Conheça a história de Rafaela Silva, ouro nas Olimpíadas e primeira brasileira campeã mundial de judô! Títulos, dados e muito mais

Campeã Mundial, ouro nas Olimpíadas e uma das maiores atletas brasileiras de todos os tempos. Venha conhecer a história da incrível judoca Rafaela Silva!

Remessa Online

Da Cidade de Deus para os tatames do mundo inteiro, a carioca entrou na história do judô com conquistas emocionantes nas competições mais importantes do circuito.

Ficou curioso para saber todas as informações sobre a carreira de Rafaela Silva? Abaixo você encontrará a história, a lista de títulos e as principais curiosidades da esportista!

Biografia de Rafaela Silva

biografia rafaela silva
Rafaela Silva é um dos maiores nomes do esporte na atualidade

Rafaela Lopes Silva nasceu no Rio de Janeiro, capital, em 24 de abril de 1992, na favela Cidade de Deus. Ela é uma das melhores judocas brasileiras em atividade, especialista na modalidade peso leve (até 57 kg).

Integrante das Forças Armadas, a carioca ocupa a função de terceiro sargento na Marinha e faz parte do Centro de Educação Física Almirante Nunes (CEFAN).

Ela entrou para a história ao se tornar a primeira brasileira campeã mundial de judô na categoria feminina. O título foi conquistado em 2013, no Rio de Janeiro.

Rafaela Silva realizou outra façanha em solo carioca: conquistou o ouro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016.

Ela também faturou o primeiro lugar no Pan-Americano 2019, no Peru, mas sua medalha foi invalidada. A PanAm Sports, organizadora do evento, confirmou a existência de uma substância ilícita no exame antidoping da atleta.

Em janeiro de 2020, foi anunciada a suspensão de Rafaela Silva por 2 anos. A punição impede que ela dispute os Jogos Olímpicos de Tóquio. Para ir à Olimpíada, a judoca recorrerá à Corte Arbitral do Esporte (CAS), que é a última instância do direito desportivo mundial.

Como Rafaela Silva começou no judô?

rafaela silva inicio judo
Carioca começou no judô com apenas cinco anos de idade

Rafaela Silva começou a praticar judô com apenas cinco anos de idade, em uma associação de moradores da favela. Algum tempo depois, em 2000, intensificou os treinamentos no Instituto Reação, projeto criado pelo ex-judoca e medalhista olímpico Flávio Canto.

Na época, a inscrição foi realizada pelos pais da garota: Luiz Carlos e Zenilda Silva. Segundo a própria atleta, foi uma forma de escapar das encrencas com as quais ela mesmo se evolvia nas ruas. Rafaela tinha um gênio forte e “peitava” qualquer um nas brigas.

A judoca foi treinada por Geraldo Bernardes, ex-técnico de Flávio Canto. Com o tempo, os seus resultados no esporte se tornaram cada vez mais notórios e a carioca começou a conquistar os primeiros títulos na carreira.

Confira outros textos sobre artes marciais: 

História de Rafaela Silva

rafaela silva ouro olimpiadas
Rafaela foi ouro nos Jogos do Rio

Rafaela Silva acumulou resultados satisfatórios ainda adolescente. Seu primeiro título de grande cacife foi o Mundial Sub-20 em 2008, com apenas 16 anos de idade.

Em 2011, participou do seu primeiro Pan-Americano. O torneio foi realizado em Guadalajara, no México, e a atleta desbancou ninguém mais que Ketleyn Quadros, a primeira judoca medalhista olímpica da história do Brasil, para disputar a competição.

Remessa Online

A carioca eliminou Joliane Melançon (Canadá) e Yadinis Amaris (Colômbia) antes de alcançar a grande final. No confronto valendo o título, perdeu para a cubana Yurisleidys Lupetey e ficou com a medalha de prata.

No mesmo ano, Rafaela protagonizou outra grande performance, desta vez, no Mundial em Paris. A judoca deixou para trás cinco competidoras e só foi parada na final contra a japonesa Aiko Sato, garantindo um histórico segundo lugar.

Depois de bater na trave duas vezes, o primeiro grande troféu de Rafaela Silva em torneios adultos ocorreu em 2013. Com campanha incontestável no Rio de Janeiro, a esportista foi a primeira brasileira a vencer o Mundial de Judô na história do campeonato.

No mesmo evento, a judoca ainda conquistou a medalha de prata na categoria “equipes”, que também contava com as atletas Erika Miranda, Katherine Campos, Maria Portela, Mayra Aguiar, Maria Suelen Altheman e Mariana Silva.

Dois anos depois, mais uma medalha no Pan-Americano. Rafaela ficou com o bronze no evento disputado no Canadá.

Em 2016, Rafaela Silva viveu o maior momento de sua carreira. Após bater Miryam Roper (Alemanha),  Kim Jan-di (Coreia do Sul), Hedvig Karakas (Hungria) e Corina Căprioriu (Romênia), a brasileira derrubou Dorjsürengiin Sumiyaa (Mongólia) na final e alcançou o ouro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro!

A estrela do Brasil ainda cravaria o seu nome na história por mais uma vez em 2019, chegando ao primeiro lugar do Pan-Americano de Lima, no Peru. Rafaela, no entanto, teve a medalha de ouro revogada após realizar exames antidoping.

Medalhas de Rafaela Silva

  • Pan-Americano Guadalajara 2011 – até 57 kg (prata)
  • Mundial de Judô 2011 – até 57 kg (prata)
  • Mundial de Judô 2011 – equipes (prata)
  • Mundial de Judô 2013 – até 57 kg (ouro)
  • Mundial de Judô 2013 – equipes (prata)
  • Jogos Mundiais Militares Mungyeong 2015 – até 57 kg (ouro)
  • Jogos Mundiais Militares Mungyeong 2015 – equipes (ouro)
  • Pan-Americano Toronto 2015 – até 57 kg (bronze)
  • Olimpíadas Rio 2016 – até 57 kg (ouro)
  • Mundial de Judô 2017 – equipes mistas (prata)
  • Mundial de Judô 2017 – equipes mistas (prata)
  • Mundial de Judô 2019 – até 57 kg (bronze)
  • Mundial de Judô 2019 – equipes mistas (bronze)
  • Pan-Americano Lima 2019 – até 57 kg (ouro)

Doping de Rafaela Silva

doping rafaela silva
Judoca foi pega no doping durante o Pan no Peru

Em 2019, Rafaela Silva conquistou a medalha de ouro no Pan-Americano do Peru, mas foi pega no exame antidoping algumas semanas depois. O título está temporariamente suspenso pela PanAm Sports, organizadora do evento.

De acordo com órgão, foi detectado na judoca a presença de fenoterol. A substância ilegal age como broncodilatador, ou seja, dilata os brônquios do tórax para facilitar a respiração.

Remessa Online

A defesa de Rafaela Silva já foi apresentada. De acordo com a atleta, a substância foi encontrada, pois ela visitou um bebê com asma na véspera da viagem para Lima. A criança em questão é filha de Flávia Rodrigues, outra judoca do Instituto Reação.

Caso a carioca consiga provar que não teve culpa na contaminação, não receberá punição da Federação Internacional de Judô. Se for comprovado que a atitude não foi intencional, mas com um mínimo grau de culpa, ela será suspensa por dois anos.

Em janeiro de 2020, foi anunciada a suspensão de Rafaela Silva por 2 anos. A punição impede que ela dispute os Jogos Olímpicos de Tóquio. Para ir à Olimpíada, a judoca recorrerá à Corte Arbitral do Esporte (CAS), que é a última instância do direito desportivo mundial.

Curiosidades de Rafaela Silva

rafaela silva curiosidades
Rafaela Silva quase desistiu da carreira em 2012

Quando pequena, antes de se apaixonar pelo judô, Rafaela Silva gostava de praticar futebol. A falta de escolinhas para meninas na comunidade, no entanto, afastou a esportista dos gramados. Foi aí que as artes marciais entraram de vez na vida dela.

A carioca é irmã de Raquel Silva, também judoca. Elas foram matriculadas no Instituto Reação no mesmo ano! Devido a lesões e uma gravidez precoce, Raquel não teve uma carreira duradoura, mas desempenha papel muito importante na comissão brasileira. Formada em Educação Física, ela ajuda na preparação das atletas.

Em 2012, após ser eliminada precocemente dos Jogos Olímpicos de Londres por um golpe ilegal, viveu o momento mais difícil de sua carreira. No retorno ao Brasil, foi criticada por parte da torcida brasileira, pois era uma grande esperança de medalha na Inglaterra.

Alguns xingamentos na internet foram de cunho racista. Rafaela admitiu em entrevistas que quase pensou em desistir da carreira.

Em 2016, nos Jogos Olímpicos do Rio, gastou aproximadamente R$ 11 mil em ingressos para que familiares, amigos e companheiros de treino pudessem assisti-la.

No mesmo ano, foi eleita Melhor Atleta do Ano, Melhor Judoca do Ano e Atleta da Torcida no Prêmio Brasil Olímpico,

Rafaela é a única atleta do judô brasileiro – levando em consideração as categorias masculina e feminina – a ostentar medalhas de ouro tanto no Mundial quanto nos Jogos Olímpicos.

Agora que você sabe tudo sobre a Rafaela Silva, que tal conferir curiosidades de outros esportes? Se liga nessas sugestões:

*Última atualização em 25 de janeiro de 2020

Comentários

Salvar