Conheça toda a história do tênis nas olimpíadas, os maiores campeões olímpicos de tênis e quando foi o melhor desempenho do Brasil

Todos os anos, vemos os maiores tenistas do circuito mundial, tanto da ATP quanto da WTA, brigarem pelos títulos de Australian Open, Roland Garros, Wimbledon e US Open. Mas não apenas as conquistas de Grand Slams ou do ATP Finals que despertam os sonhos dos grandes nomes do esporte. A cada 4 anos, eles e elas entram em quadra para escrever uma nova página do tênis nas Olimpíadas.

Alguns dos maiores tenistas de todos os tempos já alcançaram a tão almejada medalha de ouro olímpica. Quer saber quais são eles? Fique com a gente que vamos te contar!

Confira, a seguir, todos os detalhes da história do tênis nas Olimpíadas!

Infográfico: toda a história do Tênis nas Olimpíadas

Tênis nas Olimpíadas

Quando e onde o tênis se tornou esporte olímpico?

O tênis foi disputado pela primeira vez na história dos Jogos Olímpicos logo na primeira edição olímpica, em Atenas, em 1896. Porém, o esporte deixou o programa olímpico após os Jogos Olímpicos de Paris, em 1924.

Em 1968, na Cidade do México, e em 1984, em Los Angeles, o tênis foi disputado como esporte de demonstração.

A volta do tênis ao programa olímpico aconteceu, oficialmente, na Olimpíada de Seul, em 1988. Desde então, o tênis segue como um esporte olímpico.

Nas quatro primeiras vezes em que o tênis foi disputado nos Jogos Olímpicos, assim como em 1988 e 1992, os tenistas derrotados nas semifinais recebiam medalhas de bronze.

A disputa de terceiro lugar e, consequentemente pelo bronze, foi adotada entre 1912 em 1924 e desde 1996, em Atlanta. Nas Olimpíadas, o tipo de quadra de tênis varia de edição para edição.

Desde 1894, os torneios olímpicos têm sido disputados em quadras duras, exceto na Olimpíada de 1992, em Barcelona (que foi em saibro), e na Olimpíadas de 2012, em Londres (que foi disputada em uma quadra de grama). 

Você ama outros esportes além do Tênis? Aqui na Esportelândia também falamos sobre:

Quais tenistas podem disputar as Olimpíadas?

Del Potro, Andy Murray, Kei Nishikori, medalhistas olímpicos de tênis no Rio de Janeiro, em 2016
Del Potro, Andy Murray e Kei Nishikori foram medalhistas olímpicos de tênis no Rio de Janeiro, em 2016

As regras de classificação do tênis para os Jogos Olímpicas não são tão simples, mas elas partem do ranking mundial da ATP e da WTA.

Ao todo, são 172 vagas a serem distribuídas pela Federação Internacional de Tênis (ITF). Cada país pode classificar até 12 tenistas, sendo 6 homens e 6 mulheres. Contudo, são até 4 jogadores de simples e duas equipes de duplas. Além disso, um jogador pode disputar tanto simples quanto duplas.

Regras do torneio de tênis de simples nas Olimpíadas

Nos torneios de simples de tênis nas Olimpíadas, são 64 tenistas na disputa masculina e outras 64 tenistas na competição feminina.

Para a formação das chaves de simples dos Jogos Olímpicos, são seguidos alguns critérios:

  • 56 melhores colocados do ranking
  • 6 tenistas de acordo com os seguintes critérios, em ordem de prioridade:
    • melhor do país sede;
    • melhor de cada continente que não tiver um representante, tendo obrigatoriamente que estar entre os 300 primeiros do ranking;
    • até dois campeões olímpicos ou de Grand Slam, desde que estejam entre os 200 primeiros do ranking;
    • até dois melhores do ranking para países que não tiverem um representante;

Regras do torneio de tênis de duplas simples nas Olimpíadas

Nas disputas de duplas, participam 32 duplas no masculino e 32 no feminino. Os critérios de classificação e formação das chaves são;

  • 10 melhores colocados no ranking de duplas e seus respectivos parceiros;
  • 14 melhores duplas considerando a soma do ranking, de simples ou duplas, o que tiver maior pontuação;
  • 8 tenistas de acordo com os seguintes critérios, em ordem de prioridade:
    • melhor dupla do país sede, caso ele já não tenha uma dupla classificada, e desde que os tenistas estejam entre os primeiros 500 do ranking quando somados os pontos da dupla;
    • melhores duplas do ranking que não tiverem um representante.

Regras do torneio de tênis de duplas mistas nas Olimpíadas

Na disputa de duplas mistas, são selecionadas 16 duplas, conforme os seguintes critérios:

  • 12 melhores duplas do ranking considerando a soma de seus rankings;
  • 4 tenistas de acordo com os seguintes critérios, em ordem de prioridade:
    • melhor dupla do país sede, caso ele já não tenha uma dupla classificada, e desde que os tenistas estejam entre os primeiros 500 do ranking quando somados os pontos da dupla;
    • melhor dupla de cada continente que não tiver um representante, tendo obrigatoriamente que estar entre os 300 primeiros do ranking;
    • melhores duplas do ranking que não tiverem um representante.

História do tênis brasileiro nas Olimpíadas

Na história do tênis nas Olimpíadas, o Brasil ainda não pode se orgulhar de ter um medalhista.

Em 10 edições dos Jogos Olímpicos, com tenistas representando o Brasil, o melhor desempenho foi com Fernando Meligeni, em 1996, nas Olimpíadas de Atlanta, quando ele chegou à semifinal e terminou em quarto lugar.

Depois de passar pelo espanhol Albert Costa e pelo australiano Mark Philippoussis, o tenista do Brasil foi eliminado mais uma vez por Sergi Bruguera. Na final, o espanhol perdeu para Andre Agassi.

Na decisão da medalha de bronze em Atlanta, Meligeni foi derrotado pelo indiano Leander Paes.

Fernando Meligeni nas Olimpíadas

Maior tenista brasileiro de todos os tempos, Gustavo Kuerten disputou os Jogos Olímpicos de Sydney em 2002, sendo eliminado nas quartas de final pelo russo Yevgeny Kafelnikov.

Nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, o Brasil teve 7 representantes, mas nenhum deles chegou à disputa por medalhas.

Rogério Dutra Silva, o Rogerinho, e Thomaz Bellucci participaram do torneio de simples. Bellucci ainda jogou duplas, ao lado de André Sá. Também nas duplas masculinas, o Brasil foi representado por Marcelo Melo e Bruno Soares.

Marcelo Melo também jogou duplas mistas ao lado de Teliana Pereira, que formou dupla feminina com Paula Gonçalves. Teliana ainda disputou o torneio de simples feminino.

Enquanto o Brasil ainda espera por suas primeiras medalhas olímpicas no tênis, saiba agora quem são os maiores vencedores da história do esporte em Jogos Olímpicos.

Qual país tem medalhas no tênis nas Olimpíadas?

Os Estados Unidos são o país que lidera o quadro de medalhas do tênis na história das Olimpíadas. Os norte-americanos já conquistaram 21 ouros, 6 pratas e 12 bronzes, totalizando 39 medalhas olímpicas.

Na soma total de medalhas, a Grã-Bretanha, com 43, é quem mais subiu ao pódio olímpico. Contudo, os britânicos têm 17 ouros e, por isso, aparecem atrás dos Estados Unidos no quadro de medalhas.

Veja quais países já conquistaram medalhas no tênis nas Olimpíadas.

Países com mais medalhas olímpicas de tênis

  • Estados Unidos – 39 medalhas (21 de ouro)
  • Grã-Bretanha – 43 medalhas (17 de ouro)
  • França – 19 medalhas (5 de ouro)
  • Rússia – 8 medalhas (3 de ouro)
  • África do Sul – 6 medalhas (3 de ouro)
  • Espanha – 12 medalhas (2 de ouro)
  • Alemanha – 10 medalhas (2 de ouro)
  • Suíça – 4 medalhas (2 de ouro)
  • Chile – 4 medalhas (2 de ouro)
  • Equipe mista – 6 medalhas (1 de ouro)

Veja abaixo o quadro de medalhas completo com todos os países que já conquistaram pelo menos uma medalha. Lembrando que o critério de desempate é quem tem mais ouros e depois mais pratas. 

