Na tarde deste último sábado (15), em duelo válido pela primeira rodada da fase de grupos da Eurocopa, tivemos o embate entre Espanha e Croácia. Os espanhóis venceram por 3 a 0, com certa tranquilidade, mas um lance em si chamou a atenção de todos.

Trata-se do pênalti cometido pelo meio campista Rodri, estrela do Manchester City e peça fundamental da Fúria treinada pelo técnico Luis de La Fuente. O detalhe é que o camisa 16 não foi expulso após cometer a irregularidade, ganhando apenas um cartão amarelo.

Portanto, explicaremos o porquê o árbitro errou nesta jogada detalhando a mudança na regra e explicando suas nuances.

Você ama outros esportes além do futebol? Aqui no Esportelândia também falamos sobre:

Confira o porquê Rodri deveria ser expulso contra a Croácia

A Internacional Board, entidade responsável pelos regulamentos do futebol e ligada à FIFA, aplicou em julho de 2023 sete mudanças, impactando consequentemente as partidas, mas passando despercebido por grande parte do público.

Uma dessas aplicações afeta as penalidades. Mesmo que um jogador seja o último homem e esteja disputando a bola com o adversário, ele não poderá ser expulso. O jogador infrator só será expulso se, no momento da falta dentro da área, ele não estiver disputando a bola diretamente com o adversário.

Com isso, a jogada envolvendo Rodri seguiu esse contexto. O meio campista fez a falta dentro da área derrubando o atacante Petkovic, mas sem ir em direção à bola, apenas visando o adversário, caracterizando expulsão. Porém, o árbitro inglês Michael Oliver optou apenas pelo cartão amarelo.

Rodri confirmado para a próxima partida da Espanha

Com a não expulsão de Rodri, o meio campista está confirmado para o próximo duelo da Espanha na Euro, diante da Itália. A partida é válida pela segunda rodada e será realizada na próxima quinta-feira (20), às 16h (horário de Brasília).

0

Veja outros conteúdos relacionados com o futebol: