Saiba quem são os brasileiros que jogam na NBA, os que já atuaram na liga, quais times defenderam e os que já foram campeões

Você sabe dizer quantos brasileiros estão jogando na NBA atualmente? São três atletas do Brasil na principal liga de basquete do mundo: Bruno Caboclo no Houston Rockets, Raulzinho no Philadelphia 76ers e Cristiano Felício no Chicago Bulls.

Esse trio faz parte de um grupo de 17 jogadores brasileiros que já atuaram na NBA. O primeiro deles estreou na liga em 1988. Quer saber quem é? Continue com a gente!

Aqui, vamos apresentar a lista de todos os brasileiros que jogaram na NBA, com as informações de quantos partidas eles disputaram, quais times defenderam e as suas estatísticas.

Você vai saber também quais brasileiros já foram campeões da NBA, quem foi o primeiro brasileiro a ser draftado e por que Oscar Schmidt recusou o convite para atuar nos Estados Unidos.

Não perca mais tempo e saiba tudo sobre os brasileiros na NBA!

Todos os jogadores brasileiros que jogaram na NBA

  • Rolando Ferreira
  • Pipoka
  • Nenê Hilário
  • Alex Garcia
  • Leandrinho Barbosa
  • Rafael Bábby
  • Anderson Varejão
  • Marquinhos
  • Tiago Splitter
  • Fab Melo
  • Scott Machado
  • Vitor Faverani
  • Lucas Bebê
  • Bruno Caboclo
  • Marcelinho Huertas
  • Raulzinho
  • Cristiano Felício

Rolando Ferreira

Rolando Ferreira primeiro brasileiro a jogar na NBA
Primeiro brasileiro a jogar na NBA, Rolando Ferreira defendeu Portland (na foto, é o quinto atleta de pé, da esquerda para a direita)
  • Período: 1988-1989
  • Equipes: Portland Trail Blazers (1988-1989)
  • Posição: Pivô
  • Estatísticas: 12 jogos; 0,8 ponto por jogo; 1,1 rebotes; 0,1 assistências

Rolando Ferreira foi o primeiro jogar brasileiro a disputar uma partida na NBA. Na temporada 1988-1989, ele defendeu o Portland Trail Blazers, após jogar pela Univeridade de Houston e ser selecionado na segunda rodada do draft.

O pivô brasileiro encerrou sua passagem pela principal liga do mundo com 12 jogos disputados e média de 2,8 minutos por partida.

A passagem de Rolando Ferreira pela NBA aconteceu logo depois de ele ter sido campeão dos Jogos Pan-Americanos de Indianápolis, em 1987. A vitória do Brasil impôs a primeira derrota da seleção norte-americana dentro dos Estados Unidos em toda a história.

Pipoka

pipoka basquete
Pipoka jogou uma partida na NBA na temporada 1991/1992
  • Período: 1991-1992
  • Equipes: Dallas Mavericks (1991-1992)
  • Posição: Ala-pivô
  • Estatísticas: 1 jogo; 2 pontos e 2 assistências

João Vianna, o Pipoka, foi o segundo brasileiro a disputar partidas na NBA. Na realidade, ele entrou em quadra uma única vez, para defender o Dallas Mavericks, em duelo com o San Antonio Spurs. 

Depois da curta passagem pela NBA, Pipoka voltou a atuar pelo Maratonistas de Coamo, uma equipe de Porto Rico que ele já havia defendido.

Nenê Hilário

Nenê Hilário
Nenê Hilário está entre os 10 jogadores que mais defenderam o Denver Nuggets
  • Período: 2002 a 2019
  • Equipes: Denver Nuggets (2002 a 2012), Washington Wizards (2012 a 2016) e Houston Rockets (2016 a 2019)
  • Posição: Pivô e Ala-pivô
  • Estatísticas: 965 jogos; 11,3 pontos por jogo; 6 rebotes por jogo; 1,8 assistência

Na história da NBA, nenhum brasileiro teve carreira tão sólida quanto Nenê Hilário. Em 2002, ele foi selecionado na sétima escolha geral do draft pelo New York Knicks e, logo em seguida, trocado com o Denver Nuggets. Dali até 2019, o pivô esteve em todas as temporadas da principal liga de basquete do mundo.

Nenê Hilário é o nono maior pontuador do Denver Nuggets, com 6.868 pontos. Ele é ainda o sétimo maior reboteiro e o nono na lista de jogadores com mais tocos pelo time do Colorado.

O brasileiro ainda defendeu o Washington Wizards em cinco temporadas e o Houston Rockets em outras três. 

Apesar do longo período na NBA, Nenê não está entre os brasileiros que foram campeões. Como prêmio individual, ele tem a indicação para o time de calouros de 2003.

Alex Garcia

Alex Garcia no San Antonio Spurs
Alex Garcia estreou na NBA no San Antonio Spurs
  • Período: 2003 a 2005
  • Equipes: San Antonio Spurs (2003-2004) e New Orleans Hornets (2004-2005)
  • Posição: Ala-armador
  • Estatísticas: 10 jogos; 4,7 pontos por jogo; 1,5 rebote e 1,8 assistência 

Quando chegou ao San Antonio Spurs, Alex Garcia foi apresentado pelo lendário técnico Gregg Popovich como o “homem que deu um toco em Tim Duncan”. O lance memorável aconteceu quando o Bravo, como é apelidado, defendia a seleção brasileira contra os Estados Unidos, no Pré-Olímpico das Américas de 2003.

O próprio brasileiro conta que o genial Tim Duncan sofria bullying de outros jogadores enquanto Alex esteve na franquia. 

Depois de uma passagem pelos Spurs entre 2003 e 2004 com apenas dois jogos disputados, Alex ainda participou de oito jogos pelo antigo New Orleans Hornets em 2004/2005.

Leandrinho Barbosa

Leandrinho Barbosa
Leandrinho Barbosa foi campeão da NBA pelo Golden State Warriors
  • Período: 2003 a 2017
  • Equipes: Phoenix Suns (2003 a 2010), Toronto Raptors (2010 a 2012, Indiana Pacers (2011-2012), Boston Celtics (2012-2013), Phoenix Suns (2013-2014), Goldens State Warriors (2014 a 2016) e Phoenix Suns (2016-2017)
  • Posição: Armador e Ala-Armador
  • Estatísticas: 850 jogos; 10,6 pontos por jogo; 2 rebotes por jogo e 2,1 assistências 

Um dos brasileiros mais bem-sucedidos na NBA, Leandrinho Barbosa tem no seu currículo um título em 2015 pelo Golden State Warriors e um prêmio de Melhor Sexto Homem, em 2007, enquanto ainda defendia o Phoenix Suns.

Curiosamente, Leandrinho chegou à NBA selecionado na 28ª escolha do draft de 2003 pelo San Antonio Spurs, mas jamais defendeu a franquia do Texas. Ele foi trocado com o Phoenix Suns, equipe que defendeu por três passagens.

Apelidado de “The Brazilian Blur” por causa de sua velocidade, o armador ainda jogou por Toronto Raptors, Indiana Pacers, Boston Celtics e o já citado Golden State Warriors.

Na temporada 2014/2015, em que foi campeão pelos Warriors, Leandrinho disputou 66 partidas, sendo uma como titular, e teve médias de 7,1 pontos, 1,5 assistência e 1,4 rebote.

Rafael Bábby

Rafael Araújo na NBA
Rafael Araújo, o Bábby, foi um dos vários pivôs brasileiros na NBA
  • Período: 2004 a 2007
  • Equipes: Toronto Raptors (2004 a 2006) e Utah Jazz (2006-2007)
  • Posição: Pivô
  • Estatísticas: 139 jogos; 2,8 pontos por jogo; 2,8 rebotes e 0,3 assistência 

Rafael Araújo, o Bábby, disputou três temporadas da NBA por duas franquias diferentes: Toronto Raptors e Utah Jazz.

Em 2004, Bábby foi selecionado pelos Raptors na oitava escolha do draft. Em duas temporadas na equipe canadense, disputou 111 jogos, com média de 12 minutos por jogo, 2,9 pontos e 3 rebotes.

Sua passagem pela NBA foi encerrada em 2007, depois de jogar 28 partidas pelo Utah Jazz.

Anderson Varejão

Anderson Varejão
Varejão foi ídolo dos torcedores do Cleveland Cavaliers, que usavam perucas para homenageá-lo
  • Período: 2004 a 2017
  • Equipes: Cleveland Cavaliers (2004 a 2016) e Golden State Warriors (2016 a 2017)
  • Posição: Ala-pivô
  • Estatísticas: 627 jogos; 7,3 pontos por jogo; 7,2 rebotes e 1,2 assistência

Anderson Varejão uniu carisma e talento para se tornar um dos jogadores mais queridos por onde passou. Mas sua carreira não se reduziu apenas à simpatia dos fãs. O ala-pivô foi vitorioso no basquete europeu e na NBA.

Pelo Barcelona, Varejão foi o único brasileiro a ter sido campeão da Euroliga. Aos 20 anos, ele ajudou o clube catalão a ser campeão europeu de basquete em 2003. Seu sucesso na Europa o credenciou a uma vaga na principal liga de basquete do mundo.

O brasileiro foi draftado pelo Orlando Magic na segunda rodada do draft de 2004 e, logo em seguida, trocado com o Cleveland Cavaliers, franquia que defendeu entre 2004 e 2016. 

Mesmo quatro anos depois de ter deixado os Cavs, Varejão ainda está na relação dos dez jogadores com mais partidas pela equipe de Ohio.

Ele ainda é o quinto na lista de jogadores com mais rebotes na história dos Cavaliers e o oitavo na relação de tocos e roubos de bola. Não à toa se tornou um ídolo da torcida da franquia.

Em 2016, Varejão deixou os Cavs durante a temporada para defender o Golden State Warriors e foi derrotado pela ex-equipe nas finais da NBA. Ele seguiu no time californiano até fevereiro de 2017. Os Warriors acabaram campeões daquela temporada e deram um anel ao brasileiro por sua contribuição na campanha do título.

Além do anel de campeão da NBA, Anderson Varejão ostenta no currículo uma escolha para o NBA All-Defensive Second Team em 2010.

Marquinhos

Marquinhos no New Orleans Hornets
Marquinhos defendeu o New Orleans Hornets na NBA
  • Período: 2006 a 2008
  • Equipes: New Orleans Hornets (2006-2007)
  • Posição: Ala
  • Estatísticas: 26 jogos; 1,9 ponto por jogo; 0,7 rebote por jogo e 0,3 assistência

Atleta que mais vez foi MVP do NBB, Marquinhos teve uma passagem de duas temporadas na NBA, defendendo o New Orleans Hornets. O ala disputou 26 partidas pela franquia, com média de 6,6 minutos por jogo.

Em fevereiro de 2008, Marquinhos foi envolvido numa troca com o Memphis Grizzlies, mas não chegou a jogar por aquele que seria seu segundo time na NBA. Apenas dois dias depois da transação, o brasileiro foi dispensado pelos Grizzlies e retomou sua carreira no basquete brasileiro.

Tiago Splitter

Tiago Splitter
Tiago Splitter foi o primeiro brasileiro a ser campeão da NBA
  • Período: 2010 a 2017
  • Equipes: San Antonio Spurs (2010 a 2015), Atlanta Hawks (2015-2016) e Philadelphia 76ers (2016-2017)
  • Posição: Ala-pivô e Pivô
  • Estatísticas: 355 jogos; 7,9 pontos por jogo; 5 rebotes por jogo e 1,2 assistência

Tiago Splitter foi o primeiro brasileiro a ser campeão da NBA. Em 2014, ele ajudou o San Antonio Spurs a conquistar o título diante do Miami Heat, que contava com o trio LeBron James, Dwyane Wade e Chris Bosh.

O ala-pivô brasileiro teve papel relevante na conquista dos Spurs, tendo sido titular em dois dos cinco jogos da série decisiva contra o Heat.

Curiosamente, Splitter foi selecionado pelo time de San Antonio no draft de 2007, mas seguiu jogando no basquete espanhol. Ele só iniciou sua trajetória na NBA em 2010.

Depois de defender os Spurs até 2015, Tiago Splitter ainda jogou uma temporada pelo Atlanta Hawks e tem rápida passagem pelo Philadelphia 76ers, franquia que defendeu apenas em oito jogos.

A carreira de Splitter como jogador foi encerrada em 2017, mas ele segue trabalhando na NBA. Atualmente, faz parte da comissão técnica do Brooklyn Nets.

Vá além do Basquete! Confira também:

Fab Melo

Fab Melo no Boston Celtics
Fab Melo defendeu o Boston Celtics na NBA
  • Período: 2012-2013
  • Equipes: Boston Celtics (2012-2013)
  • Posição: Pivô
  • Estatísticas: 6 jogos; 1,2 ponto por jogo; 0,5 rebote

Depois de se destacar no basquete universitário por Syracuse, Fab Melo foi selecionado na 22ª escolha do draft de 2012 pelo Boston Celtics.

Entretanto, o pivô participou de apenas seis partidas na NBA, com média de 6 minutos por jogo.

Em agosto de 2013, Melo foi trocado pelos Celtics com o Memphis Grizzlies, mas foi dispensado 15 dias depois. Ainda em 2013, ele assinou com o Dallas Mavericks, mas sua passagem pela franquia texana durou pouco mais de um mês.

Fab Melo morreu em 11 de fevereiro de 2017, por causas naturais, aos 26 anos. Ele foi encontrado em sua cama por sua mãe, em Juiz de Fora, sua cidade natal.

Scott Machado

Scott Machado no Los Angeles Lakers
Scott Machado teve rápida passagem pelos Lakers em 2019
  • Período: 2012-2013 e 2018-2019
  • Equipes: Houston Rockets (2012-2013) e Los Angeles Lakers (2018-2019)
  • Posição: Armador
  • Estatísticas: 10 jogos; 1,8 ponto por jogo; 0,1 rebote e 0,9 assistência

Scott Machado nasceu nos Estados Unidos, mas é filho de brasileiros. Depois de se inscrever no draft de 2012 e ser selecionado, o armador teve sua primeira chance na NBA após se destacar na Summer League.

Na temporada 2012/2013, Scott Machado jogou seis partidas pelo Houston Rockets. Depois de um longo período de ausência, ele assinou um contrato curto com o Los Angeles Lakers em 2019 e defendeu a franquia californiana em quatro jogos.

Vitor Faverani

Vitor Faverani na NBA
Vitor Faverani disputou 37 partidas pelo Boston Celtics
  • Período: 2013-2014
  • Equipes: Boston Celtics (2013-2014)
  • Posição: Pivô
  • Estatísticas: 37 jogos; 4,4 pontos por jogo; 3,5 rebotes e 0,4 assistência

Um ano depois de Fab Melo defender o Boston Celtics, outro pivô brasileiro jogou pela tradicional franquia.

Vitor Faverani chegou à NBA sem passar pelo draft e disputou 37 jogos pelos Celtics na temporada 2013/2014.

Na sequência, ele voltou ao basquete europeu.

Lucas Bebê

Lucas Bebê no Toronto Raptors
Lucas Nogueira, o Bebê, defendeu o Toronto Raptors na NBA
  • Período: 2014 a 2018
  • Equipes: Toronto Raptors (2014 a 2018)
  • Posição: Pivô
  • Estatísticas: 141 jogos; 3,2 pontos; 2,8 rebotes e 0,5 assistência

Lucas Nogueira, conhecido também como Lucas Bebê, foi selecionado pelo Boston Celtics na 16ª escolha do draft de 2013 e envolvido numa troca com o Atlanta Hawks. Porém, o brasileiro não chegou a jogar na NBA pela equipe da Geórgia.

Em junho de 2014, os direitos de Lucas Bebê foram transferidos para o Toronto Raptors. Na franquia canadense, ele disputou quatro temporadas entre 2014 e 2018.

Depois que se tornou agente livre, o pivô brasileiro não seguiu mais na NBA e retornou ao basquete espanhol, onde já havia atuado no início da carreira.

Bruno Caboclo

Bruno Caboclo
Bruno Caboclo foi contratado pelo Memphis Grizzlies em janeiro de 2019
  • Período: desde 2014
  • Equipes: Toronto Raptors (2014 a 2018), Memphis Grizzlies (2018 a 2020) e Houston Rockets (desde 2020)
  • Posição: Ala e ala-pivô
  • Estatísticas: 97 jogos; 4,2 pontos; 2,5 rebotes e 0,7 assistência

Bruno Caboclo foi selecionado pelo Toronto Raptors na 20ª escolha do draft de 2014. A franquia canadense foi a primeira de quatro defendidas pelo jogador brasileiro na NBA.

Entre 2014 e 2018, Caboclo disputou apenas 25 jogos pelo Toronto Raptors, sendo um como titular. Já em 2017/2018, jogou 10 partidas pelo Sacramento Kings.

Sua passagem mais sólida foi pelo Memphis Grizzlies, com 56 partidas e média de 17,7 minutos por jogo.

Em fevereiro de 2020, Bruno Caboclo foi trocado com o Houston Rockets, franquia que ainda defende.

Marcelinho Huertas

Marcelinho Huertas no Los Angeles Lakers
Marcelinho Huertas defendeu o Los Angeles Lakers na NBA
  • Período: 2015 a 2017
  • Equipes: Los Angeles Lakers (2015 a 2017)
  • Posição: Armador
  • Estatísticas: 76 jogos; 3,9 pontos por jogo; 1,5 rebote e 3,1 assistências

Marcelinho Huertas passou a maior parte de sua carreira no basquete espanhol, mas também teve sua experiência na NBA. Ele jogou no Los Angeles Lakers entre 2015 e 2017, na reta final da carreira de Kobe Bryant.

Na NBA, Huertas não foi bem-sucedido como na Espanha. Jogando por Caja Laboral e Barcelona, o armador foi tricampeão da Liga ACB, a principal competição do basquete espanhol.

O armador brasileiro encerrou sua passagem pela NBA com 76 partidas disputadas e média de 14,6 minutos em quadra.

Raulzinho

Raulzinho brasileiro na NBA
Raulzinho é um dos três brasileiros que disputaram a temporada 2019/2020 da NBA
  • Período: desde 2015
  • Equipes: Utah Jazz (2015-2019), Philadelphia 76ers (desde 2019)
  • Posição: Armador
  • Estatísticas: 250 jogos; 4,7 pontos; 1,3 rebote e 1,8 assistência

Rauzlinho, ou Raul Neto como é conhecido na NBA, está na principal liga de basquete do mundo desde 2015. O armador mineiro disputou 199 partidas pelo Utah Jazz, antes de se transferir para o Philadelphia 76ers.

Embora tenha estreado na NBA pelo time de Salt Lake City, Raulzinho foi draftado pelo Atlanta Hawks, na segunda rodada de 2013. Na mesma noite do draft, ele foi trocado com o Utah Jazz.

Cristiano Felício

Cristiano Felício no Chicago Bulls
Cristiano Felício defende o Chicago Bulls desde 2015
  • Período: desde 2015
  • Equipes: Chicago Bulls (desde 2015)
  • Posição: Ala-pivô e pivô
  • Estatísticas: 234 jogos; 4,5 pontos por jogo; 4,1 rebotes e 0,7 assistência

Cristiano Felício iniciou sua trajetória na NBA em 2015, sem ter passado pelo draft. Depois de passar pela Summer League, ele assinou contrato com o Chicago Bulls, franquia que defende desde então.

O jogador mineiro já disputou cinco temporadas pelos Bulls, superando a marca de 230 partidas e com a média de 14,8 minutos por jogo.

Desde que Cristiano Felício, Raulzinho e Marcelinho Huertas iniciaram suas trajetórias na NBA em 2015, nenhum outro brasileiro estreou na liga.

Vale destacar que Lucas Tischer, Paulo Prestes (Paulão) e George de Paula (Georginho) chegaram a ser contratados por times da NBA, mas não participaram de jogos oficiais. No máximo figuraram na Summer League (torneio de desenvolvimento).

Fica a expectativa para sabermos quando haverá uma nova cara do Brasil na NBA. Enquanto isso, será que algum jogador brasileiro consegue se unir ao trio com títulos da liga?

Jogadores brasileiros campeões da NBA

Golden State Warriors campões da NBA em 2015 com Leandrinho
Leandrinho foi campeão da NBA jogando pelo Golden State Warriors
  • Tiago Splitter: campeão na temporada 2013/2014 pelo San Antonio Spurs
  • Leandrinho Barbosa: campeão na temporada 2014/2015 pelo Golden State Warriors
  • Anderson Varejão: campeão na temporada 2016/2017 pelo Golden State Warriors

Vale lembrar que Varejão não encerrou a temporada de título nos Warriors e, ainda assim, recebeu o anel de campeão da franquia. Na temporada anterior, ele participou de parte da campanha do título do Cleveland Cavaliers, mas manifestou que não aceitaria o anel se fosse oferecido pelos Cavs.

Primeiro jogador brasileiro draftado pela NBA

Marquinhos Abdalla melhores jogadores brasileiros de basquete da história
Marquinhos Abdalla foi o primeiro brasileiro a ser selecionado no draft da NBA

Embora Rolando Ferreira tenha se tornado em 1988 o primeiro brasileiro a jogar na NBA, Marquinhos Abdalla foi o primeiro jogador brasileiro a ser draftado por uma franquia da liga. Em 1976, ele foi escolhido na 162ª posição do draft pelo Portland Trail Blazers.

O pivô, entretanto, preferiu seguir carreira em clubes brasileiros e defender a seleção brasileira. Se aceitasse o convite da liga norte-americana, ele teria de abdicar de jogar pela equipe nacional.

Uma situação parecida aconteceu com Oscar Schmidt, que chegou a ser draftado pelo New Jersey Nets na sexta rodada do draft de 1984. Entretanto, o Mão Santa também recusou o convite para não ter de deixar de defender a seleção brasileira.

Agora que você já conhece tudo sobre os brasileiros que jogaram na NBA, sabe quais ainda atuam na liga e já viu quais foram campeões, aproveite para aumentar ainda mais seu conhecimento sobre basquete:

*Última atualização em 11 de agosto de 2020

Comentários

Salvar
Compartilhar
Twittar
Compartilhar
WhatsApp
Pin