A saber, foi realizado durante a última semana em Ibarra, Equador, o campeonato pan-americano de escalada esportiva. Sendo assim, a competição tinha a finalidade de classificar atletas para os Jogos Mundiais 2022. A saber, marcados para julho de 2021, os Jogos Mundiais foram adiados para 2022. Isso porque, os Jogos Olímpicos de Verão de 2020 foram adiados para 2021.

Antes de mais nada, é importante lembrar que o Brasil sempre figurava com atletas nos lugares mais altos do pódio. Isso porque, o país tinha como meta principal colocar vários atletas nas finais. Por outro lado, o resultado não saiu como esperado. Sendo assim, não é exagero nenhum classificar a participação brasileira como apagada e sem brilho.

Portanto, não é exagero afirmar que Pan-Americano de escalada serviu de marco para ilustrar a ascensão de uma nova força da escalada esportiva no continente sul-americano: o Chile.

Por que o Chile evoluiu tanto?

A princípio, colocando vários atletas nas melhores colocações, o país coroou sua estratégia de abordagem científica, calendário de competições organizado e planejamento de preparação de atletas. Dessa forma, qual é o segredo dessa ascensão?

Primeiramente, a resposta a essa pergunta pode ser resumida com as palavras “planejamento” e “gestão”.  Sendo assim, a entidade responsável pela escalada esportiva no Chile desenvolvendo sua metodologia de treinamento com uma equipe de especialistas de treinamento em escalada.

Além disso, possui uma uma diversa equipe de route setters (profissionais que elaboram os desafios aos escaladores) que se revezam nas competições de escalada durante o ano. Assim, o resultado dessa filosofia pode ser visto na tabela de classificação do Campeonato Pan-americano de escalada.

A saber, Daniel Serman Fernández, professor de Educação Física e membro da equipe da seleção de escalada chilena realizou uma entrevista recente. Sendo assim, através de um canal de  YouTube, brasileiro que um dos “segredos” é não relativizar as conquistas (como é feito no Brasil), mas analisá-las de maneira objetiva o resultado de cada atleta.

Brasileiros no Campeonato Pan-americano de escalada

Em contraste com o Chile, que teve atletas constantemente no pódio, o Brasil refletiu nos resultados do Campeonato Pan-americano de escalada os seus equívocos em termos de planejamento, gestão e, principalmente, preparação de atletas.

Desse modo, é fácil concluir que as estratégias orientadas são exclusivamente pelo prisma ideológico. Dessa forma, a competência técnica tem ficado cada vez mais em segundo plano.

Portanto, um resultado que ilustra como o desempenho no Campeonato Pan-americano de escalada é abaixo do que já foi foi o do bouldering. Contudo, a disciplina, a qual é a favorita dos brasileiros, que não teve sequer um atleta figurando nas finais.

Por outro lado, na disciplina de vias guiadas, no masculino, houveram dois representantes. Sendo assim, um desempenho muito longe do que eram os resultados habituais em Campeonato Pan-americano de escalada.

Por fim, o maior destaque foi a argentina Valentina Aguado. Dessa forma, a atleta conseguiu pódio em duas disciplinas: bouldering e vias guiadas. Além disso, os únicos atletas brasileiros a se classificaram para uma final foram:  Felipe Ho 5º, Bianca Castro em 6º e Pedro Avelar 7º, todos em vias guiadas.

Classificações Escalada Esportiva

Resultado velocidade masculino

  1. John Brosler (EUA)
  2. Carlos Granja (Equador)
  3. Joe Goodacre (EUA)

Resultado velocidade feminino

  1. Emma Hunt (EUA)
  2. Andrea Rojas (Equador)
  3. Alejandra Contreras (EUA)

Resultado bouldering masculino

  1. Joe Goodacre – (EUA)
  2.  Diego Lequerica Buscaglia – (Peru)
  3.  Carlos Granja – (Equador)

Resultado bouldering feminino

  1. Cloe Coscoy – (EUA)
  2. Valentina Aguado – (Argentina)
  3. Emma Hunt – (EUA)

Resultado vias guiadas masculino

  1. Benjamin Vargas – (Chile)
  2. Ronny Escobar – (Chile)
  3. Quinn O'Francia – (EUA)

Resultado vias guiadas feminino

  1. Cloe Coscoy – (EUA)
  2. Ignacia Mellado Quinteros – (Chile)
  3. Valentina Aguado – (Argentina)

Foto Destaque: Divulgação / Flickr / Ministerio deporte Ecuador