O surfista Kanoa Igarashi é o grande nome do Japão na Liga Mundial de Surfe. Com 26 anos, coleciona boas temporadas com triunfos em etapas importantes. Além disso, a conquista da medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Abaixo, encontraremos as principais informações de Kanoa Igarashi: biografia, desempenho na WSL, curiosidades e muito mais.

Quem é Kanoa Igarashi?

 

Nascido nos Estados Unidos, mas com descendência japonesa, Kanoa Igarashi é filho de Tsutomu, que era um surfista no Japão. Quando soube que sua esposa estava grávida, decidiu se mudar para a Califórnia com a intenção de que seu filho tivesse mais oportunidades no surfe.

Com isso, desde cedo, Kanoa Igarashi sabia que seria um surfista profissional. Afinal, começou a treinar com apenas três anos e os frutos vieram rápido. Posto que, aos sete, Igarashi conquistou seu primeiro troféu.

Já com 14, foi o mais novo surfista a vencer o US National Championships. Na mesma temporada, foi campeão também da Governor’s Cup na Surfing America Championships.

Assim, com o passar dos anos, Igarashi foi se destacando cada vez mais. Com isso, gradualmente foi mostrando que estava pronto para se tornar profissional.

História de Kanoa Igarashi

Foto Destaque: ( NIC BOTHMA/EPA )
Foto Destaque: ( NIC BOTHMA/EPA )/Kanoa Igarashi

Início da carreira

Em 2016, com apenas 18 anos, Kanoa Igarashi estreou no CT e se tornou o surfista mais jovem a disputar a competição. Apesar da pouca idade, Igarashi mostrou que poderia competir na elite do surfe.

Naquele ano, surpreendeu a todos e chegou até a final do Billabong Pipe Masters. Contudo, terminou perdendo aquela decisão para o francês Michel Bourez.

Foi só no ano de 2019 que enfim conseguiu vencer uma etapa do CT pela primeira vez em sua carreira. Na oportunidade, acabou sendo o Corona Bali Protected. Foi também a primeira vez na história que um japonês foi o vencedor de uma etapa.

No geral, terminou ficando com a terceira colocação, sua melhor posição no CT até hoje. Em 2021, conseguiu classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Olimpíadas de Tóquio 

Sendo a principal esperança de medalha do Japão, Igarashi chegou na disputa do evento sem nenhum favoritismo. Conseguiu desbancar grandes surfistas pelo caminho. Dentre eles, Gabriel Medina nas semifinais.

Sem dúvida, o confronto mais polêmico das Olimpíadas. O brasileiro esteve à frente na pontuação na maior parte do tempo com incríveis duas notas acima de oito. Contudo, faltando seis minutos do fim, o japonês conseguiu acertar um aéreo que valeu 9,33 de nota e carimbar sua ida a grande final.

A grande polêmica girou em torno das notas. Para Medina, tendo assistido novamente à bateria, foi ele quem mereceu ter se classificado para a decisão.

Assisti à bateria. Até por isso segurei minhas palavras, não falaria sem ter assistido. Comparando minhas melhores ondas e as duas melhores dele, eu venci a bateria. Mas, é difícil falar. Disse Gabriel Medina após desembarcar no Brasil. 

O japonês não quis nem saber e aproveitou o momento para tirar um pouco de sarro.

Consequentemente, os brasileiros partiram para cima de Kanoa Igarashi em ofensas nas redes sociais. Algumas, inclusive, passaram um pouco do ponto com diversos ataques xenofóbicos contra o surfista.

Na decisão, encontrou Italo Ferreira pelo caminho, mas não conseguiu se sair melhor e terminou ficando com a prata.

Foto destaque: Jogos Olímpicos/Twitter