Os brasileiros Tainá Hinckel e Mateus Herdy brilharam no QS 3.000 Layback Pro, realizado na Praia Mole, e garantiram antecipadamente o título do Sul-Americano da WSL. Saiba mais a seguir.

Tainá Hinckel conquista o Sul-Americano da WSL

Divulgação
Divulgação

Tainá Hinckel, já garantida nas Olimpíadas de Paris 2024, mostrou sua supremacia ao vencer a etapa sul-americana da WSL em Florianópolis. A surfista catarinense, da Guarda do Embaú, entrou na água nesta sexta-feira, 8, com a vitória praticamente assegurada.

Após conquistar o título na última etapa regional da WSL como a grande campeã da América do Sul, Hinckel confirmou todas as expectativas ao avançar para as quartas de final na Praia Mole.

Com a vitória, Tainá Hinckel garantiu sua vaga no Challenger Series, a divisão de acesso da WSL, enquanto Mateus Herdy já tinha sua vaga garantida pela campanha no CS do ano passado!

Você ama esportes? Confira alguns que o Esportelândia cobre:

  1. Surf
  2. Fisiculturismo
  3. Automobilismo
  4. Artes marciais
  5. Atletismo
  6. Basquete
  7. Tênis
  8. Vôlei

Mateus Herdy de olho em uma vaga na elite da WSL

Divulgação
Divulgação

Enquanto isso, Mateus Herdy assegurou o título do circuito qualificatório da WSL América do Sul antes mesmo de cair na água nesta sexta-feira. O surfista viu seus concorrentes, Luel Felipe e Lucas Vicente, ficarem para trás em suas baterias, garantindo assim a vitória em casa.

No segundo dia de competições, o nativo de Florianópolis, que ocupava o segundo lugar no ranking do continente, subiu uma posição após o líder Ian Gouveia ser eliminado na estreia da etapa regional na Praia Mole.

Embora ainda possa avançar na competição para acumular mais pontos, o foco de Herdy agora está no Challenger Series, que pode abrir caminho para uma vaga no circuito mundial da WSL.

Que tal se aprofundar no mundo esportivo e ir além? Confira aqui no Esportelândia: