­Nessa segunda fase da Liga das Nações (VNL) de vôlei feminino, Estados Unidos e China se enfrentaram na manhã desse sábado (18). A saber, o início foi tranquilo para as norte americanas. Porém, as chinesas imprimiram um forte ritmo de jogo. Apesar disso, a seleção americana não deixou as chinesas concluírem e tiveram maior domínio do jogo. Assim, fecharam o jogo em 3 x 0.

1º set: Vantagem dos Estados Unidos

Primeiramente, Estados Unidos avançou na frente em 14 x 9. Apesar do início de uma reação chinesa, especialmente com a central Yuan e a ponteira Li, as estadunidenses não deixaram.

Por certo, China cresceu no ritmo de jogo. Em especial por grandes defesas que apareceram do meio para o final do set. Assim, se aproximaram no placar. Mas, com um sistema de jogo acelerado e quase sem nenhum erro, as americanas confirmaram a vantagem e fecharam em 25 x 21.

2º set: Mais disputado

Em contrapartida ao primeiro set, este segundo iniciou mais disputado e com as chinesas à frente em 10 x 9. Vale destacar a jogadora Li. A ponteira é canhota, dificultando a marcação norte americana.

No entanto, os Estados Unidos começaram a forçar bastante o saque. De fato, a opção foi acertada. Assim, conseguiram reverter o placar. Em 24 x 21 para as estadunidenses, China marcou dois pontos.

Assim, com a aproximação no placar, o técnico da seleção americana fez o primeiro pedido de tempo. Na volta, Estados Unidos fechou o set em 25 x 23 com um ataque de meio fundo da Robinson.

3º set: Recuperação americana

Dessa vez, a vantagem foi aberta pelas chinesas. Com um grande entrosamento e tranquilidade, abriram 7 x 2. Vale destacar a central Yang, a qual apareceu mais nesse terceiro set e com efetividade no ataque. No entanto, o saque forçado e as defesas voltaram a ser eficazes no lado norte americano.

O destaque dos Estados Unidos nessa recuperação foram as ponteiras. Tanto pela rede quanto pelo meio fundo, Robinson e Plummer são as bolas de desafogo. Vale ressaltar também a central Washington, com bolas acertadas na jogada china.

No final do set, em 20 x 20, as americanas avançaram e fecharam em 25 x 21. Novamente, foi com um ataque da Robison. Porém, dessa vez, pela entrada de rede.

 Estados Unidos e China – E agora?

Por certo, Estados Unidos já tem o próximo confronto neste domingo (19). As norte americanas enfrentarão a Tailândia às 04h. Por outro lado, a China entrará em quadra novamente logo em seguida contra o Japão, às 8h. Ambos no horário de Brasília.

Foto destaque: Reprodução/ Web Volei