Até hoje César Cielo é o único nadador brasileiro medalhista de ouro em Olimpíadas. Esta façanha aconteceu via 50 metros livre nos Jogos Olímpicos Pequim 2008.

Entre tantas conquistas mundiais, recordes estabelecidos e marcantes atuações durante vitoriosa carreira, César Cielo é considerado o maior nadador brasileiro de todos os tempos. Afinal, é o pioneiro em medalhas de ouro olímpicas pelo país. 

Nascido em Santa Bárbara d'Oeste, São Paulo, Cielo continua atuando na natação, mas não como profissional. Hoje divide sua vida de filho, casado, pai, empresário e nadador quando possível.

Confira aqui no Esportelândia detalhes da história de César Cielo, suas conquistas e curiosidades.

Quem é César Cielo?

Foto: Best Swimming — César Cielo no recorde dos 50 m em 2009
Foto: Best Swimming — César Cielo no recorde dos 50 m em 2009

César Cielo é uma lenda da natação brasileira, nascido em Santa Bárbara d'Oeste, São Paulo, em 10 de janeiro de 1987. Especialista nos 50 m livre e borboleta, Cielo tem 11 medalhas de ouro por Campeonatos Mundiais em diferentes categorias. 

Participou de dois Jogos Olímpicos (Pequim 2008 e Londres 2012), conquistou medalhas nas respectivas edições e em demais competições como Jogos Pan-Americanos, Campeonato Pan-Pacífico, Copa do Mundo de Natação, além dos Campeonatos Mundiais.

César Cielo é considerado o maior nadador brasileiro de todos os tempos. É o mais bem-sucedido com 38 medalhas gerais (24 ouros, quatro pratas e 10 bronzes). Até hoje é o único a vencer uma medalha de ouro olímpica na natação pelo Brasil.

Recentemente o nadador brasileiro foi anunciado como integrante da classe 2023 dos nomes que serão imortalizados no Hall da Fama da Natação Internacional. A saber, a cerimônia está marcada para os dias 29 e 30 de setembro de 2023.

História de César Cielo

Foto: SwimSwam
Foto: SwimSwam

Começou no Esporte Clube Barbarense, onde sua mãe ensinava natação. Seu primeiro clube profissional e que o revelou de fato foi Esporte Clube Pinheiros. Aos 16 anos iniciou os trabalhos no Pinheiros, ganhando experiência com o técnico Alberto Silva e o já então lenda da natação, Gustavo Borges

Chegando a fase de decidir se faria faculdade, César Cielo aceitou o convite da Universidade de Auburn, nos Estados Unidos. Por lá, estudou comércio internacional enquanto competia. Nos tempos de faculdade ganhou seis edições do Campeonato Nacional até optar por seguir carreira profissional no seu último ano de elegibilidade na NCAA.

Já profissional, Cielo defendeu as cores do Esporte Clube Pinheiros, Flamengo e Fiat/Minas (Minas Tênis Clube) e Marcílio Dias. Este último é seu atual clube, por mais que também realize treinos em outros lugares de acordo com suas demandas de filho, empresário, pai e marido.

Por fim, aos 36 anos, Cielo segue em atividade já não profissionalmente enquanto dividi seu tempo com família e negócios.

Recordes de César Cielo

Foto: Icon Sport - César Cielo em 2008
Foto: Icon Sport – César Cielo em 2008

O nadador brasileiro é um multicampeão e disso ninguém duvida, mas suas exibições renderam alguns recordes nas piscinas. Confira todos as marcas de sua carreira segundo a FINA (Federação Internacional de Natação):

  • Ouro — Revezamento 4 × 100 m Livre Masculino — 3:15.90 (recorde da competição) — Jogos Pan-Americanos 2007
  • Classificatório — Masculino 50 m Livre — 21.47 (recorde de um representante do continente Americano) — Jogos Olímpicos Pequim 2008
  • Classificatório — Masculino 50 m Livre — 21.34 (recorde de olímpico) — Jogos Olímpicos Pequim 2008
  • Ouro — Masculino 50 m Livre — 21.30 (recorde de olímpico) — Jogos Olímpicos Pequim 2008
  • Classificatório — Revezamento 4x100m Livre Masculino — 3:10.80 (recorde da competição) — Campeonato Mundial FINA 2009
  • Classificatório — Masculino 100 Estilo Livre — 47.09 (recorde da competição) — Campeonato Mundial FINA 2009
  • Classificatório — Revezamento 4x100m Livre Masculino — 3:11.26 (recorde da competição) — Campeonato Mundial FINA 2009
  • Classificatório — Masculino 100 Estilo Livre — 47.39 (recorde da competição) — Campeonato Mundial FINA 2009
  • Ouro — Masculino 100m Livre — 46,91 (recorde mundial) — Campeonato Mundial FINA 2009
  • Classificatório — Masculino 50m Livre — 21.37 (recorde da competição) — Campeonato Mundial FINA 2009
  • Ouro — Masculino 50m Livre — 21.08 (recorde da competição) — Campeonato Mundial FINA 2009
  • Classificatório — Masculino 50m Livre — 20.91 (recorde mundial ativo) — Campeonato Nacional Brasileiro (50m) 2009
  • Classificatório — Masculino 50m Livre — 20.61 (recorde da competição) — Campeonato Mundial de Natação da FINA (25m) 2010
  • Ouro — Masculino 50m Livre — 20.51 (recorde da competição) — Campeonato Mundial de Natação da FINA (25m) 2010
  • Classificatório — Masculino 100m Livre — 46.01 (recorde da competição) — Campeonato Mundial de Natação da FINA (25m) 2010
  • Ouro — Masculino 100m Livre — 45,74 (recorde da competição) — Campeonato Mundial de Natação da FINA (25m) 2010
  • Ouro — Revezamento 4x100m Livre Masculino — 3:14.65 (recorde da competição) — Jogos Pan-Americanos 2011
  • Ouro — Revezamento 4x50m Medley Masculino — 1:30.51 (recorde mundial) — Campeonato Mundial de Natação da FINA (25m) 2014

César Cielo em Olimpíadas

Foto: Surto Olímpico
Foto: Surto Olímpico — César Cielo em Pequim 2008

A estreia de César Cielo em Olimpíadas aconteceu em 2008. Nos Jogos Olímpicos Pequim, fez história ao vencer a medalha de ouro nos 50 m livres. Até hoje segue como o momento mais importante da natação brasileira, visto que 15 anos depois o Brasil não subiu ao topo do pódio novamente. 

Cielo ainda saiu de Pequim com a medalha de bronze nos 100 m livre na mala. Detalhe interessante sobre a performance do brasileiro naquela Olimpíada fica para o recorde nos 50 m livres. César Cielo terminou a prova em 21s30. A marca apenas foi quebrada na final dos Jogos de Tóquio 2020 pelo americano Caeleb Dressel que concluiu a prova em 21s07.

O brasileiro retornou em Londres 2012 para obter outra medalha de bronze, desta vez nos 50 m livre. No entanto, o que talvez pudesse ser o encerramento com chave de ouro, disputar os Jogos Rio 2016, não aconteceu. César tentou de todas as formas, inclusive com psicólogos, estar apto para obter as marcas necessárias, porém não conseguiu sua vaga para o Rio 2016.

Enfim, de certa forma anunciando o fim de suas participações em Jogos Olímpicos, César comunicou no ciclo de Tóquio 2020 que deseja seguir na natação profissional, mas quer dividir seu tempo com as demais partes de sua vida. Não tem mais o foco em disputar outras Olimpíadas.

Hoje a Olimpíada não é o meu objetivo. Não abandonei os treinos, apenas não estou treinando como já fiz para os Jogos de 2008 e 2012.

Estou tentando fazer o meu melhor, mas hoje a Olimpíada não é o foco da minha vida. — disse Cielo em 2021.

Medalhas de César Cielo em Olimpíadas

Foto: COB
Foto: COB — César Cielo em Londres 2012
  • Ouro 50 m livre nas Olimpíadas Pequim 2008;
  • Bronze 100 m livre nas Olimpíadas Pequim 2008;
  • Bronze 50 m livre nas Olimpíadas Londres 2012;

César Cielo em Mundiais

Foto: Folha - UOL
Foto: Folha — UOL — César Cielo no Mundial 2014

Dono de 11 títulos mundiais, César Cielo tem um dos registros mais bem-sucedidos do esporte. Em suma, entre ativos ou não, o brasileiro estabeleceu cinco recordes em mundiais. Sendo em Roma (2009) os primeiros nos 100 m livre (recorde mundial) e nos 50 m livre (recorde do torneio).

Em seguida, se destacou novamente em Dubai (2010) com recordes do torneio nos 50 m e 100 m livres. Seu último ouro em mundiais com recorde aconteceu em Doha (2014) após vencer o revezamento 4 × 50 m medley (recorde mundial).

Decerto, a última grande aparição da lenda brasileira das piscinas aconteceu em 2018, quando venceu suas últimas medalhas não só em mundiais, mas em qualquer competição oficial e relevante. 

Até o momento, os últimos lampejos de Cielo em um pódio foram pelo Mundial de Hangzhou, China, ao conquistar os bronzes no revezamento 4×100 livre e revezamento 4×50 Medley.

Medalhas de César Cielo em Mundiais

Foto: Drafting the Caribbean — César Cielo no Mundial 2013
Foto: Drafting the Caribbean — César Cielo no Mundial 2013
  • Prata no revezamento 4×100 livre, Indianápolis, em 2004;
  • Ouro 50 m livre, Roma, em 2009;
  • Ouro 100 m livre, Roma, em 2009;
  • Ouro 50 m livre, Emirados Árabes Unidos, em 2010;
  • Ouro 100 m livre, Emirados Árabes Unidos, em 2010;
  • Bronze revezamento 4×100 livre masculino, Emirados Árabes Unidos, em 2010;
  • Bronze revezamento 4×100 masculino, Emirados Árabes Unidos, em 2010;
  • Ouro 50 m livre, Xangai, em 2011;
  • Ouro 50 m borboleta, Xangai, em 2011;
  • Ouro 50 m livre, Barcelona, em 2013;
  • Ouro 50 m borboleta, Barcelona, em 2013;
  • Ouro 100 m livre, Doha, em 2014;
  • Ouro revezamento 4×50 Medley, Doha, em 2014;
  • Ouro revezamento 4×100, Doha, em 2014;
  • Bronze 50 m livre, Doha, em 2014;
  • Bronze revezamento 4×50 livre misto, Doha, em 2014;
  • Prata revezamento 4×100 livre, Budapeste, em 2017;
  • Bronze revezamento 4×100 livre, Hangzhou, em 2018;
  • Bronze revezamento 4×50 Medley, Hangzhou, em 2018;

Outras medalhas de César Cielo na carreira

  • Copa do Mundo de Natação
    • Ouro 50 m livre (Belo Horizonte — 2008)
    • Ouro 100 m livre (Belo Horizonte — 2008)
    • Bronze 50 m borboleta (Belo Horizonte — 2008)
    • Ouro 50 m livre (Rio de Janeiro – 2010)
    • Ouro 100 m livre (Rio de Janeiro – 2010)
  • Jogos Pan-Americanos
    • Ouro 50 m livre (Rio de Janeiro – 2007)
    • Ouro 100 m livre (Rio de Janeiro – 2007)
    • Ouro revezamento 4×100 livre masculino (Rio de Janeiro – 2007)
    • Prata revezamento 4 × 100 masculino (Rio de Janeiro – 2007)
    • Ouro 50 m livre (Guadalajara — 2011)
    • Ouro 100 m livre (Guadalajara — 2011)
    • Ouro revezamento 4×100 livre masculino (Guadalajara — 2011)
    • Ouro revezamento 4 × 100 masculino (Guadalajara — 2011)
  • Campeonato Pan-Pacífico
    • Ouro 50 m borboleta (Irvine — 2010)
    • Prata 50 m livre (Irvine — 2010)
    • Bronze 100 m livre (Irvine — 2010)

Curiosidades sobre César Cielo

Foto: Revista Caras
Foto: Revista Caras — César Cielo com a esposa Kelly Gisch e seu filho Thomas em 2017
  • César tem 1,95 m de altura e pesa 80 kg;
  • César Cielo foi revelado pelo Esporte Clube Pinheiros;
  • Cielo namorou a Miss Brasil 2011, Priscila Machado, por quase um ano. Desde 2015, é casado com a modelo Kelly Gisch, com quem tem seu filho, Thomas;
  • César Cielo é um homem de negócios, agencia outros atletas e administra um restaurante chamado Original da Granja, em São Paulo;
  • O recorde olímpico dos 50 metros livre de César Cielo nas Olimpíadas Pequim 2008 (21s30) foi quebrado apenas na final dos Jogos de Tóquio 2020 pelo americano Caeleb Dressel;
  • Em toda carreira, César Cielo soma 38 medalhas (24 ouros, 4 pratas e 10 bronzes).

+ confira também: César Cielo é o 3º brasileiro no Hall da Fama Internacional

Foto destaque: Reprodução/Esportelândia