O retorno de Bernardinho na Seleção Brasileira não começou da melhor forma. O técnico extremamente campeão com o Brasil, viu sua equipe fazer uma campanha mediana na primeira fase da Liga das Nações.

Após uma classificação para a fase de quartas de final, a Seleção Brasileira acabou superada pela favorita Polônia, que também será uma dura adversária na Olimpíada.

Bernardinho explica o aspecto em que a Seleção Brasileira precisa evoluir

Bernardinho recebe reforço de última hora que faz alerta: “Está faltando energia”
Bernardo Rezende vem quebrando a cabeça para melhorar a Seleção Brasileira (Volleyball World)

Após a partida contra a Polônia, o técnico Bernardinho comentou sobre o confronto e destacou a pressão da equipe europeia no saque. Assim, o comandante avaliou que esse é um dos pontos que precisa ser trabalhado:

Começamos muito bem, botando pressão e errando pouco. Pressionando, tocando em bola, contra-atacando. No segundo set tivemos chances, jogamos de igual para igual, mas sofremos dois aces no final, perdemos um contra-ataque e acabamos perdendo o set.

A grande questão é saber lidar e jogar sob a pressão do saque. O time da Polônia, a partir de um certo momento, passou a sacar com uma pressão grande. Talvez seja o ponto a ser trabalhado nesse período que nos separa da Olimpíada, vamos enfrentar equipes que vão nos pressionar permanentemente no saque”, destacou Bernardinho.

Depois da eliminação, o Brasil foca somente na Olimpíada. Em Paris, a Seleção vai reencontrar a forte Polônia em seu grupo e também a sempre difícil Itália e o Egito, provável saco de pancadas da chave.

Permaneça no mundo do vôlei e leia mais algumas notícias sobre a modalidade aqui no Esportelândia: