O Brasil faz sua estreia na Copa do Mundo de Basquete às 6h25 (horário de Brasília), no dia 26 de agosto, contra a seleção do Irã, em Jacarta, na Indonésia. A equipe segue ainda em preparação para os amistosos que vão acontecer a partir da próxima semana.

No primeiro deles, a seleção brasileira encara a Austrália, em Melbourne, pelo Boomers x World. Em sequência, enfrenta pela mesma competição Sudão do Sul e Venezuela. Os jogos vão acontecer de 14 a 17 de agosto.

Em seguida, o Brasil viaja à China para mais uma competição preparatória para o Mundial. A equipe do técnico Gustavo de Conti enfrenta Itália e Sérvia pela Solidarity Cup, nos dias 20 e 21 de agosto.

Vale ressaltar que todas as equipes que o Brasil joga nesses amistosos, também estarão presentes na Copa do Mundo de Basquete.

A equipe brasileira está no Grupo G, ao lado de Espanha (atual campeã), Irã e também Costa do Marfim. Caso avance de fase, a seleção cruza com alguma seleção do Grupo H (Canadá, França, Letônia e Líbano).

Em entrevista para o podcast Esportudo, o treinador do Flamengo e também do Brasil, Gustavo de Conti, foi o convidado da vez para participar do bate-papo. Obviamente que o técnico foi perguntado a respeito da Copa do Mundo de Basquete.

Com relação aos favoritos, Gustavinho colocou que o Brasil está entre as oito melhores equipes que disputam a competição, mas pôs os pés no chão e não desprezou os adversários, principalmente os do grupo da seleção:

Acho que tá (o Brasil entre os oito melhores), mas ao mesmo tempo que o Brasil está entre esses oito e está competitivo pra cima, também pode estar competitivo para baixo, porque o Irã é um adversário tradicional da seleção em Jogos Olímpicos e Mundiais. 

Geralmente temos vitórias contra o Irã, algumas apertadas, mas temos vitórias. A Costa do Marfim é uma equipe que pode surpreender muito. Eles fizeram a segunda melhor campanha da África e possuem jogadores internacionais. 

A maioria deles estuda nos Estados Unidos, fizeram universidade por lá, alguns jogam na Espanha, em equipes importantes, outros na França. 

Então, a gente não valoriza tanto, mas eles têm grandes jogadores e podem surpreender. 

Brasil em Copas do Mundo de Basquete

A seleção é detentora de dois títulos mundiais, o primeiro conquistado no ano de 1959 e o segundo em 1963. Os Estados Unidos e a extinta Iugoslávia são os maiores vencedores, com cinco títulos cada.

Maiores vencedores da Copa do Mundo de basquete masculino

  1. Estados Unidos – 5 títulos
  2. Iugoslávia – 5 títulos
  3. União Soviética – 3 títulos
  4. Brasil – 2 títulos
  5. Espanha – 2 títulos
  6. Argentina – 1 título

Calendário de jogos do Brasil na Copa do Mundo 2023

  • 26 de agosto (sábado): Irã, às 6h45 (de Brasília);
  • 28 de agosto (segunda-feira): Espanha, às 10h30 (de Brasília);
  • 30 de agosto (quarta-feira): Costa do Marfim, às 6h45 (de Brasília).