O Margaret River Pro vai ser o palco de uma das baterias mais esperadas da temporada até agora, Filipe Toledo x Gabriel Medina.

Dois dos maiores expoentes do Surf moderno, voltam a duelar um contra o outro, esse vai ser o primeiro encontro dos brasileiros desde a WSL Finals de 2021, vencida por Gabriel Medina.

Duelo brasileiro vai pegar fogo em Margaret River

Os vários dias sem competição na Austrália só aumentaram as expectativas para o confronto entre Filipe Toledo e Gabriel Medina.

Na primeira bateria das oitavas de final, Filipe Toledo reeditou à final do evento de 2021 contra Jordy Smith, o resultado foi o mesmo e o brasileiro avançou para às quartas.

No segundo confronto das oitavas de final, Gabriel Medina mandou para o italiano Leonardo Fioravanti para casa e garantiu sua vaga para enfrentar Toledo nas quartas.

Gabriel Medina projeta duelo

De fato, o ano de Gabriel Medina não foi dos melhores até o momento, nos primeiros quatro eventos da temporada o tricampeão mundial foi eliminado nas oitavas de final.

No entanto, em Margaret River, Medina finalmente superou essa barreira e chegou até às quartas de final. Agora, o paulista projeta o importante duelo diante de Filipe Toledo:

É uma sensação muito boa (avançar de fase) e já estou ansioso para competir com o Filipe (Toledo). Certamente, vai ser uma grande bateria e que vença o melhor.

CONFIRA AS BATERIAS DAS QUARTAS DE FINAL

1.a: Filipe Toledo (BRA) x Gabriel Medina (BRA)

2.a: João Chianca (BRA) x Connor O´Leary (AUS)

3.a: Griffin Colapinto (EUA) x Barron Mamiya (HAV)

4.a: Ethan Ewing (AUS) x John John Florence (HAV)

Quando acontece o duelo entre Filipe Toledo e Gabriel Medina

A próxima chamada da WSL em Margaret River acontece na manhã desta sexta-feira (28), na Austrália, noite no Brasil, nesta quinta-feira (27), às 20h (Horário de Brasília), com boas previsões de ondas.

Margaret River Pro

Gabriel Medina projeta duelo épico contra Filipe Toledo: “Estou ansioso”
Pôster Promocional do evento em Margaret River. WSL

O Margaret River Pro é o quinto e derradeiro evento desta temporada da WSL, a etapa é muito decisiva pois garante quem vai continuar no Tour para o restante do ano depois do corte.

Os atuais vencedores desse evento já estão fora de ação. Jack Robinson nem competiu por conta de uma lesão. Enquanto Isabella Nichols decepcionou e caiu na repescagem feminina.