Tudo sobre a história de Anderson Silva: como começou no MMA, cartel, as melhores lutas, os grandes rivais e as polêmicas do Spider

Anderson Silva é um dos maiores lutadores de MMA de todos os tempos. Ao mesmo tempo em que foi vitorioso, também se caracterizou por ser polêmico. 

Independentemente de ser fã ou hater do Spider, é preciso reconhecer que ele foi peça importante para a popularização do UFC, principalmente no Brasil.

As melhores lutas estarão guardadas para sempre na memória dos amantes de artes marciais. Mas você é capaz de indicar quais foram os passos do lutador brasileiro até se tornar um dos melhores do mundo?

Continue com a gente e relembre todos os detalhes da carreira de Anderson Silva!

Quem é Anderson Silva?

Quem é Anderson Silva
Anderson Silva foi campeão dos Médios do UFC e defendeu o título por 10 vezes

Anderson Silva é um lutador de artes marciais mistas (MMA, na sigla em inglês) e ex-campeão da categoria Peso Médio do Ultimate Fighting Championship (UFC). Conhecido também pelo apelido Spider, ele nasceu em 14 de abril de 1975, em São Paulo-SP.

O brasileiro detém o recorde de maior reinado na história do UFC, com 2.457 dias. Nesse período, ele conquistou 16 vitórias consecutivas e defendeu o cinturão dos médios por 10 vezes, até ser derrotado por Chris Weidman.

O período em que o Spider foi dono do cinturão começou em 2006 e terminou em 2013. 

Para muitos especialistas em MMA, Anderson Silva é o maior lutador de todos os tempos.

Biografia de Anderson Silva

Biografia de Anderson Silva
Trajetória de Anderson Silva nas artes marciais começou no Taekwondo

Anderson Silva nasceu em São Paulo, mas a maior parte de sua infância foi em Curitiba. Aos 4 anos, sua família se mudou para a capital paranaense, onde ele começou a treinar Taekwondo. Aos 18 anos, Anderson já era faixa preta.

Mais tarde, o Spider aprendeu Muay Thai, Boxe, Jiu-Jitsu, Judô e Capoeira. 

Foi em 1997 que Anderson Silva iniciou sua trajetória nas Artes Marciais Mistas.

Como Anderson Silva começou no MMA?

As primeiras lutas de Anderson Silva foram válidas pelo Brazilian Freestyle Circuit, disputado em junho de 1997. Já em 2000, ele participou do Mecca, evento realizado em Curitiba. 

Com as vitórias em competições brasileiras, o Spider teve as primeiras chances de competir em eventos internacionais. Sua estreia no Shoot aconteceu em 2001, com vitória por decisão unânime sobre o japonês Tetsuji Kato. 

Ainda em 2001, Anderson lutou pelo cinturão dos pesos médios do evento, contra o também japonês Hayato Sakurai. O brasileiro venceu a luta por decisão unânime dos juízes e conquistou o seu primeiro cinturão em um grande evento de MMA.

Trajetória de Anderson Silva no Pride

Trajetória de Anderson Silva no Pride
Trajetória de Anderson Silva no Pride teve derrota para Ryo Chonan

Em 2002, Anderson Silva passou a lutar no Pride. Na sua estreia no evento, venceu o norte-americano Alex Steibling por nocaute técnico no primeiro round. Na sequência, derrotou por decisão unânime o japonês Alexander Otsuka e o canadense Carlos Newton, ex-campeão do UFC.

Após as três vitórias, o brasileiro sofreu sua primeira derrota no Pride diante do japonês Daiju Takase. 

As próximas lutas de Anderson Silva lutou foram válidas pelo Conquista Fight 1 e pelo Gladiator FC. Ele ainda conquistou o cinturão do Cage Rage, ao superar o britânico Lee Murray.

No retorno ao Pride, em dezembro de 2003, o Spider foi derrotado pelo japonês Ryo Chonan.

Na sequência, ele defendeu o cinturão do Cage Rage com sucesso por duas vezes, lutando contra Jorge Rivera e Curtis Stout. 

Já em janeiro de 2006, Anderson Silva foi desqualificado em luta válida pelo Rumble on the Rock 8, ao chutar o rosto de Yushin Okami em posição de guarda, o que era proibido pelas regras do evento.

Depois daquela luta, Anderson lutou mais uma vez no Cage Rage, contra o americano Tony Fryklund, e venceu por nocaute ainda no primeiro round. A partir dali, o Spider abriu caminho para iniciar sua carreira no UFC.

Trajetória de Anderson Silva no UFC

Carreira de Anderson Silva no UFC
Anderson Silva estreou no UFC com vitória sobre Chris Leben

Em 28 de junho de 2006, Anderson Silva fez sua estreia no UFC. O brasileiro nocauteou Chris Leben aos 49 segundos do primeiro round do Ultimate Fight Night.

Logo na sua segunda pelo UFC, o Spider conquistou o cinturão Peso Médio, ao derrotar Rich Franklin por nocaute.

Anderson Silva conquistou 17 vitórias consecutivas no UFC, sendo 10 defesas de título. Em seu período de invencibilidade, entre 2006 e 2012, ele derrotou Travis Lutter, Nate Marquardt, Rich Franklin em revanche, Dan Henderson, James Irvin, Patrick Côté, Thales Leites, Demian Maia, Chael Sonnen por duas vezes, Vitor Belfort, Yushin Okami e Stephan Bonnar.

Os combates contra Irvin, Griffin e Bonnar foram válidos pela categoria dos Meio Pesados. Já a luta contra Dan Henderson serviu para unificar o cinturão Peso Médio do UFC e o cinturão Meio Médio do Pride.

Em 6 de julho de 2013, Anderson Silva perdeu o cinturão Peso Médio do UFC em luta contra Chris Weidman. Numa tentativa de se esquivar, o brasileiro foi atingido por um soco no queixo e acabou nocauteado.

O Spider e Weidman voltaram a se encontrar em dezembro daquele ano. Numa tentativa de chute, Anderson Silva quebrou a perna e precisou deixar o octógono de maca. Assim, houve nocaute técnico.

O retorno de Anderson Silva ao UFC aconteceu em janeiro de 2015. Ele venceu a luta contra Nate Diaz por decisão, mas o resultado foi anulado depois de ele ser pego em exame antidoping.

Nos cinco combates seguintes, Anderson perdeu para Michael Bisping e Daniel Cormier, venceu Derek Brunson, e foi derrotado também por Israel Adesanya e Jared Cannonier.

Aposentadoria de Anderson Silva

Anderson Silva fez sua última luta no UFC em 31 de outubro de 2020. O brasileiro enfrentou o jamaicano Uriah Hall e foi derrotado por nocaute técnico. Por contrato, o Spider ainda teria mais uma luta no Ultimate, mas o chefe da organização, Dana White, ratificou que o combate com Hall marcou a aposentadoria de Anderson.

“Depende de mim decidir, e ele está se aposentando. Ele ainda tem uma luta no contrato, mas fez um acordo comigo. Antes deste contrato ser assinado, ele acordou comigo que essa seria a última luta e que se aposentaria. Nós temos um acordo. Já dei a ele mais lutas do que eu deveria”, disse Dana White.

“Na verdade eu estou me sentindo mal. Não me sinto bem comigo mesmo pelas lutas que eu dei a ele. Anderson deveria ter se aposentado antes. Mas o cara é uma lenda do esporte e nessa empresa e era difícil para mim dizer “não” a ele. Mas agora temos um acordo. Não gostei de vê-lo lutando hoje. Fico triste ao ver o resultado”, complementou o chefão do UFC.

A luta contra Uriah Hall teve um resultado triste para Anderson Silva e foi pouco comemorada pelo jamaicano. Na realidade, Hall chorou e se desculpou por ter nocauteado o brasileiro, que é seu ídolo.

Apesar das declarações de Dana White, Anderson Silva não confirmou que encerrará sua trajetória no MMA. Confira no vídeo abaixo, do canal oficial do UFC Brasil, como foi a entrevista do Spider e após a derrota.

Cartel de Anderson Silva nas Artes Marciais Mistas (MMA)

  • Total de Lutas: 44
  • Vitórias: 34
    • Vitórias por nocaute: 20
    • Vitórias por finalização: 6
    • Vitórias por decisão: 8
  • Derrotas: 11
    • Derrotas por nocaute: 4
    • Derrotas por finalização: 2
    • Derrotas por decisão: 4
    • Derrotas por desqualificação: 1
  • Lutas sem resultado: 1

Lutas de Anderson Silva no MMA

Ano Evento Adversário Resultado
1997 Brazilian Freestyle Circuit 1 Fabrício Camões Vitória por Nocaute Técnico
1997 Brazilian Freestyle Circuit 1 Raimundo Pinheiro Vitória por Finalização
2000 Mecca: World Vale Tudo 1 Luiz Azeredo Derrota por Decisão Unânime
2000 Mecca: World Vale Tudo 2 José Barreto Vitória por Nocaute Técnico
2000 Mecca: World Vale Tudo 4 Claudionor Fontinelle Vitória Por Nocaute Técnico
2001 Shooto: To The Top 2 Tetsuji Kato Vitória por Decisão Unânime
2001 Mecca: World Vale Tudo 5 Israel Albuquerque Vitória Por Nocaute Técnico
2001 Shooto: To The Top 7 Hayato Sakurai Vitória Por Decisão Unânime
2002 Mecca: World Vale Tudo 6 Roan Carneiro Vitória por Finalização
2002 Pride 21: Demolition Alex Stiebling Vitória por Nocaute Técnico
2002 Pride 22: Beasts From The East 2 Alexander Otsuka Vitória por Decisão Unânime
2003 Pride 25: Body Blow Carlos Newton Vitória por Nocaute
2003 Pride 26: Bad to the Bone Daiju Takase Derrota por Finalização
2003 Conquista Fight 1 Waldir dos Anjos Vitória por Nocaute Técnico
2004 Gladiator FC: Day 2 Jeremy Horn Vitória por Decisão Unânime
2004 Cage Rage 8: Knights of the Octagon Lee Murray Vitória por Decisão Unânime
2004 Pride Shockwave 2004 Ryo Chonan Derrota por Finalização
2005 Cage Rage 11: Face Off Jorge Rivera Vitória por Nocaute Técnico
2005 Cage Rage 14: Punishment Curtis Stout Vitória por Nocaute
2006 Rumble on the Rock 8 Yushin Okami Derrota por desqualificação (chute ilegal)
2006 Cage Rage 16: Critical Condition Tony Fryklund Vitória por Nocaute
2006 UFC Ultimate Fight Night 5 Chris Leben Vitória por Nocaute
2006 UFC 64: Unstoppable Rich Franklin Vitória por Nocaute
2007 UFC 67: All or Nothing Travis Lutter Vitória por Finalização
2007 UFC 73: Stacked Nate Marquardt Vitória por Nocaute Técnico
2007 UFC 77: Hostile Territory Rich Franklin Vitória por Nocaute Técnico
2008 UFC 82: Pride of a Champion Dan Henderson Vitória por Finalização
2008 UFC Fight Night: Silva vs Irvin James Irvin Vitória por Nocaute
2008 UFC 90: Silva vs. Côté Patrick Côté Vitória por Nocaute Técnico
2009 UFC 97: Redemption Thales Leites Vitória por Decisão Unânime
2009 UFC 101: Declaration Forrest Griffin Vitória por Nocaute
2010 UFC 112: Invincible Demian Maia Vitória por Decisão Unânime
2010 UFC 117: Silva vs. Sonnen Chael Sonnen Vitória por Finalização
2011 UFC 126: Silva vs. Belfort Vitor Belfort Vitória por Nocaute
2011 UFC 134: Silva vs. Okami Yushin Okami Vitória por Nocaute Técnico
2012 UFC 148: Silva vs. Sonnen II Chael Sonnen Vitória por Nocaute Técnico
2012 UFC 153: Silva vs. Bonnar Stephan Bonnar Vitória por Nocaute Técnico 
2013 UFC 162: Silva vs. Weidman Chris Weidman Derrota por Nocaute
2013 UFC 168: Weidman vs. Silva II Chris Weidman Derrota por Nocaute Técnico
2015 UFC 183: Silva vs. Diaz Nick Diaz Sem resultado
2016 UFC Fight Night: Silva vs. Bisping Michael Bisping Derrota por Decisão Unânime 
2016 UFC 200: Tate vs. Nunes Daniel Cormier Derrota por Decisão Unânime
2017 UFC 208: Holm vs. de Randamie Derek Brunson Vitória por Decisão Unânime
2019 UFC 234: Adesanya vs. Silva Israel Adesanya Derrota por Decisão Unânime
2019 UFC 237: Namajunas vs. Andrade Jared Cannonier Derrota por Nocaute Técnico
2020 UFC Fight Night: Hall vs. Silva Uriah Hall Derrota por Nocaute Técnico

Vá além das Artes Marciais! Confira também:

Melhores lutas de Anderson Silva no UFC

Anderson Silva x Chael Sonnen I (UFC 117)

Anderson Silva e Chael Sonnen
Virada épica de Anderson Silva sobre Chael Sonnen no UFC 117 é uma das melhores lutas da história

Anderson Silva protagonizou algumas das melhores lutas da história do UFC. Indiscutivelmente, o primeiro combate com o americano Chael Sonnen é um dos mais marcantes da história do evento.

Mais do que por sua capacidade técnica, Sonnen se destacava por atormentar verbalmente os seus adversários. E foi isso que ele fez com o brasileiro antes da luta.

Dentro do octógono, o norte-americano dominou os quatro primeiros rounds, até ser finalizado a menos de dois minutos para o fim da luta. 

A vitória de Anderson Silva foi uma das mais impressionantes reviravoltas em um combate de MMA em todos os tempos.

Anderson Silva x Vitor Belfort (UFC 126)

Anderson Silva e Vitor Belfort no UFC
Anderson Silva usou técnica de chute para surpreender Vitor Belfort no UFC

Qualquer fã de esporte, especialmente o brasileiro, sempre se lembrará do duelo entre Anderson Silva e Vitor Belfort no UFC 126.

O combate entre os brasileiros, em fevereiro de 2011, foi aguardado como a “luta do século”.

Com um chute espetacular e uma sequência de dois socos, aos 3min25s do primeiro round, o então Anderson Silva derrotou o desafiante Vitor Belfort.

O chute de Anderson se tornou uma das imagens mais marcantes da história do UFC e ajudou na consolidação do MMA no Brasil. Não à toa, o duelo entre brasileiro entra na nossa lista das melhores lutas de todos os tempos.

Polêmicas de Anderson Silva

Doping de Anderson Silva
Anderson Silva foi flagrado no exame antidoping e cumpriu suspensão de um ano

Extremamente vitorioso em boa parte de sua carreira e considerado um dos melhores lutadores de MMA de todos os tempos, Anderson Silva também se envolveu em polêmicas. Por duas vezes, ele foi flagrado no exame antidoping, mas somente no primeiro caso teve de cumprir suspensão.

O primeiro episódio de doping acusou o uso dos metabólitos de drostanolona e androsterona em exame realizado pela Comissão Atlética de Nevada (NSAC) em 9 de janeiro de 2015, poucos dias antes da luta contra Nick Diaz, no UFC 183. Um novo exame feito no dia da luta também deu resultado positivo para as substâncias proibidas.

Em seu julgamento, a defesa do brasileiro alegou que um dos suplementos utilizados pelo lutador estava contaminado. Anderson disse que tomou o medicamento, trazido por um amigo da Tailândia, para melhora de desempenho sexual.

A Comissão Atlética de Nevada não aceitou as explicações e puniu o atleta com suspensão por um ano. Além disso, Anderson Silva foi multado em 30% da bolsa de US$ 600 mil e perdeu o bônus de US$ 200 mil pela vitória. O resultado da luta contra Nate Diaz, vencido pelo brasileiro por decisão, foi alterado para “sem resultado”.

O segundo caso de doping de Anderson Silva aconteceu em 2018. O exame indicou o uso de Methyltestosterona, um esteróide anabolizante sintético. 

Posteriormente, a USADA disse ter ficado provado que Anderson usou um suplemento contaminado por substância proibidas vindas de uma farmácia de manipulação.

Documentário de Anderson Silva


Uma das principais lutas da carreira de Anderson Silva virou filme. Lançado em 2012, “Anderson Silva – Como Água” retratou sua luta histórica contra o norte-americano Chael Sonnen, realizada em 2010. 

O Spider quase foi derrotado, mas conseguiu encaixar uma chave de perna nos últimos minutos da luta. Posteriormente, os dois lutadores fizeram uma revanche, com nova vitória do brasileiro.

Anderson Silva encerrou sua trajetória no UFC em 2020 como um dos maiores lutadores da história. Agora que você já sabe tudo sobre o Spider, aproveite para conhecer mais detalhes da carreira de grandes nomes das artes marciais:

*Última atualização em 1º de novembro de 2020

Comentários

Salvar
11 Compart.
Compartilhar2
Twittar
Compartilhar
WhatsApp
Pin9