Apesar de não viver o melhor momento de sua história, o Fluminense segue sendo um time de renome e um dos mais importantes do futebol brasileiro.

Na década de 2010, por exemplo, realizou grandes feitos, conquistando duas vezes o Campeonato Brasileiro

Além desse período vitorioso, os anos 60, 70, 80 e 90 também foram bastante especiais para o Tricolor, que trava batalhas constantes com os grandes do Rio de Janeiro e do Brasil.

Tudo isso só é possível graças aos grandes jogadores que passaram pelas Laranjeiras. Para reviver essa história, elencamos os 10 maiores jogadores do Fluminense em todos os tempos.

Para escolher o nosso top 10, utilizamos alguns critérios importantes: tamanho do jogador, idolatria perante a torcida, importância para o período em que vestiu a camisa tricolor, e claro, o talento com a bola.

E aí, está curioso? É só seguir com a gente e conferir os 10 maiores ídolos da história do Fluminense!

Os 10 maiores jogadores do Fluminense

  1. Fred
  2. Castilho
  3. Romerito
  4. Telê Santana
  5. Assis
  6. Rivellino
  7. Waldo
  8. Washington
  9. Renato Gaúcho
  10. Conca

Conca (10° lugar)

Conca, ídolo do Fluminense

Para começar, temos um ídolo recente. O argentino Dario Leonardo Conca, mais conhecido como Conca, marcou seu nome na história Tricolor nos últimos anos.

Conca teve duas passagens pelo clube, sendo que a primeira, de 2008 até 2011, foi a mais importante. Nesse período, Conca conquistou o Campeonato Brasileiro (2010), sendo o principal meia do time naquela oportunidade, melhor do campeonato e Bola de Ouro da Revista Placar.

No total, somando as duas passagens, Conca entrou em campo em mais de 270 jogos, e até hoje deixa saudades no coração do torcedor tricolor.

Renato Gaúcho (9° lugar)

Renato Gaúcho, ídolo do Fluminense

Renato Portaluppi, também conhecido como Renato Gaúcho, é o maior ídolo da história do Grêmio, mas também foi um jogador de renome no Fluminense. 

Renato Gaúcho chegou ao clube já mais pro fim da sua carreira, em 1995. Permaneceu apenas 2 anos nas Laranjeiras, deixando o Fluminense em 1997.

Apesar do curto período de tempo, Renato Gaúcho conseguiu marcar seu nome na história do tricolor ao marcar, de barriga, o gol decisivo da conquista do Campeonato Carioca em 1995, título que o Fluminense não conquistava havia 10 anos.

Para aumentar ainda mais sua idolatria, Renato Gaúcho também comandou o Fluminense nos anos 2000, conquistando a Copa do Brasil (2007) e sendo vice-campeão da Libertadores (2008).  

Washington (8° lugar) 

Washington, ídolo do Fluminense

Contratado em 1983, Washington César Santos, ou apenas Washington, foi um atacante marcante da história do clube carioca.

Durante o período em que atuou pelo Fluminense, de 1983 até 1989, Washington disputou mais de 300 partidas, e marcou 124 gols, sendo o 9° maior artilheiro da história do clube.

Além dos gols, Washington também teve papel importante na conquista do Campeonato Brasileiro (1984) e do Tri Carioca (1983, 1984 e 1985).

Waldo (7° lugar)

Waldo, ídolo do Fluminense

A escolha da nossa 7ª colocação é uma questão de números: Waldo Machado da Silva, mais conhecido como Waldo, é o maior artilheiro da história do clube, tendo anotado 319 gols em apenas 403 jogos, média de 0,79 gol por partida.

Cria da base, Waldo subiu para o profissional em 1954, e permaneceu nas Laranjeiras até 1961. Durante esse período, além do número fantástico de gols marcados, o atacante também conquistou o Campeonato Carioca (1959) e o Torneio Rio-São Paulo (1957 e 1960), sendo artilheiro desses últimos dois torneios, com 13 e 11 gols, respectivamente. 

Rivellino (6° lugar)

Rivelino, ídolo do Fluminense

Roberto Rivellino, mais conhecido como Rivellino, foi um dos maiores e melhores jogadores da história do futebol e também do Fluminense. Ele, que já está na lista dos maiores jogadores do Corinthians,  também marcou época no Tricolor.

Rivellino foi contratado pelo Fluminense em 1975, permanecendo até 1978. Durante esse período, conquistou o Campeonato Carioca (1975 e 1976). No total, atuou em 158 jogos e marcou 53 gols.

Apesar de não ficar tanto tempo e nem de ter tantas conquistas, o talento fala por si só. Tecnicamente, Rivellino é, provavelmente, o melhor jogador que já atuou nas Laranjeiras, e por isso é merecedor da nossa 6° colocação. 

Não fique apenas no futebol! Confira textos de outros esportes aqui no nosso site:

Assis (5° lugar)

Assis, ídolo do Fluminense

Benedito de Assis Silva, mais conhecido como Assis, foi um dos atacantes mais marcantes da história do Fluminense, tendo vestido a camisa tricolor de 1983 até 1987.

Sua passagem pelo clube carioca foi bastante marcante, com diversos títulos na bagagem, entre eles o Campeonato Brasileiro (1984), sendo inclusive eleito para a Seleção do Bola de Prata pela Revista Placar, e o Tri do Campeonato Carioca (1984, 1985 e 1986).

No total, foram 171 partidas disputadas e 54 gols marcados, mas o que fica na memória do torcedor é a lembrança de um jogador histórico que marcou época pelo clube na década de 80. 

Telê Santana (4° lugar)

Telê Santana, ídolo do Fluminense

Muito lembrado pelos trabalhos como treinador de futebol, principalmente no São Paulo na década de 90, Atlético Mineiro em 71 e Seleção Brasileira nos anos 80, Telê Santana também foi um jogador de altíssimo nível. 

Jogando como ponta-direita, Telê Santana atuou basicamente sua carreira inteira no Fluminense. Cria da base Tricolor, o jogador estreou no profissional em 1951, permanecendo no clube até 1960.

Durante esse período, disputou 559 jogos, sendo o 3° jogador com mais atuações pelo clube. Além disso, foi peça chave das conquistas do Campeonato Carioca (1951 e 1959), Copa Rio (1952) e Copa Rio-São Paulo (1957 e 1960).

Por fim, sua idolatria ainda aumentou quando Telê Santana iniciou sua carreira como treinador, justamente comandando o Fluminense. Em 1969, em seu primeiro ano, conquistou o Campeonato Carioca, que na época tinha um peso muito maior do que tem nos dias atuais. 

Romerito (3° lugar)

Romerito, ídolo do Fluminense

Nascido no Paraguai, Romerito chegou ao Rio de Janeiro em 1983, permanecendo até 1988, quando foi contratado pelo Barcelona. O paraguaio é, provavelmente, o maior estrangeiro que já atuou no Fluminense.

Companheiro de Assis e Washington, Romerito também marcou seu nome na história do Fluminense. Junto deles, conquistou o Campeonato Brasileiro (1984) e o Bi do Carioca (1984 e 1985). Foi dele, inclusive, o gol decisivo da final do Campeonato Nacional diante do Vasco da Gama e, assim como Assis, também fez parte da Seleção do Bola de Prata.

No total, foram mais de 200 jogos disputados e 59 gols marcados, números e conquistas que são o suficiente para o nosso 3° lugar. 

Castilho (2° lugar)

Castillo, ídolo do FluminenseConsiderado por muitos o maior ídolo do Fluminense em todos os tempos, o goleiro Castilho marcou época no Tricolor de 1946 até 1965. O arqueiro jogou basicamente toda a carreira no clube, sendo o jogador com mais atuações na história, com 698 aparições.

Com a camisa do Fluminense, Castilho conquistou a Copa Rio (1952), Torneio Rio-São Paulo (1957 e 1962), Campeonato Carioca (1951, 1959 e 1964), além de outros troféus de menor importância.

A grande passagem de Castilho no clube carioca o credenciou para disputar quatro Copas do Mundo, em 1950, 1954, 1958 e 1962, sendo o goleiro titular da Seleção Brasileira na Copa de 54.

Fred (1° lugar)

Fredm ídolo do Fluminense

Há bastante controvérsias para escolher quem é o maior ídolo da história do Fluminense. A nossa decisão se dá por alguns critérios: qualidade, poder de decisão e títulos conquistados.

Em toda a história do Tricolor, os títulos mais importantes são os do Campeonato Brasileiro, 4 no total. Em dois deles, Frederico Chaves Guedes, mais conhecido como Fred, foi extremamente importante e decisivo. 

Fred chegou ao Fluminense em 2009, permanecendo, em sua primeira passagem, até 2016. Em 2020 ele retornou ao clube após o rebaixamento do Cruzeiro e imbróglios relacionados a pagamentos salariais. 

Em sua primeira passagem, Fred teve números espetaculares. Além de conquistar 2 títulos do Campeonato Brasileiro (2010 e 2012), o atacante também venceu o Campeonato Carioca (2012) e a Primeira Liga (2016).

No total, já são mais de 300 jogos somando as duas passagens, e 174 gols marcados. Foi artilheiro do Brasileirão (2012 e 2014) e do Campeonato Carioca (2011 e 2015), além de muita história para contar com a camisa Tricolor.

E aí, ficou faltando alguém na nossa lista dos 10 maiores jogadores da história do Fluminense? Comente!

E aproveite para conferir outros conteúdos em nosso site sobre o mundo da bola: