bucks (desde 2014)
  • Títulos: nenhum
  • Premiações: MVP da NBA em 2018/2019, três vezes All-Star, três vezes All-NBA, duas vezes no time ideal de defesa
  • Estatísticas: 18,8 pontos; 8,3 rebotes; 4,1 assistências; 1,3 roubos; 1,5 tocos (*até 2019)

Ainda no início de sua carreira, Giannis Antetokounmpo pode ser ainda mais importante na história da NBA, mas já podemos garantir que ele sempre terá seu lugar entre os maiores estrangeiros da liga em todos os tempos.

MVP da NBA na temporada 2018/2019, o grego filho de nigerianos é um jogador completo. Imparável no ataque, é preciso também na defesa, tendo sido eleito por duas vezes para o time ideal de defensores da NBA. 

Por suas atribuições físicas, o grego recebeu o apelido de Greek Freak. Resta saber se ele conseguirá usar todo o seu potencial para levar o Milwaukee Bucks ao título da NBA.

Dikembe Mutombo (6º lugar)

Camisa do Atlanta Hawks
Dikembe Mutombo defendeu seis franquias e se notabilizou por ser genial na defesa
  • País: Congo
  • Times na NBA: Denver Nuggets (1991-96), Atlanta Hawks (1996-2001), Philadelphia 76ers (2001-2002), New Jersey Nets (2002-03), New York Knicks (2003-04), Houston Rockets (2004-09)
  • Títulos: nenhum
  • Premiações: Membro do Hall, oito vezes All-Star, três vezes All-NBA, seis vezes no time ideal de defesa, quatro vezes o melhor defensor da NBA
  • Estatísticas: 11,5 pontos; 12,1 rebotes; 1,2 assistências; 0,5 roubos; 3,2 tocos

Para quem teve a oportunidade de acompanhar a carreira de Dikembe Mutombo, uma imagem é marcante: ele encarando o adversário enquanto balança o dedo indicador no sentido negativo logo depois de dar um toco.

Em sua carreira na NBA, Mutombo distribuiu 3.298 tocos. Não à toa, ele foi por quatro vezes o melhor jogador de defesa da liga.

Pau Gasol (5º lugar)

pau gasol lakers
Pau Gasol foi bicampeão da NBA com o Los Angeles Lakers
  • País: Espanha
  • Times na NBA: Memphis Grizzlies (2001-08), Los Angeles Lakers (2008-14), Chicago Bulls (2014-16), San Antonio Spurs (2016-19), Milwaukee Bucks (2019), Portland Trail Blazers (desde 2019)
  • Títulos: 2 vezes campeão da NBA (2009 e 2010)
  • Premiações: seis vezes All-Star, duas vezes All-NBA, novato do ano em 2001/2002
  • Estatísticas: 17,0 pontos; 9,2 rebotes; 3,2 assistências; 0,5 roubos; 1,6 tocos

Pau Gasol foi um dos pivôs mais modernos já vistos na NBA. Em sua trajetória na liga, o espanhol foi bicampeão pelo Los Angeles Lakers, ao lado de Kobe Bryant.

Com seis participações em Jogos das Estrelas, Gasol mostrou seu talento desde a primeira temporada na NBA, quando foi eleito o melhor novato da temporada 2001/2002.

Manu Ginóbili (4º lugar)

Manu Ginóbili
Campeão olímpico com a Argentina, Manu Ginóbili foi tetracampeão da NBA com os Spurs
  • País: Argentina
  • Times na NBA: San Antonio Spurs (2002-2018)
  • Títulos: 4 vezes campeão da NBA (2003, 2005, 2007 e 2014)
  • Premiações: duas vezes All-Star, duas vezes All-NBA, eleito o 6º homem em 2008
  • Estatísticas: 13,3 pontos; 3,5 rebotes; 3,8 assistências; 1,3 roubos; 0,3 tocos

O argentino Manu Ginóbili é o melhor sul-americano a ter jogado na NBA em todos os tempos. Na sua trajetória na liga, ele foi tetracampeão pelo San Antonio Spurs.

O craque canhoto esteve em duas edições do All-Star Game e por duas vezes no time ideal da liga. Fora da NBA, ele liderou a Argentina na campanha pela medalha de ouro dos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004.

Tony Parker (3º lugar)

Tony Parker
Tony Parker foi o último integrante do Big Three dos Spurs com Tim Duncan e Ginóbili
  • País: França
  • Times na NBA: San Antonio Spurs (2001-18), Charlotte Hornets (2018-19)
  • Títulos: 4 vezes campeão da NBA (2003, 2005, 2007 e 2014)
  • Premiações: MVP das Finais da NBA em 2007, seis vezes All-Star, quatro vezes All-NBA
  • Estatísticas: 15,5 pontos; 5,6 assistências; 2,7 rebotes; 0,8 roubos; 0,1 tocos

Nascido em Bruxelas, Tony Parker foi criado na França e se tornou um dos principais jogadores franceses de todos os tempos.

Na NBA, o armador foi tetracampeão pelo San Antonio Spurs, formando um inesquecível trio com Manu Ginóbili e Tim Duncan, sob o comando de Gregg Popovich. Juntos, eles foram aos playoffs em 17 temporadas.

As atuações mais marcantes de Tony Parker aconteceram em 2007, quando foi eleito MVP das Finais. Ele também esteve em seis edições do All-Star Game e por quatro vezes no time ideal da NBA.

Steve Nash (2º lugar)

Steve Nash
Como jogador dos Suns, o canadense Steve Nash foi o MVP da NBA em duas temporadas
  • País: Canadá
  • Times na NBA: Phoenix Suns (1996-98, 2004-12), Dallas Mavericks (1998-2004), Los Angeles Lakers (2012-14)
  • Títulos: nenhum
  • Premiações: Membro do Hall da Fama, duas vezes MVP da NBA, oito vezes All-Star e sete vezes All-NBA
  • Estatísticas: 14,3 pontos; 8,5 assistências; 3,0 rebotes; 0,7 roubos; 0,1 tocos

Nascido na África do Sul, Steve Nash é filho de mãe galesa e pai inglês. Sua família se mudou para o Canadá quando ele tinha 18 meses. 

Melhor jogador canadense de todos os tempos, Steve Nash é também o melhor estrangeiro da NBA a nunca ter sido campeão da liga. MVP da NBA por duas vezes, ele já é membro do Hall da Fama.

Nash foi líder em assistências da NBA por cinco temporadas e é um dos melhores armadores da história.

Dirk Nowitzki (1º lugar)

maiores jogadores de basquete de todos os tempos dirk novitzki
Nowitzki viveu e respirou Dallas a carreira inteira
  • País: Alemanha
  • Times na NBA: Dallas Mavericks (1999-2019)
  • Títulos: 1 (2011)
  • Premiações: MVP das Finais em 2011, MVP da NBA em 2006/2007, 14 vezes All-Star, 12 vezes All-NBA
  • Estatísticas: 20,7 pontos; 7,5 rebotes; 2,4 assistências; 0,8 roubos; 0,8 tocos

O alemão Dirk Nowitzki é o melhor estrangeiro da história da NBA. Ele é o sexto maior cestinha da liga em todos os tempos e o primeiro atleta de fora dos Estados Unidos nessa relação, com 31.560 pontos.

Ídolo do Dallas Mavericks, Nowitzki foi campeão em 2011 e o MVP das Finais daquele ano. Ele já havia sido eleito o melhor jogador da liga na temporada 2006/2007 e teve impressionantes 14 participações no All-Star Game. 

Vá além do Basquete! Confira também:

Melhores jogadores nascidos fora dos Estados Unidos a defender a seleção norte-americana de basquete

  1. Tim Duncan
  2. Hakeem Olajuwon
  3. Patrick Ewing
  4. Dominique Wilkins
  5. Kyrie Irving

Kyrie Irving (5º lugar)

Kyrie Irving Cleveland Cavaliers
Kyrie Irving foi selecionado pelo Cleveland Cavaliers na primeira escolha do draft de 2011
  • Local de nascimento: Austrália
  • Times na NBA: Cleveland Cavaliers (2011-2017), Boston Celtics (2017-2019) e Brooklyn Nets (desde 2019)
  • Títulos: 1 (2016)
  • Premiações: MVP do All-Star Game de 2014, seis vezes All-Star, duas vezes All-NBA, melhor novato de 2012
  • Estatísticas: 22,4 pontos; 3,7 rebotes; 5,7 assistências; 1,3 roubos; 0,4 tocos

Um dos principais armadores da NBA atualmente, Kyrie Irving nasceu na Austrália, onde seu pai foi jogador profissional de basquete. Quando ele tinha dois anos de idade, a família retornou aos Estados Unidos.

Campeão da NBA em 2016 pelo Cleveland Cavaliers, Kyrie Irving foi medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, e campeão mundial pelos Estados Unidos em 2014. Inclusive, ele foi o MVP da Copa do Mundo daquele ano.

O armador já esteve em seis edições do All-Star Game até aqui e foi o MVP do Jogo das Estrelas de 2014. Ele também foi o calouro do ano em 2012 e esteve duas vezes no time ideal da liga.

Dominique Wilkins (4º lugar)

Dominique Wilkins é um dos maiores jogadores da história do Atlanta Hawks
Dominique Wilkins é um dos maiores jogadores da história do Atlanta Hawks
  • Local de nascimento: França
  • Times na NBA: Atlanta Hawks (1992-1984), Los Angeles Clippers (1994), Boston Celtics (1994-1995), San Antonio Spurs (1996-1997), Orlando Magic (1999)
  • Títulos: nenhum
  • Premiações: Membro do Hall da Fama, nove vezes All-Star, sete vezes All-NBA, cestinha da NBA em 1986
  • Estatísticas: 24,8 pontos; 6,7 rebotes; 2,5 assistências; 1,3 roubos; 0,6 tocos

Dominique Wilkins nasceu em Paris, enquanto seu pai estava na França a serviço da Força Aérea dos Estados Unidos.

Wilkins é considerado um dos melhores jogadores da história da NBA. No Atlanta Hawks, é recordista de jogos (882) e pontos (23.292).

É membro do hall da fama, foi cestinha da NBA em 1986 e disputou 9 edições do All-Star Game.

Pela seleção dos Estados Unidos, Dominique Wilkins foi campeão mundial em 1994.

Patrick Ewing (3º lugar)

patric ewing nba
Ewing foi um dos melhores pivôs da NBA de todos os tempos
  • Local de nascimento: Jamaica
  • Times na NBA: New York Knicks (1985-2000), Seattle SuperSonics (2000-2001) e Orlando Magic (2001-2002)
  • Títulos: nenhum 
  • Premiações: 11 vezes All-Star, 10 vezes All-NBA, três vezes no time ideal de defesa, melhor calouro de 1986
  • Estatísticas: 21 pontos; 9,8 rebotes; 1,9 assistências, 1,0 roubos; 1,8 tocos

Patrick Ewing nasceu em Kingston, capital da Jamaica, e se mudou para os Estados Unidos aos 12 anos. 

Muitas vezes criticado por não ter levado o New York Knicks ao topo durante os anos 80, Ewing é um dos melhores pivôs da história da NBA. Não à toa, esteve em 11 edições do All-Star Game.

Antes de entrar na NBA, ele conquistou sua primeira medalha de ouro olímpica pela seleção norte-americana nos Jogos Olímpicos de 1984, em Los Angeles.

O segundo ouro veio como integrante do espetacular Dream Team da Olimpíada de Barcelona, em 1992.

