Tony Hawk, Bob Burnquist, Rodney Mullen… Qual é o melhor skatista de todos os tempos? Veja os maiores da história com vídeos!

Tony Hawk, Bob Burnquist, Rodney Mullen… Qual é o melhor skatista de todos os tempos?

As listas que se propõem a apontar os maiores da história em qualquer esporte sempre geram polêmicas e, dificilmente, unanimidades. Mas nós não vamos ficar em cima do muro.

Preparamos uma relação como os 50 melhores skatistas do mundo em todos os tempos. 

Não perca tempo e confira quem são os maiores da história!

Melhores skatistas do mundo na história

  • Tony Hawk
  • Bob Burnquist
  • Rodney Mullen
  • Danny Way
  • Nyjah Huston
  • Ryan Sheckler
  • Bucky Lasek
  • Paul Rodriguez
  • Daewon Song
  • Eric Koston
  • Curren Caples
  • Aaron “Jaws” Homoki
  • Guy Mariano
  • Tom Schaar
  • Pedro Barros
  • Mike Vallely
  • Chris Senn
  • Alexis Sablone
  • Brandon Westgate
  • Riley Hawk
  • Wes Kremer
  • Sandro Dias
  • Chris Cole
  • Steve Caballero
  • Andrew Reynolds
  • Tony Alva
  • Christian Hosoi
  • Anthony Mosley
  • Lance Mountain
  • Rob Dyrdek
  • Mark Gonzales
  • Luan de Oliveira
  • Bam Margera
  • Ed Templeton
  • Chris Haslam
  • Elissa Steamer
  • Letícia Bufoni
  • Richie Jackson
  • Natas Kaupas
  • Chris Joslin

Tony Hawk

Anthony Frank “Tony” Hawk nasceu em 12 de maio de 1968 e ganhou o apelido de “The Birdman”. 

Reconhecido como um dos mais bem sucedidos e pioneiros do skate moderno vertical , ele foi o primeiro skatista a executar o 900, uma manobra truque que envolve as duas voltas e meia no ar em um skate. 

Tony Hawk é a estrela de uma linha de jogos de videogames que carrega o seu nome. 

Em 2014, a FoxWeekly o nomeou Tony como um dos “skatistas mais influentes de todos os tempos”.

Bob Burnquist

Bob Burnquist é um dos melhores skatistas da história do esporte. Filho de mãe brasileira e pai norte-americano, ele nasceu no Rio de Janeiro, em 10 de outubro de 1976, e foi criado em São Paulo. 

Aos 11 anos, Bob ganhou seu primeiro skate e, aos 13, participou de sua primeira competição.

O skatista brasileiro revolucionou o esporte com uma nova maneira de andar de skate, com as bases dos pés trocados, chamada de “switch”. 

Bob foi campeão mundial de skate por 10 vezes (oito na Mega Rampa e duas em Vertical) e conquistou 30 medalhas nos X-Games, um recorde histórico. Por 7 vezes, foi eleito o skatista do ano.

Rodney Mullen

Sempre que for criada uma lista dos maiores de todos os tempos do skate, Rodney Mullen tem de ser lembrado. Ele começou a andar de skate quando tinha apenas 10 anos e é considerado um dos responsáveis por transformar o skate em um esporte competitivo.

Mullen inventou algumas das manobras que são a base do skate, incluindo o backside flip, o 360 flip e o one-footed ollie. 

Não há dúvidas que Rodney Mullen é um dos melhores skatistas da história, se for não o melhor.

Danny Way

Daniel Way, conhecido mundialmente como Danny Way, nasceu em 15 de abril de 1974 e é extremamente popular por seus desafios de extrema dificuldade com o skate. 

Em 2005, Danny Way saltou de skate sobre a Grande Muralha da China, tornando-se a primeira pessoa a transpor a antiga fortificação sem ajuda motorizada. 

A revista Thrasher o nomeou “Skatista do Ano” duas vezes.

Como consequência de suas manobras de alto risco, Danny Way passou por 13 operações por lesões extremas em sua carreira.

Ele é um dos criadores da modalidade Big Air, junto com Bob Burnquist.

Nyjah Huston

Eis alguns dos principais feitos de Nyjah Huston: campeão geral do SLS por 5 temporadas, 12 medalhas nos X-Games, 5 medalhas no Campeonato Mundial de Skateboarding, vencedor de 5 Tampa Pro… 

Nyjah começou a andar de skate aos 4 anos. Seus pais eram dos de um skatepark, onde ele passava a maior parte do tempo. Ele fazia uma sessão de treinos de 5 horas todos os dias, onde percorria sua lista de manobras para deixá-las suficientemente consistentes antes de passar a aprender novas técnicas. 

Aos 7 anos, Nyjah Huston foi patrocinado pela Element e ele passou a ser conhecido como o garotinho de dreadlocks.

Mais tarde, ele passou a ser reconhecido como um talentoso e vitorioso skatistas das principais competições do mundo.

Ryan Sheckler

Ryan Sheckler é, provavelmente, um dos skatistas mais populares da história dos X Games, graças em parte ao seu reality show da MTV, “Life of Ryan”, que durou três temporadas e lhe rendeu milhões de fãs. 

Sheckler começou a competir na CASL (California Amateur Skateboard League) quando tinha 6 anos e, aos 13 anos, já havia se tornado profissional. 

Em 2003, Ryan Sheckler, aos 13 anos, se tornou o mais jovem medalhista de ouro na história dos X Games, um recorde que ainda mantém. 

Bucky Lasek

Bucky Lasek vem arrebentando em um skate desde que sua bicicleta foi roubada aos 12 anos.

Em 1998, o nativo de Baltimore deixou seu emprego em uma oficina de automóveis e se mudou para a Califórnia para praticar skate em tempo integral, e sua vida mudou para sempre.

Desde então, Lasek se tornou o skatista vert mais condecorado da história dos X Games, com oito medalhas de ouro e 14 medalhas no total. 

No geral, Lasek tem 20 medalhas em 23 aparições. E ele diz que ainda não está nem perto do fim de sua carreira.

Paul Rodriguez

Paul Rodriguez nasceu e foi criado na Califórnia, onde mandou suas primeiras manobras no skate. 

Em 2004, ele conquistou seu primeiro ouro nos X Games. Desde então, ele acumula oito medalhas e ainda compete no mais alto nível. 

Ele é dono de um skate park particular na Califórnia e tem uma filha chamada Heaven Love. P-Rod já admitiu que “skate e paternidade são as principais preocupações na vida”. 

Daewon Song

Nascido na Coreia, do Sul, em 19 de fevereiro de 1975, Daewon Song é considerado um dos mais talentosos skatistas de street em todos os tempos. 

Ele foi nomeado como o “Skatista do Ano” pela revista Thrasher em 2006, um prêmio amplamente considerado como uma das maiores honras do skate, e também apareceu na capa do artigo publicado na edição de abril de 2007 da revista.

Daewon Song foi incluído na lista dos “30 skatistas mais influentes de todos os tempos” da Transworld SKATEboarding, em dezembro de 2011. 

Juntamente com Rodney Mullen, ele é co-proprietário da Almost Skateboards Company. 

Eric Koston

Eric Koston nasceu em 29 de abril de 1975. Seu companheiro de equipe e skatista profissional Brandon Biebel o nomeou “Michael Jordan do skate”. 

Koston foi destaque nos videogames Skate 2 e Skate 3 pela Electronic Arts, e também na série de videogames Tony Hawk. 

Ele é co-proprietário da Fourstar Clothing com Guy Mariano e também do skatepark “The Berrics” com Steve Berra. 

Curren Caples

Nunca houve dúvida de que Curren Caples seria um grande atleta dos X Games, mas muitos assumiram que, como ele era filho do ex-surfista profissional Evan Caples, ele partiria para o surf. 

