Confira tudo o que precisa para saber como jogar xadrez: o tabuleiro, as regras básicas, peças, movimentos e dicas para iniciantes

Se você foi mais um dos milhares de espectadores que assistiu o sucesso da Netflix “O Gambito da Rainha“, é provável que o hype — e a curiosidade — o tenham feito buscar ou mesmo relembrar como jogar xadrez.

Se esse não é o seu caso, não tem problema: te ajudamos mesmo assim. E sugerimos que assista à série estrelada por Anya Taylor-Joy, para se inspirar e se entreter.

No conteúdo a seguir, reunimos tudo o que você precisa para saber como jogar xadrez. As regras básicas, as peças e seus movimentos, como montar o tabuleiro, além, claro, de dicas valiosas para iniciantes.

Como funciona o Xadrez?

https://telltaletv.com/wp-content/uploads/2020/12/QueensGambit.gif

O xadrez funciona como um jogo de tabuleiro de estratégia. É disputado por dois jogadores que se revezam em movimentar seus conjuntos de peças de modo a capturar uma peça específica do conjunto adversário, o Rei.

O primeiro a capturar o Rei adversário, ou melhor, criar uma situação em que é impossível para o Rei adversário escapar — o Xeque-mate — vence a partida. Mas não é só isso o que você precisa saber para aprender como jogar xadrez.

Guia de xadrez para iniciantes

O xadrez é um jogo de funcionamento simples, mas de complexas e quase infinitas possibilidades. Isso se dá pela soma de seus elementos, do tabuleiro às peças, dos movimentos às capturas.

O tabuleiro de xadrez

Imagem de um tabuleiro de xadrez vazio
(Artem Labunsky/Unsplash)

O tabuleiro é o elemento primordial do xadrez. É ele quem orienta o posicionamento das peças e por onde elas se movem. Ele nada mais é do que um plano quadrado preenchido por um padrão quadriculado bicromático.

Se considerada a orientação correta (da qual falaremos mais à frente), o tabuleiro é composto por oito colunas verticais e oito fileiras horizontais. Em cada uma delas estão oito quadrados equiláteros de cores alternadas e contrastantes, geralmente preto e branco.

Cada pequeno quadrado é chamado de casa, e pode ser ocupado por no máximo uma peça por vez.

A nomenclatura das casas do tabuleiro

No xadrez, o tabuleiro põe os adversários frente a frente. Para determinar a posição correta do tabuleiro, basta deixá-lo de modo que a primeira casa — de baixo para cima e da direita para a esquerda — que ambos os jogadores vejam seja uma branca ou clara.

Com o tabuleiro corretamente posicionado, é fácil identificar cada casa. À cada coluna (a linha vertical) é dada uma letra entre “a” e “h”; à cada fileira (linha horizontal) é dado um número entre 1 e 8.

Ambas designações seguem a orientação das peças brancas. Em outras palavras, a primeira fileira, a “1”, será onde são posicionadas inicialmente as peças brancas. Da mesma maneira, a ordem natural das colunas alfabéticas considera da esquerda para a direita do jogador das peças brancas.

Tabuleiro de xadrez numerado

Assim, é simples descrever e identificar um movimento dentro de um tabuleiro. Se uma peça “X” vai até a coluna c com a fileira 3, temos Xc3. Essa nomenclatura é especialmente útil se considerada a quantidade de peças e os diferentes movimentos de cada uma delas.

Quais as peças do xadrez e seus movimentos?

O jogo de xadrez conta com 32 peças no total, dois conjuntos iguais de 16 peças para cada jogador. São, no entanto, apenas seis os tipos de peças: Rei, Dama, Bispo, Cavalo, Torre e Peão.

Cada uma tem uma movimentação própria e, tirando o Rei, todas têm o mesmo valor, no sentido de poderem ser capturadas sem alterar o estado do jogo.

A captura, aliás, é um movimento simples. Ela acontece quando uma peça se movimenta para a casa na qual uma peça adversária está. A peça capturada é retirada do tabuleiro e a captora ocupa a casa “liberada”.

O Rei

https://www.thesprucecrafts.com/thmb/XQS3hRUrwRcBcgzVCO3dx-v5wgU=/1000x1000/filters:no_upscale():max_bytes(150000):strip_icc()/illustrated-guide-to-chess-pieces-611547-king-FINAL-2c0d0465b3194026854dc498c535e24b.gif

O Rei é a peça mais importante do jogo. Sua captura, afinal, determina o fim de uma partida.

  • Quantidade por jogador: 1
  • Movimentação: o Rei se movimenta apenas uma casa por vez, em qualquer direção, seja na vertical, horizontal ou na diagonal, e em qualquer orientação (para frente ou para trás).
  • Captura: o Rei captura as peças da mesma maneira em que se movimenta, em todas as direções. Há um porém. O Rei “não pode” capturar uma peça se o movimento o colocar em condição de ser capturado. Quer dizer, poder até pode, mas aí o jogo acaba.

A Dama (ou Rainha)

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/5/55/Queen_%28chess%29_movements.gif

A captura da Dama (ou Rainha) não determina o fim automático do jogo. Mas é meio caminho andado, tamanha a sua importância.

  • Quantidade por jogador: 1
  • Movimentação: a Dama, tal qual o Rei, se movimenta em qualquer direção e em qualquer orientação. A diferença está na quantidade de casas. Para a “peça feminina”, elas são ilimitadas dentro da linha — vertical, horizontal ou diagonal — em que se movimente durante uma jogada.
  • Captura: a Dama captura peças na direção em que se move, sem restrições.

O Bispo

https://www.thesprucecrafts.com/thmb/EHsAdly0XJ3suuCheZofZ30NLUs=/1000x1000/filters:no_upscale():max_bytes(150000):strip_icc()/illustrated-guide-to-chess-pieces-611547-bishop-FINAL-e353e2cdbc5c493db62e1632d8634ca8.gif

Na graduação de importância das peças, o Bispo é comumente colocado na terceira colocação. Pesa a quantidade de casas pela qual ele pode se mover e a direção com que ele o faz.

  • Quantidade por jogador: 2
  • Movimentação: a movimentação do Bispo é simples: na diagonal, com casas (livres) ilimitadas por direção escolhida. A peça, no entanto, só pode ocupar casas da mesma cor da qual inicia o jogo.
  • Captura: o Bispo captura as peças livremente nas suas diagonais, seja para frente ou para trás, contato que dentro da sua cor de casa.

O Cavalo

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/0/0b/Knight_%28chess%29_movements.gif

O Cavalo é uma das mais interessantes peças do xadrez. Sua movimentação e a sua captura são as mais específicas do jogo. E por isso importantíssimas.

  • Quantidade por jogador: 2
  • Movimentação: a movimentação do Cavalo é atípica, mas fácil de entender. A peça “salta” três casas, sendo duas num eixo e uma em outro — se salta duas na vertical, a última será na horizontal e vice-versa. É um movimento em “L”, de certa forma.
  • Captura: fala-se que o Cavalo “salta” porque as casas a qual ele anda antes de chegar à casa do final do movimento não são consideradas na hora da captura. Suas capturas, portanto, estão restritas ao fim do “L”.

A Torre

https://media.chesskidfiles.com/images/user/tiny_mce/PedroPinhata/03_9ccda.gif

O nome se dá pelo seu posicionamento inicial (que veremos melhor mais abaixo), mas a Torre está longe de ser uma peça estática. É considerada muito importante defensivamente e, no conjunto, uma boa alternativa ofensiva no xadrez.

  • Quantidade por jogador: 2
  • Movimentação: a Torre se movimenta sem limites de casa ou orientação, contanto que na vertical ou na horizontal.
  • Captura: a Torre captura as peças na mesma medida em que se movimenta.

O Peão

https://miro.medium.com/max/724/1*Fl-3phLLOgBnn_PhQmBM4g.gif

O Peão é a peça mais simples e numerosa do xadrez. Isso faz com que seja considerado “descartável”. Sua utilização correta, no entanto, é a que possibilita o domínio territorial do tabuleiro.

  • Quantidade por jogador: 8
  • Movimentação: o Peão se movimenta somente de maneira vertical, para frente e uma casa por vez. A exceção está no movimento inicial, em que o jogador tem a opção de avançar duas casas verticalmente.
  • Captura: o Peão é a única peça do xadrez que captura de uma maneira diferente da qual se movimenta. Se ele anda verticalmente, ele captura diagonalmente — contanto, claro, que a peça a ser capturada esteja na casa seguinte da sua linha diagonal.

