Desse modo, o evento válido pelo calendário da WSL contou com a irmã de Gabriel Medina. Do mesmo modo, Sophia venceu a terceira bateria de quatro. Assim, avançou para as quartas de final junto com Laura Raupp.

Sophia avança e Laura não fica pra trás

A saber, Laura Raupp, de apenas 15 anos, venceu o evento que ocorreu na semana anterior ao evento da WSL em Saquarema. Então, após anos fora dos radares e sequer circuitos, a Praia do Mole sediou um campeonato com renomados surfistas, o Layback Pro. Logo, uma das participantes foi a skatista Sky Brown, mas não passou da fase qualificatória.

Nesse sentido, desde seu início na segunda-feira (15), a pequena cidade no litoral do Rio de Janeiro virou destino de mais de 200 atletas que sonham em participar da WSL. Desse modo, o campeonato vale como um acesso ao Challenger Series, um tipo de acesso ao circuito mundial e à elite.

Por outro lado, faltando pouco para o fim do evento que tem seu encerramento no domingo (21), Sophia Medina conseguiu a classificação e agora o campeonato segue para os duelos individuais. Em suma, tem pela frente a vencedora da etapa de Florianópolis, Laura Raupp.

Sophia Medina avança para as quartas de final em Saquarema
Laura Raupp venceu o Layback Pro. Foto destaque: Marcio David/ WSL

A irmã do campeão mundial Gabriel Medina tem mais do que capacidade de vencer o evento e ficar com um “pé na porta” para o acesso à WSL.

Brasil representado não só por Sophia e Laura

Além do mais, não são apenas meninas de outros países que estão nas fases finais, muito pelo contrário. A saber, Sol Carrion x Larissa Santos é outro duelo individual brasileiro, juntamente com Summer Macedo e Isabelle Nalu.

Ambas tem a chance de conseguir um feito enorme, uma reta final com apenas atletas brasileiros disputando. Contudo, Isabelle e Summer teriam que derrotar as peruanas Arena Rodriguez Vargas e Daniella Rosas, nas respectivas baterias em busca de uma classificação.

Foto destaque: Tony D'Andrea/WSL