Com oito títulos de Mr. Olympia conquistados, ao lado de Lee Haney, Ronnie Coleman é o detentor do maior número de top 1 ganhos na Open do show mais importante do fisiculturismo.

Porém, se tem um ranqueamento no qual o americano não divide o topo com outro atleta é no quesito físico. No auge, Ronnie Coleman chegou a pesar 136 kg no palco com 180 cm de altura.

Mas não é apenas isso que forma um bom atleta. Afinal, carisma, falas icônicas e um dos shapes mais perfeitos do fisiculturismo são algumas características de Coleman, conhecido como The King (O Rei, em português).

Veja também: conheça os 81 termos do fisiculturismo que são essenciais para quem quer conhecer mais sobre o esporte e as categorias que são disputadas nele!

A história de Ronnie Coleman

Ronald Dean Coleman nasceu na cidade de Monroe, Louisiana, Estados Unidos, no dia 13 de maio de 1964. Desde o seu período de adolescente, o esporte já fazia parte do cotidiano de Ronnie.

Porém, mesmo que ainda distante do bodybuilding, Coleman se dedicava aos estudos enquanto se destacava jogando futebol americano e sendo um dos melhores levantadores de peso da escola.

Ronnie Coleman - Conheça a história da lenda do fisiculturismo
Foto do Ronnie Coleman no ensino médio.

Ronnie Coleman já praticou esportes?

A proximidade de Ronnie Coleman com os esportes de peso sempre foi alta. Porém, até a faculdade, o americano se destacava no levantamento de peso, onde realizava até mesmo viagens para representar sua cidade em competições.

Ronnie Coleman - Conheça a história da lenda do fisiculturismo
Jornal da época destacando Ronnie Coleman na equipe de LPO.

Após isso, já na faculdade, Coleman continuava praticando esportes de peso e conciliava com os estudos na área de ciências contábeis, onde se formou sendo um dos melhores alunos.

O americano demonstrava paixão por outro esporte que era distante do fisiculturismo: o futebol americano. Ronnie chegou até mesmo a ser jogador do GSU Tigers, um time local do esporte estadunidense.

Quando Ronnie Coleman estreou no fisiculturismo?

A paixão por contabilidade não durou muito na vida do texano. Após alguns anos, o jovem entrou na academia de polícia do estado, onde começou a treinar musculação e aumentar seu corpo.

Ronnie Coleman - Conheça a história da lenda do fisiculturismo
Ronnie Coleman na época de policial. The King

Certo dia, Ronnie Coleman foi parado pelo dono da academia Metroflex, onde seria o lar do The King na musculação. Bryan Dobson observou todo o potencial daquele jovem americano e o convidou para treinar na sua academia.

Foi assim que, em 1990, Ronnie Coleman estreou no fisiculturismo sendo campeão do Mr. Texas, se consagrando top 1 Overall da categoria Bodybuilding. Segundo palavras do próprio campeão, foi ali que ele se apaixonou pelo esporte.

O começo de Ronnie Coleman na IFBB Pro League

Ronnie já começou no fisiculturismo profissional vencendo dois Pro Shows seguidos. No caso, o americano foi até o Canadá Pro desbancar todos os atletas e ser campeão nos anos de 1995 e 1996.

Mesmo sendo campeão de grandes eventos, Ronnie era apenas “mais um” no Olympia, tendo nunca se destacado a ponto de bater de frente com os melhores do mundo. Sua melhor colocação antes de ser campeão foi em 1996, no top 6.

Tanto que, até 1998, Coleman nunca havia sido visto como um grande bodybuilder, pelo contrário, o atleta chegava numa condição que nunca era a perfeita para um nível de Olympia, sempre apelando para seu volume muscular.

Porém, tudo mudou no lendário ano de 1998.

O primeiro Olympia de Ronnie Coleman – A história do Kevin Levrone

A história que será dita agora aconteceu na noite anterior ao show Grand Prix Rússia 1997 e foi um marco na carreira do Ronnie.

Em suma, Kevin Levrone, um dos melhores bodybuilders da época, era amigo do The King. Sendo assim, na noite anterior ao show que Ronnie subiria para confrontar contra o próprio Levrone, ele experimentou uma estratégia que mudou sua vida.

Ao chamar Ronnie Coleman para seu quarto a fim de conversar e ver seu físico, Levrone percebeu a inquietude do seu colega e mandou Coleman relaxar bebendo um pouco de Vodka

Fato é que álcool é uma substância capaz de desidratar o corpo humano, ou seja, quando Ronnie bebeu vodka naquela noite, o pouco de água que ainda tinha no seu corpo saiu durante a madrugada.