Hakeem Olajuwon (2º lugar)

maiores jogadores de basquete de todos os tempos olajuwon
Hakeem Olajuwon era uma verdadeira muralha no garrafão
  • Local de nascimento: Nigéria
  • Times na NBA: Houston Rockets (1984-2001), Toronto Raptors (2001-02)
  • Títulos: 2 vezes campeão da NBA (1994, 1995)
  • Premiações: Membro do Hall da Fama, duas vezes MVP das Finais da NBA, MVP da NBA em 1994-1994, duas vezes o melhor defensor da liga, 12 vezes All-Star, 12 vezes All-NBA e nove vezes no time ideal de defesa
  • Estatísticas: 21,8 pontos; 11,1 rebotes; 2,5 assists; 1,7 roubos; 3,1 tocos

Hakeem Olajuwon nasceu na Nigéria e chegou aos Estados Unidos somente quando iniciou sua trajetória no basquete universitário. Para muitos, ele é o maior estrangeiro que já jogou na NBA. Entretanto, ele é um daqueles que defenderam a seleção dos Estados Unidos.

O pivô já havia defendido a seleção nigeriana em categorias de base e isso foi um obstáculo para conseguir a liberação para jogar pelos EUA. Ele não conseguiu ser liberado para defender o Dream Team em 1992. Seu processo de naturalização se encerrou em 1993 e pôde então fazer parte do time campeão olímpico em Atlanta, em 1996. 

Hakeem Olajuwon é o jogador com o maior número de tocos na história da NBA. Foram 3.830 bloqueios na carreira.

Olajuwon foi eleito o melhor atleta defensivo da NBA em duas oportunidades, MVP em 1994 e grande responsável pelo bicampeonato do Houston Rockets na década de 1990. Ele também esteve por 12 vezes no All-Star Game.

Curiosamente, Hakeem Olajuwon foi o primeiro jogador selecionado no draft da NBA de 1984, enquanto Michael Jordan foi “apenas” o terceiro escolhido.

Tim Duncan (1º lugar)

maiores jogadores de basquete de todos os tempos tim duncan
Tim Duncan foi o ala-pivô mais completo da história
  • Local de nascimento: Ilhas Virgens Americanas
  • Times na NBA: San Antonio Spurs (1997-2016)
  • Títulos: 5 vezes campeão da NBA (1999, 2003, 2005, 2007 e 2014) 
  • Premiações: três vezes MVP das Finais, MVP da NBA em 2002 e 2003, 15 vezes All-Star, 15 vezes All-NBA, 15 vezes no time ideal de defesa, calouro do ano de 1998
  • Estatísticas: 19,0 pontos; 10,8 rebotes; 3 assistências; 0,7 roubos; 2,2 tocos

O melhor ala-pivô da história da NBA, Tim Duncan nasceu nas Ilhas Virgens Americanas, que são colônias norte-americanas no Caribe. 

Pela seleção dos Estados Unidos, ele foi medalhista de bronze na Olimpíada de Atenas, em 2004, e bicampeão da Copa América.

Em toda a sua carreira na NBA, Tim Duncan defendeu o San Antonio Spurs, franquia que o recrutou na primeira escolha geral do draft de 1997. Em sua temporada de estreia, recebeu o prêmio de melhor calouro.

Duncan foi pentacampeão da NBA pelos Spurs e participou de 15 edições do All-Star Game.

Aqui, buscamos relembrar os grandes jogadores que nasceram fora dos Estados Unidos e defenderam a seleção norte-americana, além dos melhores estrangeiros da história da NBA.

Sentiu falta de alguém na nossa lista? Deixe sua opinião nos comentários! 

Com os desempenhos brilhantes nas últimas temporadas, Luka Doncic, Joel Embiid, Nikola Jokic, Rudy Gobert e outros estrangeiros não demorarão a figurar nesta relação. 

Aproveite para alimentar sua paixão pelo basquete, com mais conteúdos:

*Última atualização em 29 de junho de 2020

Comentários

Salvar
37 Compart.
Compartilhar37
Twittar
Compartilhar
WhatsApp
Pin