Porém, o skate faz parte de sua vida desde os 4 anos de idade. 

Apesar de todos esses anos de experiência e quatro medalhas em nove jogos nos X Games, ele admite que fica muito nervoso antes das competições e isso geralmente atrapalha seu desempenho. “Provavelmente sou o pior atleta. Eu realmente não treino. Eu meio que ando de skate”, disse Curren Caples ao site oficial dos X Games.

Aaron “Jaws” Homoki

As apresentações de Aaron “Jaws” Homoki não são para corações ou joelhos fracos. 

O pai dele disse uma vez: “Certifique-se de fazer pelo menos uma coisa todos os dias que o assuste”. E ele honrou as palavras de seu pai, procurando andar de skate de uma maneira diferente de qualquer skatista da história. 

Jaws era principalmente um skatista de transição quando ele apareceu em cena, mas rapidamente se tornou considerado o skatista com maior probabilidade de saltar vãos insanos e escadarias. 

Para a própria proteção de Jaws, Tony Hawk o levou para baixo de suas asas e o tornou profissional em julho de 2011 pela Birdhouse Skateboards. 

Guy Mariano

Poucos skatistas continuaram a andar de skate e serem competitivos ao longo de 30 anos como Guy Mariano. 

Aos 14 anos, ele já se posicionava entre os melhores. Avançando 20 anos para 2012, Guy fez o impossível com um switch 360 flip nosegrind em um corrimão, em “Pretty Sweet”. 

Aquela manobra valeu o prêmio de melhor do ano da Thrasher.

Tom Schaar

Aos 17 anos, Tom Schaar já havia feito oito aparições nos X Games, conquistado cinco medalhas e caminhando para ser um dos maiores vencedores de todos os tempos. 

A lista de realizações do nativo de Cardiff, na Califórnia, antes mesmo de terminar o ensino médio, é inacreditável. 

De skatista mais jovem a conseguir um 900 em dezembro de 2011, até o primeiro a executar um 1080 no skate, Schaar está no caminho de quebrar mais recordes e ganhar mais medalhas do que a maioria dos skatistas jamais poderia imaginar.

Pedro Barros

Conhecido como o barnstormer brasileiro, Pedro Barros, é o skatista mais divertido de se assistir em qualquer modalidade. 

Barros pode andar de skate em qualquer terreno. Ter rampas e bowls em seu quintal tornou a transição do skate aparentemente fácil para ele. 

Apontado como um dos maiores da história dos X Games pelo site oficial do evento, Pedro Barros é extremamente consistente e se tornou uma das principais esperanças de medalhas para o Brasil na disputa do skate nos Jogos Olímpicos.

Mike Vallely

O lendário skatista de todos os terrenos, Mike Vallely fez apenas quatro aparições nos X Games, mas é amplamente considerado como um pioneiro no skate.

O ícone do skate nasceu e foi criado em Edison, New Jersey, e é frequentemente apontado como um dos grandes inovadores do street nos anos 80, ao lado de Mark Gonzales, Natas Kaupas e Tommy Guerrero. 


Você ama outros esportes além do Skate? Aqui na Esportelândia também falamos sobre:

Chris Senn

Chris Senn sempre ocupará um lugar especial na história do skate como o primeiro medalhista de ouro no Skateboard Park em um evento dos X Games. 

Em 1995, Senn foi nomeado Skatista do Ano pela Revista Thrasher por suas incomparáveis habilidades. 

No mesmo ano, nos Extreme Games em Newport, Rhode Island, Senn ganhou mais um ouro. Senn competiu por medalhas muitas vezes nos X Games antes de deixar o skate competitivo para trás.

Alexis Sablone

Alexis Sablone entrou na cena do skate com sua seção memorável em “A vida maravilhosa e horrível de P.J. Ladd”, mas isso foi apenas o começo de sua carreira no skate. 

De 2009 a 2012, Sablone ganhou medalhas nos X Games em suas quatro primeiras aparições. Então, em 2015, ela voltou ao X Games Austin para ganhar a medalha de ouro na Women’s Skateboard Street. 

Longe do skate, ela concluiu seu mestrado no MIT com foco em arquitetura depois de se formar na Columbia University em 2008. 

Brandon Westgate

Brandon Westgate é hoje um dos skatistas de street mais poderosos do mundo. 

Em 2009, recebeu o prêmio de novato da Revista Transworld Skateboarding Magazine, assim como o prêmio favorito dos fãs por sua única aparição nos X Games na Real Street em 2011.

Riley Hawk

Riley Hawk pode ser o filho do skatista mais famoso da Terra (Tony Hawk), mas obteve sucesso por seus próprios méritos. 

Ele trabalhou muito para ser incluído nas listas de cada um de seus patrocinadores, rejeitando até mesmo um espaço seguro na marca de skate de seu pai, Birdhouse.

Hawk começou a patinar aos 3 anos e nunca parou. Após o primeiro convite de Riley para o X Games Austin em 2014, Tony Hawk definiu como “surreal”. 

“Mesmo quando Riley estava obtendo um reconhecimento substancial e obtendo sucesso no skate, nunca imaginei que ele competiria nos X Games. Parecia muito longe dele, mas ele merecia ser convidado com base em suas habilidades, e tenho orgulho de que ele esteja à altura do desafio”, definiu o pai e lenda Tony Hawk.

Tem dúvida se Riley Hawk deveria estar na lista dos melhores skatistas de todos os tempos? O site oficial dos X Games o incluiu na lista dos 20 maiores skatistas da história do evento.

Wes Kremer

Especialista em street, Wes Kremer foi skatista do ano da revista Thrasher em 2014.

Discreto e longe dos holofotes, ele levou a medalha de prata pela sua participação no X Games Real Street em 2014. 

Apesar de viver a vida de um respeitado profissional de skate, que inclui um modelo de tênis profissional da DC, Kremer decide morar em casa com seus pais quando não está viajando pelo mundo.

Sandro Dias

Sandro Dias, também conhecido como Mineirinho, é um skatista profissional nascido em Santo André-SP, no dia 18 de abril de 1975. 

Reconhecido como um dos maiores nomes da história do esporte, foi hexacampeão mundial, tricampeão do circuito europeu e medalhista de ouro dos X Games de Los Angeles em 2006.

Especialista em vertical, Mineirinho foi um dos primeiros skatistas do mundo a acertar um 900º.

Chris Cole

Um dos mais famosos skatistas profissionais, Chris Cole nasceu em 10 de março de 1982. 

Ele ganhou destaque pela primeira vez ao concluir uma série de manobras de alta dificuldades, como o 360 flip down nas escadas da Wallenberg High School, em San Francisco, Califórnia, um backside 360-degree rotation down na fonte “Love Park”, na Filadélfia, e backside 360 kickflip down no vão de Carlsbad, na Califórnia.

Chris Cole foi nomeado “Skatista do Ano” duas vezes, em 2005 e 2009, pela Revista Thrasher. Também ganhou o prêmio “Reader’s Choice” da revista Transworld Skateboarding. 

Ele é ex-acionista da empresa de skate Zero e atualmente é co-proprietário da Reign Skate Shop, na Filadélfia.

Steve Caballero

Steve Caballero é considerado um dos maiores nomes do skate. Dono de um estilo inigualável, foi integrante da lendária equipe Bones Brigade da Powell Peralta. 

Natural de San Jose, o skatista norte-americano domina como poucos halfpipe, banks, bowl, as miniramps e o street style.

Mestre do Slide e de High Air, Steve Caballero foi o inventor de manobras como o Caballerial Impossible, Caballerial Flip e Full Cab ou Caballerial.

Andrew Reynolds

Andrew Reynolds é o proprietário e co-fundador da marca de skate Baker. Ele também é considerado um dos melhores skatistas de todos os tempos, além de ser conhecido por ser um dos skatistas mais influentes da história.

Reynolds pratica skate desde os 9 anos de idade. Ele surgiu na cena do skate no começo dos anos 1990 e ganhou o prêmio de “Skatista do Ano” pela conceituada revista Trasher em 1998.

Tony Alva

Os skatistas e a indústria do skate estarão sempre em dívida com a lenda Tony Alva. 

Além de ser reconhecido pelo primeiro frontside air, impulsionando a modalidade de vertical e sendo o criador do skate moderno, ele também ajudou no desenvolvimento do primeiro tênis específico de skate da Vans.

Tony Alva ainda criou a primeira empresa de skate e propriedade de skatistas, a Alva Skates.

Christian Hosoi

Ao lado de Tony Hawk, Christian Hosoi foi um dos skatistas mais populares da década de 1980. 

São dele autoria dele as manobras Rocket Air e Christ Air, que recebeu esse nome depois de ele ter visto o Cristo Redentor em uma viagem ao Brasil.

Em 2000, Hosoi foi acusado de tráfico e condenado a 10 anos de prisão, dos quais ele cumpriu quatro, tendo sido solto em junho de 2004.

Anthony Mosley

Anthony Mosley nasceu em Los Angeles, Califórnia, e começou a praticar skate quando tinha apenas 13 anos. Aos 16, já havia definido o skate como profissão.

Conhecido pelo seu estilo único, o norte-americano conquistou o 2º lugar na primeira competição em que participou, em Tampa Am, na Flórida, e venceu vários campeonatos desde então.

Ele recebeu seu primeiro contrato profissional da Billabong depois de mostrar sua proeminência no skate. Mais tarde, Mosley participou da criação da marca de skate Black Sheep. 

Lance Mountain

O skatista profissional Robert Lance Mountain nasceu em 13 de junho de 1964 e foi um dos skatistas mais importantes da década de 1980. 

Ele foi incluído na lista dos “30 skatistas mais influentes de todos os tempos” da Transworld SKATEboarding. Naquela ocasião, Skin Phillips, o editor-chefe da revista, afirmou que ele “coloca um sorriso” nos rostos dos skatistas por sua habilidade.

Rob Dyrdek

Skatista profissional, empresário, produtor, ator e estrela de reality show, Robert Stanley “Rob” Dyrdek fundou a competição Street League Skateboarding. 

A FoxWeekly o nomeou como um dos “skatistas mais influentes de todos os tempos”.

Ele também estabeleceu 21 recordes individuais no Guinness World Records, por feitos em uma parte do seu antigo reality show chamado Rob & Big. 

Mark Gonzales

Mark Gonzales é considerado o pioneiro do street moderno. Ele e Natas foram os primeiros a fazer manobras em corrimões.

Gonz foi também uma das primeiras pessoas a utilizar vãos e escadarias. Quando o street ainda estava no começo de sua história, ele mandava double flips, 360’s, nollies e lançava manobras em grinds e slides.

Embora, para os padrões de hoje, seu skate pareça bastante básico, Gonz foi o cara que criou a modalidade de street. 

Até por isso, Mark Gonzales foi considerado o skatista mais influente de todos os tempos pela revista Transworld Skateboarding em dezembro de 2011. 

Luan de Oliveira

Em uma das maiores histórias de superação do skate, Luan de Oliveira passou sua infância com os avós em uma favela de Porto Alegre, depois de ser abandonado pelos pais quando nasceu.

Desde criança, passou a se dedicar ao skate. Em 2007, se mudou para os Estados Unidos, colecionou conquistas e a cativou o público com manobras mirabolantes no street. 

Luan chamou logo a atenção ao ganhar disputas amadoras em Tampa, em 2008 e 2009. Tornou-se profissional em 2010, e carrega na bagagem conquistas como o Tampa Pro, quatro medalhas nos X Games e o ouro em etapas da Street League Skateboarding (SLS) em Los Angeles e Nova Jersey. 

O gaúcho se tornou uma referência mundial e aposta para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Bam Margera

Bam Margera ficou muito conhecido fora do mundo do skate por participar do programa Jackass. Porém, essa descrição não faz jus ao seu talento.

Bam é conhecido por seu estilo “louco” e não ter medo de tentar manobras arriscadas. Ele foi o primeiro skatista de street a fazer o Loop em Phoenix.

Também esteve presente em vários jogos da série Tony Hawk Pro Skater.

Ed Templeton

Você já fez 50-50 em um corrimão? Ed Templeton foi o primeiro a fazer a manobra. 

Ele é conhecido por fazer ollies impossíveis descendo as escadas, além de ter ajudado na progressão de manobras que anteriormente eram feitas apenas por freestylers. 

Ed também iniciou a Toy Machine, uma equipe que sempre teve atletas talentoso e gerou muitas das lendas de hoje.

Chris Haslam

Criatividade e inovação são duas palavras que melhor descrevem o skate de Chris Haslam. Não há nada que ele não possa fazer.

Nascido em 1980, ele é canadense, mas começou a andar de skate enquanto vivia com os seus pais em Singapura.


Vá além do mundo do Skate! Confira também nossos outros conteúdos:

Elissa Steamer

Elissa é a primeira mulher a alcançar o status de “Pro Skateboarder”, mas ela não parou por aí.

Em street, park ou transições, Elissa é uma skatista muito habilidosa e poderosa. Ela praticamente dominou todas as competições em que participou.

Elissa Steamer tinha o recorde isolado de ouros no Women’s SKB Street até ser igualada pela brasileira Letícia Bufoni.

Letícia Bufoni

Letícia é uma das melhores skatistas em atividade no mundo, entre homens e mulheres. 

Dona de 10 medalhas nos X-Games, a brasileira se tornou uma das mais conhecidas e influentes atletas de esportes de ação do planeta. 

Ela ganhou 6 medalhas consecutivas na SKB Street dos X Games Women’s (2010-2014) e voltou ao topo em Xangai 2019. 

Richie Jackson

Richie é um dos skatistas mais criativos da atualidade. Além de seu reconhecível “visual hippie” com o bigode Salvadore Dali, você sempre se diverte quando está assistindo Richie Jackson andar de skate. 

Embora as pessoas o considerem um “estilo circense”, não há dúvida de que suas manobras exigem muita habilidade e controle do skate.

Natas Kaupas

O lituano Natas Kaupas é considerado um dos skatistas mais inovadores da história do street. Ele é mais conhecido por divulgar a manobra kickflip, inventada no flatland por Rodney Mullen.

Kaupas foi o primeiro skatista a realizar a manobra “wallride” em uma parede de 90º e também criou a manobra “natas spin”.

Chris Joslin

Joslin é rápido e simboliza a geração de skatistas de street que voam sobre enormes conjuntos de escadas, vãos e longos corrimãos, além de serem tecnicamente proficientes em terrenos planos. 

Chris Joslin também é muito consistente, e é por isso que ele se sai tão bem nas competições, assumindo a condição de um dos fortes concorrentes a ter uma vaga na equipe olímpica de skate dos Estados Unidos.


Uma nova geração de skatistas desponta e mostra que tem potencial para figurar na lista de melhores de todos os tempos. Em quem você aposta?

Além disso, sentiu falta de alguém na relação dos melhores skatistas do mundo? Conte para a gente nos comentários!

Aproveite para alimentar sua paixão pelo skate com outros conteúdos:

Ficha Técnica
Título
Os 40 melhores skatistas do mundo em todos os tempos
Resumo
Tony Hawk, Bob Burnquist, Rodney Mullen… Qual é o melhor skatista de todos os tempos? Veja os maiores da história com vídeos!
Autor

Comentários

Salvar