Saiba tudo sobre a carreira de Ítalo Ferreira, como ele começou no surf, a chegada na WSL e os resultados do campeão mundial de 2019

Nos últimos anos, o mundo do surf passou a conviver com uma geração de jovens e talentosos brasileiros. Esse grupo de atletas recebeu o nome de “Brazilian Storm”, ou Tempestade Brasileira. Entre eles, está o potiguar Ítalo Ferreira, campeão mundial de 2019!

Membro da elite do surf mundial desde 2015, Ítalo já havia dado uma demonstração de seu talento logo no primeiro ano na WSL, quando conquistou o prêmio de “Novato do Ano”.

Nos últimos anos, o surfista do Rio Grande do Norte seguiu evoluindo, ganhou experiência e se estabeleceu como um dos mais fortes concorrentes a ser campeão mundial.

Em 2019, ele venceu a disputa direta com Gabriel Medina e se tornou o terceiro brasileiro a levar o título da WSL, juntando-se ao próprio Medina e a Adriano de Souza.

Venha com a gente e saiba todos os detalhes da história do campeão mundial Ítalo Ferreira!

Quem é Ítalo Ferreira?

Ítalo Ferreira surfando
Ítalo Ferreira é mais um dos brilhantes surfistas da Brazilian Storm

Ítalo Ferreira é um surfista brasileiro, nascido em 6 de junho de 1994, em Baía Formosa, no Rio Grande do Norte. Ele faz parte da elite do surf mundial e disputa a World Surf League (WSL) desde 2015. Seu primeiro título veio em 2019.

O gigantesco talento foi demonstrado desde a sua primeira temporada na WSL. O surfista potiguar recebeu o prêmio de melhor novato em 2015 ao encerrar o ano em 7º lugar no ranking.

Em 2019, Ítalo, enfim, se juntou à lista de campeões mundiais.

Com uma nota 10 e vitória na etapa de Peniche em Portugal, o potiguar assumiu a liderança do ranking da WSL a uma etapa do fim da temporada. Assim, ele disputou o Pipe Masters, ano Havaí, como o único surfista que dependia de seus próprios resultados para ser campeão mundial.

Na semifinal, Ítalo Ferreira derrotou o multicampeão Kelly Slater. Na final, em confronto direto com Gabriel Medina, o potiguar venceu Pipe Masters e levou o primeiro título da WSL de sua carreira!

Até o título em 2019, o melhor resultado de Ítalo Ferreira no campeonato mundial havia sido o 4º lugar em 2018, temporada que terminou com o bicampeonato de Gabriel Medina — o australiano Julian Wilson foi vice-campeão, enquanto o também brasileiro Filipe Toledo ficou em 3º.

Você ama outros esportes além do Surf? Aqui na Esportelândia também falamos sobre:

Quando e como Ítalo Ferreira começou no surf?

Ítalo Ferreira surf
Ítalo Ferreira desponta como um dos grandes nomes do surf mundial

Ítalo Ferreira começou sua história no surf em Baía Formosa, município de cerca de 8 mil habitantes no Rio Grande do Norte, onde nasceu. Se pai era pescador, enquanto sua mãe trabalhava na pousada onde eles moravam. 

As primeiras ondas de Ítalo foram usando pranchas emprestadas pelos primos. 

Sua trajetória rumo à elite do surf começou aos 12 anos, quando foi descoberto por Luiz “Pinga”, então diretor de marketing da Oakley, uma das principais marcas de surf do mundo.

Pinga ficou impressionado com o desempenho de Ítalo durante um evento para amadores na praia de Ponta Negra, em Natal, e o convidou para se juntar à equipe que contava com surfistas do calibre de Adriano de Souza, Jadson André e Miguel Pupo, que hoje o acompanham na elite do surf mundial.

Atualmente, Pinga é o treinador de Ítalo Ferreira. Nessa parceria, o surfista potiguar foi bicampeão mundial Pro Júnior, campeão brasileiro e, em 2014, classificou-se para integrar o WCT (World Championship Tour).

Logo na sua primeira temporada na elite, Ítalo chegou a três quartas de final, uma semifinal e uma final, conquistando o título de “Novato do Ano”. 

Confira, a seguir, os títulos do representante do Rio Grande do Norte!

Quantas vezes Ítalo Ferreira foi campeão?

Ítalo Ferreira títulos WSL
Ítalo Ferreira se tornou um dos surfistas mais vitoriosos do mundo nos últimos anos

Integrante da elite do surf desde 2015, Ítalo Ferreira conquistou seu primeiro título mundial em 2019, ao vencer Pipe Masters em um duelo com o bicampeão mundial Gabriel Medina.

Até ser campeão mundial pela primeira vez, sua melhor colocação na WSL havia sido o 4º lugar na temporada 2018.

Ítalo foi eleito o melhor novato da WSL em 2015, ao terminar o ano em 7º. Na temporada seguinte, ele foi o 15º. Já em 2017, depois de romper os ligamentos do tornozelo direito, perdeu três etapas, e acabou o ano em 22º.

Em 2019, Ítalo Ferreira chegu à etapa de Pipe Masters, a última do calendário da WSL, na liderança do ranking. Ele foi campeão ao vencer a semifinal contra Kelly Slater e superar Medina na bateria final.

Ao longo da temporada 2019, Ítalo venceu três etapas do circuito. Logo na primeira do ano, o Quiksilver Pro Gold Coast, na Austrália, ele venceu a final contra o norte-americano Kolohe Andino.

A segunda vitória de Ítalo Ferreira foi na penúltima etapa do ano, em Peniche, Portugal. Na final, ele superou o sul-africano Jordy Smith.

A terceira vitória veio com a conquista de Pipe Masters e a confirmação do título mundial.

Além das três etapas vencidas, o surfista potiguar teve dois segundos lugares. Em Corona J-Bay, na África do Sul, ele foi derrotado por Gabriel Medina na final. Já na etapa Quiksilver Pro France, a vitória ficou com o anfitrião Jeremy Flores.

Confira, a seguir, quantas etapas Ítalo Ferreira já venceu desde sua estreia na WSL!

Títulos de Ítalo Ferreira

Em toda a sua trajetória na World Surf League, Ítalo Ferreira já venceu 6 etapas, sendo três delas em 2018 e outras três na temporada 2019.

2018

  • Rip Curl Pro Bells Beach, na Austrália
  • Corona Bali Protected, na Indonésia
  • MEO Rip Curl Pro Portugal, em Portugal

2019

  • Quiksilver Pro Gold Coast, na Austrália
  • MEO Rip Curl Pro Portugal, em Portugal
  • Billabong Pipe Masters, no Havaí

Histórico e premiações de Ítalo Ferreira na WSL

  • 2015: 7º lugar e US$ 171 mil em prêmios
  • 2016: 15º lugar e US$ 146.750 em prêmios
  • 2017: 22º lugar e US$ 102.750 em prêmios
  • 2018: 4º lugar e US$ 398 mil em prêmios
  • 2019: 1º lugar e US$ 491.600 em prêmios

Vá além do mundo do Surf! Confira também nossos outros conteúdos:

Maiores rivais de Ítalo Ferreira

Desde que chegou à WSL, Ítalo Ferreira não estabeleceu grandes rivalidades ou teve polêmicas envolvendo qualquer outro integrante da elite do surf mundial. Porém, o potiguar já se estabeleceu como um forte adversário para Gabriel Medina, Filipe Toledo e os estrangeiros que brigam pelo título do WCT.

Em 2018, ele ficou em 4º lugar no ranking da WSL, atrás somente de Medina, do australiano Julian Wilson e de Filipinho. 

Já em 2019, Ítalo Ferreira chegou à última etapa do campeonato mundial como o líder do ranking. Seus principais concorrentes pelo inédito título da WSL eram os compatriotas Gabriel Medina e Filipe Toledo (segundo e quarto colocados) e o sul-africano Jordy Smith, que estava em terceiro.

Ítalo se tornou o terceiro brasileiro a ser campeão mundial de surf ao vencer duelo direto com Medina na final no Havaí. 

Enquanto aguardamos pelas próximas apresentações do surfista potiguar em busca de seu segundo título mundial, aproveite para conferir mais conteúdos sobre surf:

*Última atualização em 19 de dezembro de 2019

Comentários

Salvar