fbpx
Conheça a história da tenista Naomi Osaka, como ela começou, as conquistas de Grand Slams e a chegada à liderança do ranking da WTA

Você sabe quem é a única tenista japonesa a ser campeã de um Grand Slam em toda a história do tênis? E a única tenista asiática a assumir a liderança da WTA?

As duas perguntas tem uma só resposta: Naomi Osaka.

A tenista filha de mãe japonesa e pai haitiano tem se notabilizado pelo poder de decisão em Grand Slams. Quando chegou nas fases finais, ela não hesitou e levou dois títulos.

Fique com a gente para conhecer mais sobre a história de Naomi Osaka, saber quais títulos ela conquistou ao longo de sua carreira e como foi sua trajetória a se tornar número 1 do mundo!

Quem é Naomi Osaka?

Naomi Osaka campeã do US Open de 2018
Primeiro grande título de Naomi Osaka foi o US Open de 2018

Naomi Osaka é uma tenista japonesa que foi número 1 do mundo em 2019. Nascida em 16 de outubro de 1997, em Osaka, no Japão, ela é filha um pai haitiano e uma mãe japonesa. 

Primeira tenista japonesa da história a ganhar um Grand Slam, Naomi Osaka foi campeã do US Open de 2018, com vitória sobre a norte-americana Serena Williams na final.

Já em 2019, ela conquistou seu segundo Grand Slam, com o título do Australian Open. Na decisão, Naomi Osaka derrotou a tcheca Petra Kvitova.

As conquistas em Grand Slams impulsionaram Naomi Osaka a primeira colocação do ranking da WTA. Assim, ela se tornou a primeira tenista asiática a ser número 1 do mundo.

Betway Brazil Sports Banners

Ao longo de 2019, Naomi perdeu a liderança do ranking para a australiana Ashleigh Barty. A japonesa chegou a recuperar a primeira colocação, mas a deixou novamente após a eliminação nas oitavas de final do US Open.

Você ama outros esportes além do Tênis? Aqui na Esportelândia também falamos sobre:

Quando e como Naomi Osaka começou no tênis?

Naomi Osaka e pais
Mãe de Naomi Osaka é a japonesa Tamaki, enquanto pai é o haitiano Leonard François

Embora tenha nascido no Japão e seja filha de um haitiano com uma japonesa, Naomi Osaka passou a maior parte de sua infância nos Estados Unidos. Logo aos 3 anos, ela se mudou com a família para Nova York, onde começou a praticar tênis treinada por seu pai.

Naomi Osaka tem uma irmã mais velha, Mari, que também se tornou tenista profissional. As duas foram treinadas pelo pai Leonard François, que se inspirou em Richard Williams, pai de Venus e Serena Williams.

Mais tarde, a família de Naomi Osaka se mudou para a Flórida. Apesar de ela ter passado a maior parte de sua vida nos Estados Unidos, seus pais optaram por mantê-la como uma tenista representante do Japão.

Naomi não participou do circuito de juniores da ITF. Aos 14 anos, ela disputou as primeiras partidas de classificação do circuito profissional da ITF. Já aos 16 anos, a japonesa fez seus primeiros jogos qualificatórios na WTA.

Ainda aos 16 anos, Naomi Osaka derrotou a australiana Samantha Stosur, campeã do US Open de 2011 e ex-número 4, no WTA de Stanford por 2 sets a 1. Naquela ocasião, Naomi ainda era número 406 no ranking.

Betway Brazil Sports Banners

No início de 2016, Naomi Osaka atingiu o top 100 pela primeira vez. Sua ascensão continuou ao longo da temporada, com um vice-campeonato no torneio de Tóquio, e ela encerrou o ano como número 40 do mundo.

O primeiro título de Naomi Osaka como profissional veio em 2018, no WTA de Indian Wells. Ainda naquela temporada, veio seu primeiro Grand Slam e a chegada ao top 10. 

Confira, a seguir, quais são os títulos de Naomi Osaka ao longo de sua carreira!

Quantas vezes Naomi Osaka foi campeã?

Naomi Osaka campeã do Australian Open 2019
Segundo Grand Slam de Naomi Osaka foi conquistado no Australian Open de 2019

Em sua carreira como tenista profissional, Naomi Osaka conquistou três títulos. São poucos, mas muito importantes. Os dois principais são o US Open de 2018 e o Australian Open de 2019. A japonesa ainda foi campeã do torneio de Indian Wells em 2018.

Curiosamente, os dois títulos de Grand Slams conquistados por Naomi Osaka aconteceram nas únicas duas vezes que ela foi além das oitavas de final em torneios desse porte. Em Roland Garros e Wimbledon, a tenista japonesa jamais chegou às quartas.

No US Open de 2018, Naomi Osaka conquistou o título ao derrotar Serena Williams na final por 2 a 0 (6-2, 6-4). 

Aquela decisão ficou marcada pelo descontrole emocional de Serena, que chegou a chorar em quadra após uma série de advertências do árbitro Carlos Ramos.

Já no Australian Open de 2019, Naomi Osaka foi campeã de seu segundo Grand Slam ao derrotar a checa Petra Kvitova por 2 a 1 (7–62, 5–7, 6–4).

Com o título no Aberto da Austrália, Naomi Osaka saltou para a primeira posição do ranking da WTA, tornando-se a primeira asiática a ocupar a liderança.

amazon

Antes dos títulos em Grand Slams, a tenista japonesa havia vencido o WTA de Indian Wells. Na final, ela derrotou a russa Daria Kasatkina por 2 a 0, com parciais de 6-3 e 6-2.

