No último domingo (5), Novak Djokovic venceu o búlgaro Grigor Dimitrov por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/3, e foi campeão do Masters 1000 de Paris, na França, conquistando seu título de número 40 em torneios dessa categoria.

Além disso, o sérvio manteve a liderança no ranking mundial de tênis pela 398ª semana, com vantagem de 1495 pontos para o espanhol Carlos Alcaraz, que acabou sendo eliminado na estreia do Masters 1000 de Paris.

Em meio a esse cenário, uma polêmica chamou a atenção dos fãs da modalidade. Isso porque Djokovic provocou Rafael Nadal.

Novak Djokovic manda indireta para Nadal

Aos 36 anos e com 97 títulos na carreira, Novak garantiu que ainda não está satisfeito e quer continuar sendo campeão. Quando questionado sobre sua ambição, o sérvio mandou  uma indireta para o tenista espanhol:

“Eu vou perseguir todos os recordes possíveis, todos aqueles que for possível eu quebrar. Nunca tive nenhum problema em dizer isso. E é por isso que as pessoas não gostam de mim. Não finjo que não quero os recordes como outros fazem e depois agem de forma diferente… Tentei sempre agir de acordo com aquilo em que acredito”.

Vale lembrar que Nadal está afastado das quadras depois de passar por duas cirurgias para tratar lesões no psoas. O músculo citado anteriormente é responsável por conectar a coluna lombar com o fêmur, além da função de flexionar o quadril.

O espanhol pretende voltar a jogar em 2024, ano que deve marcar sua aposentadoria. Já Novak Djokovic conquistou três Grand Slams (Australian Open, Roland Garros e US Open), além de ser campeão em Adelaide e em Cincinnati, sendo esse também ATP 1000, somente nesta temporada.

O sérvio detém o recorde de ser o maior vencedor de Grand Slams com 24 títulos. A partir do próximo dia 13, Djokovic e os demais melhores tenistas do mundo vão disputar o ATP Finals, em Turim, na Itália. Caso vença apenas um jogo, ele se garante como nº1 do mundo pela sétima temporada.