Antes de mais nada, a Federação Internacional de Vôlei (FIVB) realizou o sorteio do Mundial de 2022. Analogamente, a competição será realizada na Rússia. Com isso, o torneio vai ser disputado entre os dias 26 de agosto a 11 de setembro do próximo ano. Assim, o grupo do Brasil ficou formado também por: Japão, Cuba e Qatar. Nesse ínterim, todos os jogos serão realizados na cidade de Kemerovo. Além disso, teremos mais cinco grupos compostos. Confira os grupos!

Grupos do mundial de vôlei 2022

  • Rússia, Sérvia, Tunísia e Porto Rico (Grupo A);
  • Brasil, Japão, Cuba e Qatar (Grupo B);
  • Polônia, EUA, México e Bulgária (Grupo C);
  • França, Eslovênia, Alemanha e Camarões (Grupo D);
  • Itália, Canadá, Turquia e China (Grupo E);
  • Argentina, Irã, Holanda e Egito (Grupo F).

Renan Dal Zotto fala sobre adversários da Seleção Brasileira

Nesse sentido, o técnico da Seleção Brasileira, Renan Dal Zotto, deu algumas declarações sobre o grupo e o mundial.

O Japão é uma equipe que está crescendo muito nos últimos anos. Muitos jogadores estão indo jogar fora do país e têm participado de grandes ligas. Cuba é um adversário tradicional do voleibol brasileiro e tem o saque e o ataque como as suas principais caraterísticas. Já o Catar é uma equipe que também tem evoluído com a presença de técnicos brasileiros nas ligas locais. O Mundial é o principal objetivo no próximo ano. Vamos ter a Liga das Nações para nos prepararmos e chegarmos no nosso melhor momento na Rússia.

Quem são os favoritos para o Mundial?

Antes de tudo, ainda é muito cedo para falar sobre como as seleções chegaram para o Mundial. Mas existem seleções que se destacam no cenário mundial. Evidentemente, a Seleção Francesa, que é a atual campeã olímpica, está na categoria de favorita. Entretanto, a seleção comandada por Bernardinho saiu de forma precoce no Europeu, caindo nas oitavas. Contudo, ainda é uma das seleções mais fortes do mundo.

A Seleção Brasileira também é uma das favoritas. Nesse sentido, o Brasil é a número 1 no ranking mundial. Sendo assim, seleções como: Itália, Rússia e Polônia também chegam forte para o torneio.

Foto destaque: Divulgação/CBV

Salvar