Neste sábado (25), tivemos o treino classificatório do Grande Prêmio da Rússia, no qual definiu-se o grid de largada para a corrida que acontece no domingo (26). Desse modo, Lando Norris conquistou a primeira pole position em sua carreira na Fórmula 1, enquanto Carlos Sainz e George Russell completaram o top 3 de uma prova frenética.

Q1: Chuva atrapalha o final de semana e Verstappen não participa da classificação

Acima de tudo, a chuva em Sochi tem sido a grande inimiga do automobilismo, posto que corridas de outras categorias foram canceladas e o início do classificatório era uma dúvida. Contudo, o tempo ruim deu trégua e permitiu que os pilotos fossem à pista para definir quem conquistaria a pole position.

Quem não participou da prova foi o atual líder do campeonato, Max Verstappen. Levando em consideração que largará do fim do grid após ser punido pela troca da sua unidade de potência. O piloto da Red Bull preferiu não arriscar e focar na corrida de recuperação que deverá realizar.

Sendo assim, o Q1 não foi de grandes emoções e não houveram surpresas nas eliminações. Desse modo, os primeiros cinco eliminados foram: Raikkonen (Alfa Romeo), Schumacher (Haas), Giovinazzi (Alfa Romeo), Mazepin (Haas) e Verstappen (Red Bull).

Q2: Leclerc abandona e Russell leva a Williams ao Q3

A Ferrari viu-se com apenas um piloto na pista ainda na segunda etapa, já que nos minutos finais Charles Leclerc abandonou o treino. O monegasco também foi punido por trocar a sua unidade de potência – com mudanças no sistema híbrido – e largará junto a Verstappen nas últimas posições. Em contrapartida, Carlos Sainz conseguiu sair da zona de risco já no fim do Q2 levando a Ferrari para a última instância.

Por outro lado, embora a Williams tenha ficado sem o Latifi na disputa pela ponta, George Russell colocou a escuderia no ombro e mais uma vez levou-a até o fim da classificação. Sendo assim, o britânico conseguiu um ótimo resultado para ele e sua equipe.

Por fim, os últimos eliminados foram: Vettel (Aston Martin), Gasly (AlphaTauri), Tsunoda (AlphaTauri), Latifi (Williams) e Leclerc (Ferrari).

Q3: Lando Norris lidera top 3 inédito

Se as duas primeiras partes do classificatório foram mornas, o final foi completamente o oposto. Em uma disputa acirrada, quando tudo indicava que Lewis Hamilton conquistaria a pole e largaria na linha de frente no domingo, o piloto da Mercedes acabou batendo na entrada dos boxes quando foi trocar os pneus de chuva para os macios.

Desse modo, o heptacampeão sentiu-se obrigado a trocar o bico do seu carro – o qual quebrou – e isso lhe custou a liderança. No entanto, a tristeza de um é a felicidade de outros, já que Lando Norris melhorou o seu tempo no fim da etapa e alcançou a sua primeira pole position na Fórmula 1.

Carlos Sainz chegou a liderar e obteve a pole momentânea, mas acabou sendo superado pelo seu ex-companheiro. Sendo assim, encerrando o top 3 inédito para a largada de amanhã (26), George Russell colocou a Williams na terceira colocação após superar seu futuro parceiro Lewis Hamilton, quem rodou na última volta.

A pole de Norris marcou não só um feito importantíssimo na sua carreira, como também o fim de um jejum de anos que a McLaren possuía sem largar na ponta. A última pole da equipe tinha sido no GP do Brasil em 2012, com Lewis Hamilton.

Foto destaque: Divulgação/Fórmula 1/McLaren

Salvar