Saiba tudo sobre Fórmula Indy: vencedores da categoria, como são os carros, calendário desta temporada, circuitos e regulamento

Você sabia que as velocidades máximas atingidas na Fórmula Indy são maiores que aquelas alcançadas na Fórmula 1?

Remessa Online

Essa é apenas uma das curiosidades que contaremos aqui sobre a Indy.

Vamos relembrar a história da categoria, os maiores campeões e todos os vencedores. 

Contaremos também quais são as equipes e os pilotos, quantas corridas tem o campeonato e quais são elas.

Venha com a gente!

História da Fórmula Indy

500 milhas de Indianapolis
500 Milhas de Indianápolis deram origem à Fórmula Indy, atual IndyCar

Se você gosta um pouco de automobilismo, certamente, já ouviu falar das 500 milhas de Indianápolis. Curiosamente, foi essa tradicional corrida que deu origem à Fórmula Indy. 

O termo Indy é uma alusão à prova, umas principais de todo o automobilismo e realizada desde 1911. No entanto, há controvérsias sobre quando a Fórmula Indy realmente passou a ser disputada.

Há quem defenda que a Indy começou mesmo em 1956, quando a USAC (United States Auto Club) começou a organizar o campeonato. Já a partir de 1979 e até meados dos anos 1990, o nome “Indy” era usado para descrever as corridas de carros conhecidos como “Open Wheel” nos Estados Unidos.

Remessa Online

Essas competições eram organizadas pela CART (Championship Auto Racing Teams), com exceção das 500 milhas de Indianápolis, que seguia sob chancela da USAC (United States Auto Club).

Entre 1979 e 1995, a competição era conhecida como Fórmula Indy. O nome oficial Indy Racing League passou a ser usado a partir de 1996 e foi até 2007. Já desde 2008, o campeonato é a IndyCar.

Já que estamos falando de história, relembre, a seguir, todos os campeões da Fórmula Indy!

Lista de todos os campeões da Fórmula Indy

Tony Kanaan campeão da Fórmula Indy em 2004
O brasileiro Tony Kanaan foi campeão da Fórmula Indy em 2004
  • 1979 – Rick Mears (Team Penske)
  • 1980 – Johnny Rutherford (Chaparral)
  • 1981 – Rick Mears (Team Penske)
  • 1982 – Rick Mears (Team Penske)
  • 1983 – Al Unser (Team Penske)
  • 1984 – Mario Andretti (Newman/Haas Racing)
  • 1985 – Al Unser (Team Penske)
  • 1986 – Bobby Rahal (Truesports)
  • 1987 – Bobby Rahal (Truesports)
  • 1988 – Danny Sullivan (Team Penske)
  • 1989 – Emerson Fittipaldi (Team Patrick)
  • 1990 – Al Unser, Jr. (Galles)
  • 1991 – Michael Andretti (Newman/Haas Racing)
  • 1992 – Bobby Rahal (Rahal-Hogan)
  • 1993 – Nigel Mansell (Newman/Haas Racing)
  • 1994 – Al Unser, Jr. (Team Penske)
  • 1995 – Jacques Villeneuve (Green)
  • 1996 – Scott Sharp (A.J. Foyt Enterprises) e Buzz Calkins (Bradley Motorsports)
  • 1996-97 – Tony Stewart (Team Menard)
  • 1998 – Kenny Bräck A.J. (Foyt Enterprises)
  • 1999 – Greg Ray (Team Menard)
  • 2000 – Buddy Lazier (Hemelgarn Racing)
  • 2001 – Sam Hornish, Jr. (Panther Racing)
  • 2002 – Sam Hornish, Jr. (Panther Racing)
  • 2003 – Scott Dixon (Chip Ganassi Racing)
  • 2004 – Tony Kanaan (Andretti Green Racing)
  • 2005 – Dan Wheldon (Chip Ganassi Racing)
  • 2006 – Sam Hornish, Jr. (Penske Racing)
  • 2007 – Dario Franchitti (Andretti Green Racing)
  • 2008 – Scott Dixon (Chip Ganassi Racing)
  • 2009 – Dario Franchitti (Chip Ganassi Racing)
  • 2010 – Dario Franchitti (Chip Ganassi Racing)
  • 2011 – Dario Franchitti (Chip Ganassi Racing)
  • 2012 – Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport)
  • 2013 – Scott Dixon (Chip Ganassi Racing)
  • 2014 – Will Power (Team Penske)
  • 2015 – Scott Dixon (Chip Ganassi Racing)
  • 2016 – Simon Pagenaud (Team Penske)
  • 2017 – Josef Newgarden (Team Penske)
  • 2018 – Scott Dixon (Chip Ganassi Racing)
  • 2019 – Josef Newgarden (Team Penske)

Vá além do Automobilismo! Confira também conteúdos de outros esportes:

Como são os carros da Fórmula Indy

Como é o carro da Fórmula Indy
Todos os carros da Fórmula Indy têm o mesmo projeto, fornecido pela Dallara

Na Indy, todas as equipes utilizam o mesmo projeto básico fornecido pela Dallara. 

Os carros da Indy têm no mínimo 701 kg em circuitos ovais e 714 kg em circuitos mistos. Já o comprimento mínimo é de 5,13m, com 2,01m de largura. Entre os eixos, a distância deve ser entre 2,98m e 3,08m.

Motores da Fórmula Indy

Os motores são fornecidos por Honda e Chevrolet. Eles também são V6, mas com diferenças de configurações.

A velocidade do motor é limitada a 12.000 rpm e o combustível deve ser E85 (15% de gasolina e 85% de etanol).

A potência dos motores na Indy varia entre 558 cv (550 hp) e 760 cv (750 hp) de acordo com o circuito em que a prova será disputada.

Câmbio dos carros da Indy

O câmbio com trocas automáticas é proibido. Porém, é permitida a atuação automática da embreagem, tornando os câmbios semi-automáticos.

Na Indy, são 6 marchas à frente e uma à ré.

Direção dos carros da Indy

Esta é uma das principais diferenças entre a Indy e Fórmula 1. Enquanto a F1 autoriza a assistência hidráulica, não é permitida qualquer assistência na Indy. 

Assim, os carros da Indy são mais pesados e considerados mais difíceis de dirigir.

Pneus da Fórmula Indy

Na Indy, os pneus são fornecidos pela Firestone, com largura de 258 mm x 308 mm.

Velocidade máxima na Fórmula Indy

Apesar de não terem os mesmos investimentos em tecnologia que a Fórmula 1, os carros da Fórmula Indy atingem velocidades mais altas.

Na categoria norte-americana, o recorde de velocidade em uma corrida foi alcançado por Paul Tracy no circuito oval de Michigan em 1996: 413,52 km/h.

Remessa Online

Em relação à velocidade média em uma prova, o brasileiro Gil de Ferran detém o recorde da Fórmula Indy, com 388,537 km/h, no circuito oval de Pocono em 2000. 

Circuitos da Fórmula Indy

Circuitos da Fórmula Indy
Circuitos ovais fazem parte do calendário de provas da Fórmula Indy

Os circuitos da Indy, por sua vez, podem ser divididos em 4 grupos:

  • ovais longos, com mais de duas milhas (3,2 km) de comprimento, geralmente chamados de superspeedways;
  • ovais curtos com cerca de 1,5 milha (2,4 km);
  • circuitos mistos (road courses);
  • circuitos de rua (street courses).

Confira quais são os circuitos da Indy e quando serão disputadas provas em cada um deles!

Calendário da Fórmula Indy

  • 15 de março, às 16h30 – St. Petersburg (misto)
  • 5 de abril, às 17h15 – Barber Motorsport Park (misto) 
  • 19 de abril, às 17h45 – Long Beach (misto)
  • 26 de abril, 17h10 – Circuito das Américas (misto)
  • 9 de maio, 16h50 – Indianápolis (misto)
  • 24 de maio, às 13h30 – 500 Milhas de Indianápolis (oval)
  • 30 de maio, às 16h50 – Detroit (misto)
  • 31 de maio, 16h50 – Detroit (misto)
  • 6 de junho, às 21h45 – Texas (oval)
  • 21 de junho, às 13h50 – Road America (misto)
  • 27 de junho, às 21h15 – Richmond (oval)
  • 12 de julho, às 16h40 – Toronto (misto)
  • 18 de julho, às 22h – Iowa (oval)
  • 16 de agosto, às 13h45 – Mid-Ohio (misto)
  • 22 de agosto, às 21h45 – Gateway (oval)
  • 6 de setembro, às 16h40 – Portland (misto)
  • 20 de setembro, às 16h25 – Laguna Seca (misto)

Regras da Fórmula Indy

Regras da Fórmula Indy
Vencedor na Indy recebe 50 pontos, o segundo ganha 40 e o terceiro, 35

O campeonato da Fórmula Indy tem 17 corridas e 31 pilotos.

Na Indy, apenas 26 carros se classificam para cada corrida. Além da disputa do campeonato de pilotos, há a competição entre fabricantes de motor, mas não de equipes.

Sistemas de pontuação da Indy

Na Fórmula Indy, ninguém fica sem pontuar. Desde o primeiro até o último colocado, todos são incluídos no sistema de pontuação. O vencedor da corrida recebe 50 pontos, o segundo ganha 40 e o terceiro, 35.

Da quarta até a 10ª colocação, a diferença entre uma posição e outra é de dois pontos — de 32 (4º) a 20 (10º). Entre a 11ª posição e a 24ª, a diferença de pontos é de apenas um (de 19 a 6 pontos). E os pilotos que ficarem na 25ª posição ou abaixo levam somente cinco pontos.

Equipes e pilotos da Fórmula Indy

Hélio Castroneves na Fórmula Indy
Hélio Castroneves corre as provas de Indianápolis da Fórmula Indy pela Penske

A. J. Foyt Enterprises

  • Charlie Kimball (EUA)

Andretti Autosport

  • Zach Veach (EUA)
  • Alexander Rossi (EUA)
  • Ryan Hunter-Reay (EUA)

Andretti-Harding Steinbrenner Autosport

  • Colton Herta (EUA)

Andretti-Herta Autosport w/ Marco Andretti & Curb-Agajanian

  • Marco Andretti (EUA)

Arrow McLaren

  • Patricio O’Ward (México)
  • Oliver Askew (EUA)

Carlin

Pilotos a definir

Chip Ganassi Racing

  • Marcus Ericsson (Suécia)
  • Scott Dixon (Nova Zelândia)
  • Felix Rosenqvist (Suécia)

Dale Coyne Racing with Vasser-Sullivan

  • Santino Ferrucci (EUA)

Dale Coyne Racing with Team Goh

  • Álex Palou (Espanha)

Dragon Speed

  • Ben Hanley (Grã-Bretanha)

Dreyer & Reinbold Racing

  • Sage Karam (EUA)

Ed Carpenter Racing

  • Ed Carpenter (EUA)
  • Conor Daly (EUA)
  • Rinus VeeKay (Holanda)

Meyer Shank Racing

  • Jack Harvey (Grã-Bretanha)

Rahal Letterman Laning Racing

  • Graham Rahal (EUA)
  • Takuma Sato (Japão)

Team Penske

  • Josef Newgarden (EUA)
  • Hélio Castroneves (Brasil)
  • Will Power (Austrália)
  • Simon Pagenaud (França)

Nem todos os pilotos disputam todas as provas da temporada. Em 2019, Fernando Alonso não conseguiu se classificar para as 500 Milhas de Indianápolis correndo pela McLaren. Já em 2020, ele volta à disputa apenas da tradicional corrida pela Andretti.

Há pilotos que correm apenas no calendário de circuitos ovais. Esse é o caso, por exemplo, do brasileiro Tony Kanaan, que se despede da Fórmula Indy em 2020.

Onde assistir à Fórmula Indy

A partir de 2020, a Fórmula Indy no Brasil é transmitida com exclusividade pela plataforma de streaming DAZN. Dessa forma, quem quiser assistir às 500 Milhas de Indianápolis e às demais corridas deve assinar o serviço. O primeiro mês é gratuito e, a partir do segundo, são cobrados R$ 19,90 ao mês.

Seja nas 500 Milhas de Indianápolis ou nos circuitos ovais, a Fórmula Indy sempre reserva muitas emoções. Agora que você tudo sobre a categoria, aproveite para conferir outros conteúdos sobre automobilismo:

*Última atualização em 31 de janeiro de 2020

Comentários

Salvar