Carol Gattaz sempre foi uma lutadora durante sua carreira. A central da Seleção Brasileira conseguiu disputar sua primeira Olimpíada somente em 2021, no auge de seus 39 anos.

De fato, Gattaz conseguiu se firmar na Seleção e participou da campanha brasileira até conquistar a medalha de prata em Tóquio. No entanto, se engana quem pensa que a jogadora não sonha em disputar mais uma Olimpíada.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Carol Gattaz (@carolgattaz)

Carol Gattaz revela planos para disputar os Jogos Olímpicos de 2024

Carol Gattaz destaca maior desafio do Brasil no Pré-olímpico
Divulgação/Gaspar Nóbrega/COB

Apesar de sonhar com uma vaga no grupo brasileiro que vai até Paris, Carol Gattaz vai precisar superar uma lesão grave. A central concedeu uma entrevista ao Portal Uai e falou sobre seu atual momento:

Infelizmente, veio a lesão, e a gente sabe que atrapalha, e muito. Eu sei que dei alguns passos atrás. Ao mesmo tempo, é uma motivação a mais para mim, essa recuperação.

Algumas pessoas falam: ‘Nossa, Carol, com 41 anos, você vai ter essa lesão'. Querendo ou não, estou quase me aposentando já.

Essa recuperação é algo que requer muita resiliência, muita constância. Todos os dias, tenho que matar um leão por dia para estar bem de novo.

Carol Gattaz seguiu no assunto e revelou um sonho de disputar mais uma edição das Olimpíadas:

Meu objetivo são as Olimpíadas. Estou fazendo o melhor para estar bem em quadra com o time e, consequentemente, merecer uma convocação para a Seleção e depois brigar por uma vaga em Paris.

Quero estar lá, dando o melhor, tanto no clube como na Seleção. Meu grande objetivo é esse. Se vou conseguir, a gente não sabe, mas vou fazer de tudo.

Por fim, Carol Gattaz revelou suas metas para se recuperar da lesão:

Pensando em metas, a primeira é voltar a jogar. Acredito que em fevereiro e março já estarei voltando à minha forma anterior, jogando bem nos Playoffs da Superliga. A partir disso, almejo ser convocada para jogar a VNL e, depois, pensar em uma vaga olímpica.

Vá além do mundo do vôlei! Confira também nossos outros conteúdos: