Se você chegou aqui para conhecer quais são as principais categorias do fisiculturismo masculino, veio ao lugar certo!

Preparamos este guia completo para que você entenda da maneira mais simples. Tudo que define cada físico presente no esporte que mais cresce no Brasil e no mundo.

Ficou curioso e quer aprender logo? Leia a matéria completa abaixo!

(Divulgação/Chris Nicoll)

Quais são as principais categorias do fisiculturismo?

Ao longo de toda a história do esporte, já tivemos diversas mudanças de categorias. Algumas saíram, outras entraram, mas, no fim, a essência da construção de um físico estético continua a mesma. Desse modo, temos atualmente três principais categorias dentro do fisiculturismo:

Porém, isso vale somente para a Federação NPC (Comitê de Físicos Nacionais, em inglês), que atualmente é a organização de maior prestígio e importância dentro do Bodybuilding mundial. Portanto, nesta matéria iremos abordar apenas as categorias presente na federação dona do Mr. Olympia.

Men's Physique

Antes de tudo, esta categoria é uma das mais recentes dentre todas adicionadas na NPC. Se enquadrando no quesito “físico de praia”, a “men's” preza mais por um físico natural, próximo do padrão de beleza adotado pela sociedade hoje em dia.

Sem exageros musculares, os “shapes” desta classe são os mais “fáceis” de se chegar. Além disso, a principal característica desta categoria é que os atletas posam sempre utilizando uma bermuda, evidenciando o simbolismo voltado para o verão.

Como é o shape de um Men's Physique?

A categoria preza muito pela simetria dos músculos, algo que deve ser respeitado não só nessa, como em todas as outras. Assim, para se encaixar nesta classe você deve ter:

  • Ombros largos;
  • Peitos cheios e volumosos;
  • Braços densos;
  • Costas com profundidade;
  • E, o mais importante: cintura fina.

Assim, de maneira geral, pode-se definir que a categoria da men's preza por um tronco no formato da letra V: cintura fina, peitoral grande e ombros largos.

 principais categorias do fisiculturismo
Brandon Hendrickson, atual Mr. Olympia (Divulgação/W.Witmann)

Precisa bater peso na Men's physique?

Não é necessário bater peso nesta categoria. Os atletas são separados por altura enquanto amadores, só se enfrentando diretamente no overall.

Já no profissional, todos competem entre si de forma igual. Logo, não é preciso se preocupar com o peso (por mais que o nível de condicionamento da classe esteja cada vez maior).

Principais nomes da Men's Physique

Dentre os principais nomes atuais da categoria inicial do bodybuilding, se destacam o Brandon Hendrickson, atual campeão do Mr. Olympia.

Logo após dele, os atletas Kyron Holden (2º colocado no Mr. O 2021) e o brasileiro Diogo Montenegro (3º colocado) disputam o pódio de melhor físico da categoria.

Por fim, vale lembrar de outro brasileiro que possui uma legião de fãs, Caike de Oliveira, atual 6º melhor shape de uma das principais categorias do fisiculturismo.

Brasileiro Diogo Montenegro (Divulgação/W.Wittmann)

Classic Physique

A mais recente de todas desta lista, a Classic  Physique veio para ser o olho do furacão do fisiculturismo mundial.

Isso porque quando foi aceita na NPC,  a Classic surgiu para trazer, literalmente, a classe dos físicos antigos de volta.

Chris Bumstead, atual Mr. Olympia e um dos maiores nomes do culturismo mundial (Divulgação/W.Wittmann)

Como é o shape de um Classic Physique?

A categoria pesada, com o passar dos anos, foi perdendo a estética do físico, trazendo atletas com muito volume, muita cintura e definição razoável.

Do contrário, a classic trouxe consigo detalhes de físicos que lembram muito a época de ouro do bodybuilding:

  • Físicos cheios;
  • Extrema condição;
  • Pouca ou nenhuma assimetria;
  • Pouca ou nenhuma desproporção;
  • Poses bem trabalhadas.

Em conclusão, o resultado disso é uma categoria mais visada atualmente por mostrar um conjunto harmônico dentre membros inferiores e superiores.

Precisa bater peso na Classic?

Sim, e essa é a principal diferença desta categoria para a Open Bodybuiding. Os atletas desta classe precisam bater um peso pré-determinado de acordo com sua altura.

Por exemplo: um fisiculturista de 1,80 cm de altura tem um limite de peso de 93 kg. Enquanto um de 1,98 cm pode bater até 118 kg.

Assim, os atletas costumam sofrer bastante para conseguir se adequar. Porém, quanto maior o sofrimento na dieta e no treino, maior é a condição apresentada no palco.

Disputa do título do Expo Super Show 2021 entre  os brasileiros, Ramon Queiroz e Gabriel Zancanelli (Divulgação/Muscle Contest)

Principais nomes da Classic Physique

Atualmente, é inegável dizer que o maior atleta do esporte não é o Chris Bumstead, eleito três vezes seguidas como o melhor Classic. Aliás, muitos especialistas afirmam que o mesmo vai perdurar no topo durante mais alguns anos.

Porém, os brasileiros se animam com um dos nomes que surgiu recentemente e vem conquistando o mundo: Ramon “Dino” Queiroz. O acreano, que ficou em 5º lugar na sua estreia no Mr. Olympia, foi eleito como o principal sucessor do CBum na categoria.

Principais categorias do fisiculturismo

Pose de costas do Ramon Queiroz (Divulgação/Magaclick/Marcelo Magalhães)

Bodybuilder

A Bodybuilder é a principal categoria do culturismo como geral e mostra o real significado do que é ser fisiculturista.

Dentro disso, a bodybuilding é a classe mais antiga e a que acompanha o esporte com todas suas lendas: Ronnie Coleman, Phil Heath, Arnold Schwarzenegger, Jay Cutler e muitos outros.

Aqui, o que define o campeão é o corpo mais próximo extremo do que um humano pode alcançar:

  • Máximo volume muscular.
  • Máximo condicionamento;
  • Simetria e proporções adequadas.
Principais categorias do fisiculturismo
Line up do Arnold Classic 2021 (Divulgação/W.Wittmann)

A divisão da categoria

Quando o atleta ainda é amador, ele disputa o mesmo palco contra todos os outros competidores. Não importando o tamanho nem o peso.

Porém, quando se torna profissional, há uma decisão a ser feita: ir para a 212 ou ir para a open.

A única diferença dentre estas duas é que na 212 você tem que bater peso (212 pounds ou 96 kg). Já na open é todo mundo contra todo mundo.

Por fim, a 212 acabou sendo destinada somente para competidores mais baixos de altura, já que quanto menor o tamanho, mais fácil é atingir um volume muscular alto, se encaixando no peso pré-estabelecido.

Principais nomes da open/212

A open possui muitos atletas históricos, que vão desde a década de 1940 até os dias atuais. Nomes como Franco Columbu e Kevin Levrone são dois desta imensa lista.

Atualmente, o com maior destaque é o iraniano Big Ramy, atual bicampeão da categoria no Mr. Olympia.

Top 3 da categoria open, com o Big Ramy no centro (Divulgação/ Chris Nicoll)

Já pelo lado dos brasileiros, Eduardo Corrêa colocou seu nome na história da 212 quando disputou durante os anos de 2010 a 2020 o título de Mr. Olympia com o americano Flex Lewis. Infelizmente, sua melhor posição foi um contestado 2º lugar em 2014.

Da mesma forma, Rafael Brandão, uma das jovens promessas nacionais da categoria, estreará no campeonato mundial em 2022 com grandes olhares voltados para ele.

Dessa forma, pode-se concluir que as três principais categorias do fisiculturismo atual são uma espécie de escala:

  • Primeiro o atleta começa na Men's;
  • Com o tempo, ruma para a Classic;
  • E como resultado de anos de treino e dieta consistentes, vai para a Open.

Foto destaque: Divulgação/W.Wittmann