Filipe Toledo foi recebido com festa em Ubatuba. O campeão mundial chegou à cidade na última quarta-feira (14). Assim, foi homenageado em um evento fechado, na Prefeitura Municipal de Ubatuba, que começou por volta das 10h (horário de Brasília). Em seguida, cerca de 1h depois, ele subiu em um caminhão do Corpo de Bombeiros e percorreu as principais ruas e avenidas da cidade. Desse modo, sentiu o carinho dos fãs.

Para mim, estar aqui hoje é uma vitória. Só de poder estar competindo, ter de volta essa vontade de surfar, de dar o meu melhor, de competir, de sacrificar muitas coisas, minha família, meus amigos… Por tudo isso, acho que o título veio de bônus. De tudo que eu passei, eu só evolui, cresci, aprendi e foi o que me fortaleceu para eu poder estar aqui hoje nesse momento, com esse troféu, com esse título. Então são momentos que eu passei que foi para o meu aprendizado que eu valorizo” – comentou Filipe Toledo, em entrevista.

Filipe Toledo é o quarto campeão mundial brasileiro

O título mundial veio depois de ter vencido o compatriota Ítalo Ferreira na decisão do WSL Finals. Antes dele, só Gabriel Medina (2014, 2018 e 2021), Adriano de Souza “Mineirinho” (2015) e Ítalo Ferreira (2019) haviam sido campeões mundiais de Surf masculino pelo Brasil. Por fim, Filipe Toledo foi o  quarto brasileiro campeão.

Filipe Toledo
Foto: Danilo Sardinha
Filipe Toledo
Foto: Danilo Sardinha

Felipe Toledo está confiante e diz que vai tentar o Bicampeonato Mundial na Temporada de 2023 da WSL.

“Foram longos anos nessa batalha junto com a minha família. Estou muito feliz de ter saído de Ubatuba, conquistado meu sonho lá fora e trazer esse título para cá. Isso também é da cidade. Passa um filme na cabeça estar de volta e trazer essa alegria para o pessoal. Isso não tem preço – disse o surfista durante a celebração”.

História

Filipe Toledo nasceu em Ubatuba, litoral norte de São Paulo, em 1995. Ele é filho de Ricardo Toledo, duas vezes Campeão Brasileiro de Surf. As primeiras ondas foram em Ubatuba. E foi lá também que o surfista disputou os primeiros campeonatos locais. Em 2014 , quando a carreia começou a decolar, decidiu mudar junto com a família para a Califórnia.

Embora tenha deixado Ubatuba, o surfista ainda se mantém conectado  com a cidade natal. Em 2021, ele inaugurou uma escola de surfe na Praia Grande.

Foto destaque: Danilo Sardinha