Ordem País Ouro Prata Bronze Total
1 Estados Unidos 21 6 12 39
2 Grã-Bretanha 17 14 12 43
3 França 5 6 8 19
4 Rússia 3 3 2 8
5 África do Sul 3 2 1 6
6 Espanha 2 7 3 12
7 Alemanha 2 6 2 10
8 Suíça 2 2 0 4
9 Chile 2 1 1 4
10 Equipe mista 1 2 3 6
11 Austrália 1 1 3 5
12 Checoslováquia 1 1 2 4
13 Alemanha Ocidental 1 0 1 2
Bélgica 1 0 1 2
Bielorrússia 1 0 1 2
China 1 0 1 2
17 Canadá 1 0 0 1
Porto Rico 1 0 0 1
19 Suécia 0 3 5 8
20 República Checa 0 3 4 7
21 Argentina 0 2 3 5
22 Japão 0 2 1 3
23 Grécia 0 1 1 2
Holanda 0 1 1 2
25 Áustria 0 1 0 1
Dinamarca 0 1 0 1
Romênia 0 1 0 1
28 Croácia 0 0 3 3
29 Equipa Unificada 0 0 2 2
30 Australásia 0 0 1 1
Bulgária 0 0 1 1
Boêmia 0 0 1 1
Hungria 0 0 1 1
Índia 0 0 1 1
Itália 0 0 1 1
Noruega 0 0 1 1
Sérvia 0 0 1 1

Quem é o maior campeão olímpico de tênis?

Venus e Serena Williams campeãs olímpicas

Na história do tênis nas Olimpíadas, ninguém conquistou tantas medalhas quanto Venus Williams. A norte-americana soma 5 medalhas, sendo 4 de ouro e uma de prata.

Ao lado da irmã mais nova Serena, Venus Williams foi campeã de duplas em Sydney 2000, Pequim 2008 e Londres 2012. Ela ainda foi campeã de simples em Sydney e medalhista de prata em duplas mistas nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016.

Entre os homens, o maior campeão olímpico de tênis é o britânico Reginald Doherty, que conquistou 3 medalhas de ouro e uma de bronze. Ele foi campeão de duplas masculinas em Paris 1900 e Londres 1908.

Em Paris, Doherty também venceu o torneio de duplas mistas e foi medalhista de bronze em simples.

Curiosamente, assim como Venus e Serena, Reginald Doherty disputou Jogos Olímpicos ao lado de seu irmão Laurence Doherty.

Confira quem são os maiores medalhistas olímpicos do tênis, entre homens e mulheres.

Vá além do mundo do Tênis! Confira também nossos outros conteúdos:

Maiores campeões olímpicos de tênis

  • Venus Williams – 5 medalhas (4 de ouro)
  • Serena Williams – 4 medalhas (4 de ouro)
  • Reginald Doherty – 4 medalhas (3 de ouro)
  • Vincent Richards – 3 medalhas (2 de ouro)
  • Andy Murray – 3 medalhas (2 de ouro)
  • Laurence Doherty – 3 medalhas (2 de ouro)
  • Mary Joe Fernández – 3 medalhas (2 de ouro)
  • Suzanne Lenglen – 3 medalhas (2 de ouro)
  • Charles Winslow – 3 medalhas (2 de ouro)
  • Rafael Nadal – 2 medalhas (2 de ouro)

Veja abaixo a lista completa dos maiores campeões de tênis nas olimpíadas. Lembrando que o critério de desempate é quem tem mais ouros e depois mais pratas:

Rank Tenista País Ouro Prata Bronze Total
1 Venus Williams Estados Unidos 4 1 0 5
2 Serena Williams Estados Unidos 4 0 0 4
3 Reginald Doherty Grã-Bretanha 3 0 1 4
4 Vincent Richards Estados Unidos 2 1 0 3
Andy Murray Grã-Bretanha 2 1 0 3
6 Laurence Doherty Grã-Bretanha 2 0 1 3
Mary Joe Fernández Estados Unidos 2 0 1 3
Suzanne Lenglen França 2 0 1 3
Charles Winslow África do Sul 2 0 1 3
10 Rafael Nadal Espanha 2 0 0 2
John Pius Boland Grã-Bretanha 2 0 0 2
Charlotte Cooper Grã-Bretanha 2 0 0 2
Gigi Fernández Estados Unidos 2 0 0 2
André Gobert França 2 0 0 2
Arthur Gore Grã-Bretanha 2 0 0 2
Edith Hannam Grã-Bretanha 2 0 0 2
Nicolás Massú Chile 2 0 0 2
Hazel Wightman Estados Unidos 2 0 0 2
Helen Wills Moody Estados Unidos 2 0 0 2
Beals Wright Estados Unidos 2 0 0 2
21 Kathleen McKane Godfree Grã-Bretanha 1 2 2 5
22 Charles Dixon Grã-Bretanha 1 1 2 4
23 Max Décugis França 1 1 1 3
Fernando González Chile 1 1 1 3
Steffi Graf Alemanha 1 1 1 3
Josiah Ritchie Grã-Bretanha 1 1 1 3
27 Herbert Barrett Grã-Bretanha 1 1 0 2
Elena Dementieva Rússia 1 1 0 2
Roger Federer Suíça 1 1 0 2
Harold Kitson África do Sul 1 1 0 2
Dorothea Köring Alemanha 1 1 0 2
Todd Woodbridge Austrália 1 1 0 2
Mark Woodforde Austrália 1 1 0 2
Max Woosnam Grã-Bretanha 1 1 0 2
35 Mike Bryan Estados Unidos 1 0 2 3
36 Victoria Azarenka Belarus 1 0 1 2
Marguerite Broquedis França 1 0 1 2
Bob Bryan Estados Unidos 1 0 1 2
Zina Garrison Estados Unidos 1 0 1 2
Edgar Leonard Estados Unidos 1 0 1 2
Miloš Mečíř República Tcheca 1 0 1 2
Jack Sock Estados Unidos 1 0 1 2
43 Arantxa Sánchez Vicario Espanha 0 2 2 4
Gunnar Setterwall Suécia 0 2 2 4
45 Harold Mahony Grã-Bretanha 0 2 1 3
Conchita Martínez Espanha 0 2 1 3
Jana Novotná República Tcheca 0 2 1 3
48 George Caridia Grã-Bretanha 0 2 0 2
Henri Cochet França 0 2 0 2
Dorothy Holman Grã-Bretanha 0 2 0 2
Dionysios Kasdaglis Grécia 0 2 0 2
Ichiya Kumagae Japão 0 2 0 2
Robert LeRoy Estados Unidos 0 2 0 2
Hélène Prévost França 0 2 0 2
Virginia Ruano Pascual Espanha 0 2 0 2
Helena Suková República Tcheca 0 2 0 2
57 Alphonzo Bell Estados Unidos 0 1 1 2
Sigrid Fick Suécia 0 1 1 2
Juan Martín del Potro Argentina 0 1 1 2
60 Albert Canet França 0 0 2 2
Stefan Edberg Suécia 0 0 2 2
Goran Ivanišević Croácia 0 0 2 2
Marion Jones Estados Unidos 0 0 2 2
Arthur Norris Grã-Bretanha 0 0 2 2
Hedwiga Rosenbaumová Bohemia 0 0 2 2

Todos os campeões olímpicos de tênis no simples masculino ano a ano

  • Atenas 1896 – John Pius Boland (GBR)
  • Paris 1900 – Laurence Doherty (GBR)
  • Saint Louis 1904 – Beals Wright (EUA)
  • Londres 1908 – Josiah Ritchie (GBR)
  • Estocolmo 1912 – Charles Winslow (AFS)
  • Antuérpia 1920 – Louis Raymond (AFS)
  • Paris 1924 – Vincent Richards (EUA)
  • Seul 1988 – Miloslav Mečíř (TCH)
  • Barcelona 1992 – Marc Rosset (SUI)
  • Atlanta 1996 – Andre Agassi (EUA)
  • Sydney 2000 – Yevgeny Kafelnikov (RUS)
  • Atenas 2004 – Nicolás Massú (CHI)
  • Pequim 2008 – Rafael Nadal (ESP)
  • Londres 2012 – Andy Murray (GBR)
  • Rio 2016 – Andy Murray (GBR)

Abaixo veja a tabela completa com todos os medalhistas ano a ano:

Edição Ouro Prata Bronze
Atenas 1896 John Pius Boland (GBR) Dionysios Kasdaglis (GRE) Momčilo Tapavica (HUN)

Konstantinos Paspatis (GRE)

Paris 1900 Laurence Doherty (GBR) Harold Mahony (GBR) Reginald Doherty (GBR)

Arthur Norris (GBR)

Saint Louis 1904 Beals Wright (EUA) Robert LeRoy (EUA) Alphonzo Bell (EUA)

Edgar Leonard (EUA)

Londres 1908 Josiah Ritchie (GBR) Otto Froitzheim (ALE) Wilberforce Eaves (GBR)
Estocolmo 1912 Charles Winslow (AFS) Harold Kitson (AFS) Oscar Kreuzer (ALE)
Antuérpia 1920 Louis Raymond (AFS) Ichiya Kumagae (JAP) Charles Winslow (AFS)
Paris 1924 Vincent Richards (EUA) Henri Cochet (FRA) Umberto De Morpurgo (ITA)
Seul 1988 Miloslav Mečíř (TCH) Tim Mayotte (EUA) Stefan Edberg (SUE)

Brad Gilbert (EUA)

Barcelona 1992 Marc Rosset (SUI) Jordi Arrese (ESP) Andrei Cherkasov (EUN)

Goran Ivanišević (CRO)

Atlanta 1996 Andre Agassi (EUA) Sergi Bruguera (ESP) Leander Paes (IND)
Sydney 2000 Yevgeny Kafelnikov (RUS) Tommy Haas (ALE) Arnaud Di Pasquale (FRA)
Atenas 2004 Nicolás Massú (CHI) Mardy Fish (EUA) Fernando González (CHI)
Pequim 2008 Rafael Nadal (ESP) Fernando González (CHI) Novak Djokovic (SER)
Londres 2012 Andy Murray (GBR) Roger Federer (SUI) Juan Martín del Potro (ARG)
Rio 2016 Andy Murray (GBR) Juan Martín del Potro (ARG) Kei Nishikori (JAP)

Todas as campeãs olímpicas de tênis no simples feminino ano a ano

  • Paris 1900 – Charlotte Cooper (GBR)
  • Londres 1908 – Dorothea Lambert Chambers (GBR)
  • Estocolmo 1912 – Marguerite Broquedis (FRA)
  • Antuérpia 1920 – Suzanne Lenglen (FRA)
  • Paris 1924 – Helen Wills (EUA)
  • Seul 1988 – Steffi Graf (ALE)
  • Barcelona 1992 – Jennifer Capriati (EUA)
  • Atlanta 1996 – Lindsay Davenport (EUA)
  • Sydney 2000 – Venus Williams (EUA)
  • Atenas 2004 – Justine Henin (BEL)
  • Pequim 2008 – Elena Dementieva (RUS)
  • Londres 2012 – Serena Williams (EUA)
  • Rio 2016 – Monica Puig (PUR)

Abaixo veja a tabela completa com todas as medalhistas ano a ano:

Edição Ouro Prata Bronze
Paris 1900 Charlotte Cooper (GBR) Hélène Prévost (FRA) Marion Jones (EUA)

Hedwiga Rosenbaumová (BOH)

Londres 1908 Dorothea Lambert Chambers (GBR) Dora Boothby (GBR) Ruth Winch (GBR)
Estocolmo 1912 Marguerite Broquedis (FRA) Dorothea Köring (ALE) Molla Bjurstedt (NOR)
Antuérpia 1920 Suzanne Lenglen (FRA) Dorothy Holman (GBR) Kitty McKane (GBR)
Paris 1924 Helen Wills (EUA) Julie Vlasto (FRA) Kitty McKane (GBR)
Seul 1988 Steffi Graf (ALE) Gabriela Sabatini (ARG) Zina Garrison (EUA)

Manuela Maleeva (BUL)

Barcelona 1992 Jennifer Capriati (EUA) Steffi Graf (ALE) Mary Joe Fernández (EUA)

Arantxa Sánchez Vicario (ESP)

Atlanta 1996 Lindsay Davenport (EUA) Arantxa Sánchez Vicario (ESP) Jana Novotná (RTC)
Sydney 2000 Venus Williams (EUA) Elena Dementieva (RUS) Monica Seles (EUA)
Atenas 2004 Justine Henin (BEL) Amélie Mauresmo (FRA) Alicia Molik (AUS)
Pequim 2008 Elena Dementieva (RUS) Dinara Safina (RUS) Vera Zvonareva (RUS)
Londres 2012 Serena Williams (EUA) Maria Sharapova (RUS) Victoria Azarenka (BLR)
Rio 2016 Monica Puig (PUR) Angelique Kerber (ALE) Petra Kvitová (RTC)

Em toda a história do tênis, somente a alemã Steffi Graf conseguiu vencer todos os 4 Grand Slams e ainda ser campeã olímpica de tênis no mesmo. Ela alcançou esse feito inédito e único em 1988, quando tinha apenas 19 anos.

Em 2020, nós teremos novos campeões olímpicos e mais grandes nomes do esporte buscando escrever uma página gloriosa na história do tênis nas Olimpíadas. Quais são seus palpites para os medalhistas em Tóquio?

Agora que você já sabe tudo sobre a história do tênis nas olimpíadas, aproveite para se aprofundar ainda mais no esporte com nossos outros conteúdos:

* Última atualização em 14/08/2019

Comentários

Salvar
79 Compart.
Compartilhar32
Twittar
Compartilhar
WhatsApp
Pin47