Uma das atletas mais marcantes da história do esporte brasileiro é Hortência, a ex-jogadora de basquete marcou uma geração e ajudou o Brasil a ser reconhecido no mundo pelo sucesso alcançado na modalidade. Assim, tornou-se referência para as futuras mulheres no basquete e muito requisitada nas transmissões de partidas. A ex-jogadora tinha contrato com a Globo e acabou demitida da emissora.

Hortência era presença certa nas transmissões dos esportes e já tinha oito anos de emissora. A Rainha do basquete nacional deu uma entrevista ao canal do jornalista Benja, o Benja Me Mucho, no YouTube. Entre diversos assuntos da sua vida e carreira, ela falou o motivo da saída da Globo.

Abre aspas para Hortência

Tenho uma admiração pela Globo muito grande. Me ajudaram a manter a minha imagem e continuar construindo a minha imagem. Então, eu devo muito a essa empresa. Sempre me trataram como uma rainha lá dentro, me respeitaram. ‘Ah, mas mandaram você embora'. Gente, faz parte do dia a dia. Quando você está mal em um jogo, vai para o banco. Eu não vou falar que a Globo não foi legal comigo. Pelo contrário. É um ciclo que se fechou e eu não fechei as portas”, disse a ex-jogadora.

Carreira e vida de Hortência

A eterna Rainha do basquete nacional marcou época com a camisa de clubes e da Seleção Brasileira. Com as camisas de clubes jogou apenas no Brasil, os times sempre de São Paulo e colecionou troféus nesses anos. Além disso, marcou uma geração de ouro do Brasil no basquete, ao lado de “Magic Paula” e Janeth Arcain.

Ela é a maior pontuadora pela Seleção Brasileira com 3.160 pontos, marcados em 127 partidas oficiais, média de 24,9 pontos/partida. Com a amarelinha conquistou uma prata nas Olimpíadas, um ouro no Mundial, três medalhas nos jogos Pan-Americanos (ouro, prata e bronze).