Bicampeão mundial e buscando um tricampeonato seguido inédito para o Brasil, Filipe Toledo está no topo da cadeia alimentar do surf há duas temporadas, graças às suas performances dominantes.

No entanto, nem todos os surfistas figuram entre os melhores do mundo, e alguns, inclusive, precisam pagar, além das viagens, taxas para competir na maioria dos campeonatos.

Filipe Toledo faz generosa doação para Eimeo Czermak

Filipe Toledo dá lição de humildade e faz generosa doação para surfista do Taiti
Reprodução/Instagram

Um dos acidentes mais graves em Pipeline nesta temporada foi o do jovem taitiano Eimeo Czermak. O surfista precisou ficar hospitalizado e agora enfrenta muitas dificuldades para pagar suas contas.

De fato, Czermak não tinha seguro, e a Vans, patrocinadora do evento em Pipeline onde o jovem de 20 anos se machucou, não prestou nenhum auxílio ao surfista taitiano.

Dessa forma, como informamos aqui no Esportelândia, Eimeo pediu ajuda com doações para pagar suas contas no hospital, que chegaram a U$ 55.000, mais de duzentos mil reais na conversão.

Entre muitas doações, até o momento desse texto, o jovem já recebeu mais de mil doações, a maior delas vindo do bicampeão mundial Filipe Toledo, que doou U$ 5.000, aproximadamente R$ 24.650 reais.

Filipe Toledo dá lição de humildade e faz generosa doação para surfista do Taiti
Reprodução/Gofundme

Outros surfistas também apoiaram Czermak, como Jack Robinson (U$ 250), CJ Hobgood (U$ 250) e a brasileira Tatiana Weston-Webb (U$ 200). Se você também tem interesse em ajudar Eimeo, clique aqui.

Continue no mundo do surf! Confira também nossos outros conteúdos: