O vôlei brasileiro é muito conhecido ao redor do mundo e conta com atletas de ponta. Assim, a Seleção brasileira feminina está prestes a estrear em mais uma competição, a Liga das Nações, em Nagoya, Japão. Um ponto é que apenas três atletas das Olimpíadas de Tóquio estão com o grupo para esse torneio.

Desta forma, apenas três remanescentes do grupo que levou a medalha de prata nas Olimpíadas de Tóquio. Assim, das jogadoras convocadas pelo técnico José Roberto Guimarães apenas a levantadora Macris, a central Carol e a ponteira Ana Cristina subiram no pódio em Tóquio, há dois anos.

Grupo do Brasil para a etapa do Japão

O técnico José Roberto Guimarães convocou 14 jogadoras para a disputa do torneio. Assim, o elenco está jovem neste início, seguindo as três citadas acima, tem a levantadora Naiane, as opostas Kisy, Lorrayna e Tainara; as ponteiras Julia Bergmann e Maiara Basso, centrais Lara, Lorena e Diana, e as líberos Natinha e Laís.

Nos próximos dias, outras atletas chegam no Centro de Treinamento de Voleibol, em Saquarema. Nomes como, a central Thaisa, a levantadora Roberta, a líbero Nyeme, ponteira Pri Daroit e a oposta Lorrene. Rosamaria foi chamada, mas está tratando de uma lesão no abdômen e volta na próxima etapa. Júlia acabou cortada do elenco pelo técnico e não vai atuar neste ano na Liga das Nações. Já a capitã Gabi se junta ao grupo no dia 31 de maio.

Primeiro título a caminho?

A Liga das Nações é um torneio novo e o Brasil ainda busca o primeiro título no torneio. Assim, estreia contra a China, enfrenta ainda Holanda, República Dominicana e Croácia. Com isso, vai em busca de começar bem a competição e quer o título. Vale lembrar que a Seleção tem três vices seguidos nas últimas edições e quer conquistar o ouro.