Antes de tudo, Margaret Court é uma ex-tenista australiana que foi número #5 do mundo. A saber, é a maior vencedora de Grand Slams da história, entre homens e mulheres, com 24 títulos, seguida de perto por Serena Williams, que tem 23.

Em primeiro lugar, Court é considerada por muito a maior tenista de todos tempos (embora sua melhor no ranking mundial tenha sido somente 5º lugar). Desse modo, a jogadora tem um incrível número de 137 vitórias e somente 16 derrotas na carreira.

A saber, Court se tornou a primeira mulher na Era Open a vencer todos os quatro títulos individuais dos torneios do Grand Slam no mesmo ano, em 1970. Além disso, Court venceu um número recorde de 62 títulos de Grand Slams – 24 individuais, 19 duplas de mulheres e 19 duplas mistas, novamente, mais do que qualquer outro jogador na história do tênis.

Ainda mais, Court venceu sete de oito títulos de Grand Slam que disputou em um período de dois anos, entre 1969 e 1970, feito igualado apenas por Steffi Graf. Além disso, Court também venceu três dos quatro Slams em 1962 e em 1965. Nenhum outro tenista jamais venceu três ou mais Abertos em um ano por quatro vezes.

Prêmios de Margaret Court

Ademais, a atleta ganhou 11 títulos da Era Open, mas somou 24 títulos de simples no total, de Grand Slams. Apesar disso, Court nunca foi número um do mundo, pois o ranking foi criado certo tempo depois de sua carreira ter começado.

Entretanto, Court empilha títulos e recordes na carreira, muitos não caíram ainda hoje, após tanto tempo. Dessa forma, durante seus quase 20 anos de carreira em turnê, Court, é a única na história do tênis a completar um conjunto Multiple Grand Slam, duas vezes, em todas as três disciplinas: individuais, duplas femininas e duplas mistas. Com exclusividade, ela venceu todos os 12 como amadora e, depois de um período de aposentadoria, voltou como profissional para vencer todos os 12 novamente.

  • Grand Slam (24)
  • Australia Open (11)
  • US Open (5)
  • Australia Open duplas (8)
  • French Open duplas (4)

Lista de títulos

Simples (24)

Ano Torneio Superfície Adversário da final Pontuação
1. 1960 Australian Championships Grama  Jan Lehane O'Neill 7–5, 6–2
2. 1961 Australian Championships (2) Grama Jan Lehane O'Neill 6–1, 6–4
3. 1962 Australian Championships (3) Grama  Jan Lehane O'Neill 6–0, 6–2
4. 1962 French Championships Saibro Lesley Turner Bowrey 6–3, 3–6, 7–5
5. 1962 US Championships Grama Darlene Hard 9–7, 6–4
6. 1963 Australian Championships (4) Grama Jan Lehane O'Neill 6–2, 6–2
7. 1963 Wimbledon Grama  Billie Jean Moffitt 6–3, 6–4
8. 1964 Australian Championships (5) Grama Lesley Turner Bowrey 6–3, 6–2
9. 1964 French Championships (2) Saibro Maria Bueno 5–7, 6–1, 6–2
10. 1965 Australian Championships (6) Grama  Maria Bueno 5–7, 6–4, 5–2 retirada
11. 1965 Wimbledon (2) Grama Maria Bueno 6–4, 7–5
12. 1965 US Championships (2) Grama Billie Jean Moffitt 8–6, 7–5
13. 1966 Australian Championships (7) Grama Nancy Richey walkover
14. 1969 Australian Open (8) Grama Billie Jean King 6–4, 6–1
15. 1969 French Open (3) Saibro Ann Haydon-Jones 6–1, 4–6, 6–3
16. 1969 US Open (3) Grama Nancy Richey 6–2, 6–2
17. 1970 Australian Open (9) Grama  Kerry Melville Reid 6–1, 6–3
18. 1970 French Open (4) Saibro  Helga Niessen Masthoff 6–2, 6–4
19. 1970 Wimbledon (3) Grama Billie Jean King 14–12, 11–9
20. 1970 US Open (4) Grama Rosemary Casals 6–2, 2–6, 6–1
21. 1971 Australian Open (10) Grama Evonne Goolagong Cawley 2–6, 7–6, 7–5
22. 1973 Australian Open (11) Grama  Evonne Goolagong Cawley 6–4, 7–5
23. 1973 French Open (5) Saibro Chris Evert 6–7, 7–6, 6–4
24. 1973 US Open (5) Grama Evonne Goolagong Cawley 7–6, 5–7, 6–2

Duplas (19)

Ano Torneio Parceira Adversário da final Pontuação
1. 1961 Australian Championships Mary Carter Reitano Mary Bevis Hawton
Jan Lehane O'Neill
6–4, 3–6, 7–5
2. 1962 Australian Championships (2) Robyn Ebbern Darlene Hard
Mary Carter Reitano
6–4, 6–4
3. 1963 Australian Championships (3) Robyn Ebbern Jan Lehane O'Neill
Lesley Turner Bowrey
6–1, 6–3
4. 1963 U.S. Championships Robyn Ebbern Maria Bueno
Darlene Hard
4–6, 10–8, 6–3
5. 1964 French Championships Lesley Turner Bowrey Norma Baylon
Helga Schultze
6–3, 6–1
6. 1964 Wimbledon Lesley Turner Bowrey Billie Jean Moffitt
Karen Hantze Susman
7–5, 6–2
7. 1965 Australian Championships (4) Lesley Turner Bowrey Robyn Ebbern
Billie Jean Moffitt
1–6, 6–2, 6–3
8. 1965 French Championships (2) Lesley Turner Bowrey Françoise Dürr
Janine Lieffrig
6–3, 6–1
9. 1966 French Championships (3) Judy Tegart Dalton  Jill Blackman
Fay Toyne
4–6, 6–1, 6–1
10. 1968 US Open (2) Maria Bueno Billie Jean King
Rosemary Casals
4–6, 9–7, 8–6
11. 1969 Australian Open (5) Judy Tegart Dalton Rosemary Casals
Billie Jean King
6–4, 6–4
12. 1969 Wimbledon (2) Judy Tegart Dalton Patricia Hogan
Peggy Michel
9–7, 6–2
13. 1970 Australian Open (6) Judy Tegart Dalton Kerry Melville Reid
Kerry Harris
6–3, 6–1
14. 1970 US Open (3) Judy Tegart Dalton Rosemary Casals
Virginia Wade
6–3, 6–4
15. 1971 Australian Open (7) Evonne Goolagong Cawley Jill Emmerson
Lesley Hunt
6–0, 6–0
16. 1973 Australian Open (8) Virginia Wade Kerry Harris
Kerry Melville Reid
6–4, 6–4
17. 1973 US Open (4) Virginia Wade Billie Jean King
Rosemary Casals
3–6, 6–3, 7–5
18. 1973 French Open (4) Virginia Wade Françoise Dürr
Betty Stöve
6–2, 6–3
19. 1975 US Open (5) Virginia Wade Billie Jean King
Rosemary Casals
7–5, 2–6, 7–6

Prêmios profissionais

  • International Tennis Hall of Fame. Ano: 1979
  •  Sport Australia Hall of Fame com status de lenda. Ano: 1998
  • Australian Sports Medal por sua impressionante carreira. Ano: 2000

Reconhecimento

  • Em 1 de janeiro de 1967, ela foi nomeada Membro da Ordem do Império Britânico (MBE), por seus serviços ao esporte e às relações internacionais. 

  • Nos anos de1963 e 1970, ela ganhou o prêmio ABC Sportsman of the Year. Em 1970, ela também ganhou uma homenagem da Austrália Ocidental, o Prêmio Walter Lindrum.

  • Já em 1979, Court foi introduzida no International Tennis Hall of Fame. [26] Em 1985, Court foi introduzido no Sport Australia Hall of Fame e, em seguida, elevado ao status de Lenda em 1998. 

  • Em 1993, em Melbourne, ela foi indicada para o Australian Tennis Hall of Fame.

  • Anos depois, em 2000, Court recebeu a Medalha Esportiva Australiana por sua impressionante carreira no tênis.

  • No próximo ano, em 2001, ela foi premiada com a Medalha do Centenário por seus serviços ao tênis australiano.

  • Ainda em,  2001, ela foi indicada para o Quadro de Honra das Mulheres de Victoria.

  • Depois, em 2003, o Tribunal recebeu o prêmio 2003 Australia Post Australian Legends. O Australia Post a homenageou, junto com seu colega jogador de tênis australiano Rod Laver, apresentando-a em um selo postal.

  • Em 2006, ela recebeu o prêmio da Federação Internacional de Tênis (ITF), o Prêmio Philippe Chatrier. Em 2007, ela foi nomeada Oficial da Ordem da Austrália (AO), por seus serviços ao tênis, como mentora e à comunidade.

  • Por último 2021, ela foi promovida a Companheira da Ordem da Austrália (AC), por “serviços eminentes ao tênis como jogadora aclamada internacionalmente e campeã recordista de grand slam, e como mentora de jovens esportistas”.

Ganhos de Margaret Court

A saber, a jogadora atuou entre 1959 e 1977 e, nessa época, as premiações e ganhos de qualquer forma, não eram divulgados como hoje em dia. Porém, ao analisar a carreira de Margaret Court, com tantos títulos e glórias, acredita-se que tenha feito uma fortuna considerável enquanto tenista.

Curiosidades de Margaret Court

Antes de tudo, Court se converteu ao pentecostalismo e, foi ordenada ao ministério em 1991. É fundadora e pastora principal da Victory Life Centre Inc. em Perth, fundada em 1995. Recebeu um Doutorado Honorário da Oral Roberts University.

Além disso, a segunda quadra principal do complexo do Australian Open, em Melbourne, foi nomeada Margareth Smith em sua homenagem. Ou seja, a lendária jogadora sempre estará presente no campeonato que mais venceu na carreira, com esta bela homenagem.

Foto destaque: Divulgação / Australia Open