Zico, Júnior, Leandro e mais 7! Confira o top 10 dos Maiores jogadores da história do Flamengo em todos os tempos

Você sabe quais são os 10 maiores jogadores da história do Flamengo? Bom, essa é uma discussão bastante difícil, mas decidimos trazer para vocês uma lista com alguns nomes.

Fundado ainda no século 19, o Clube de Regatas do Flamengo é um dos clubes mais antigos do futebol brasileiro e também um dos mais vencedores.

Time mais popular do mundo, com cerca de 40 milhões de torcedores espalhados Brasil afora, o Flamengo é repleto de grandes ídolos que marcam a história do clube.

Para chegar a uma lista de maiores jogadores da história do Flamengo com apenas 10 nomes, baseamos as escolhas das posições nas conquistas de cada atleta, sua importância para o clube, e claro, a qualidade do jogador dentro das quatro linhas. 

Confira o top 10 de maiores jogadores do Flamengo em todos os tempos!

Maiores jogadores da história do Flamengo

  1. Zico
  2. Júnior
  3. Leandro
  4. Dida
  5. Gabigol
  6. Zizinho
  7. Adílio
  8. Petkovic
  9. Andrade
  10. Nunes

Nunes (10° lugar)

Nunes, ex-jogador do Flamengo
Nunes fez parte do inesquecível elenco do Flamengo de 81

A seleção do Flamengo nos anos 80, que conquistou os títulos da Libertadores e do Mundial de Clubes, é considerada por muitos um dos maiores times da história do futebol. Tirando as unanimidades, que encabeçarão a nossa lista, é difícil escolher quem eram os coadjuvantes mais decisivos.

A escolha por Nunes para iniciar nossa lista, camisa 9 do Flamengo na conquista dos primeiros grandes títulos da história do clube, se dá principalmente pelo seu poder de decisão. 

Nunes marcou dois gols na final do primeiro Campeonato Brasileiro conquistado pelo Flamengo, em 1980, e também anotou dois tentos na grande decisão do Mundial em cima do Liverpool em 1981.

O seu faro de gol e o poder de decisão também foram fundamentais  para a conquista de um título Carioca em 1981, a Libertadores do mesmo ano, o Brasileiro de 1982 e também da polêmica Copa União, de 1987. 

Ao todo, Nunes atuou em 266 jogos com a camisa rubro-negra e marcou 113 gols. Até hoje, ele é apontado como o atacante mais importante da história do clube e considerado pela torcida um dos maiores ídolos do Flamengo

Andrade (9° lugar)

Andrade, ex-jogador do Flamengo
Andrade fez história como jogador e técnico do Flamengo

Mais um jogador que fazia parte do esquadrão que dominou o futebol brasileiro nos anos 80, Andrade é um dos ídolos mais subestimados da história do Flamengo.

Andrade atuava como volante, mas se destacava pela sua técnica e qualidade nos passes. Com o Flamengo, foi campeão da Libertadores e do Mundial de 1981. Além dessas conquistas, Andrade foi titular absoluto dos títulos do Brasileiro de 1980, 1982, 1983 e dos Cariocas de 1979, 1981, 1986.

Como jogador rubro-negro, Andrade atuou em 570 jogos, sendo o 5° jogador com mais atuações no clube da Gávea. Outro fator que contribui para a sua idolatria é que Andrade era o técnico do Flamengo na conquista do Brasileiro de 2009,  título conquistado 17 anos após o triunfo no Brasileiro de 1992. 

Petkovic (8° lugar)

Petkovic, ex-jogador do Flamengo
Petkovic comemorando o histórico gol de falta sobre o Vasco em 2001

Na 8ª colocação da nossa lista, temos um jogador mais recente. Dejan Petkovic é um dos  grandes estrangeiros do futebol brasileiro e, provavelmente, o principal da história do Flamengo.

Nascido na Sérvia, Petkovic veio para o Brasil após uma longa passagem por clubes europeus, jogando inclusive pelo Real Madrid. 

O sérvio tem duas passagens pelo Flamengo, e ambas foram marcantes. Na primeira, permaneceu no clube de 2000 até 2002. Foram 121 jogos disputados e 43 gols marcados pelo meia. Nessa passagem, 3 títulos conquistados: Campeonato Carioca de 2000, 2001 e Copa dos Campeões de 2001.

Petkovic se tornou ídolo nesses dois primeiros anos de Flamengo, já que foi decisivo na conquista desses títulos. O momento mais marcante é o gol de falta que marcou na decisão do Carioca de 2001, diante do Vasco, aos 43 minutos do segundo tempo, gol que está eternizado na história do Flamengo.

Já no fim da sua carreira, Pet voltou para o Flamengo e conquistou o principal título de sua carreira. Decisivo e formando uma dupla implacável com Adriano “Imperador”, Petkovic foi o grande nome da campanha que culminou no sexto título Brasileiro do clube, em 2009. 

Nessa temporada, Petkovic usava a camisa 43, em homenagem justamente aos 43 gols marcados em sua primeira passagem e também aos minutos que contavam o relógio do árbitro quando anotou o gol decisivo da conquista do Campeonato Carioca em 2001. 

Adílio (7° lugar)

Adílio, ex-jogador do Flamengo
Adílio comemorando mandando um beijo para a torcida

Companheiro de Nunes no ataque do Flamengo e campeão de tudo na década de 80, Adílio é também um dos jogadores mais longevos da história do clube. O atacante iniciou sua carreira profissional subindo das categorias de base do time carioca e permaneceu por lá durante 12 anos, de 1975 a 1987.

O meia-direita, que ostentava a camisa número 8, também foi um jogador decisivo nas conquistas dos principais títulos do clube carioca nos anos 80. Foi de Adílio o segundo gol na final do Mundial de 1981 diante do Liverpool. Além disso, o meia marcou o último gol da conquista do Flamengo no Brasileiro de 1983.

Sendo titular nos títulos Brasileiros de 1980,1982 e 1983, na Libertadores e no Mundial de 1981 e também das conquistas dos Campeonatos Cariocas de 1978, 1979, 1981 e 1986, Adílio está marcado na história com um dos maiores jogadores do Flamengo de todos os tempos. 

Ao todo foram, 616 jogos disputados e 123 gols marcados, número que o credencia para a 3ª colocação do ranking dos jogadores que mais atuaram com a camisa do Flamengo e também para a nossa 7ª posição. 

Zizinho ( 6° lugar)

Zizinh, ex-jogador do Flamengo
Zizinho é um dos grandes meias das história do futebol

O nome de Zizinho na nossa sexta colocação é uma questão de talento. Tomás Soares da Silva, o Zizinho, era maestro, desfilava nos campos do saudoso Maracanã.

Pelé denominou Zizinho como seu grande ídolo de infância, e um cara que foi o maior ídolo do Rei não poderia ficar de fora, não é mesmo?

Atuando nos anos 1940 e 1950, Zizinho foi o primeiro grande ídolo do Flamengo e o mais renomado até a chegada da geração de ouro dos anos 80. Com a camisa rubro-negra foram 318 jogos disputados e 146 gols marcados. 

Em seus 11 anos de clube, conquistou o primeiro tricampeonato Carioca em 1942, 1943, 1944.

As suas grandes atuações no clube rubro-negro o credenciaram para ser o craque do Brasil no vice-campeonato da Copa do Mundo de 1950, jogo do famoso “Maracanazo”. Naquela ocasião, Zizinho foi eleito o melhor jogador da Copa.

Venha se divertir e conhecer mais sobre esportes! Confira os nossos quizzes:

Gabigol (5° lugar)

Gabigol, jogador do Flamengo
O jogador costuma comemorar seus gols mostrando as placas dos torcedores em sua homenagem

Iniciamos o nosso Top 5 com um ídolo atual. Gabriel Barbosa, o Gabigol, já marcou o nome na história como um dos melhores jogadores do Flamengo em todos os tempos.

O camisa 9 chegou ao clube em 2019 e já no seu primeiro ano ajudou a transformar o Flamengo em um time dominante. Logo de cara, conquistou o Campeonato Carioca diante do Vasco da Gama.

O Flamengo de Gabigol queria mais e, no final da temporada, deu duas voltas olímpicas em uma mesma semana.

Em jogo único disputado no Peru, Gabigol marcou os 2 gols da virada histórica do Flamengo diante do River Plate, na final da Libertadores, dando o título para o clube carioca. Quatro dias depois, o Rubro-negro também se sagrou campeão do Campeonato Brasileiro.

A frase “hoje tem gol do Gabigol”, estampada nas plaquinhas levadas pelos torcedores para o Maracanã em todos os jogos do Flamengo em 2019, representa bem o que foi a temporada de Gabriel Barbosa.  

Neste ano, foram 43 gols marcados e artilharia garantida da Libertadores e do Campeonato Brasileiro, números e conquistas que são o suficiente para a nossa 5ª colocação.

Dida (4° lugar)

Dida, ex-jogador do Flamengo
Dida só marcou menos gols que Zico com a camisa do Flamengo

Mais um ídolo saudoso de nossa lista, Dida marcou época no Flamengo nos anos 50 e 60. O franzino meio-campista e um dos principais ídolos de Zico, Dida está fatalmente na galeria de maiores jogadores do Flamengo.

Vindo do CSA (AL), Dida teve dificuldade para se adaptar, sendo inclusive utilizado pelas categorias de base do Flamengo no começo de sua trajetória. Mas, em 1955, um ano após a sua contratação, assumiu a titularidade do time e o resto é história.

Durante os 9 anos de clube, de 1954 a 1963, Dida foi decisivo na conquista de 3 títulos Cariocas (1954, 1955, 1963) e um Torneio Rio-São Paulo (1961). Nesse tempo, foram 257 gols em 364 jogos e o título de segundo maior artilheiro da história do Flamengo. 

Leandro (3° lugar)

Leandro, ex-jogador do Flamengo
Flamenguista, Leandro costuma aparecer nas comemorações de títulos do clube

O nosso top 3 talvez seja unanimidade entre os mais de 40 milhões de torcedores da nação rubro-negra. Claro, todos faziam parte do time imortal dos anos 80 e são os principais craques daquele esquadrão. 

Para começar, temos o lateral-direito Leandro. Mas você pode estar pensando, um lateral como terceiro lugar na categoria de melhores jogadores da história do Flamengo? Não confunda, Leandro não era apenas um lateral qualquer.

Dono da posição durante 12 anos de Flamengo, o camisa 2 esbanjava categoria, dribles, classe, técnica, visão de jogo, passes e cruzamentos precisos, atributos que seriam suficientes para ele ser o camisa 10 da grande maioria dos times da história. 

O maior lateral-direito da história do Flamengo disputou 415 jogos com a camisa vermelha e preta, de 1978-1990, e foi importantíssimo nas conquistas do Campeonato Carioca de 1978, 1979, 1981 e 1986, da Libertadores e do Mundial de 1981 e dos Brasileiros de 1980, 1982 e 1983, além da Taça União de 1987. 

Junior (2° lugar)

Junior, ex-jogador do Flamengo
Junior foi apelidado de “Junior Capacete” por conta de sua cabeleira

Bom, a escolha do nosso lugar é bastante óbvia e não poderia ser diferente. Leovegildo Lins da Gama Júnior, ou apenas Júnior, é um dos maiores jogadores da história do futebol Brasileiro e certamente um dos melhores jogadores do Flamengo. 

Com uma qualidade sem igual com ambos os pés, Júnior foi lateral-esquerdo em grande parte da carreira, inclusive na sua primeira e grande passagem pela equipe do Flamengo, nos anos 80.

Formado nas categorias de base da Gávea, Júnior jogou no Flamengo de 1974 até 1984, quando foi procurar novos objetivos na Europa. Durante esse período, Júnior foi um dos grandes craques do time que conquistou os Campeonatos Brasileiros de 1980, 1982, 1983, e principalmente da Libertadores e do Mundial de 1981. 

Depois de um período ausente do Rio de Janeiro, Júnior voltou para o Flamengo em 1989, já com 35 de idade. Sua volta foi motivada por conta de seu filho, que ainda não havia visto o pai atuar pela equipe carioca e queria que isso acontecesse. 

Nessa passagem, mais títulos. Jogando agora no meio-campo, como legítimo camisa 10, Júnior comandou o elenco que conquistou a primeira Copa do Brasil para o Flamengo, em 1990. Além disso, mais um Campeonato Brasileiro para a conta, em 1992. 

Além de ser um dos maiores vencedores e, inegavelmente, um dos melhores jogadores da história do Flamengo, Júnior também ostenta a primeira colocação disparada do ranking de jogadores que mais atuaram no clube. São 876 jogos em 14 anos como jogador rubro-negro. 

Zico (1° lugar)

Zico, ex-jogador do Flamengo
Zico é o principal nome entre os maiores jogadores da história do Flamengo

Chegando ao primeiro lugar, não poderia ser diferente. Arthur Antunes Coimbra, o Zico, é sem sombra de dúvidas o maior entre os melhores jogadores do Flamengo em todos os tempos.

O “Galinho de Quintino”, carinhosamente apelidado pelo narrador Waldir Amaral, é uma das grandes estrelas da história do futebol, e o principal craque da equipe flamenguista que encantou o mundo nos anos 80.

Apesar de jogar no meio-campo, a principal característica de Zico era o gol. Batia na bola como ninguém, de perto, de longe, fazia gol de tudo quanto é jeito. A precisão na batida também era fatal nas cobranças de falta e ele até hoje é considerado um dos maiores batedores de falta do Brasil e do mundo. 

Ao todo, foram 509 gols em 732 jogos disputados com a camisa do Flamengo, números que o tornam disparado o maior artilheiro da história do clube, com quase o dobro de gols do segundo colocado Dida, que tem 264 gols marcados pela equipe. 

Zico é mais um que foi formado nas categorias de base do Flamengo e atuou pelo clube em duas passagens. A primeira, de 1971 a 1983, envolveu os anos mais gloriosos do Galinho, com 476 gols marcados e inúmeros troféus, como os Brasileiros de 1980, 1982 e 1983, além dos títulos mais marcantes da Libertadores e do Mundial de 1981.

Na sua segunda passagem, de 1985 a 1989, conquistou apenas o Carioca de 1986, mas foi o retorno necessário para que o ciclo do grande nome entre os maiores ídolos do Flamengo fosse encerrado.    

E aí, o que achou da nossa lista de maiores jogadores da história do Flamengo? Deixamos alguém de fora? Deixe seu comentário!

E venha conhecer também histórias de outros grandes ídolos do futebol brasileiro:

*Última atualização em 21 de outubro de 2020

Comentários

Salvar
Compartilhar
Twittar
Compartilhar
WhatsApp
Pin