Relembre a história de Ronaldo Fenômeno: todos os times, gols marcados, artilharias, recordes e estatísticas na Seleção Brasileira

Certamente um dos grandes nomes do futebol brasileiro nas últimas décadas, Ronaldo Fenômeno teve de lutar bastante para alcançar o status que tem atualmente.

Enquanto atuava, Ronaldo superou graves lesões nos dois joelhos, passando por cirurgias seguidas vezes. Apesar disso, sua categoria, habilidade e faro de artilheiro se sobressaíam e, não à toa, ele se transformou no “Fenômeno”.

Se você quer conhecer mais sobre a carreira de Ronaldo, os títulos conquistados, curiosidades, prêmios e artilharias, aqui é o lugar certo! Fique com a gente e saiba tudo sobre esse gênio do futebol!

Quem é Ronaldo Nazário?

Ronaldo Fenômeno, ex-jogador de futebol
Ronaldo está aposentado dos gramados desde 2011

Ronaldo Luís Nazário de Lima, também conhecido como Ronaldo Fenômeno, foi um jogador de futebol que atuava como atacante. É considerado por muitos um dos maiores  atletas da história do futebol.

Ronaldo nasceu no município do Rio de Janeiro, em um bairro localizado na zona norte da cidade. Seus pais eram funcionários de uma antiga empresa de telefonia, a Telerj, e tendo que bancar Ronaldo e mais dois irmãos, a família sofria com problemas financeiros.

Desde criança, o Fenômeno tinha o sonho de se tornar jogador de futebol e conseguir dar uma vida mais digna para a sua família, semelhante à realidade de muitos jogadores que começam bem cedo a tentar a sorte no esporte. Bom, podemos dizer que ele conseguiu completar esse sonho, não é mesmo?

Quando Ronaldo Fenômeno começou no futebol?

Ronaldo Fenômeno, ex-jogador de futebol
Ronaldo com a camisa do São Cristóvão do Rio de Janeiro

Assim como a carreira de grandes craques do futebol brasileiro, a trajetória de Ronaldo Fenômeno teve início no futsal, em pequenos clubes da região em que morava.

No campo, chegou a treinar nas categorias de base do Flamengo, com 14 anos, mas a dificuldade financeira que enfrentava para conseguir pagar quatro conduções até o centro de treinamento do clube o impediu de seguir na equipe rubro-negra.

Ainda com 14 anos, Ronaldo Nazário foi para a equipe do São Cristóvão. Lá, ele permaneceu de 1990 até 1993, atuando nas categorias de base do clube carioca.

Em 1993, quando o Fenômeno tinha 16 anos, transferiu-se para o Cruzeiro e logo se destacou. 

No mesmo ano em que foi contratado para as categorias de base do clube celeste, Ronaldo conseguiu subir para o time profissional após ganhar destaque no Sul-Americano sub-17 disputado pela Seleção Brasileira, em que foi artilheiro da competição com 8 gols. 

Em quais times Ronaldo Fenômeno jogou?

Ao longo da sua carreira, Ronaldo Nazário defendeu apenas 7 times no futebol profissional: Cruzeiro, PSV Eindhoven, Barcelona, Internazionale, Real Madrid, Milan e Corinthians. Ao todo, foram 616 jogos disputados em 4 países diferentes.

Confira, abaixo, mais detalhadamente a lista de clubes de Ronaldo, o período e a quantidade de jogos disputados por cada equipe!

Times de Ronaldo Fenômeno

Ano Clube Jogos
1993–1994 Cruzeiro 47 
1994–1996 PSV Eindhoven 57 
1996–1997 Barcelona 49
1997–2002 Internazionale 99 
2002–2007 Real Madrid 177 
2007–2008 Milan 20
2009–2011 Corinthians 69

Cruzeiro

Ronaldo Fenômeno, ex-jogador de futebol
Ronaldo esbanjava habilidade, dribles e finalizações precisas logo no início da carreira

Apesar de muito novo, Ronaldo Fenômeno se destacou logo no seu primeiro ano como profissional, aos 16 anos de idade.

Ronaldo Nazário já mostrava todos os seus predicados que o acompanhariam em toda a sua carreira: arranque, velocidade, drible e, claro, faro de artilheiro.

Em 1993, o atacante terminou o Campeonato Brasileiro com 12 gols marcados em 14 partidas disputadas, sendo o terceiro artilheiro da competição.

No mesmo ano, o Cruzeiro se consagrou campeão da Copa do Brasil, mas Ronaldo não atuou na competição.

O ano de 1994 começou de forma empolgante para o atacante, sendo artilheiro do Campeonato Mineiro com 22 gols e conquistando o seu primeiro título em campo.

As grandes atuações no campeonato estadual chamaram a atenção do mundo e, apesar de ter apenas 17 anos, o Fenômeno foi convocado para fazer parte da Seleção Brasileira de 1994, que conquistaria o tetracampeonato mundial.

Além disso, o velho continente passou a olhar com mais carinho para esse jovem talento, e o PSV Eindhoven contratou o atacante por 6 milhões de dólares no meio da temporada.

PSV

Ronaldo Fenômeno, ex-jogador de futebol
Ronaldo seguiu os passos de Romário, e seu primeiro clube Europeu foi o PSV

No PSV, Ronaldo teve números impressionantes durante os dois anos que permaneceu no futebol holandês.

O faro de artilheiro marcou a passagem de Ronaldo no PSV. Em 57 jogos disputados, o atacante marcou incríveis 54 gols, 30 deles no Campeonato Holandês da temporada 1994-1995 e garantiu a artilharia da competição.

Antes de deixar o clube, em 1996, Ronaldo conquistou a Copa dos Países Baixos, na temporada 1995-1996. Como principal destaque da equipe, o atacante chamou a atenção do Barcelona, que não mediu esforços para contratá-lo.

Barcelona

Ronaldo Fenômeno, ex-jogador de futebol
Ronaldo é um dos poucos jogadores a ser ídolo dos rivais Barcelona e Real Madrid

No meio do ano de 1996, Ronaldo Fenômeno foi contratado pelo Barcelona por cerca de U$ 20 milhões. 

O craque viveu apenas uma temporada com a camisa grená, 1996-1997, mas foi o suficiente para ele ser eleito o melhor jogador do mundo pela primeira vez. Com apenas 20 anos de idade, ele foi o jogador mais jovem da história a ganhar esse prêmio.

Nessa temporada, o Fenômeno ganhou uma Copa do Rei, uma Recopa Europeia e uma Supercopa da Espanha. Além disso, conquistou a artilharia do Campeonato Espanhol com 34 gols marcados.

Internazionale de Milão

Ronaldo Fenômeno, ex-jogador de futebol
Na Internazionale Ronaldo viveu seu melhor momento técnico da carreira

Em 1997, Ronaldo se transferiu para o Internazionale de Milão. Os números continuaram impressionante. Apenas na sua primeira temporada no Calcio, o atacante conseguiu marcar 14 gols em apenas 19 jogos disputados no Campeonato Italiano.

Empolgada com o talento do atacante, a imprensa italiana passou a chamá-lo de “Fenômeno” e foi ali que o apelido que ele carrega até hoje pegou.

Ainda em 1997, Ronaldo venceu novamente o prêmio de melhor jogador do mundo da FIFA, aos 21 anos.

Ao final da temporada, o Fenômeno terminou o campeonato nacional com 25 gols marcados e a vice artilharia da competição. O atacante ainda conquistou o título da antiga Copa da Uefa, atual Liga Europa.

O jogador permaneceu na equipe italiana até 2002. Durante esse período, foi convocado para integrar a equipe brasileira na Copa do Mundo de 1998, sendo a principal referência da equipe que seria derrotada pela França na final da Copa por 3 a 0.

Em 1998, enquanto ainda atuava pelo Inter de Milão, Ronaldo sofreu sua primeira grave lesão no joelho. Em uma imagem assustadora, durante a Supercopa da Itália contra a Lazio, a patela do joelho direito do atacante se deslocou.

O Fenômeno passou por cirurgia na França. A recuperação demorou cerca de dois anos e ameaçou a continuidade de sua carreira.

Porém, ele conseguiu voltar a tempo de atingir o auge da sua carreira na Copa do Mundo de 2002. O camisa 9 foi o craque do Brasil e artilheiro da competição, levando a seleção à conquista do pentacampeonato.

Real Madrid

Ronaldo Fenômeno, ex-jogador de futebol
O Real Madrid foi o clube europeu em que Ronaldo teve maior passagem

No mesmo ano em que conquistou mais uma Copa do Mundo, Ronaldo se transferiu para o Real Madrid. Eleito melhor do mundo pela terceira vez em sua carreira, chegava a Madri para formar um dos maiores times da história, pelo menos no papel. 

A equipe merengue, que já contava com craques como Zidane, Roberto Carlos, Figo e Raúl, queria se reforçar ainda mais e num intervalo de um ano contratou o Fenômeno e David Beckham.

Apesar do time ganhar o apelido de “galácticos”, principalmente pela enorme quantidade de estrelas no time, os problemas de comportamento e a falta de comprometimento do time atrapalharam o desempenho dentro de campo.

Ronaldo permaneceu na equipe merengue até 2007. Mas mesmo com um time recheado de estrelas, o Real Madrid só conquistou um título relevante nesse período em 2003, a La Liga.

Milan

Ronaldo Fenômeno, ex-jogador de futebol
Ronaldo teve uma passagem pouco marcante com a camisa do Milan

Em 2007, o Fenômeno anunciou sua volta para a Itália, para jogar no principal rival da Inter de Milão, clube em que Ronaldo havia feito história. 

Nessa época, já com 31 anos, Ronaldo estava com grandes problemas físicos, principalmente em relação ao seu peso. Alegando dificuldades relacionadas ao hipotireoidismo, o atacante não conseguia mais entrar em forma.

Somando o preparo físico abaixo dos demais com mais uma grave lesão no joelho, a passagem de Ronaldo no Milan foi apagada. Ele atuou em apenas 20 jogos e marcou 9 gols, voltando para o Brasil sem nenhum título conquistado com a camisa rossonera.

Corinthians

Ronaldo Fenômeno, ex-jogador de futebol
Ronaldo foi um dos principais expoentes da retomada do Corinthians depois do título da Serie B

Em 2009, Ronaldo voltou para o Brasil para se recuperar da grave lesão que havia sofrido na Itália.

Boa parte dessa recuperação ele fez no centro de treinamentos do Flamengo, clube em que todos acreditavam que o atacante iria atuar por uma questão de gratidão.

Mas, em uma jogada totalmente inesperada de Andrés Sanchez, presidente do Corinthians na época, o Fenômeno acertou sua ida para o clube paulista.

Ninguém sabia quais seriam as condições do jogador, mas Ronaldo provou novamente o porquê de ser conhecido como “Fenômeno”.

Mesmo muito acima do peso ideal, Ronaldo voltou a atuar e foi decisivo na conquista do título paulista e da Copa do Brasil, no mesmo ano, se tornando um dos maiores ídolos da história do clube

Quando Ronaldo Fenômeno se aposentou?

Ronaldo Fenomeno, ex-jogador de futebol
Ronaldo se mostrou bastante abalado durante o anúncio da aposentadoria

O projeto de Ronaldo e do Corinthians era a conquista da Libertadores inédita para o clube paulista. Esse título seria a cereja do bolo para uma aposentadoria perfeita.

Mas, em duas oportunidades, Ronaldo e o Corinthians fracassaram nesse projeto. Em 2010, a equipe foi eliminada nas oitavas de final da competição pelo Flamengo, de Adriano Imperador.

Em 2011, aconteceu o maior vexame da história do clube. Enfrentando o desconhecido Tolima, na “pré-Libertadores”, o Corinthians não conseguiu vencer nenhum dos dois jogos e foi eliminado precocemente da competição.

O episódio foi a gota d’água para o Fenômeno. Já com 35 anos e com muitos problemas físicos, Ronaldo decidiu se aposentar dos gramados.

Chorando na coletiva de imprensa após a eliminação diante do Tolima, Ronaldo se aposentou no dia 4 de fevereiro de 2011, deixando uma história que nunca será esquecida por todos os torcedores brasileiros. 

Vá além do futebol! Confira a biografia de outros nomes importantes dos esportes:

Trajetória de Ronaldo na Seleção Brasileira

Ronaldo Fenomeno, ex-jogador de futebol
O cabelo “cascão” de Ronaldo marcou época durante a Copa do Mundo de 2002

A trajetória de Ronaldo na Seleção Brasileira foi bastante vitoriosa. Por conta das graves lesões que sofreu ao longo de sua carreira, que o atrapalharam de ter sequências intensas nos clubes em que atuava, foi com a camisa amarelinha que Ronaldo mais conseguiu mostrar todo seu potencial.

Em 1994, o atacante foi levado para a Copa do Mundo, mas ficou apenas no banco de reservas. Apesar de não ter entrado em campo, o atacante pôde comemorar seu primeiro título mundial com apenas 17 anos de idade.

Já em 1998, Ronaldo fez uma Copa absolutamente brilhante e conduziu a Seleção para a final diante da França.

Na concentração do jogo decisivo, segundo apontam os relatos de comissão técnica e outros jogadores, Ronaldo sofreu uma convulsão, o que o prejudicou muito na sua preparação para a decisão.

O Fenômeno foi levado para fazer exames, e a escalação da Seleção Brasileira foi anunciada com Edmundo ao lado de Bebeto na dupla de ataque.

Entretanto, no vestiário após retornar da clínica onde foi examinado, Ronaldo convenceu o técnico Zagallo que deveria ser escalado. Com os jogadores completamente abalados com essa situação intensa, o Brasil foi presa fácil para a França de Zidane, que venceu por 3 a 0.

Em 2002, aconteceu a primeira grande volta por cima. Voltando da grave lesão que sofreu quando atuava no Inter de Milão, Ronaldo era uma incógnita, ninguém sabia quais as condições em que ele estaria para atuar na Copa de 2002.

Apesar das dúvidas que pairavam sobre Ronaldo, ele foi convocado por Luiz Felipe Scolari e e conduziu o Brasil para o pentacampeonato, com direito a dois gols na final contra a Alemanha. O camisa 9 terminou o torneio com a artilharia da competição, com 8 gols marcados.

Em 2006, o atacante disputou sua última Copa do Mundo. Fez parte do “quarteto mágico”, com Kaká, Ronaldinho Gaúcho e Adriano Imperador, transformando o Brasil no principal candidato ao título.

Novamente, a França surgiu no caminho do Brasil para jogar um belo balde de água fria. Com gol de Thierry Henry, o Brasil foi eliminado nas quartas de final.

Apesar disso, Ronaldo foi novamente o artilheiro da seleção na competição e um dos poucos que se destacaram. 

Quantos gols marcou Ronaldo em sua carreira?

Durante a sua carreira, Ronaldo atingiu a marca de 481 gols marcados, sendo 414 por clubes e 67 na Seleção Brasileira, número esse que garante até hoje a 3ª colocação no ranking de artilheiros do Brasil em jogos oficiais

Se não fossem as graves lesões que acompanharam Ronaldo ao longo de toda a sua carreira, certamente os números do atacante poderiam ser ainda maiores. 

Veja alguns dos gols mais impressionantes da carreira do camisa 9 em vídeo do canal Futebol Nacional:

 

Confira a seguir mais detalhes sobre os gols que Ronaldo marcou ao longo da sua trajetória!

Número de gols de Ronaldo por clubes e pela Seleção Brasileira

Ano Clube Gols
1993–1994 Cruzeiro 44
1994–1996 PSV Eindhoven 54
1996–1997 Barcelona 47
1997–2002 Internazionale 59
2002–2007 Real Madrid 104
2007–2008 Milan 9
2009–2011 Corinthians 35
1994–2011 Seleção Brasileira 62

Quantos títulos Ronaldo conquistou na carreira?

Quantos títulos Ronaldo conquistou
Ronaldo foi campeão da Copa do Brasil de 2009 pelo Corinthians

Ronaldo Fenômeno conquistou 17 títulos em sua carreira. Além de ter sido bicampeão da Copa do Mundo, ele ajudou a Seleção Brasileira a conquistar duas edições da Copa América e uma da Copa das Confederações. Por clubes, o ex-atacante levantou 12 troféus.

No futebol europeu, o principal título de Ronaldo foi a Liga Europa, pela Inter de Milão, em 1998. O Fenômeno nunca foi campeão da Liga dos Campeões da Europa.

Em seu primeiro clube na Europa, o PSV, Ronaldo foi campeão da Copa dos Países Baixos. No Barcelona, ele foi campeão da Recopa Europeia, da Copa do Rei e da Supercopa da Espanha. Já no Real Madrid, foi campeão espanhol na temporada 2002/2003 e levou seu segundo título da Supercopa da Espanha.

No futebol brasileiro, Ronaldo conquistou 3 títulos. Pelo Cruzeiro, foi campeão mineiro em 1993. Já no Corinthians, foi campeão do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil em 2009.

Todos os títulos de Ronaldo Fenômeno por clubes

  • Copa do Brasil pelo Cruzeiro: 1993
  • Campeonato Mineiro pelo Cruzeiro: 1994
  • Copa dos Países Baixos pelo PSV Eindhoven: 1995–96
  • Recopa Europeia pelo Barcelona: 1996–97
  • Copa do Rei pelo Barcelona: 1996–97
  • Supercopa da Espanha pelo Barcelona: 1996
  • Copa da UEFA (Liga Europa) pela Inter de Milão: 1998
  • Copa Intercontinental pelo Real Madrid: 2002
  • La Liga (Campeonato Espanhol) pelo Real Madrid: 2002–03
  • Supercopa da Espanha pelo Real Madrid: 2003
  • Copa do Brasil pelo Corinthians: 2009
  • Campeonato Paulista pelo Corinthians: 2009

Títulos de Ronaldo Fenômeno na Seleção Brasileira

  • Copa do Mundo da FIFA: 1994 e 2002
  • Copa América: 1997 e 1999
  • Copa das Confederações: 1997
  • Olimpíadas: Medalha de bronze em 1996

Quantas vezes Ronaldo foi melhor do mundo?

Ronaldo melhor jogador do mundo de 2002
Em 2002, Ronaldo superou Zidane e Oliver Kahn e foi eleito o melhor do mundo pela terceira vez

Ronaldo foi eleito três vezes o melhor jogador do mundo pela Fifa. O ex-atacante foi premiado pela entidade máxima do futebol em 1996, 1997 e 2002. Entre os homens, ele é o brasileiro que mais vezes recebeu o prêmio.

Em 1998, Ronaldo ficou em segundo lugar na eleição de melhor do mundo da Fifa, atrás apenas de Zidane. Já em 2003, ele ficou em terceiro. Zidane levou novamente o prêmio naquele ano, logo à frente do também francês Thierry Henry.

A última vez que Ronaldo figurou no Top 10 de melhores do mundo da Fifa foi em 2004, quando ele ficou na 8ª colocação. Naquele ano, Ronaldinho Gaúcho levou o prêmio.

Prêmios individuais mais relevantes de Ronaldo Fenômeno

  • Melhor jogador do mundo pela FIFA: 1996, 1997 e 2002
  • Ballon d’Or da France Football: 1997 e 2002
  • Chuteira de Ouro da UEFA: 1997
  • Melhor jogador estrangeiro da La Liga: 1996–97
  • Trofeo Bravo: 1997 e 1998
  • Melhor jogador da Copa América: 1997
  • Artilheiro do ano – IFFHS: 1997
  • Melhor jogador da Serie A Italiana: 1997–98
  • Jogador do ano da UEFA: 1997–98
  • Bola de Ouro da Copa do Mundo: 1998
  • Bola de Prata da Copa do Mundo: 2002
  • Chuteira de Ouro da Copa do Mundo: 2002
  • Melhor Jogador da Copa Intercontinental: 2002
  • Seleção do ano da UEFA: 2002
  • Prêmio Golden Foot: 2006
  • Melhor jogador do Campeonato Paulista: 2009
  • Hall da Fama do Futebol Italiano: 2015

Artilharias de Ronaldo Fenômeno

  • Supercopa Libertadores de 1993: 12 gols
  • Campeonato Mineiro de 1994: 23 gols
  • Campeonato Holandês de 1994/95: 30 gols
  • Campeonato Espanhol de 1996/97: 34 gols
  • Copa América de 1999: 5 gols
  • Copa do Mundo de 2002: 8 gols
  • Campeonato Espanhol de 2003/04: 25 gols
  • Eliminatórias da Copa do Mundo de 2006: 10 gols

Biografia de Ronaldo  Fenômeno

  • Nome completo: Ronaldo Luís Nazário de Lima
  • Data de nascimento: 22 de setembro de 1976 
  • Local de nascimento: Rio de Janeiro (RJ), Brasil
  • Altura: 1,83 m
  • Posição: Atacante

Curiosidades sobre Ronaldo Nazário

Carreira como empresário

Desde a sua aposentadoria, em 2011, Ronaldo começou a investir na carreira como empresário. No mesmo ano, fundou a empresa 9ine, nome que referenciava o número utilizado durante sua trajetória como jogador.

A 9ine era responsável por agenciar atletas e artistas, além de atuar no marketing esportivo e de entretenimento dos agenciados. Entre os nomes mais famosos que foram agenciados pela empresa, temos: Rafael Nadal, Neymar, Paolla Oliveira, Alexandre Pato e Claudia Leitte.

A empresa também era responsável pelo agenciamento do marketing de outras empresas, como a Brahma e a Duracell. O negócio vigorou até 2016.

Dono do Valladolid

Ronaldo dono do Valladolid
Ronaldo é do Valladolid, clube do futebol espanhol

Além dos investimentos feitos no agenciamento de atletas e artistas, Ronaldo investiu pesado no ramo do futebol.

Em 2018, o ex-atleta comprou cerca de 51% das ações do Valladolid, clube que disputa a elite do futebol espanhol, e se tornou dono majoritário do clube. 

E aí, lembra de mais alguma história marcante na carreira de Ronaldo? Deixe seu comentário!

E aproveite para ver mais conteúdos sobre futebol, não perca!

*Última atualização em 29 de novembro de 2020

Salvar