Veja os detalhes da origem da natação, como chegou ao Brasil, os 4 estilos, as principais competições e as provas olímpicas

Quem é a pessoa mais rápida do mundo nas águas? Essa resposta só pode ser dada graças à natação!

O esporte que leva atletas a competirem dentro de piscinas é um dos mais prestigiados em Jogos Olímpicos e responsável por consagrar grandes esportistas.

Ao redor do mundo, muitos nadadores, de diferentes idades, sonham em ser tão vitoriosos no esporte quanto Michael Phelps.

Você não precisa ser tão vitorioso quanto o norte-americano para saber tudo sobre natação.

Fique com a gente e conheça a história do esporte, quais são os 4 estilos, as principais competições e todas as provas de natação disputadas nas Olimpíadas!

História da Natação

As primeiras competições de natação começaram na Europa, por volta de 1800. 

O esporte ganhou uma nova perspectiva a partir de 1873, quando o nadador inglês John Arthur Trudgen introduziu um estilo similar ao crawl.

Para o desenvolvimento dessa técnica, Trudgen se inspirou nos movimentos realizados por nativos americanos, durante uma viagem ao continente. 

A técnica de Trudgen foi aprimorada pelo australiano Richard Cavill, que é tido como o criador do nado crawl.

Em 1896, a natação esteve presente na primeira edição dos Jogos Olímpicos da Era Moderna. Desde então, os quatro estilos e o medley foram desenvolvidos e evoluíram até as técnicas que são conhecidas atualmente.

Responsável por gerir o esporte no mundo, a Federação Internacional de Natação (Fina) foi fundada em 1908, durante a disputa da Olimpíada de Londres.

Curiosamente, a natação afetou diretamente na popularidade de outros esportes. Em 1912, o campeão olímpico de natação, Duke Paoa Kahanamoku, disse que conquistou a medalha de ouro graças a treinamentos de surf. Assim, a prática se tornou mais conhecida ao redor do mundo.

Outras modalidades esportivas relacionadas à natação e à água incluem natação em águas abertas, nado sincronizado, pólo aquático, saltos ornamentais, triatlo e pentatlo moderno.

Como a Natação chegou ao Brasil

César Cielo campeão olímpico na natação
César Cielo é o único brasileiro campeão olímpico na natação

Oficialmente, a natação começou a ser praticada no Brasil em 31 de julho de 1987, com a fundação da União de Regatas Fluminense. 

Um ano depois, o Clube de Natação e Regatas organizou o primeiro Campeonato Brasileiro, que consistia em uma distância de 1.500 metros, entre a Fortaleza de Villegaignon e a praia de Santa Luzia, no Rio de Janeiro.

Remessa Online

Ao longo da história, a natação se tornou um dos esportes mais importantes para o Brasil em Jogos Olímpicos. 

Até a disputa da Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016, o Brasil conquistou 14 medalhas na natação, com um ouro, quatro pratas e nove bronzes.

Entre os principais nadadores brasileiros em Olimpíadas, podemos destacar Ricardo Prado, Gustavo Borges, Fernando Scherer e César Cielo, o único representante do país campeão olímpico na natação.

Outro nadador histórico do Brasil é Thiago Pereira, que conquistou uma medalha de prata na Olimpíada de Londres, em 2012, e é o maior medalhista da história dos Jogos Pan-Americanos, com 23 pódios, sendo 15 de ouro.

Vá além da Natação! Confira conteúdos sobre outros esportes:

Regras da Natação

Regras da natação
Árbitros checam se nadadores tocaram na parede em todas as viradas

As competições de natação são disputadas em piscinas de 25 ou 50 metros de comprimento. Contudo, nos Jogos Olímpicos, as piscinas devem ter 50 metros de comprimento e, no mínimo, 3 metros de profundidade. A temperatura da água deve permanecer entre 25ºC e 27ºC.

Nas Olimpíadas, as provas de 50m, 100m e 200m têm eliminatórias, semifinais e final. Já as demais disputas têm somente as eliminatórias e a final.

Caso um atleta “queime a largada” e salte antes do tiro, ele será desclassificado.

Durante as provas, os nadadores devem respeitar os movimentos de cada estilo, sob risco de serem eliminados pelos árbitros.

Confira, a seguir, quais são os estilos de natação e as diferenças entre eles!

Estilos de natação

  • Livre
  • Peito
  • Costas
  • Borboleta

Há quatro estilos de natação, além do medley, que combina todos os quatro. Entenda, a seguir, quais são os movimentos e técnicas usados em cada um deles.

Estilo livre

Nado livre

Popularmente chamado de crawl, o estilo livre é o mais rápido entre os quatro da natação. Não é permitido nadar por baixo d’água. Ou seja, uma parte do corpo do nadador deve estar, obrigatoriamente, sempre do lado de fora.

O estilo livre é usado em provas de 50, 100, 200, 400, 800 e 1.500 metros, além de revezamentos 4x100m e 4x200m.

Peito

Nado peito

O estilo peito é o mais lento da natação. Nessa técnica, devem ser realizados movimentos simultâneos das pernas e dos braços na horizontal.

No momento da virada ou do toque na borda, o atleta precisa tocar com as duas mãos na parede.

Nas Olimpíadas, as provas de peito são realizadas em distâncias de 100 e 200 metros.

Costas

Nado costas

O estilo costas é o único em que os nadadores largam já dentro d’água, segurando o cabo da baliza. 

O corpo só pode estar submerso nos primeiros 15 metros após as viradas e a largada.

Em Jogos Olímpicos, há provas de costas de 100 e 200 metros.

Borboleta

Nado Borboleta

No estilo borboleta, com os ombros alinhados à superfície da água, o nadador faz o movimento simultâneo dos braços. As pernas alinhadas também vão simultaneamente para cima e para baixo.

Assim como no peito, o nadador deve bater com as duas mãos ao mesmo tempo na parede.

Nas Olimpíadas, as provas de borboleta são realizadas em distâncias de 100 e 200 metros.

Medley

As provas de medley são aquelas que combinam os quatro estilos da natação. 

Podem ser disputadas em distâncias de 200 metros (50 metros para cada estilo) ou 400 metros (100 metros para cada estilo). Também há a disputa do revezamento 4×100, em que cada nadador da equipe nada um estilo.

Principais competições de Natação

Competições de natação
Principais nadadores do mundo lutam por medalhas nas Olimpíadas a cada 4 anos

As duas principais competições de natação no mundo são as Olimpíadas e o Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos, que têm também disputas de polo aquático e nado sincronizado, saltos ornamentais. 

Os Jogos Olímpicos são disputados de quatro em quatro anos. Já o Mundial de Esportes Aquáticos acontece a cada dois anos, sempre nos anos ímpares.

Nos dois eventos, são utilizadas piscinas de 50 metros de comprimento, chamadas de “piscinas longas”.

Outra importante competição do calendário mundial de natação é o Mundial de Natação em Piscina Curta. Nesse campeonato, as provas são disputadas em piscinas de 25 metros de comprimento.

Os Mundiais em Piscina Curta acontecem a cada dois anos, sempre em anos pares. A competição tem provas que não são realizadas em Jogos Olímpicos, como a disputa dos 50m em peito, costas e borboleta.

As provas realizadas no Mundial de Natação de Piscina Curta são:

  • 50 m (todos os estilos exceto o medley)
  • 100 m (todos os estilos)
  • 200 m (todos os estilos)
  • 400 m (livre e medley)
  • 800 m (livre e apenas para mulheres)
  • 1500 m (livre e apenas para homens)
  • 4 × 100 m (livre e medley)
  • 4 × 200 m (livre)

Quer saber quais são as provas de natação disputadas nas Olimpíadas? A gente te conta logo abaixo!

Provas olímpicas da natação

  • 50 metros livre
  • 100 metros livre
  • 200 metros livre
  • 400 metros livre
  • 800 metros livre
  • 1500 metros livre
  • 100 metros costas
  • 200 metros costas
  • 100 metros peito
  • 200 metros peito
  • 100 metros borboleta
  • 200 metros borboleta
  • 200 metros medley
  • 400 metros medley
  • 4 x 100 metros livre
  • 4 x 200 metros livre
  • 4 x 100 metros medley
  • 4 x 100 metros medley misto
  • Maratona 10 km
Michael Phelps
Nadador Michael Phelps é o maior medalhista da história das Olimpíadas, com 28 medalhas

Depois do atletismo, a natação é o esporte que mais distribui medalhas em Olimpíadas. Não é à toa que o nadador Michael Phelps, com 28 medalhas, é o atleta mais premiado da história dos Jogos Olímpicos.

Phelps é também o atleta que conquistou mais medalhas de ouro em uma edição. Na Olimpíada de Pequim, em 2008, ele levou 8 ouros, superando o recorde do também nadador norte-americano Mark Spitz, que conquistou 7 medalhas de ouro nos Jogos de Munique, em 1972.

Ao longo da história das Olimpíadas, houve muitas mudanças no calendário de provas da natação. 

Até a disputa dos Jogos do Rio de Janeiro, em 2016, os 800m é exclusivamente feminina, enquanto apenas os homens competem nos 1.500 metros. A partir de Tóquio, em 2020, as duas provas serão disputadas por ambos os sexos.

A disputa do revezamento 4×100 medley misto é outra novidade nos Jogos Olímpicos de Tóquio. É a primeira vez que homens e mulheres competem numa mesma prova na natação.

Benefícios da Natação

Além de ser um dos esportes com mais audiência em Jogos Olímpicos, a natação atrai muitos praticantes por causa dos diversos benefícios para saúde que a sua prática oferece.

Entre os principais benefícios da natação, podemos listar:

  1. Estimula a perda de peso; 
  2. Aprimora o sistema respiratório;
  3. Fortalece as articulações;
  4. Desenvolve os músculos;
  5. Reduz o risco de diabetes tipo 2;
  6. Diminui a incidência de doenças cardiovasculares;
  7. Promove a circulação;
  8. Diminui o estresse.

Saber nadar é imprescindível também para diminuir os riscos de acidentes em piscinas, no mar, em rios e outros locais que ofereçam contato com a água. Além disso, é fundamental também para iniciar a prática de outros esportes. Esse é, por exemplo, o primeiro passo para aprender a surfar.

Agora que você já conhece tudo sobre a natação, aproveite para conhecer mais sobre a história e todos os detalhes de outros esportes:

*Última atualização em 14 de janeiro de 2020

Remessa Online

Comentários

Salvar