Lutas de Anderson Silva, Jon Jones, Conor McGregor, José Aldo, Vitor Belfort… Relembre os grandes combates da história do UFC 

Qual a melhor luta do UFC em todos os tempos? Em mais de 25 anos de história do Ultimate, não é fácil responder essa pergunta, mas nos arriscamos a tentar.

Com lutas de Anderson Silva, José Aldo, Jon Jones, Conor McGregor e os maiores nomes da história do UFC, relembramos os grandes combates já disputados no octógono.

A lista inclui também as melhores lutas entre mulheres no UFC. Sem indicarmos qual a melhor de todas, deixamos a escolha da ordem para você.

Então não perca tempo e veja agora mesmo as melhores lutas do UFC em todos os tempos!

Lista das melhores lutas do UFC em todos os tempos

  • Anderson Silva x Chael Sonnen I (UFC 117)
  • Jon Jones x Alexander Gustafsson (UFC 165)
  • Forrest Griffin x Stephan Bonnar (TUF 1 Finale)
  • Dan Henderson x Mauricio Shogun (UFC 139)
  • José Aldo x Conor McGregor (UFC 194)
  • Conor McGregor x Nate Diaz II (UFC 202)
  • Ronda Rousey x Liz Carmouche (UFC 157)
  • Cris Cyborg x Amanda Nunes (UFC 232)
  • Chuck Liddell x Randy Couture (UFC 43, UFC 52 e UFC 57)
  • Frankie Edgar x Gray Maynard (UFC 125 e UFC 136)
  • Matt Hughes x Frank Trigg II (UFC 52)
  • Chuck Liddell x Wanderlei Silva (UFC 79)
  • Tito Ortiz x Ken Shamrock (UFC 40)
  • Chuck Liddell x Tito Ortiz (UFC 47 e UFC 66)
  • Brock Lesnar x Frank Mir (UFC 100)
  • Anderson Silva x Vitor Belfort (UFC 126)

Anderson Silva x Chael Sonnen I (UFC 117)

Anderson Silva e Chael Sonnen
Virada épica de Anderson Silva sobre Chael Sonnen no UFC 117 é uma das melhores lutas da história

Anderson Silva protagonizou algumas das melhores lutas da história do UFC. Indiscutivelmente, o primeiro combate com o americano Chael Sonnen é um dos mais marcantes da história do evento.

Mais do que por sua capacidade técnica, Sonnen se destacava por atormentar verbalmente os seus adversários. E foi isso que ele fez com o brasileiro antes da luta.

Dentro do octógono, o norte-americano dominou os quatro primeiros rounds, até ser finalizado a menos de dois minutos para o fim da luta. 

A vitória de Anderson Silva foi uma das mais impressionantes reviravoltas em um combate de MMA em todos os tempos.

Jon Jones x Alexander Gustafsson (UFC 165)

maiores lutas jon jones
Alexander Gustafsson é um dos maiores rivais de Jon Jones

Jon Jones tinha o histórico de não apenas derrotar seus oponentes, mas também dominá-los. Porém, esse não foi o caso contra Alexander Gustafsson. O sueco igualou o combate golpe a golpe. 

Jones manteve o título com vitória por decisão unânime dos juízes (48-47, 48-47 e 49-46), numa das lutas mais equilibradas e emocionantes da história. Porém, para muitos analistas, Gustafsson foi quem levou vantagem.

Em 2018, no UFC 232, Bones voltou a derrotar Alexander Gustafsson na revanche e pegou de volta o cinturão dos meio-pesados, depois de tê-lo perdido por doping.

Forrest Griffin x Stephan Bonnar (TUF 1 Finale)

Stephan Bonnar e Forrest Griffin
Stephan Bonnar e Forrest Griffin fizeram a final da primeira edição do TUF

Em 2005, foi criado o The Ultimate Fighter (TUF), um reality show que coloca em disputa lutadores no início de carreira. 

O programa ajudou a alavancar o UFC e criar mais identificação entre o público e os competidores. Grande parte do sucesso do TUF está atrelada à luta entre Forrest Griffin e Stephan Bonnar, na decisão da primeira edição.

No segundo round, Bonnar quebrou o nariz de Griffin. Já no último round, os dois lutadores trocaram golpes e quedas, enquanto tentavam superar o cansaço. 

No final, Griffin venceu por decisão unânime.

Dan Henderson x Mauricio Shogun (UFC 139)

Dan Henderson e Mauricio Shogun
Dan Henderson e Mauricio Shogun fizeram uma das melhores lutas da história do UFC

Há quem diga que a luta entre Maurício Shogun e Lyoto Machida, no UFC 104, merece fazer parte das listas dos melhores combates da história do evento. Aqui, Shogun faz parte da nossa relação pelo duelo com Dan Henderson no UFC 139.

Por 25 minutos, Shogun e Henderson ficaram frente a frente, soco após soco, chute após chute. Mesmo quando foram ao chão, os golpes não pararam. 

Henderson saiu com a vitória em uma decisão unânime, mas muitos fãs de MMA avaliam que Shogun fez o suficiente para obter a vitória numa das melhores lutas do UFC em todos os tempos. 

José Aldo x Conor McGregor (UFC 194)

primeiro cinturao conor mcgregor
Conor McGregor conquistou o primeiro cinturão do UFC contra José Aldo

Entre todas as grandes lutas da história do UFC, o duelo entre José Aldo e Conor McGregor foi um dos mais aguardados. 

Tudo começou em 2014, em Dublin, na Irlanda, quando McGregor derrotou Diego Brandão no primeiro round. Dois meses depois, ele fez o mesmo com Dustin Poirier no UFC 178 e, quatro meses depois, superou Dennis Siver em Boston. 

Após a terceira vitória seguida, ele subiu na grade do octógono para pedir uma luta contra o até então único campeão dos pesos penas da história do UFC, preparando o cenário para um confronto épico com José Aldo.

Os dois lutadores fizeram uma turnê mundial de 12 dias, oito cidades e cinco países, promovendo a luta, que foi posicionada como o evento principal no UFC 189. No entanto, pouco mais de duas semanas antes do combate, Aldo se lesionou durante treinamento.

McGregor ficou no card e venceu Chad Mendes, reivindicando o título provisório da categoria.

Quando Aldo e McGregor finalmente se encontraram no UFC 194, houve recorde de bilheteria. E em apenas 13 segundos de combate, o irlandês venceu o brasileiro, estabelecendo seu nome na história do MMA.

Conor McGregor x Nate Diaz II (UFC 202)

Nate Diaz e Conor McGregor
Conor McGregor foi impiedoso com Nate Diaz no segundo confronto entre eles

A rivalidade entre Conor McGregor e Nate Diaz é uma das mais marcantes da história do UFC.

Em 2016, McGregor subiu para a categoria dos meio-médios e sofreu a sua primeira derrota da carreira. O irlandês recebeu um mata-leão no segundo round, não conseguiu sair do golpe e foi finalizado por Nate Diaz, que havia substituído Rafael dos Anjos dias antes do evento. 

McGregor imediatamente solicitou uma revanche, que, após alguns atrasos, aconteceu no evento principal do UFC 202, em Las Vegas.

No muito aguardado reencontro, o irlandês levou a melhor por decisão majoritária dos árbitros laterais.

Os fãs de MMA ainda esperam pela trilogia.

Ronda Rousey x Liz Carmouche (UFC 157)

Ronda Rousey e Liz Carmouche no UFC
Ronda Rousey venceu Liz Carmouche na luta que inaugurou a era dos combates femininos no UFC

É inegável que Ronda Rousey mudou a história das lutas femininas no MMA. Quando o UFC comprou o Strikeforce, a norte-americana se tornou a primeira mulher do Ultimate Fighting Championship.

Rousey foi nomeada a primeira campeã peso-galo da organização em novembro de 2012 e estreou no octógono no UFC 157, em 23 de fevereiro de 2013. Em sua primeira luta, ela venceu Liz Carmouche no primeiro round com uma chave de braço.

Apesar da vitória, Ronda deixou o octógono lesionada. “Eu desloquei minha mandíbula, quebrei meu septo nasal e saí tossindo da luta. Quando a mão dela passou pela minha mandíbula, minha boca estava muito aberta”, relembrou.

“O que de pior poderia acontecer era quebrar o pescoço, e o meu estava além do lugar que deveria estar. Foi naquele momento que eu percebi que estava disposta a morrer para ganhar aquela luta. Eu estava disposta a ficar tetraplégica para vencer. Essa era a importância daquela luta para mim. Eu não me importava com as consequências. A possibilidade de desistir nunca passou pela minha cabeça”, acrescentou.

Desde então, a história das lutas femininas no UFC e em todos os eventos de MMA jamais foi a mesma.

Cris Cyborg x Amanda Nunes (UFC 232)

Amanda Nunes e Cris Cyborg
Amanda Nunes venceu Cris Cyborg em um dos duelos mais marcantes do MMA feminino

O duelo entre as brasileiras Cris Cyborg e Amanda Nunes está no rol de superlutas do UFC. Foi o primeiro combate entre duas campeãs de categorias diferentes no Ultimate — Cyrborg era a dona do cinturão do peso pena, enquanto Amanda era campeã dos galos.

No octógono, Amanda Nunes fez o que era considerado impossível e nocauteou Cris Cyborg em 51 segundos, para se tornar a única lutadora do mundo a ter dois cinturões do UFC.

Cyborg não perdia há 13 anos e um mês. Nesse período, derrotou 21 oponentes. A derrota para Amanda Nunes marcou a consolidação do reinado de uma nova superestrela do octógono.

Vá além das Artes Marciais! Confira também conteúdos de outros esportes:

Chuck Liddell x Randy Couture (UFC 43, UFC 52 e UFC 57)

Chuck Liddell e Randy Couture
Chuck Liddell e Randy Couture fizeram três combates intensos no UFC

Chuck Liddell e Randy Couture fizeram três lutas inesquecíveis no UFC, todas encerradas por nocaute. 

No primeiro duelo, Couture venceu no terceiro round e se tornou o primeiro lutador da história do UFC a vencer em duas categorias de peso distintas.

Apenas um ano depois, Liddell e Ortiz se reencontraram na condição de treinadores do The Ultimate Fighter (TUF).

Depois que Couture saiu do primeiro encontro com uma vitória por nocaute, o segundo terminou com Liddell iniciando seu reinado como campeão dos meio-pesados do UFC.

Já a terceira e última luta entre Chuck Liddell e Randy Couture foi tudo que os fãs do UFC esperavam.

No segundo round, Liddell colocou Couture para dormir e confirmou sua vitória na trilogia.

Frankie Edgar x Gray Maynard (UFC 125 e UFC 136)

Frankie Edgar e Gray Maynard fizeram lutas históricas no UFC
Frankie Edgar e Gray Maynard fizeram lutas históricas no UFC

Frankie Edgar e Gray Maynard lutaram três vezes em suas carreiras e duas dessas lutas são rotineiramente citadas entre as melhores da história. 

Na segunda luta entre eles, válida pelo UFC 125, Maynard dominou os primeiros minutos, derrubando Edgar várias vezes no primeiro round. 

No entanto, Frankie Edgar se recuperou nos últimos rounds para conseguir um empate em decisão dos são juízes laterais e manter seu cinturão dos leves.

O sucesso da segunda luta entre eles assegurou um novo combate. No “UFC 136: Edgar vs. Maynard III”, em outubro de 2011, a trilogia teve um fim diferente das duas primeiras lutas. Edgar não deixou a luta chegar na decisão dos juízes e venceu por nocaute no quarto round.

Matt Hughes x Frank Trigg II (UFC 52)

Matt Hughes e Frank Trigg UFC
Matt Hughes carregou Frank Trigg durante combate no UFC

A imagem de Matt Hughes erguendo Frank Trigg, o carregando pelo octógono e o arremessando no chão é o momento mais marcante de uma das melhores lutas da história do UFC.

Depois de uma encarada tensa, com troca de empurrões, Trigg esteve perto da vitória ao dar uma joelhada na virilha de Hughes e partir para cima do oponente ainda desnorteado.

Trigg encaixava um mata-leão, quando Hughes conseguiu se desvencilhar, levantar o adversário e carregá-lo no ringue.

No fim, um mata-leão fez com Matt Hughes mantivesse seu título de meio-médio.

