Antes de mais nada, Alessandra Gusman, atleta Bikini, foi uma das convidadas do Novice Open 2022.

Entretanto, desta vez a competidora não subiu aos palcos com o objetivo de levar o troféu de top 1 para a casa.

Neste ano, sua missão foi a de prestigiar um dos maiores eventos da SPFF entregando os troféus para as ganhadoras.

Além disso, Alessandra fez questão de estar presente no backstage dando dicas e conselhos para as estreantes.

Em síntese, a Bikini concedeu entrevista exclusiva comentando sobre tudo que ocorreu no Novice Open 2022.

Alessandra Gusman conta sua história dentro da SPFF e como isso lhe garantiu prestígio na federação

De início, vale destacar o motivo que fez  com que Alessandra Gusman fosse convidada do evento.

De acordo com a atleta, sua trajetória dentro da federação é antiga e prestigiosa, além de ser multicampeã.

Estou com a SPFF desde seu primeiro campeonato. Participei de todos os eventos até 2021. Tive excelentes colocações, inclusive sendo campeã master e open no Brasileiro. Em 2019 fui eleita a Embaixadora do Treinão Beneficente. Talvez, também por esse motivo , o presidente Alex Frango sempre me convida para as premiações.

Assim sendo, Ale confirmou que é uma ocasião muito especial. Inclusive, pode ser considerada tão importante quanto uma medalha de top 1.

A importância de premiar minha categoria é tão valorizada, por mim, quanto ser premiada. Entregar um troféu para aquelas atletas que sofrem e vivenciam a mesma batalha que nós é uma honra imensa. Vibro com cada conquistas delas como se fossem as minhas.

O outro lado do fisiculturismo: o nervosismo e a ansiedade pré palco

Certamente, a sensação de estar em um backstage é única, tanto para quem compete quanto para os outros responsáveis.

Portanto, ansiedade, nervosismo, insegurança e muitas outras emoções podem estar presentes neste momento.

Diante disso, Alessandra Gusman se viu em meio a outras atletas iniciantes que estavam nervosas com seu 1° evento.

Assim, Ale assumiu a responsabilidade de passar um pouco de sua experiência para as competidoras.

Tentei orientar e ajudar a todas que eu percebia que estavam inseguras. Por eu estar há 5 anos competindo, conheço muita gente. Fui até solicitada por treinadores para opinar sobre o shape e as poses. Que para mim é uma grande honra.

Gusman ainda disse que a campeã Overall Bikini, Luana Munhoz, é sua conhecida fora dos palcos.

Foi incrível estar presente no primeiro campeonato dela e poder participar desse momento. Fiquei muito feliz e honrada.

Por fim, a culturista concluiu comentando sobre a mistura de emoções presentes no fisiculturismo.

São dois momentos diferentes mas de igual nervosismo e ansiedade. No Novice Open deste ano, a maioria das atletas Bikinis eram novatas. Ali atrás do palco , segundos antes delas subirem, veio à memória meu primeiro show, me coloquei no lugar delas e fui orientando e esclarecendo dúvidas na qual também tive. É um momento muito mágico e especial. Elas saem do palco ofegantes e tremendo. Costumo dizer que é a mesma adrenalina de saltar de paraquedas. Fico muito feliz de vê-las vibrar aqueles tão poucos minutos.