Conheça a história de Duda Amorim, melhor jogadora do mundo em 2014. Veja as conquistas pela Seleção Brasileira e por clubes

Campeã mundial pela Seleção Brasileira, melhor jogadora do mundo, melhor da Europa, pentacampeã europeia… Há várias formas de descrever Duda Amorim.

A armadora ajudou a transformar a seleção de handebol feminino brasileiro em uma das maiores potências do mundo. 

Por clubes, ela se estabeleceu como uma das principais jogadoras da Europa, com o currículo recheado de títulos.

A história de Duda Amorim é uma das mais vitoriosas de esportistas brasileiros. Não perca tempo e conheça agora mesmo todos os detalhes!

Quem é Duda Amorim?

Duda Amorim jogadora de handebol
Duda Amorim é armadora da Seleção Brasileira de Handebol Feminino

Eduarda Idalina Amorim ou simplesmente Duda Amorim é uma das maiores jogadoras de handebol da história do Brasil. Ela foi eleita a melhor do mundo em 2014, ajudou a Seleção Brasileira a ser campeã mundial e acumula diversas conquistas por clubes, como o pentacampeonato europeu.

Duda Amorim nasceu em 23 de setembro de 1986, em Blumenau. Foi na cidade catarinense que ela começou a jogar handebol. Saiba mais detalhes dessa história logo abaixo!

Como Duda Amorim começou no handebol?

Duda Amorim começou a jogar handebol aos 11 anos, em Blumenau. Ela foi incentivada por sua irmã mais velha, Ana Amorim, que foi jogadora de handebol e defendeu a Seleção Brasileira nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004.

No início de sua trajetória no handebol, Duda foi campeã dos Jogos Abertos e dos Jogos da Juventude de Recife, além de vice-campeã dos Jogos da Juventude em Goiânia, por São Paulo.

Nas categorias de base da Seleção Brasileira, a armadora conquistou conquistou o Mundialito Juvenil em Portugal (2003), o Sul-Americano Juvenil (2004), e foi vice-campeã no Pan-Americano Júnior (2004).

Em seu primeiro time como atleta profissional, Duda Amorim foi vice-campeã da Liga Nacional de Handebol Feminino em 2002 jogando pela Metodista. 

No Brasil, ela ainda defendeu São Caetano, antes de passar a jogar no handebol europeu.

Quais times Duda Amorim defendeu?

Times de Duda Amorim no Handebol
Duda defende o Gyõri ETO KC, da Hungria, desde 2009

Depois de jogar profissionalmente por Metodista e São Caetano, Duda Amorim se transferiu para a Europa em 2005. Naquele ano, ela passou a ser armadora do Kometal Skopje, clube da Macedônia.

Em seu primeiro clube europeu, Duda foi tetracampeã do Campeonato Macedônio de Handebol (2005 a 2008) e tetracampeã da Copa Macedônia de Handebol (2005 a 2008).

Em 2009, a jogadora brasileira se transferiu para a Hungria. Ela passou a defender as cores do Gyõri ETO KC, uma das maiores potências do handebol europeu.

Duda Amorim é pentacampeã europeia pelo Gyõri ETO KC. A armadora conquistou o título da Liga dos Campeões de handebol feminino em 2013, 2014, 2017, 2018 e 2019. Em 2012 e 2016, ela foi vice-campeã. Já em 2010 e 2011, chegou às semifinais.

Até 2019, Duda já havia conquistado também 10 títulos da Nemzeti Bajnokság, o Campeonato Húngaro de Handebol, e 10 títulos também da Magyar Kupa, a copa húngara.

A armadora brasileira já manifestou sua intenção de seguir no clube húngaro até 2021, quando planeja se aposentar. Até lá, mais troféus serão incluídos em sua galeria.

Times de Duda Amorim

  • 2002-2004: Metodista/São Bernardo
  • 2004-2006: USCS/São Caetano
  • 2006-2009: Kometal Skopje (Macedônia)
  • Desde 2009: Gyõri ETO KC (Hungria)

Vá além do Handebol e confira outros conteúdos:

Trajetória de Duda Amorim na Seleção Brasileira de handebol

Brasil campeão mundial de handebol feminino
Duda foi campeã mundial com a Seleção Brasileira em 2013 e MVP da competição

Extremamente vitoriosa em clubes, Duda Amorim ajudou a elevar o handebol feminino brasileiro a um novo patamar. Em 2013, a armadora foi uma das principais jogadoras na campanha do maior título da história da Seleção Brasileira: o Campeonato Mundial de Handebol Feminino.

Duda foi eleita MVP (Most Valuable Player, ou Jogadora Mais Valiosa) daquele Mundial. 

Ela é atleta da Seleção Brasileira desde 2006. Em sua trajetória pela equipe nacional, além do inédito título mundial, conquistou três títulos dos Jogos Pan-Americanos (2007, 2011 e 2019) — em 2015, Duda retornava de lesão e não participou da competição.

A armadora ainda persegue uma medalha olímpica. Como já anunciou, sua história na seleção se encerrará depois dos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

Duda Amorim em Olimpíadas

Seleção Brasileira de Handebol Feminino na Olimpíada do Rio de 2016
No Rio, Seleção Feminina fez a melhor campanha da história do handebol do Brasil nas Olimpíadas

Depois de ver sua irmã mais velha jogar a Olimpíada de Atenas, em 2004, Duda Amorim esteve nas três edições seguintes, em Pequim, em Sydney e no Rio de Janeiro.

Depois de ter ficado em 9º lugar em Pequim, o Brasil evoluiu em suas campanhas. Em Sydney, a seleção foi eliminada nas quartas de final pela Coreia do Sul e ficou em 8º.

Em Londres, Duda e companhia fizeram uma campanha memorável. Depois de ser a primeira colocada de sua chave, a Seleção Brasileira perdeu para a Noruega (que viria a ser bicampeã olímpica) nas quartas de final, ficando no 6º lugar.

Com o status de ter sido campeã mundial em 2013, a Seleção Brasileira Feminina chegou à Olimpíada do Rio, em 2016, como uma das favoritas. Porém, a melhor geração da história do Brasil no handebol não conseguiu a tão sonhada medalha.

Nas quartas de final, a equipe brasileira contou com o apoio de uma torcida extremamente empolgada, mas perdeu para a Holanda, por 32 a 23. 

Apesar da frustração da queda diante das holandesas, a Seleção Brasileira Feminina ficou com o 5º lugar, naquela que foi sua melhor participação.

Títulos de Duda Amorim

Títulos de Duda Amorim pela Seleção Brasileira de Handebol

  • Campeã do Campeonato Mundial de Handebol Feminino em 2013
  • Tricampeã dos Jogos Pan-Americanos (2007, 2011 e 2019)

Títulos de Duda Amorim por clubes

  • Pentacampeã da Liga dos Campeões da Europa de Handebol (2013, 2014, 2017, 2018 e 2019)
  • Decacampeã do Nemzeti Bajnokság I, o Campeonato Húngaro (2009, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014, 2016, 2017, 2018, 2019)
  • Decacampeã da Magyar Kupa, a Copa da Hungria (2009, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015, 2016, 2018, 2019)
  • Tetracampeã do Campeonato Macedônio de Handebol (2005 a 2008) 
  • Tetracampeã da Copa Macedônia de Handebol (2005 a 2008)
  • Vice-campeã da Liga dos Campeões da Europa de Handebol em 2012 e 2016
  • Vice-campeã da Liga Nacional de Handebol Feminino em 2002

Prêmios de Duda Amorim

Duda Amorim melhor jogadora da Europa em 2019
Duda Amorim foi eleita a melhor jogadora da Europa em 2019
  • Melhor jogadora do mundo de 2014
  • MVP do Campeonato Mundial de Handebol de 2013
  • Melhor jogadora da Europa em 2019
  • Melhor defensora da Liga dos Campeões da Europa em 2016, 2017 e 2019

Duda Amorim já manifestou que planeja se aposentar em 2021, quando disputaria sua última temporada pelo Gyõri ETO KC, da Hungria. A Olimpíada de Tóquio será sua última competição pela Seleção Brasileira. “Vou estar com 34 anos, pretendo ter filhos, criar família, fiquei muito tempo em alto nível, vamos ver se consigo mesmo parar. É difícil, mas vamos tentar”, disse.

Aos fãs de handebol, resta desfrutar dos últimos anos de uma das maiores estrelas do esporte no brasileiro em atividade.

Agora que você sabe tudo sobre a história de Duda Amorim, aproveite para conferir mais sobre outros grandes esportistas brasileiros:

*Última atualização em 24 de janeiro de 2020

Comentários

Salvar
17 Compart.
Compartilhar4
Twittar
Compartilhar
WhatsApp
Pin13