Títulos de Naomi Osaka

  • 2019
    • Australian Open
  • 2018
    • US Open
    • Indian Wells

Recordes e curiosidades de Naomi Osaka

  • Primeira tenista do Japão a vencer um Grand Slam;
  • Primeira tenista asiática a ser líder do ranking da WTA;
  • Invicta em finais de Grand Slam;
  • Nas únicas duas vezes que foi além das oitavas de final de um Grand Slam, foi campeã.

Vá além do mundo do Tênis! Confira também nossos outros conteúdos:

Maiores rivais de Naomi Osaka

Naomi Osaka x Serena Williams

Naomi Osaka e Serena Williams
Vaias durante cerimônia de premiação geraram constrangimento entre Naomi Osaka e Serena no US Open de 2018

Embora admita que Serena Williams foi a sua principal referência no tênis enquanto era adolescente, Naomi Osaka passou a ser enxergada como uma rival da norte-americana depois da final do US Open de 2018 entre as duas tenistas.

Porém, mais do que qualquer comportamento de rivalidade de Naomi, o que ficou marcado daquele confronto foi a má conduta de Serena Williams diante da arbitragem.

Serena não gostou de uma advertência do árbitro Carlos Ramos indicando que ela havia sido orientada por seu treinador, algo que é proibido. Posteriormente, ela voltou a discutir com o árbitro, perdeu um game por isso, e chorou em quadra diante do supervisor do torneio dizendo que estava sendo injustiçada.

A atitude de Serena Williams gerou vaias da torcida mesmo durante a cerimônia de premiação, constrangendo Naomi Osaka, que pediu desculpas ao público. 

“Eu sei que todos estavam torcendo pela Serena, eu sei. Me desculpem. Obrigado por terem assistido ao jogo (…) Sempre foi meu sonho jogar com a Serena numa final do US Open. Estou muito honrada por ter conseguido isso”, disse Naomi Osaka após a partida.

Já Serena, por sua vez, pediu que o público apoiasse a japonesa e reconhecesse seus méritos. “Ela jogou muito bem, é o primeiro título de Grand Slam dela. Vamos passar por isso e não vamos mais vaiar, por favor. Parabéns, Naomi”, afirmou.

Betway Brazil Sports Banners

Antes daquele duelo, Naomi Osaka já havia vencido Serena na primeira rodada de Miami, em 2018. No primeiro duelo depois da final do US Open, elas se enfrentaram em Toronto, em 2019, com vitória da norte-americana nas quartas de final.

Naomi Osaka x Coco Gauff

Naomi Osaka e Coco Gauff
Naomi Osaka e Coco Gauff concederam entrevistas juntas após duelo no US Open de 2019

O US Open é um torneio marcante na carreira de Naomi Osaka. Depois do constrangimento com Serena Williams na final de 2018, a japonesa proporcionou uma cena emocionante após vitória sobre outra norte-americana em 2019.

Ao eliminar a sensação do tênis feminino Cori Gauff, conhecida como Coco, por 2 a 0 (6/3 e 6/0), Naomi Osaka convidou a norte-americana para a entrevista ainda em quadra após o duelo. Normalmente, apenas os vencedores são entrevistados.

As duas tenistas se emocionaram e Naomi Osaka mandou uma mensagem para os pais de Coco Gauff. “Vocês criaram uma grande jogadora. Eu lembro de ver vocês treinando no mesmo lugar que a gente. Para mim, o fato de que nós duas conseguimos e que continuamos trabalhando o mais duro que podemos, penso que é incrível. Eu acho que vocês são incríveis. Coco, você é incrível”, disse a japonesa em meio às lágrimas.

Frases famosas de Naomi Osaka

 

  • “Você só precisa continuar lutando por tudo, e um dia você chegará onde quiser”
  • “Toda vez que tenho um sonho, de alguma forma eu o realizo”
  • “Sinto que jogo melhor quando estou calma. Há uma paz interior que posso encontrar algumas vezes durante minhas partidas”
  • “Em um sonho perfeito, as coisas seriam definidas exatamente como você as desejaria. Mas acho mais interessante que na vida real as coisas não sejam exatamente como você planejou”
  • “Cultura japonesa? Eu meio que amo tudo sobre isso. Eu amo a comida. Todo mundo é muito legal. Há muito sobre o Japão que é muito legal”
  • “Desde que me lembro, joguei melhor contra jogadoras maiores em quadras maiores”
  • “Não sei se alguém sabe disso, mas Serena é minha jogadora favorita. Apenas jogar contra ela é como um sonho para mim, então estou muito agradecida por ter sido capaz de enfrentá-la, e é ainda melhor que consegui vencê-la”
  • “Eu não acho que você pode ganhar um Grand Slam e não ter confiança em si mesma”
  • “Eu realmente não sei como é a sensação de ser japonesa, haitiana ou americana. Eu apenas me sinto como eu”
  • “Acho que nunca haverá outra Serena Williams”

 

Depois de já ter mostrado ao mundo todo o seu talento com dois títulos de Grand Slams e alcançado a liderança do ranking da WTA, o que podemos esperar mais de Naomi Osaka?

Enquanto aguardamos pelos próximos passos da tenista japonesa, aproveite para conhecer mais sobre outros grandes nomes do tênis:

*Última atualização em 5 de setembro de 2019

amazon
Ficha Técnica
Título
Naomi Osaka: biografia, títulos e trajetória até ser número 1
Resumo
Conheça a história da tenista Naomi Osaka, como ela começou, as conquistas de Grand Slams e a chegada à liderança do ranking da WTA
Autor

Comentários

Salvar