Muito além de Boca Juniors e River Plate: confira a lista dos 10 maiores times da Argentina

A discussão sobre os maiores times da Argentina parece ser eterna. E nem é o topo o mais disputado. Este é perfeitamente e eternamente dividido entre Boca Juniors e River Plate, com o Independiente vez ou outra se aproximando a cada boa campanha recente.

É no meio do ranking que o bicho pega de verdade. Na sexta posição, para ser mais exato. Até porque os cinco grandes do futebol argentino já são bem estabelecidos. A grande disputa é para ser o sexto maior.

Aqui na Esportelândia, ao invés de tentar resolver essa discussão, preferimos mesmo é juntar todo mundo numa grande lista, no caso a dos maiores times da Argentina. O primeiro, o terceiro, o sexto, aí é com você — e com os hermanos, claro.

Maiores times da Argentina

  • Boca Juniors
  • Estudiantes
  • Huracán
  • Independiente
  • Newell’s Old Boys
  • Racing
  • River Plate
  • Rosario Central
  • San Lorenzo
  • Vélez Sarsfield

Boca Juniors

Diego Maradona, ex-jogador de futebol

Um implacável conquistador de títulos, um óbvio destino de grandes craques — e de uma lenda — e um enorme receptáculo das mais extremas paixões, o Boca Juniors não é somente um dos maiores times da Argentina. É um colosso do mundo.

O Boca é um dos cinco maiores campeões internacionais do futebol mundial. Até aqui, são 18 títulos para além dos campeonatos nacionais, sendo seis da Copa Libertadores e três do Mundial Interclubes.

No plano doméstico, são 34 títulos do Campeonato Argentino, 13 da Copa da Argentina e a eterna luta contra o River Plate pela hegemonia nacional.

Estudiantes

Foto do título do Estudiantes
(Reprodução)

Por incrível que pareça, o Estudiantes, um dos cinco maiores vencedores da história da Copa Liberadores da América, não é considerado um dos cinco principais times da Argentina. E olha que é possivelmente o clube com a sexta maior torcida do país.

Se para nós, brasileiros, a conquista do título do Mundial em 1968 e dos quatro da Liberta  seriam motivo o bastante, para os argentinos são mais importantes as questões históricas e culturais. Pesa o fato de La Plata não ser uma cidade muito representativa economica, cultural e futebolisticamente.

O Estudiantes não tem um grande rival, nem muitos Campeonatos Argentinos conquistados (6). História, ainda assim, o time tem de sobra, sendo o clube com maior número de participações na primeira divisão. Ainda que não seja um dos cinco, tem tradição suficiente para sobrar entre os 10 grandes do país.

Huracán

Imagem dos jogadores do Huracán comprimentando os torcedores
(Divulgação)

O Huracán, ao contrário do Estudiantes, não tem tanta projeção internacional, sequer é muito conhecido por aqui. Lá, porém, é geralmente o favorito para a posição de sexto maior time da Argentina.

É, afinal, um clube tradicionalíssimo, que figurou decisivamente para a formação de um Campeonato Argentino mais forte. Tanto que venceu quatro de seus cinco títulos nacionais nessa época, a chamada Era Amadora.

Por mais antigas que sejam as suas conquistas, o Huracán segue muito influente no futebol do país. Foi, por exemplo, a inspiração para um sem-fim de equipes homônimas no país e até na vizinhança fronteiriça. Mais ainda, é o grande rival do San Lorenzo, esse sim um dos indubitáveis cinco maiores da Argentina.

Independiente

Imagem da torcida do Independiente
(Reprodução)

Simplesmente não seria possível o “Rey de Copas” não ser um dos maiores times da Argentina. O Independiente é o maior campeão da história da Libertadores, dono de sete títulos, afinal de contas.

Além destas, o time tem outras nove conquistas internacionais reconhecidas pela Conmebol e pela FIFA, figurando entre as dez mais vitoriosas agremiações do mundo no quesito.

O Independiente também pode se gabar de ser o principal clube argentino antes da ascensão de Boca e River. Venceu 16 vezes o Campeonato Argentino, sendo oito somente entre os anos 1920 e 19670.

Newell’s Old Boys

Messi homenageando Maradona após gol pelo Barcelona
(Reprodução)

Para os corações argentinos, as cinco partidas que Diego Maradona fez pelo Newell’s Old Boys bastariam para colocar o time entre os maiores do país. Mas aí o Argentino Juniors, clube em que Dieguito jogou por cinco anos, seria o baluarte do futebol latino. E sequer está nessa lista.

Mas não é (somente) por Maradona que o Newell’s figura entre esses 10 times. Até porque o clube também revelou ninguém menos que Lionel Messi.

O time de Rosario, como dá para ver, tem uma das mais prolíficas categorias de base do continente. Até técnico formou, o louco e genial Marcelo Bielsa.

Foi inclusive com um time inteiramente formado por jogadores das canteras que o Newell’s conquistou o seu último Argentinão completo, em 1992. Ganhou mais dois turnos desde então, sendo 9 títulos nacionais no total, contando com as Copas da Argentina.

Vá além do futebol! Confira outros conteúdos da Esportelândia:

Racing

Racing campeão argentino
Racing levou o título de campeão argentino em 2018-2019

O Racing é considerado um dos cinco grandes clubes da Argentina, e não é por menos. La Academia — apelido similar ao do Palmeiras, só que relacionado ao estilo de jogo nos anos 30 — é o terceiro maior campeão do Campeonato Argentino.

São 18 títulos nacionais, mais 13 Copas da Argentina, além de uma Libertadores e de um Mundial. Por muito tempo, o clássico de Avellaneda, que faz com o Independiente, foi  o maior da Argentina, dado o número de conquistas de ambos na Era Amadora e da Primera Division.

Tão grande quanto a história do Racing são as suas secas e seus problemas. O clube amargou uma fila de quase 50 sem títulos domésticos e depois outra de dez. Chegou a quase falir por duas vezes, foi rebaixado, enfim. E sempre conseguiu se reerguer completamente. Para poucos, convenhamos.

River Plate

River Plate maior campeão da história do Campeonato Argentino

O River Plate é simplesmente o maior campeão da história do Campeonato Argentino. São 36 títulos na conta, conquistados em basicamente todas as eras do certame nacional. Um time tradicional e consistente, portanto.

Nos últimos anos, o clube tem exercido um grande domínio não só no país, mas em todo o continente. Venceu seis dos seus nove títulos continentais de 2014 a 2020, sendo duas Copas Libertadores. No torneio, aliás, tem um total de 4 conquistas e um sem fim de participações em semifinais.

Os Millionarios são ainda 12 vezes campeões da Copa da Argentina e contam com um influente centro de formação de jogadores. De lá, saíram alguns dos principais nomes do futebol da América do Sul dos últimos anos, como Radamel Falcao e Gonzalo Higuaín — e da história também: Hernán Crespo, Juan Pablo Sorín e o grande Alfredo Di Stéfano.

Rosario Central

Imagem de comemoração do Rosario Central na Copa da Argentina
(Getty)

O Rosario Central está seguramente entre os maiores times da Argentina. Tem expressão, história e tradição. Só não tem exatamente muitos títulos, pelo menos na comparação com os “cinco grandes”.

A grandeza, no entanto, é clara. Uma pesquisa de 2012 apontou que a torcida do grande rival do Newell’s Old Boys é a sexta maior do país. Natural para um clube que carrega a bandeira provinciana do futebol argentino.

Os Canallas foram, afinal, os primeiros campeões argentinos vindos do interior. E foram além, por supuesto. Venceram o Argentinão outras três vezes e foram vice-campeões em quatro oportunidades, sem falar das cinco Copas da Argentina conquistadas.

San Lorenzo

San Lorenzo primeiro campeão da Copa Sul-Americana
San Lorenzo foi o primeiro campeão da Copa Sul-Americana ao derrotar o Atlético Nacional

Não se engane: o San Lorenzo é muito mais do que o “time do papa”. Muito antes de receber a Santa Torcida, o clube já era membro fixo do quadro dos cinco grandes da Argentina.

Desse seleto grupo, é considerado como “apenas” o quinto maior. O número de títulos do Campeonato Argentino retifica a tese: são 15, atrás de River, Boca, Racing e Independiente. A colocação é a mesma no ranking de torcidas, estimada em 1,5 milhões de apaixonados.

E bota apaixonados nisso. É só ver o fanatismo do Papa Francisco, ora, assim como a festa que a torcida fez após o primeiro e único título da Libertadores do San Lorenzo, em 2014. Sem falar na latente paixão nas arquibancadas nos clássicos contra o Huracán.

Vélez Sarsfield

Imagem do estadio do Velez em dia de jogo
(CC/Beatrice Murch)

Dá para dizer que o Vélez Sarsfield é o caçula da lista dos maiores times da Argentina. Não que ele seja exatamente mais novo, tendo sido fundado em 1910. Mas suas maiores conquistas e o seu absurdo crescimento é recente.

Em pouco menos de vinte anos, o Fortín saltou de um único título do Campeonato Argentino para 10, e mais nove vices, tornando-se o sexto maior vencedor da competição. Essas duas décadas de conquistas começaram na metade dos anos noventa.

Antes, porém, de levantar esses nove troféus, o Vélez teve sua mais impressionante campanha, vencendo a Libertadores de 1994 e o subsequente Mundial, batendo ninguém menos que o Milan de Maldini e Baresi.

Agora que você conhece os 10 maiores times da Argentina, que tal conferir outros conteúdos de futebol? Acesse:

*Última atualização em 3 de dezembro de 2020

Salvar