O Sada Cruzeiro é o maior campeão da Superliga Masculina e o Sesc-RJ é quem tem mais títulos na Superliga Feminina, mas nenhum outro time do voleibol brasileiro é tão tradicional quanto o Minas Tênis Clube.

O Minas é o único clube do país a ter disputado todas as edições da Superliga, tanto nas edições femininas quanto masculinas. E como competir não é suficiente para os grandes esportistas, o clube mineiro foi campeão nas duas modalidades.

Ao todo, são 12 títulos brasileiros no voleibol! A décima segunda conquista minastenista veio com o título da Superliga Feminina 2021/2022. Foi a quinta conquista nacional entre as mulheres. Os homens já somam sete.

Confira mais sobre a história do Minas Tênis Clube no vôlei.

História do Minas Tênis Clube

O Minas Tênis Clube foi fundado em 15 de novembro de 1935, em Belo Horizonte. Reconhecido pela sua força nos esportes olímpicos, como natação, basquete, tênis e judô, o clube ajudou a construir a história do voleibol no Brasil.

O vôlei é disputado no Minas desde 1937. Em 1940, o clube conquistou seu primeiro Campeonato Mineiro no esporte. Já na década de 1970, as equipes minastenistas passaram a disputar as competições nacionais de voleibol masculino e feminino.

Os jogos de vôlei na Arena Minas Tênis Clube, na tradicional Rua da Bahia, em Belo Horizonte, costumam receber grandes públicos. O ginásio tem capacidade para 4 mil pessoas. Quando é preciso jogar em locais com capacidade maior, o Minas disputa suas partidas no Mineirinho.

Nos últimos anos, as boas campanhas da equipe de voleibol feminino foram o principal motivo de empolgação a torcida do clube belo-horizontino. 

Minas Tênis Clube no vôlei feminino

O Minas Tênis Clube não é o time com mais títulos na história do voleibol feminino brasileiro, mas, sem sombra de dúvidas, é um dos mais tradicionais. A equipe de Belo Horizonte disputou todas as edições da Superliga Feminina e conquistou cinco títulos.

O primeiro veio em 2001/2002. Os outros três foram conquistados em 2018/2019, 2020/2021, 2021/2022 e 2023/2024.

Considerando também o Campeonato Brasileiro de vôlei feminino antes da criação da Superliga em 1994, o Minas tem mais um título nacional. Afinal, o time minastenista levou o troféu da Liga Nacional 1992/1993.

Minas Tênis Clube campeão sul-americano de vôlei feminino
Em 2019, Minas conquistou seu segundo título consecutivo do Campeonato Sul-Americano de vôlei feminino

No vôlei feminino, o Minas tem ainda seis títulos continentais. Foi campeão do Campeonato Sul-Americano de Campeões 1999, Liga Sul-Americana 2000, além dos Campeonatos Sul-Americanos 2018, 2019, 2020 e 2022. Cabe dizer que as mulheres foram vice-campeãs mundiais em 1992 e 2018.

A equipe feminina do Minas já teve diferentes patrocínios ao longo de sua história, como Lacqua Di Fiori, MRV, Camponesa e Itambpe/Minas. A partir da temporada 2022/23 a equipe passou a disputar a Superliga como Gerdau/Minas.

Títulos do Minas Tênis Clube na Superliga Feminina

Em 25 anos de Superliga, o Minas Tênis Clube chegou ao topo do voleibol feminino no Brasil quatro vezes. A primeira vez foi em 2001/2002, quando a equipe liderada pela levantadora Fofão e a romena Cristina Pirv chegou ao título em final contra o BCN/Osasco.

O bicampeonato do Minas na Superliga Feminina veio na temporada 2018/2019. Depois de fazer a melhor campanha da primeira fase, o time de Belo Horizonte chegou ao título em final contra o também mineiro Praia/Clube, de Uberlândia.

O tri da Superliga Feminina também foi conquistado em final contra o Praia Clube. Depois de perder apenas um jogo até a final da edição de 2020/2021, o Minas venceu a série decisiva contra a equipe de Uberlândia por 2 a 1, de virada.

E o tetra em Superligas aconteceu na última temporada 2021/2022 novamente contra o Dentil/Praia Clube, vencendo por 2 x 0.

As conquistas em 2001/2002, 2018/2019 e 2020/2021 não foram as únicas em que a equipe minastenista disputou o título da liga nacional.

Superliga Feminina 2001/2002

Derrotadas na decisão de 1999/2000, as meninas do MRV/Minas, lideradas pela levantadora Fofão e a romena Cristina Pirv, voltaram à final dois anos depois e faturaram o título inédito ao vencer o BCN/Osasco (SP).

Minas Tênis Clue campeão da Superliga Feminina de vôlei

Superliga Feminina 2018/2019

Depois de um longo período distante da decisão da Superliga Feminina, o Minas, agora como Gerdau/Minas, chegou à final da edição de 2018/2019 depois de fazer a melhor campanha da primeira fase.

O time das levantadoras Macris e Bruninha, centrais Carol Gattaz, Mara e Mayany, ponteiras Natália e Gabi Guimarães e opostas Bruna Honório e Malu fez a primeira decisão da história em clubes mineiros.

A equipe da capital, comandada pelo italiano Stefano Lavarini, enfrentou o então atual campeão Praia Clube, de Uberlândia.

No primeiro jogo, diante de sua torcida, no Mineirinho, o Minas venceu no tie-break, com parciais de 28-26, 25-22, 17-25, 17-25 e 15-6.

Já no segundo jogo, no Sabiazinho, em Uberlândia, o Itambé/Minas começou perdendo e garantiu o título da Superliga Feminina com vitória de virada, por 3 a 1 (17-25, 25-23, 25-11 e 28-26).

Superliga Feminina 2020/2021

Minas campeão Superliga Feminina 2020/21

A edição 2019/2020 da Superliga foi encerrada sem um campeão, por consequência da pandemia de Covid-19. Na disputa de 2020/2021, o Minas foi a melhor equipe desde a primeira fase.

O time comandado pelo italiano Nicola Negro perdeu apenas um jogo na primeira fase. Nas quartas de final e nas semifinais, avançou com vitórias por 2 a 0 em ambos os confrontos.

Já na final, o Minas foi derrotado pelo Praia Clube na primeira partida da série decisiva. Nos dois jogos seguintes, o Minas superou instabilidades para ser campeão com 2 a 1 na série disputada em Saquarema, no centro de treinamentos da CBV.

A central Thaísa foi eleita a melhor jogadora da Superliga. Macris foi premiada como a melhor levantadora, enquanto Pri Dairot foi uma das melhores ponteiras. O time titular contou ainda com a capitã Carol Gattaz e as norte-americanas Megan Easy e Dani Cuttino, além da líbero Léia.

Superliga Feminina 2021/2022

Curiosamente, mesmo com uma equipe mais experiente e então atual campeã, o Itambé/Minas venceu a Superliga Feminina 2021/2022 com mais derrotas na primeira fase do campeonato.

Registraram 18 vitórias e quatro derrotas em 22 jogos, enquanto que em 2020/21 somaram 21 conquistas e uma derrota em 22 duelos.

Em seu caminho até a grande decisão venceu todos os duelos por 2 x 0 (Barueri Volleyball Club e Sesi Vôlei Bauru), inclusive a futura vice-campeã Dentil/Praia Clube.

Superliga Feminina 2023/2024

Na última temporada, o Minas ficou na 3ª posição da fase classificatória, com 15 vitórias e sete derrotas. A equipe conquistou 48 pontos na 1ª fase.

O adversário das quartas de final foi o Fluminense. Com duas vitórias por 3 sets a 0, o Minas passou para a semifinal sem nenhum problema.

Enfrentou, então, o Osasco, de novo vencendo as duas partidas, mas uma por 3 sets a 1 e a outra por 3 sets a 0. Na final, voltou a enfrentar seu rival, o Dentil/Praia Clube, ganhando o clássico por 3 sets a 1.

Elenco do Gerdau Minas – Superliga Feminina 2023/24

Veja o elenco do Gerdau Minas na Superliga Feminina 2023/24. Após ser vice campeão na última temporada da competição, a equipe tenta conquistar a taça.

Para o desafio, a equipe do Gerdau Minas terá novamente o técnico Nicola Negro. Está será a quinta temporada seguida do treinador no comando da equipe de Minas Gerais.

Minas Tênis Clube no vôlei masculino

Única equipe que disputou todas as edições da Superliga Masculina sem jamais ter mudado de sede, o Minas Tênis Clube é o maior campeão brasileiro de voleibol masculino, agora ao lado do Sada Cruzeiro com sete.

Quando considerados todos os Campeonato Brasileiros de Vôlei, inclusive os que foram disputados antes da criação da Superliga em 1994, o Minas tem sete troféus.

O heptacampeonato nacional do Minas foi construído com os títulos conquistados em 1984, 1985, 1986, 1999/2000, 2000/2001, 2001/2002 e 2006/2007 — os quatro últimos troféus foram erguidos já na era Superliga.

O Minas tem ainda três títulos de Campeonatos Sul-Americanos (1984, 1985 e 1999), uma Copa Brasil (2022) e 20 Campeonatos Mineiros.

Por conta de outros patrocínios, o time masculino de vôlei do Minas já foi também Telemig Celular/Minas e Vivo/Minas, antes de voltar a ser o Fiat/Minas.

Títulos do Minas Tênis Clube na Superliga Masculina

Quando a Superliga Masculina foi criada em 1994, o Minas já somava três títulos nacionais no vôlei masculino.

Na atual versão da liga nacional, o clube de Belo Horizonte somou mais 4 conquistas, com os títulos da Superliga Masculina em 1999/2000, 2000/2001, 2001/2002 e 2006/2007.

Superliga Masculina 1999/2000

Na temporada 99/00, o Telemig Celular/Minas começou seu caminho rumo à hegemonia, que durou três temporadas. Na final, fora de casa, a equipe mineira levou a melhor sobre a Unisul (SC).

Superliga Masculina 2000/2001

O Telemig Celular/Minas faturou o bicampeonato ao vencer a Ulbra (RS) na decisão, em pleno Gigantinho, em Porto Alegre (RS).

Superliga Masculina 2001/2002

O tricampeonato do Telemig Celular/Minas veio com vitória sobre o Banespa (SP), de Giovane, Rodrigão e Serginho, em uma melhor de três partidas.

Superliga Masculina 2006/2007

Telemig Celular/Minas e Cimed (SC) chegaram à decisão novamente. Os mineiros saíram na frente no playoff final e abriram 2 jogos a 0, mas o título foi decidido apenas no quarto jogo. No ginásio Divino Braga, em Betim (MG), o Telemig Celular/Minas fez a alegria da torcida e venceu a última partida por 3 sets a 0.

Minas Tênis Clube campeão da Superliga Masculina em 2006-2007

Conheça agora mais um pouco sobre o elenco do Itambé Minas, equipe que bateu na trave na última edição da Superliga Masculina de Vôlei. Já que perdeu a final para o Sada Cruzeiro. Assim, o elenco, do técnico Gui Novaes, busca ir longe novamente.

Elenco do Itambé Minas – Superliga Masculina 2023/24

Todos os títulos do Minas Tênis Clube no vôlei masculino e feminino

  • Masculino
  • Campeonato Sul-Americano (3): 1984, 1985 e 1999;
  • Campeonato Brasileiro (3): 1984, 1985 e 1986;
  • Superliga (4): 1999-00, 2000-01, 2001-02 e 2006-07;
  • Copa Brasil: 2022;
  • Taça Brasil (2): 1963 e 1964;
  • Campeonato Mineiro (20): 1970, 1971, 1972, 1973, 1976, 1977, 1978, 1979, 1984, 1985, 1998, 1999, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2006 e 2007;
  • Feminino
  • Campeonato Sul-Americano de Campeões: 1999;
  • Liga Sul-Americana: 2000;
  • Campeonato Sul-Americano (4): 2018, 2019, 2020 e 2022;
  • Superliga Brasileira (5): 1992-93, 2001-02, 2018-19, 2020-21, 2021-22 e 2023-24;
  • Copa Brasil (3): 2019, 2021 e 2023;
  • Taça Brasil: 1974;
  • Torneio de Clubes Campeões do Brasil (2): 1963 e 1964;
  • Campeonato Mineiro (8): 1940, 1946, 1949, 2003, 2017, 2018, 2020 e 2022;

A cada ano, a equipe minastenista constrói uma história de ainda mais tradição e glórias. Com 7 títulos brasileiros no vôlei masculino e o quinto no feminino conquistado em 2022, o Minas Tênis Clube já soma 12 títulos nacionais no vôlei.

Agora que sabe mais sobre Minas Tênis Clube, conheça mais sobre outros times de vôlei da Superliga: