Tudo sobre o Campeonato Mundial de Handebol Masculino: todos os vencedores, quem tem mais títulos e as participações do Brasil

A cada dois anos, as melhores seleções de handebol do mundo se enfrentam para definir quem será o novo vencedor do Campeonato Mundial de Handebol Masculino.

Já são mais de 80 anos de história da competição e 11 campeões diferentes.

Você sabe quem é o maior vencedor? Qual a melhor campanha da história da seleção brasileira?

Não se preocupe se não sabe essas respostas. Estamos aqui para contar essas informações e tudo sobre o Campeonato Mundial de Handebol Masculino!

História do Campeonato Mundial de Handebol Masculino

França é a maior vencedora da história do Campeonato Mundial de Handebol Masculino
França é a maior vencedora da história do Campeonato Mundial de Handebol Masculino

O Campeonato Mundial de Handebol Masculino é disputado desde 1938. Na primeira edição foi realizada na Alemanha e teve apenas quatro participantes. Os donos da casa foram campeões ao vencer todos os seus jogos, contra Dinamarca, Áustria e Suécia.

Durante a Segunda Guerra Mundial, o Mundial de Handebol não foi realizado. A competição voltou a ser organizada em 1954, quando a Suécia se sagrou campeã. 

Desde então, o torneio foi disputado com o intervalo máximo de quatro anos entre duas edições. 

Em 1993, foi iniciada a sequência que persiste até hoje com a realização do Campeonato Mundial de Handebol Masculino a cada dois anos, sempre em anos ímpares.

Em 26 edições, o título sempre ficou com países europeus. Entre campeões e vices, a única exceção é o Catar, segundo colocado em 2015.

O maior vencedor da história do Campeonato Mundial de Handebol Masculino é a França, com 6 títulos, dois a mais que Suécia e Romênia.

Fique com a gente para conhecer todos os campeões da história da competição. Mais adiante, contamos também como foram todas as participações do Brasil!

Maiores campeões do Campeonato Mundial de Handebol Masculino

  • França: 6 títulos
  • Suécia e Romênia: 4 títulos
  • Alemanha: 3 títulos
  • Rússia e Espanha: 2 títulos
  • Croácia, Dinamarca, Tchecoslováquia, União Soviética e Iugoslávia: 1 título

Todos os campeões do Campeonato Mundial de Handebol Masculino

  • 1938 – Alemanha (vice-campeão: Áustria)
  • 1954 – Suécia (vice-campeão: Alemanha)
  • 1958 – Suécia (vice-campeão: Tchecoslováquia)
  • 1961 – Romênia (vice-campeão: Tchecoslováquia)
  • 1964 – Romênia (vice-campeão: Suécia)
  • 1967 – Tchecoslováquia (vice-campeão: Dinamarca)
  • 1970 – Romênia (vice-campeão: Alemanha Oriental)
  • 1974 – Romênia (vice-campeão: Alemanha Oriental)
  • 1978 – Alemanha Ocidental (vice-campeão: União Soviética)
  • 1982 – União Soviética (vice-campeão: Iugoslávia)
  • 1986 – Iugoslávia (vice-campeão: Hungria)
  • 1990 – Suécia (vice-campeão: União Soviética)
  • 1993 – Rússia (vice-campeão: França)
  • 1995 – França (vice-campeão: Croácia)
  • 1997 – Rússia (vice-campeão: Suécia)
  • 1999 – Suécia (vice-campeão: Rússia)
  • 2001 – França (vice-campeão: Suécia)
  • 2003 – Croácia (vice-campeão: Alemanha)
  • 2005 – Espanha (vice-campeão: Croácia)
  • 2007 – Alemanha (vice-campeão: Polônia)
  • 2009 – França (vice-campeão: Croácia)
  • 2011 – França (vice-campeão: Dinamarca)
  • 2013 – Espanha (vice-campeão: Dinamarca)
  • 2015 – França (vice-campeão: Catar)
  • 2017 – França (vice-campeão: Noruega)
  • 2019 – Dinamarca (vice-campeão: Noruega)

Vá além do Handebol! Confira também:

Quantas vezes o Brasil foi campeão do Mundial de Handebol Masculino?

Participações do Brasil no Campeonato Mundial de Handebol Masculino
Em 2019, Brasil alcançou sua melhor campanha no Campeonato Mundial de Handebol Masculino

Ao contrário da seleção feminina, que foi campeã mundial em 2013, a equipe masculina do Brasil jamais venceu um Campeonato Mundial de Handebol. A melhor colocação brasileira na competição masculina foi o 9º lugar, alcançado em 2019.

Em sua melhor campanha, o Brasil venceu três jogos na primeira fase, contra Sérvia, Rússia e a equipe unificada das Coreias. 

Na segunda fase, também disputada em formato de grupos, a seleção brasileira superou a Islândia.

Assim, o Brasil terminou o Mundial de 2019 com quatro vitórias e quatro derrotas (França, Alemanha, Croácia e Espanha).

Anteriormente, a melhor colocação do Brasil no Campeonato Mundial de Handebol Masculino havia sido o 13º lugar em 2013. Desde aquela edição, a seleção brasileira sempre passou da primeira fase. Porém, ainda busca se posicionar entre os oito melhores.

Até hoje, o Brasil participou de 14 edições da competição. A estreia foi em 1958, quando ficou em 15º lugar entre 16 participantes.

Depois de sua primeira classificação para o Mundial de Handebol Masculino, a seleção brasileira passou mais de 40 anos sem disputar o torneio. O retorno aconteceu somente em 1995. Desde então, o Brasil sempre esteve presente.

Confira, a seguir, todas as campanhas brasileiras em mundiais!

Participações do Brasil no Campeonato Mundial de Handebol Masculino

  • 1938: não participou
  • 1954: não participou
  • 1958: 15º
  • 1961: não participou
  • 1964: não participou
  • 1967: não participou
  • 1970: não participou
  • 1974: não participou
  • 1978: não participou
  • 1982: não participou
  • 1986: não participou
  • 1990: não participou
  • 1993: não participou
  • 1995: 24º
  • 1997: 24º
  • 1999: 16º
  • 2001: 19º
  • 2003: 22º
  • 2005: 19º
  • 2007: 19º
  • 2009: 21º
  • 2011: 21º
  • 2013: 13º
  • 2015: 16º
  • 2017: 16º
  • 2019:

Como funciona o Campeonato Mundial de Handebol Masculino?

Como funciona o Campeonato Handebol Masculino
Dinamarca foi campeã do Mundial de Handebol Masculino de 2019

Ao longo da história, o Campeonato Mundial de Handebol Masculino teve diversos formatos de disputa. Na fórmula adotada desde a edição de 2019, as 24 equipes são divididas em quatro grupos de seis times.

Na fase inicial, todos se enfrentam dentro dos próprios grupos em turno único. Os três melhores de cada grupo avançam à fase seguinte. Já os três últimos colocados disputam a President’s Cup, que define quem fica entre o 13º e o 24º lugar.

Os 12 times classificados para a segunda fase são divididos em dois grupos e carregam com si os resultados da primeira fase. O Grupo 1 é composto pelos classificados dos Grupos A e B, enquanto o Grupo 2 fica com os melhores colocados dos Grupos C e D.

Como carregam os resultados da primeira fase, os times que estavam no Grupo A enfrentam somente as equipes que estavam no Grupo B. O mesmo é válido para os times do Grupo C, que jogam apenas contra quem compunha o Grupo D. Ou seja, cada equipe faz 3 partidas na segunda fase.

Ao final das três rodadas, os dois primeiros colocados de cada chave se classificam para a semifinal para brigar pelo título. Quem fica em terceiro de cada chave disputa o quinto lugar do Mundial de handebol feminino, enquanto quem ficar em quarto disputa o sétimo lugar geral.

Em 2019, o Mundial foi sediado por Alemanha e Dinamarca. Na final, os dinamarqueses venceram a Noruega por 31 a 22 e se sagraram campeões mundiais pela primeira vez.

A edição de 2021 será disputada no Egito. Dois anos depois, Suécia e Polônia dividirão a condição de sedes da competição.

Enquanto aguardamos pelas próximas edições do Campeonato Mundial de Handebol Masculino, aproveite para ampliar seu conhecimento sobre o esporte:

Comentários

Salvar
Compartilhar
Twittar
Compartilhar
WhatsApp
Pin