O primeiro campeão olímpico da história do surf, Italo Ferreira, não vai marcar presença nas Olimpíadas de Paris, que acontecem no Taiti.

Tudo isso por conta da acirrada concorrência no time brasileiro na modalidade. Italo perdeu espaço para Filipe Toledo, João Chianca e Gabriel Medina. Além disso, na última temporada, uma lesão impediu o potiguar de lutar por essa vaga.

Italo Ferreira comenta sobre sua ausência nas Olimpíadas

Em 16º no ranking, Italo Ferreira faz post reflexivo: “Sentimento estranho”
Aaron Hughes/WSL.

A última temporada não foi boa para Italo Ferreira. O campeão mundial de 2019 encontrou dificuldades para emplacar bons resultados e uma lesão já no último evento impediu Italo de lutar pelas Olimpíadas.

O ranking da WSL classificou Filipe Toledo (campeão mundial de 2023) e João Chianca (quarto colocado) de forma direta aos jogos. Logo em seguida, Gabriel Medina e Yago Dora brigaram pela vaga no Isa Games, que ficou com Medina.

De fato, Italo terminou como o quinto melhor brasileiro e ainda aparece em uma lista de espera atrás de Dora caso de lesões dos titulares.

Yago Dora e Italo Ferreira em espera! Surfistas aparecem em lista das Olimpíadas
Dora e Italo são os reservas do Brasil. WSL

Leia aqui >> Yago Dora e Italo Ferreira em espera! Surfistas aparecem em lista das Olimpíadas

No entanto, esse cenário nem passa na cabeça do potiguar, que admitiu, em entrevista ao Lance, ter ficado chateado por não conseguir a vaga nas Olimpíadas:

Subir ao pódio olímpico foi um sonho realizado, e claro que adoraria repetir a experiência. É natural ficar chateado por não ter me classificado, mas eu não tenho dúvidas de que o Brasil está bem representado com surfe da melhor qualidade”, declarou Italo Ferreira.

Continue no mundo do surf! Confira também nossos outros conteúdos: