Tudo sobre o Istanbul Basaksehir, time do atacante Robinho, campeão inédito do Campeonato Turco e sua relação com o presidente Erdogan

A história do Campeonato Turco conheceu um novo campeão em 2019/2020! O Istanbul Basaksehir, time defendido pelo craque brasileiro Robinho, conquistou seu primeiro título do campeonato nacional turco e garantiu vaga para a fase de grupos da Champions League. 

Campeão turco com uma rodada de antecipação, o Ístanbul Basaksehir é conhecido por contar com um grande apoio do governo turco, sendo considerado até mesmo o “clube oficial” do presidente do país, Recep Tayyip Erdogan.

Dentro de campo, Robinho chegou à Turquia com status de estrela, mas teve atuação aquém do esperado. O atacante jogou 15 partidas e não balançou as redes nenhuma vez, levando-o a passar a temporada inteira esquentando o banco de reservas. 

Embora tenha sido um coadjuvante, Robinho pôde comemorar seu 10º título nacional (já havia sido campeão no Brasil, na Espanha, na Itália e na China). Pelo Santos, foram dois títulos do Brasileirão e um da Copa do Brasil. Quem gosta de times brasileiros como o Peixe pode conferir os melhores sites de apostas do Campeonato Brasileiro para fazer uma fezinha após a volta do Brasileirão, que foi anunciada recentemente.

Enquanto Robinho não balançou as redes, o meia Edin Visca e o atacante Demba Ba foram os principais artilheiros do Ístanbul Basaksehir na Süper Lig, com 13 gols. Mas o principal trunfo da equipe foi sua defesa, a menos vazada do Campeonato Turco, ajudando o clube a fazer história e a quebrar a hegemonia de Galatasaray, Fenerbahçe e Besiktas!

História do Istanbul Basaksehir

Robinho campeão turco pelo Istanbul Basaksehir
Robinho foi uma das estrelas contratadas pelo Istanbul Basaksehir nos últimos anos

O Istanbul Basaksehir foi fundado em 1990, passando os seus primeiros 24 anos de vida como um clube qualquer do futebol turco. No entanto, em 2014, o então Primeiro Ministro do país, Recep Tayyip Erdogan deixou o cargo e passou a ser o presidente da Turquia — a partir de então a história do clube mudou drasticamente. 

No primeiro ano de Erdogan como presidente, a equipe foi adquirida pelo Ministério da Juventude e dos Esportes e passou a ser parte oficial do governo da Turquia. Desde então, o Istanbul Basaksehir passou a receber investimentos massivos e começou a gastar muito em contratações no intuito de fazer frente com os maiores times do país. 

Em seis temporadas, foram contratados vários jogadores conhecidos do futebol europeu, como Eljero Elia (ex-Juventus), Arda Turan (ex-Barcelona), Emmanuel Adebayor (ex-Real Madrid), Emre Belözoglu (ex-Inter de Milão), Demba Ba (ex-Chelsea), Gael Clichy (ex-Manchester City), Martin Skrtel (ex-Liverpool), e Robinho (ex-Real Madrid e Manchester City).

Os bons resultados não tardaram a chegar, pois já em 2017 o clube chegou até a final da Copa da Turquia. Nesse mesmo ano, conquistou o vice-campeonato nacional, alcançando o mesmo resultado em 2019. 

Finalmente, em 2020, o time conseguiu o tão sonhado título do campeonato nacional. Uma prova que a equipe é ligada ao presidente é que um dos seus filhos participou da festa do título. Apesar de Erdogan não ter estado presente na comemoração, já participou de peladas com a camisa do Istanbul Basaksehir, e como uma forma de homenageá-lo, a diretoria do clube aposentou o número da camisa que ele usou, a número 12.

Relação entre o presidente Erdogan e o Instabul Basaksehir

Istanbul Basaksehir projeto político de Erdogan
Ístanbul Basaksehir faz parte do projeto político do presidente turco Erdogan

A relação entre Erdogan e Basaksehir vem desde antes do futebol. Em 1990, quando o atual presidente ainda era o prefeito de Istambul, ele garantiu muitos investimentos para o distrito que dá nome ao clube. O local é uma comunidade da população conservadora do islamismo, principal grupo de apoio do presidente. 

Erdogan chegou aos altos postos do poder público em 2003, quando se tornou primeiro-ministro, defendendo as bandeiras do nacionalismo, valorização das tradições muçulmanas e conservadorismo. Já em 2014 foi eleito presidente, e há dois anos foi reeleito.

A conquista do título nacional não é épica somente por ser a primeira grande premiação do clube ou por conta do investimento ativo do governo de Erdogan. Ela é histórica, pois essa é somente a segunda vez em 35 anos que alguma equipe sem ser Galatasaray, Besiktas ou Fenerbahçe levou o torneio nacional. A última vez em que algo semelhante aconteceu foi em 2010, quando o Bursaspor levou o título mais importante da Turquia, e o Fenerbahçe ficou em segundo lugar.

O Istanbul Basaksehir é apenas o sexto clube a ser campeão turco em toda a história. Os maiores campeões da Süper Lig são:

  1. Galatasaray – 22 títulos
  2. Fenerbahce – 19 títulos
  3. Besiktas – 15 títulos
  4. Trabzonspor – 6 títulos
  5. Bursaspor – 1 título
  6. Ístanbul Basaksehir – 1 título

Títulos do Ístanbul Basaksehir

  • Campeonato Turco: 1 título (2019/2020)
  • Segunda Divisão Turca: 1 título (2013/2014)
  • Terceira Divisão Turca: 2 títulos (1992/1993 e 1996/1997)

Elenco do Ístanbul Basaksehir campeão turco em 2020

  • Goleiros: Mert Günok (Turquia), Volkan Babacan (Turquia) e Ahmet Kivanc (Turquia)
  • Laterais-direitos: Júnior Caiçara (Brasil) e Ugur Ucar (Turquia)
  • Zagueiros: Alexandru Epureanu (Moldávia), Ponck (Cabo Verde) e Martin Skrtel (Eslováquia)
  • Laterais-esquerdos: Gael Clichy (França) e Aziz Behich (Austrália)
  • Volantes: Mahmut Tekdemir (Turquia), Mehmet Topal (Turquia) e Gökhan Inler (Suíça)
  • Meias: Irfan Can Kahveci (Turquia), Okechukwu Azubuike (Nigéria), Edin Visca (Bósnia-Herzegovina), Danijel Aleksic (Sérvia)Berkay Özcan (Turquia)
  • Atacantes: Eljero Elia (Holanda), Robinho (Brasil), Kerim Frei (Turquia), Enzo Crivelli (França), Fredrik Gulbrandsen (Noruega), Demba Ba (Senegal) e Muhammet Arslantas (Turquia)
  • Técnico: Okan Buruk (Turquia)

Em 34 rodadas no Campeonato Turco, o Ístanbul Basaksehir teve 20 vitórias, nove empates e cinco derrotas. A equipe terminou quatro pontos à frente do vice-campeão Trabzonspor. O tradicional Besiktas foi o terceiro colocado, enquanto Galatasaray e Fenerbahçe foram apenas sexto e sétimo colocados, respectivamente.

Na temporada 2020/2021, poderemos conferir a participação do Ístanbul Basaksehir na Liga dos Campeões. Será que o clube do presidente Erdogan conseguirá surpreender na Europa?

Enquanto aguardamos pelas próxima temporada, aproveite para alimentar sua paixão por futebol com mais conteúdos:

Comentários

Salvar
Compartilhar
Twittar
Compartilhar
WhatsApp
Pin