Vá além do Xadrez! Confira:

Como jogar xadrez?

Começar a jogar xadrez é muito simples. Com as informações do tabuleiro, das peças e dos seus movimentos assimilados, basta cumprir três passos: posicionar as peças, seguir a ordem determinada de jogo e buscar as ações-chave. Explicaremos tudo isso abaixo.

Como posicionar as peças de xadrez?

Para posicionar as peças de xadrez corretamente, é preciso primeiro posicionar o tabuleiro corretamente.

Simples: com os jogadores frente a frente, o tabuleiro deve estar de tal maneira que as linhas verticais e horizontais sejam discerníveis e que a primeira peça, da direita para a esquerda e de baixo para cima, seja branca ou clara.

Às peças, então: cada jogador opta por um conjunto de peças, entre claras e escuras. Os conjuntos devem ser posicionados nas extremidades do tabuleiro — nas duas fileiras horizontais extremas e opostas, para ser mais exato.

Com a identificação das casas do tabuleiro em mãos, parta da posição do Rei e da Dama. O Rei branco sempre fica na e1 e a Dama na d1. Nas peças pretas, o Rei fica na e8 e a Dama na d8.

Partindo daí, fica mais fácil posicionar as demais peças. Nas mesmas fileira dos Reis e das Damas, a ordem das peças é a mesma, seja na direita, seja na esquerda. Partindo do meio para fora posicione um Bispo, um Cavalo e uma Torre.

Os Peões, por sua vez, ocupam completamente as fileiras 2, para as peças brancas, e 7, para peças pretas.

A imagem, claro, deixa tudo mais fácil de entender:

Tabuleiro de xadrez montado
(Carlos Esteves/Unsplash)

Qual a ordem do jogo de xadrez?

Para se jogar xadrez corretamente, os jogadores devem seguir uma ordem simples. As peças brancas jogam primeiro. Depois, os jogadores se alternam em uma ação cada.

Nos torneios, caracteriza uma jogada completa quando um jogador agarra a peça, move-a corretamente e depois a solta por completo. Na ética do xadrez, não é possível voltar atrás numa jogada.

Iniciado o jogo, o objetivo da partida é, como falamos, capturar o Rei adversário. Para isso, duas situações são essenciais, o xeque e o xeque-mate.

O que é um xeque no jogo de xadrez?

O xeque é um lance do jogo de xadrez em que um jogador movimenta uma peça de maneira a criar uma ameaça direta de captura do Rei do adversário. Como é uma ameaça, o Rei em xeque tem, por definição, como escapar.

Mas então para que serve um xeque no jogo de xadrez? O xeque é um movimento de enorme valor estratégico porque ele deve ser obrigatoriamente respondido na jogada seguinte — se não, bom, o jogo acaba.

São basicamente três alternativas para se escapar de um xeque:

  • Mover o Rei para fora do alcance da(s) peça(s) ameaçando a captura;
  • Colocar uma peça no caminho da trajetória do xeque. Válido para quando uma Dama, Torre ou Bispo aplicam o xeque;
  • Capturar a peça que faz o xeque

Ao fazer um xeque, portanto, você “ganha” um “movimento livre”. Confuso? Explicamos. Como o adversário precisa tirar o Rei da ameaça, ele não pode mexer em qualquer outro pedaço do tabuleiro que não impacte diretamente no xeque.

Assim, na jogada seguinte, você fica liberado para atuar em algum movimento negligenciado pelo oponente, ganhar uma casa importante para sua estratégia ou mesmo dar partida aos lances que terminarão em um xeque-mate.

Xeque no Rei preto
Xeque no Rei preto: o Bispo ou a Dama precisam entrar no caminho do Bispo branco. (Divulgação/Chess.com)

Como se faz um Xeque-mate?

O xeque-mate é o lance capital do jogo, o que determina o fim de uma partida. Para isso acontecer, um jogador precisa movimentar suas peças de modo que seu último lance ocasione um xeque inescapável.

Como o Rei pode se mover em qualquer em qualquer direção e orientação, o xeque-mate precisa envolver mais de uma peça. O mais comum é cercar o Rei contra suas próprias peças ao mesmo tempo que obstruir com um ou mais xeques suas possíveis rotas de fuga.

Para ilustrar, a imagem abaixo mostra o xeque-mate mais rápido possível dentro do xadrez:

https://images.chesscomfiles.com/uploads/v1/images_users/tiny_mce/SamCopeland/phpQ4dSmp.gif

É possível o empate numa partida de xadrez?

Nem sempre há vencedores no xadrez. Há diversas situações em que uma partida pode terminar empatada. Primeiramente, os jogadores podem, a qualquer momento, entrar em acordo pela igualdade no resultado.

Há outras situações, porém, que resultam num empate automático:

  • Xeque perpétuo: quando um jogador consegue colocar o Rei adversário em xeques consecutivos, mas não o desenvolve para um xeque-mate, o empate pode ser declarado.
  • Tabuleiro esvaziado: quando os jogadores não contam com peças suficientes para executar um xeque-mate. É preciso ter pelo menos uma Dama, ou uma Torre, dois Bispos ou um Bispo e um Cavalo — além do Rei, claro.
  • 50 movimentos: a Federação Internacional do Xadrez estipulou uma regra que, se após 50 movimentos nenhuma peça for capturada e nenhum peão for movimentando, o jogo termina empatado. Você pode aplicar no seu jogo — se lembrar de contar os lances.
  • Afogamento: quando o jogador só pode movimentar o Rei e este, apesar de não estar em xeque, ficaria em xeque em qualquer outro movimento possível, é declarado um empate por afogamento.

Regras do Xadrez: os movimentos diferenciados

Se você for jogar xadrez contra um adversário mais experiente, pode vê-lo fazendo movimentos diferenciados, que parecem até inventados. Garantimos, porém, que são ações específicas do jogo, muitas delas inclusive essenciais para estratégia sólidas.

Assim, para aprender como jogar xadrez de maneira completa, são três os lances diferenciados que você precisa conhecer: o Roque, a Captura En passant e a Promoção.

Quando posso fazer o Roque no Xadrez?

O Roque pode ser feito quando quando o Rei e uma de suas Torres ainda não tiveram sido movidas. Dentro dessas condições mínimas, o jogador pode, num lance só, mover o Rei e a Torre e ainda trocá-los de posição.

Além da imobilidade prévia do Rei e da Torre, há outras condições necessárias para fazer o Roque:

  1. Nenhuma peça entre os dois
  2. O Rei não pode estar em xeque
  3. O Rei não pode entrar em xeque ao fazer o Roque

O que é a jogada en passant?

A expressão “en passant”, em francês, quer dizer, “de passagem”.  Para quem quer saber como jogar xadrez, é a descrição perfeita desse movimento especial.

Protagonizado por dois peões, acontece quando um peão já avançando captura o peão adversário que deu seu primeiro movimento, com o avanço optativo.

Como esse avanço duplo inicial do peão é também um movimento especial, nesse caso específico conta-se, para o tocante da captura, como se ele tivesse avançado somente uma casa.

Assim, se o peão já avançado encontrar-se nivelado com o peão adversário que acabou de fazer seu movimento duplo inicial, ele pode capturá-lo na diagonal, passando para a casa ocupada “virtualmente” pelo peão que fez seu avanço duplo.

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/0/09/Ajedrez_animaci%C3%B3n_en_passant.gif/220px-Ajedrez_animaci%C3%B3n_en_passant.gif

O que é a promoção de um peão?

A promoção de um peão se dá quando ele cruza verticalmente todo o tabuleiro e atinge uma casa da primeira fileira do adversário. Quando esse movimento acontece, o peão é “promovido”, passando a atuar como outra peça da escolha do jogador. As opções:

  • Dama
  • Bispo
  • Cavalo
  • Torre

https://betterchess.net/wp-content/uploads/2020/01/a-picture-containing-object-checker-description.gif

Depois de aprender todas as regras e como jogar Xadrez, que tal conferir outros guias e manuais de esportes?

*Última atualização em 6 de janeiro de 2021

Comentários

Salvar
Compartilhar
Twittar
Compartilhar
WhatsApp
Pin