Foi assim que o americano surpreendeu a todos no dia seguinte com o melhor físico da sua carreira e ganhou o top 1 do show, superando seu amigo Kevin Levrone.

Ronnie Coleman Mr. Olympia – O legado

Depois da história envolvendo Kevin Levrone e com a estratégia traçada sobre como alcançar o máximo do seu físico, Ronnie Coleman começou seu legado no fisiculturismo.

Ao todo, o americano foi campeão oito vezes do Olympia na categoria Open Bodybuilding, se igualando ao Lee Haney, também detentor do recorde.

Além dos oito top 1 conquistados no show mais importante do mundo, The King venceu diversos shows profissionais ao longo dos anos. Mesmo sendo campeão do Olympia, Ronnie nunca deixou de competir em outros eventos.

Títulos do Ronnie Coleman

Dando fim a sua carreira, confira os campeonatos disputados por Ronnie Coleman durante os 17 anos de competição.

  • 1990 – Mr. Texas (Bodybuilding e overall);
  • 1991 – World Amateur Championships (Bodybuilding);
  • 1995 – Canadá Pro Cup;
  • 1996 – Canadá Pro Cup;
  • 1997 – Grand Prix Rússia;
  • 1998 – Mr. Olympia, Night of Champions, Toronto Pro, Grand Prix Finlândia, Grand Prix Alemanha;
  • 1999 – Mr. Olympia, World Pro Championships, Pride Grand Prix Inglaterra;
  • 2000 – Mr. Olympia, World Pro Championships, Mr. Brody Langley, Grand Prix inglaterra;
  • 2001 – Mr. Olympia, Arnold Classic Ohio, Nova Zelândia Grand Prix;
  • 2002 – Mr. Olympia, Grand Prix Holanda;
  • 2003 – Mr. Olympia, Grand Prix Rússia;
  • 2004 – Mr. Olympia, Grand Prix Inglaterra, Grand Prix Holanda, Grand Prix Rússia;
  • 2005 – Mr. Olympia;
  • 2006 – Mr. Olympia top 2, Grand Prix Áustria, Grand Prix Holanda, Grand Prix Romênia;
  • 2007 – Mr. Olympia top 4.

No total, Ronnie Coleman terminou a carreira com 28 vitórias na IFBB Pro League, sendo o Open com mais títulos na história.

Aposentadoria de Ronnie Coleman

Com as lesões e a visível decadência do seu físico, era claro que Ronnie, por volta de 2006, estava próximo do final de carreira.

Foi assim que em 2006 ele perdeu, depois de oito anos, o Mr. Olympia. No caso, Jay Cutler superou o The King após ter batido na trave quatro vezes para Coleman.

Ronnie Coleman ainda tentou disputar o show mais importante do mundo em 2007, entretanto, seu físico já não era mais o mesmo.

Visivelmente retido e com uma massa muscular diferente do que estávamos acostumados, foi naquele ano que o The King pendurou sua coroa com um top 4 amargo no Olympia 2007.

As lesões de Ronnie Coleman

Ronnie já tinha um histórico de lesões decorrentes da sua época de futebol americano. Entretanto, no bodybuilding, tudo começou a desandar em 1996.

Ao realizar um agachamento frontal com 272 kg, uma carga tranquila para o atleta, na oitava repetição, Coleman sentiu um estalo nas costas.

Após o treino, foi ao hospital e descobriu a primeira hérnia de disco da sua carreira. Porém, mesmo com a advertência médica, o americano continuou treinando pesado.

Depois dos anos de competição, Ronnie acumulou uma série de desgastes nos discos da coluna graças a seu sobrepeso muscular.

Dessa maneira, as lesões sofridas durante sua carreira no fisiculturismo pioraram e, atualmente, o ex-atleta mal consegue andar sem utilizar muletas ou cadeira de rodas.

Ronnie Coleman hoje em dia

Ronnie Coleman - Conheça a história da lenda do fisiculturismo
Cena do Ronnie Coleman fazendo exames de rotina, em 2018. The King

Ronnie Coleman vive andando com dificuldade. No seu documentário, The King, 2018, o Rei admitiu que suas dores já o acompanham no dia a dia.

Numa cirurgia de retirada de parafusos que só me causam dor, e quando eu digo dor, é muita dor. Todo dia e toda hora, sem parar.

Quanto a sua parte profissional, Ronnie possui sua marca de suplementos, a RC Supplements. A marca faturou US$4 bilhões apenas no primeiro ano de existência e continua, até os dias atuais, em constante evolução.

Além disso, sua presença é garantida nos maiores eventos do mundo, como Arnold Ohio e Mr. Olympia, além de estar participando frequentemente dos mais famosos podcasts de bodybuilding do mundo.

Vá além do mundo do fisiculturismo! Confira também nossos outros conteúdos: