Veja a evolução do esporte da sua criação até hoje. Aprenda os principais termos e confira a história do tênis no Brasil

Wimbledon foi o primeiro torneio da história do tênis, mas será que foi na Inglaterra que surgiu o esporte? Embora haja algumas divergências sobre a origem do tênis, também há consensos.

Neste post, nós vamos te ajudar a entender tudo sobre a história do tênis no mundo, no Brasil e nas olimpíadas!

Preparamos também um glossário para você não se confundir com nenhum termo nas transmissões dos principais torneios ou em uma conversa com os amigos.

Venha com a gente!

Infográfico: a história do tênis

História do tênis infográfico

História do Tênis

O primeiro livro de regras do tênis foi escrito em 1873, enquanto o primeiro torneio da história do esporte, Wimbledon, foi disputado em 1877, em Londres. Porém, a origem do tênis é controversa e tem diferentes versões.

Mas, afinal, onde surgiu o tênis?

Uma das versões mais difundidas diz que quem inventou o jogo de tênis foram os franceses, entre o final do século XII e o início do XIII.

Ainda sem utilizar raquetes, o esporte era disputado com jogadores rebatendo a bola com as mãos. Nessa época, era jogado o “jeu de paume” (jogo da palma).

Foi no final do século XVI que as raquetes começaram a ser utilizadas.

O nome tênis é originário da palavra “tenez”, do francês antigo, que quer dizer “segure” ou “receba”.

Você ama outros esportes além do Tênis? Aqui na Esportelândia também falamos sobre:

História do tênis nas Olimpíadas

O tênis foi disputado pela primeira vez na história dos Jogos Olímpicos logo na primeira edição olímpica, em Atenas, em 1896. Porém, o esporte deixou o programa olímpico após os Jogos Olímpicos de Paris, em 1924.

Em 1968, na Cidade do México, e em 1984, em Los Angeles, o tênis foi disputado como esporte de demonstração.

A volta do tênis ao programa olímpico aconteceu, oficialmente, na Olimpíada de Seul, em 1988. Desde então, o tênis segue como um esporte olímpico.

Nas quatro primeiras vezes em que o tênis foi disputado nos Jogos Olímpicos, assim como em 1988 e 1992, os tenistas derrotados nas semifinais recebiam medalhas de bronze.

A disputa de terceiro lugar e, consequentemente pelo bronze, foi adotada entre 1912 em 1924 e desde 1996, em Atlanta.

Del Potro, Andy Murray, Kei Nishikori, medalhistas olímpicos de tênis no Rio de Janeiro, em 2016
Del Potro, Andy Murray e Kei Nishikori foram medalhistas olímpicos de tênis no Rio de Janeiro, em 2016

História do tênis no Brasil

A chegada do tênis ao Brasil aconteceu no fim do século 19, quando ingleses vieram ao país para processos de urbanização de São Paulo e Rio de Janeiro.

Os ingleses trouxeram raquetes e bolinhas de tênis e começaram a propagar o esporte no Brasil. Em 1892, eles inauguraram as primeiras quadras de tênis no Brasil no São Paulo Athletic Club.

Os principais tenistas brasileiros de todos os tempos

Você sabia que Alcides Procópio foi o primeiro tenista brasileiro a disputar o torneio de Wimbledon?

Mas foi com uma mulher que o Brasil entrou, definitivamente, para o mapa do tênis mundial.

Maria Esther Bueno chegou ao topo do ranking mundial do tênis feminino em 1959. Passaram mais de 40 anos até o Brasil voltasse a ter um tenista número 1 do mundo, feito alcançado por Gustavo Kuerten.

Embora Thomaz Bellucci, seu xará Thomaz Koch e Fernando Meligeni tenham chegado ao top 25 da ATP, não há dúvidas de que Maria Esther Bueno e Gustavo Kuerten, o Guga, são os principais tenistas brasileiros em todos os tempos.

Maria Esther Bueno

Maria Esther Bueno, melhor tenista brasileira de todos os tempos

Maria Esther Bueno chegou à primeira colocação do ranking mundial em 1959. Em uma brilhante carreira, ela conquistou 19 títulos de Grand Slams em 35 torneios disputados — um aproveitamento de 54%.

A tenista paulista venceu 7 torneios de simples de Grand Slams, 11 em duplas e um em duplas mistas. Foi campeã em simples Wimbledon e US Open, além de ter disputado finais de Roland Garros e Australian Open. Em duplas, ela ganhou todos os quatro.

Maria Esther Bueno morreu em 8 de junho de 2018, aos 78 anos.

Gustavo Kuerten

Gustavo Kuerten, o Guga, melhor tenista do Brasil de todos os tempos

Gustavo Kuerten marcou seu nome na história do tênis em 1997, quando venceu o torneio de Roland Garros pela primeira vez. A partir dali, a carreira de Guga decolou.

O tenista catarinense voltou a ser campeão de Roland Garros em 2000 e 2001. Foi em 2000 que Gustavo Kuerten chegou ao posto de número 1 do ranking da ATP.  Em sua carreira, Guga conquistou 28 títulos.

Tanto Maria Esther Bueno quanto Gustavo Kuerten fazem parte do International Tennis Hall of Fame — o hall da fama do tênis.

Tipos de quadra de tênis

Guga se consagrou nas quadras de saibro de Roland Garros, e o tênis surgiu no torneio de Wimbledon, onde as quadras são de grama. Porém, o esporte é disputado em diferentes tipos de piso.

As quadras de tênis podem ter ao menos três pisos diferentes. A principal diferença entre eles é a velocidade que proporcionam quando a bola quica.

  • Saibro: nesse tipo de piso, também chamado de terra batida, a quadra de tênis é composta por argila e pó de tijolo. Esse é o tipo de piso utilizado em Roland Garros, torneio disputado em Paris, que Gustavo Kuerten, o Guga, venceu três vezes. É considerado um piso lento.
  • Grama: é o tipo de piso utilizado no torneio de Wimbledon, em Londres, e favorece o jogo mais rápido.
  • Piso duro: é um tipo de piso que favorece o jogo mais rápido e pode ser composto por cimento ou por um piso emborrachado. O Australian Open e o US Open são torneios que utilizam esse tipo de piso.

Vá além do mundo do Tênis! Confira também nossos outros conteúdos:

Principais termos utilizados no tênis

Quer acompanhar jogos de tênis, mas não conhece bem os diferentes termos utilizados por um narrador? Não se preocupe, preparamos um glossário para te ajudar a entender tudo o que é necessário para assistir a qualquer partida.

Ace

Ponto direto de saque, sem que o adversário consiga rebater.

ATP

Sigla para Associação dos Tenistas Profissionais, a entidade responsável pelo ranking mundial masculino e os principais torneios do circuito.

Backhand ou revés

Movimento feito por um tenista para rebater a bola do lado contrário à sua mão hábil. Para um destro, a execução de um backhand ocorre quando ele rebate uma bola no seu lado esquerdo.

Break point

Ponto em que o tenista que recebe o saque tem a oportunidade de ganhar o game. Assim, ele pode “quebrar” o saque do adversário.

Cabeça-de-chave

Tenista que, devido a seu ranking, é posicionado de forma favorável quando ocorre o sorteio da chave de um torneio.

Deuce

Termo utilizado para definir os empates de 40/40 em um game.

Drop shot ou “largadinha”

Golpe utilizado por um tenista para “pingar” a bola perto da rede.

Dupla falta

Ocorre quando o tenista erra dois saques consecutivos. A dupla falta gera um ponto para o jogador que receberia o saque.

Forehand

Enquanto o backhand acontece do lado contrário à mão hábil do tenista, o forehand é executado quando a bola é lançada na direção da mão hábil de quem rebate. Ou seja, do lado direito do destro e do lado esquerdo de um canhoto.

Game

É a subdivisão dos sets. Para vencer um set, o tenista precisa vencer 6 games, desde que tenha dois de vantagem. Caso haja empate por 5 a 5, vencerá o set quem alcançar 7 games primeiro.

A pontuação no tênis é formada por 15, 30, 40 e game.

Game point

Ponto que pode dar a vitória em um game a quem está sacando.

Grand Slam

Quatro principais torneios do calendário do tênis. Na ordem em que são disputados ao longo de um ano: Australian Open, Roland Garros, Wimbledon e US Open. Os grandes vencedores desses torneios marcam seus nomes como os maiores tenistas de todos os tempos.

Iguais

Quando ocorre empate durante um game, pode se dizer que está 15 iguais ou 30 iguais. Já quando ocorre empate por 40 a 40, o termo utilizado é “deuce”.

Lob

Ocorre quando um tenista encobre o adversário que está próximo da rede.

Match point

Ponto que pode encerrar o jogo.

Paralela

Bola rebatida em linha reta.

Passada

Ocorre quando a bola que passa por um jogador que subiu à rede.

Saque ou serviço

É o fundamento utilizado para iniciar um ponto no tênis.

Set

Divisão de um jogo de tênis. Na maioria dos torneios, o tenista vencedor de uma partida será aquele que vencer dois sets primeiro (melhor de 3). Já nos Grand Slams, a vitória é de quem ganhar três sets (melhor de 5).

Set point

Ponto que pode encerrar o set.

Simples

Jogo individual de tênis, disputado por dois atletas. Há ainda a alternativa de disputa por quatro tenistas, em duplas.

Slice

É um efeito dado à bola, em um movimento com a raquete de cima para baixo.

Smash

Golpe dado quando a bola está alta, acima da cabeça do tenista. É como uma cortada no vôlei.

Tie-break

Game de desempate quando o set está empatado por 6 a 6. No tie-break, a pontuação é diferente dos demais games e vence quem fizer 7 pontos primeiro, desde que com dois de vantagem.

Se houver empate por 6 a 6, o tie-break será disputado até um tenista alcançar a diferença de dois pontos.

Top spin

É um efeito dado à bola, em um movimento com a raquete de baixo para cima;

Winner

Bola indefensável, que define um ponto.

WTA

Sigla de Women’s Tennis Association, responsável pela organização do circuito profissional feminino.

Voleio

Golpe efetuado próximo à rede, antes que a bola toque o chão. É muito comum em jogos de duplas.

Conhecendo todos os termos do tênis, você não vai mais passar vergonha ou ter alguma inibição na hora de uma discussão de esporte com os amigos.

Agora que você já conhece toda a história do tênis, aproveite para se aprofundar ainda mais no esporte com nossos outros conteúdos:

* Última atualização em 13/08/2019

Comentários

Salvar
70 Compart.
Compartilhar52
Twittar
Compartilhar
WhatsApp
Pin18