Chuck Liddell x Wanderlei Silva (UFC 79)

Chuck Liddell e Wanderlei Silva
Chuck Liddell venceu Wanderlei Silva numa das lutas mais aguardadas de todos os tempos

Em 2007, os fãs de MMA viram uma das lutas mais esperadas até então. De um lado, o ex-campeão da organização, Chuck Liddell. Do outro, o ex-campeão do PRIDE, Wanderlei Silva, que estreava no Ultimate.

Liddell foi melhor no primeiro round, enquanto o brasileiro conseguiu um knockdown no segundo, mas sem dar sequência. 

No fim, os juízes deram a vitória para Chuck Liddell por decisão unânime.

Aquela foi a última vitória da carreira do norte-americano, que mais tarde entraria para o Hall da Fama do UFC.

Tito Ortiz x Ken Shamrock (UFC 40)

Tito Ortiz e Ken Shamrock UFC
Tito Ortiz venceu Ken Shamrock em todos duelos entre eles no UFC

Tito Ortiz e Ken Shamrock fizeram três lutas históricas no UFC, com três vitórias para Ortiz. A primeira delas, em novembro de 2002, é lembrada como uma das melhores de todos os tempos.

Até o UFC 40, Tito Ortiz já havia defendido com sucesso seu título de meio-pesado do UFC quatro vezes. 

Quando a luta começou, os dois lutadores trocaram golpes, até que Ortiz acabaria com o combate ao levá-lo para o chão.

Chuck Liddell x Tito Ortiz (UFC 47 e UFC 66)

Tito Ortiz e Chuck Liddell
As lendas Tito Ortiz e Chuck Liddell se enfrentaram duas vezes na história do UFC

Tito Ortiz e Chuck Liddell eram os dois maiores nomes do UFC quando se enfrentaram pela primeira vez em 2004. 

Quando o duelo foi cogitado, Ortiz sugeriu que, como amigos e ex-parceiros de treinamento, ele e Liddell haviam feito um pacto para nunca se enfrentarem. 

Porém, Liddell refutou esse argumento e acusou Ortiz de “fugir” do combate.

No primeiro encontro entre eles no octógono, a vitória ficou com Chuck Liddell no segundo round.

A rivalidade entre Liddell e Ortiz alcançou o clímax no UFC 66. No segundo duelo entre eles, o cinturão estava em jogo.

Chuck Liddell venceu a luta no terceiro round por nocaute técnico, provando que ele era o melhor lutador entre os dois mais uma vez.

Brock Lesnar x Frank Mir (UFC 100)

Brock Lesnar e Frank Mir no UFC 100
Brock Lesnar e Frank Mir fizeram uma das melhores lutas da história no UFC 100

Quando o Ultimate organizou o UFC 100, não havia rivalidade maior do que a disputa entre Brock Lesnar e Frank Mir. O segundo encontro entre os pesos pesados encerrou a comemoração do centenário.

No UFC 81, Mir havia vencido por finalização. Já a revanche, com recorde de pacotes de PPV vendidos, terminou com Brock Lesnar massacrando Frank Mir no segundo round de um dos eventos mais emblemáticos de todos os tempos.

Anderson Silva x Vitor Belfort (UFC 126)

Anderson Silva e Vitor Belfort no UFC
Anderson Silva usou um chute espetacular para surpreender Vitor Belfort no UFC 126

Qualquer fã de esporte, especialmente o brasileiro, sempre se lembrará do duelo entre Anderson Silva e Vitor Belfort no UFC 126.

O combate entre os brasileiros, em fevereiro de 2011, foi aguardado como a “luta do século”.

Com um chute espetacular e uma sequência de dois socos, aos 3min25s do primeiro round, o então Anderson Silva derrotou o desafiante Vitor Belfort.

O chute de Anderson se tornou uma das imagens mais marcantes da história do UFC e ajudou na consolidação do MMA no Brasil. Não à toa, a luta entra na na nossa lista das melhores de todos os tempos.

Sentiu falta de algum combate histórico do UFC na nossa relação? Conte para a gente nos comentários. Quem sabe não aumentamos nossa lista?! 

Aproveite o embalo das melhores lutas do UFC em todos os tempos e confira mais listas sobre artes marciais:

*Última atualização em 12 de fevereiro de 2020

Comentários

Salvar
13 Compart.
Compartilhar5
Twittar
Compartilhar
WhatsApp
Pin8