Da passagem de coroa ao ‘feat' na pista, a dupla Rebeca Andrade & Simone Biles é puro carisma.

A brasileira, que levou recentemente mais um troféu para casa – seu terceiro prêmio de melhor atleta do ano – falou sobre sua amizade com Biles e fome por vitórias. Veja o vídeo a seguir.

Rebeca Andrade & Simone Biles: uma dupla do piso para as pistas

A brasileira terminou a temporada 2023 com seu terceiro prêmio de melhor atleta do ano pelo COB consecutivo (2021, 2022 e 2023). A ginasta está em uma rotina de treinos mais leve, mas volta com tudo no próximo mês.

Durante uma conversa com o Esportelândia, Andrade reforçou a dificuldade de obter tamanho destaque e como isso aproxima as competidoras durante as provas. O contato com Biles não é diferente.

Seja em um Campeonato Brasileiro, Mundial, Olimpíada, independentemente… a gente trabalha muito para chegar lá e dar o nosso melhor. Então, a gente cria esse tipo de amizade mesmo.

Todo mundo ali quer a medalha, todo mundo quer ganhar, mas ao mesmo tempo não há rivalidade, justamente porque conhecemos nossas histórias. – disse Rebeca sobre relação com atletas durante os torneios.

Você ama esportes? Confira alguns que o Esportelândia cobre:

  1. Surf
  2. Fisiculturismo
  3. Automobilismo
  4. Artes marciais
  5. Atletismo
  6. Basquete
  7. Tênis
  8. Vôlei

Rebeca Andrade sobre disputa com Simone Biles no Mundial: “dividir o ginásio com a Simone foi algo grandioso”

Em um momento descontraído durante o Mundial na Bélgica, o gesto de Simone ao passar uma coroa imaginária para a brasileira mostra não apenas a boa relação de ambas, mas uma possível passagem de bastão para uma nova atleta a ser batida, uma nova número um dos tempos atuais.

Independentemente de qualquer disputa nos torneios, Rebeca Andrade reforça que não há rivalidade, apenas o desejo normal de todo atleta de vencer e dar o seu melhor.

Essa vontade de todas, e em especial da atual dupla dourada, traz um ingrediente especial para a disputa das medalhas em Paris 2024, talvez a última aparição de Simone Biles em Olimpíadas. A estadunidense não garante que disputará os Jogos Olímpicos de Los Angeles 2028.

A gente sempre torceu muito uma pela outra (sobre Simone Biles). Eu torci por todas as ginastas que estavam ali dentro do ginásio comigo, porque eu sei o quanto a gente trabalha para chegar lá…

Poder dividir o ginásio mais uma vez com a Simone depois de um período que foi tão difícil para ela e ver que ela estava tão feliz e realizada fazendo o que ela ama, foi algo muito grandioso.

A gente sente como se fosse eu passando por aquilo. – finalizou a tricampeã do prêmio de melhor atleta do ano pelo COB.

Que tal se aprofundar no mundo esportivo e saber mais? Confira aqui no Esportelândia: