Conheça a história de Hortência, como começou no basquete, as conquistas pela Seleção Brasileira e a entrada no Hall da Fama

Campeã mundial, vice-campeã olímpica, maior cestinha da história da Seleção Brasileira, integrante do Hall da Fama do basquete… Todas esses feitos e referem a Hortência Marcari!

Conhecida como a Rainha Hortência, ela foi uma das líderes da geração que levou o basquete feminino do Brasil a um novo patamar.

As novas gerações não poderão compartilhar da respiração profunda e de toda a concentração antes de converter um lance livre, mas é dever de todos os amantes de basquete manterem vivas as lembranças da camisa 4.

Então, não perca tempo, e venha com a gente para conhecer todos os detalhes da história de Hortência!

Quem é Hortência Marcari?

Hortência na seleção brasileira de basquete feminino
Hortência é a maior cestinha da história da Seleção Brasileira de Basquete Feminino

Hortência de Fátima Marcari nasceu em 23 de setembro de 1959, em Potirendaba, São Paulo. Ex-jogadora de basquete, ela é reconhecida como uma das maiores atletas da história do esporte brasileiro. Seus feitos nas quadras a levaram a ser indicada para o Hall da Fama do Basquete.

Uma das líderes da geração mais vitoriosa da história do basquete feminino no Brasil, Hortência foi campeã dos Jogos Pan-Americanos de Havana, em 1991, campeã mundial, em 1994, e medalhista de prata nos Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996.

Com uma trajetória que se iniciou quando ela tinha apenas 16 anos, a Rainha Hortência, como ficou conhecida, se aposentou como a maior cestinha da história da Seleção Brasileira, com 3.160 pontos marcados em 127 partidas oficiais.

Em 2018, a ex-camisa 4 da Seleção Brasileira foi eleita a melhor jogadora da história das Copas do Mundo de Basquete Feminino. Hortência levou 85% dos votos da eleição popular organizada pela Federação Internacional de Basquete.

Saiba, a seguir, como essa brilhante carreira foi iniciada!

Você ama outros esportes além do Basquete? Aqui na Esportelândia também falamos sobre:

Como Hortência começou no basquete?

Na infância, Hortência praticava vários esportes, como atletismo, handebol e futsal. Porém, foi uma professora de Educação Física que percebeu seu potencial para se tornar uma grande jogadora de basquete.

O primeiro clube defendido por ela foi o Higienópolis de Catanduva, em São Paulo. 

Seu desempenho logo chamou a atenção e, aos 16 anos, ela fez sua estreia pela Seleção Brasileira.

Em 1978, Hortência conquistou seu primeiro título pelo Brasil ao vencer o Campeonato Sul-Americano, disputado na Bolívia.

Aquele foi o primeiro de diversos campeonatos vencidos pela antiga dona da camisa 4!

Quais os títulos de Hortência Marcari pela Seleção Brasileira?

Brasil campeão do Pan-Americano de Havana em 1991
Fidel Castro premiou a Seleção Brasileira campeã do Pan-Americano de Havana em 1991

Hortência foi uma das líderes da geração mais vitoriosa da história do basquete feminino brasileiro. Ao lado de Magic Paula, ela atingiu o ápice de conquistas na década de 1990, com os títulos pan-americano e mundial, além de uma medalha de prata em Olimpíadas.

Nos Jogos Pan-Americanos de Havana, em 1991, a Seleção Brasileira conquistou a medalha de ouro ao vencer as donas da casa. Após a vitória sobre Cuba por 97 a 76, as jogadoras brasileiras foram reverenciadas por Fidel Castro.

Com 133 pontos marcados, Hortência foi a principal cestinha do Brasil na campanha invicta com 6 vitórias.

Três anos depois de conquistar o ouro em Havana, Hortência, Paula e companhia atingiram o ápice da história do basquete feminino no Brasil.

Em 1994, no Mundial da Austrália, o time treinado por Miguel Ângelo da Luz foi campeão mundial. 

Brasil campeão da Copa do Mundo de Basquete Feminino de 1994
Brasil conquistou o seu primeiro Mundial de basquete feminino em 1994

O título inédito veio depois de vitórias sobre os Estados Unidos, por 110 a 107, na semifinal, e sobre a China, por 96 a 87, na decisão da medalha de ouro.

Hortência liderou a Seleção Brasileira ao título do Mundial de 1994 anotando média de 27,6 pontos por jogo, incluindo 32 pontos na heroica vitória sobre os Estados Unidos.

Depois de serem campeãs mundiais, as brasileiras chegaram com moral elevado aos Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996.

A equipe liderada por Hortência e Magic Paula venceu todos os seus jogos naquela edição da Olimpíada, até encarar os Estados Unidos na decisão. 

No duelo pelo ouro, as norte-americanas venceram por 111 a 87, mas a medalha de prata foi a melhor campanha da história do basquete brasileiro em Olimpíadas.

Títulos de Hortência

Brasil medalha de bronze no basquete feminino em Atlanta em 1996
Seleção liderada por Hortência e Paula conquistou medalha de prata em Atlanta em 1996

Títulos de Hortência pela Seleção Brasileira

  • Tricampeã sul-americana (Bolívia – 1978, Brasil – 1986 e Chile – 1989)
  • Medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Caracas (Venezuela – 1983)
  • Medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de Indianápolis (Estados Unidos – 1987)
  • Medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Havana (Cuba – 1991)
  • Medalha de bronze no Pré-Olímpico de Vigo (Espanha – 1992)
  • Campeã da Copa do Mundo de Basquete Feminino (Austrália – 1994)
  • Medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Atlanta (Estados Unidos – 1996)

Títulos de Hortência por clubes

  • Octocampeã paulista (1982, 1983, 1987, 1988, 1989, 1990, 1991, 1993)
  • Heptacampeã da Taça Brasil (1984, 1987, 1989, 1991, 1992, 1994 e 1995)
  • Tetracampeã do Sul-Americano de Clubes (1983, 1984, 1993 e 1996)
  • Tricampeã no Mundial Interclubes (1991, 1993 e 1994)
  • Bicampeã do Pan-Americano de Clubes (2220 e 1995)

Recordes de Hortência

  • Maior pontuadora da história da Seleção Brasileira, com 3.160 pontos
  • 127 partidas oficiais disputadas pela Seleção Brasileira
  • Média de 24,9 pontos por partida pela Seleção Brasileira
  • 4 Campeonatos Mundiais disputados pela Seleção Brasileira

Por quais times Hortência jogou

  • São Caetano Esporte Clube, São Paulo
  • Associação Prudentina de Esportes Atléticos, Presidente Prudente
  • Clube Atlético Minercal, Sorocaba
  • Clube Atlético Constecca/Sedox, Sorocaba
  • Leite Moça/Atlético Sorocaba, Sorocaba
  • Associação Atlética Ponte Preta, São Paulo
  • Higienópolis Catanduva

Vá além do Basquete! Confira também outros conteúdos da Esportelândia:

Hortência no Hall da Fama do Basquete

Em 2005, Hortência recebeu a maior honra que um jogador de basquete pode almejar. A ex-camisa 4 da Seleção Brasileira se tornou membro do Hall da Fama do Basquete, em Springfield, em Massachusetts, nos Estados Unidos. 

Ela foi a primeira brasileira a integrar a lista que conta com as maiores lendas da história do esporte no Naismith Memorial Basketball Hall of Fame. Desde 2002, já fazia parte do Hall da Fama da Fiba.

Em um belíssimo discurso, Hortência explicou a origem de seu nome e agradeceu aos brasileiros que sempre a apoiaram durante toda a sua carreira.


Hortência Marcari deixou as quadras e passou a ser diretora da Seleção Brasileira de Basquete Feminino. Ela participou do processo de reconstrução do esporte no país, que culminou com a criação do
NBB e, posteriormente, da LBF.

A Rainha Hortência será sempre lembrada como um das maiores atletas da história do esporte no Brasil.

Aproveite para alimentar sua paixão pelo basquete com conteúdos de outros ícones do esporte:

Comentários

Salvar
26 Compart.
Compartilhar3
Twittar
Compartilhar
WhatsApp
Pin23