Teahupo’o é a próxima e última parada da temporada regular da WSL em 2023. Dessa forma, João Chianca, Yago Dora e Gabriel Medina travam uma batalha em busca da última vaga brasileira nos jogos olímpicos, além das Finals.

Assim, a etapa no Taiti vai decidir não só os dois últimos surfistas na WSL Finals, como também as últimas vagas nas Olimpíadas de 2024, que, curiosamente, também serão em Teahupo’o.

Gabriel Medina tem retrospecto surreal em Teahupo’o

Gabriel Medina
WSL/Poullenot

De fato, Gabriel Medina é bicampeão do evento em Teahupo'o, vencendo a etapa nas temporadas de 2014 e 2018. Curiosamente, o brasileiro também foi campeão mundial nesses anos.

Além disso, Gabriel também mostrou uma enorme regularidade no pico nas últimas temporadas. Desde que venceu em 2014, Medina sempre chegou no mínimo às semifinais.

Gabriel Medina estreou em Teahupo'o no longínquo 2012, mas o tricampeão mundial acabou eliminado na fase de quartas de final. Em 2013, veio o pior resultado, quando o paulista perdeu no terceiro round.

Como dito anteriormente, Medina venceu o evento de 2014. Em 2015, Gabriel chegou novamente à final em Teahupo'o, mas acabou perdendo para Jeremy Flores. Já em 2016, o brasileiro parou na semifinal, perdendo para John John Florence em uma bateria surreal.

Na temporada de 2017, Gabriel Medina foi novamente para a final em Teahupo'o e perdeu para Julian Wilson. Em 2018, o brasileiro conquistou seu segundo título no Taiti, vencendo Owen Wright.

O último evento de Medina em Teahupo'o aconteceu em 2019. Na ocasião, Gabriel chegou novamente à final e foi derrotado por Owen Wright, em uma reedição da decisão da temporada anterior.

A etapa do Taiti não aconteceu em 2020 e 2021. Já em 2022, Medina não participou do evento por conta de uma lesão.

Histórico de Gabriel Medina em Teahupo’o 

  • 2012 – Quartas de final, perdeu para John John Florence.
  • 2013 – Round 3, perdeu para Freddy Patacchia Jr.
  • 2014 – Campeão, venceu Kelly Slater na final.
  • 2015 – Vice-campeão, perdeu para Jeremy Flores na final.
  • 2016 – Semifinais, perdeu para John John Florence.
  • 2017 – Vice-campeão, perdeu para Julian Wilson na final.
  • 2018 – Campeão, venceu Owen Wright na final.
  • 2019 – Vice-campeão, perdeu para Owen Wright na final.

Confira as baterias para Teahupo’o

Teahupo’o
Teahupo’o é a última etapa da temporada regular. Beatriz Ryder/WSL.

A primeira chamada em Teahupo’o acontece nesta sexta-feira (11). Confira os confrontos já definidos do primeiro round.

Confira as baterias da categoria masculina para o evento em Teahupo’o 

  1. João Chianca (BRA) vs. Barron Mamiya (HAW) vs. Seth Moniz (HAW)
  2. Griffin Colapinto (USA) vs. Ian Gentil (HAW) vs. Kelly Slater (USA)
  3. Ethan Ewing (AUS) vs. Jordy Smith (RSA) vs. Kauli Vaast (FRA)
  4. Filipe Toledo (BRA) vs. Caio Ibelli (BRA) vs. Matahi Drollet (TAI)
  5. Yago Dora (BRA) vs. Kanoa Igarashi (JPN) vs. Rio Waida (INA)
  6. Gabriel Medina (BRA) vs. Connor O'Leary (AUS) vs. Callum Robson (AUS)
  7. John John Florence (HAW) vs. Ryan Callinan (AUS) vs. Matthew McGillivray (RSA)
  8. Jack Robinson (AUS) vs. Leonardo Fioravanti (ITA) vs. Liam O'Brien (AUS)

Confira as baterias da categoria feminina

  1. Molly Picklum (AUS) vs. Caitlin Simmers (USA) vs. Gabriela Bryan (HAW)
  2. Carissa Moore (HAW) vs. Tatiana Weston-Webb (BRA) vs. Vahine Fierro (FRA)
  3. Tyler Wright (AUS) vs. Stephanie Gilmore (AUS) vs. Johanne Defay (FRA)
  4. Caroline Marks (USA) vs. Lakey Peterson (USA) vs. Bettylou Sakura Johnson (HAW)