Neste sábado (28), às 18h (horário de Brasília), os pilotos irão para a pista para definir o grid de largada do Grande Prêmio do México de Fórmula 1. E Lewis Hamilton tem grandes expectativas.

Após terminar em 2º lugar na semana passada, no GP de Austin, nos Estados Unidos, o astro da Mercedes espera mais uma grande corrida na luta pela vice-liderança do Mundial de Pilotos.

Contudo, no final de semana da corrida, o britânico veio a público e fez uma forte reclamação para sua equipe visando uma melhora imediata.

Lewis Hamilton insatisfeito com Mercedes no México

Tudo começou na última sexta-feira (27), quando os pilotos participaram dos Treinos Livres 1 e 2 em busca do melhor acerto para os carros. Lewis Hamilton, por sua vez, não gostou do ajuste de seu W14.

O astro da Mercedes ficou em 11º no TL1 e 7º no TL2, cerca de trés décimos e meio atrás de Max Verstappen, que levou seu Red Bull à primeira posição no México no final do primeiro dia de treinos.

Aliás, na última sessão, Hamilton e George Russel usaram acertos diferentes na Mercedes, mas não apresentaram bom desempenho no TL2. Questionado sobre seu desempenho no México, o heptacampeão de F1 deixou claro sua insatisfação:

Não muito bem. Sim, um pouco difícil, não difícil, mas não é realmente o melhor. O carro lutou um pouco hoje (27). O carro está diferente da semana passada. Eu realmente não sei o que dizer. Você nunca sabe o que vai conseguir com este carro. Alguns dias ele funciona muito bem, outros dias não. É difícil conseguir sair”

Por isso, Lewis deixou claro que confia na sua equipe para ter resultados melhores neste sábado (28) para se sair bem no GP do México. Vale lembrar que, antes da qualificação, acontece o TL 3, às 14h30 (horário de Brasília).

A Mercedes espera não cometer erros neste final de semana, já que a disputa pela 2ª posição no Mundial de Construtores está acirrada. Com 344 pontos, a equipe alemã está apenas 22 pontos à frente da Ferrari, que tem 322.