Depois de muita adrenalina, a temporada de 2024 da Fórmula 1 chegou ao seu fim. Com ela, veio o tricampeonato de Max Verstappen. Entretanto, nem tudo são flores na Red Bull Racing, que ainda possui muitas dúvidas sobre o mexicano Sérgio Pérez.

Apesar de ficar com a vice-liderança do campeonato mundial, Checo terminou muito atrás do seu companheiro de equipe, chegando a somar menos da metade dos pontos conquistados pelo holandês. Neste cenário, a cobrança segue para 2024.

A trajetória de Sérgio Pérez na Fórmula 1

Você ama outros esportes além de automobilismo? Aqui no Esportelândia também falamos sobre:

Christian Horner faz cobrança a Sérgio Pérez

Chefe de equipe da Red Bull Racing, Christian Horner é conhecido por sempre falar o que pensa, independentemente da situação.

Em entrevista ao portal PlanetF1, o mandatário inicialmente poupou Sérgio Pérez ao afirmar que é realmente difícil acompanhar o holandês Max Verstappen.

Todos sabemos do que Checo Pérez é capaz. Acho que ele só precisa trabalhar duro para ter consistência. Mas, você sabe, é difícil ser companheiro de equipe de Max.

Contudo, na sequência Horner foi claro e objetivo ao afirmar que o mexicano precisa dar o seu melhor e tirar 100% do carro para a temporada 2024 da Fórmula 1.

Simplesmente precisamos trabalhar mais [para que Checo possa dar o seu melhor]. Precisamos dele a toda velocidade nas 24 corridas do próximo ano porque a competição ficará mais próxima.

Sérgio Pérez
Sérgio Pérez terminou com menos da metade dos pontos de Verstappen em 2023 – Icon Sport

A previsão da equipe austríaca é a de que o grid da Fórmula 1 ficará mais disputado para a temporada que vem.

Dessa forma, Christian Horner espera que Sérgio Pérez possa ajudar o máximo possível a equipe a conquistar os pontos necessários para manter as conquistas.

Precisamos de ambos os pilotos mais próximos para garantir que faremos todo o possível para defender ambos os títulos.

Aproveite para se aprofundar ainda mais no esporte com nossos outros conteúdos: