Saiba tudo sobre os All Blacks, a Seleção de Rugby da Nova Zelândia: história, o haka, os maiores jogadores e os títulos no rugby

Onde se fala em rugby, se fala dos All Blacks. A Seleção Masculina da Nova Zelândia ultrapassou nações e fronteiras e se tornou, afinal, um símbolo do esporte em si.

Representando valores dignos — coragem, respeito, união — a equipe neozelandesa se tornou conhecida também para além do mundo rugby. Trata-se, praticamente, de uma publicidade internacional para o seu país.

Mas os All Blacks não se resumem a sua postura. Mais do que uma marca, a equipe é uma das bem bem-sucedidas do mundo dos esportes, repleta de títulos e grandes jogadores em sua rica história. Todo esse sucesso você pode conferir com a gente, no texto a seguir.

Quem são os All Blacks?

Os All Blacks, a seleção de rugby da Nova Zelândia
(Hannah Peters/Getty Images)

Chama-se de All Blacks a seleção de rugby masculino da Nova Zelândia, considerada a mais forte equipe do mundo, dona de três títulos da Copa do Mundo e de um aproveitamento geral acima dos 70%.

Mais do que um apelido, o nome serve como uma identidade. Ele não se chamam de All Blacks, eles os são, assim como os jogadores da seleção da África do Sul são o Springbroks e os da Argentina são os Pumas, por exemplo.

O sucesso esportivo fez a identidade crescer internacionalmente como uma marca mas também nacionalmente como um símbolo. Por causa da seleção de rugby, as equipes nacionais dos demais esportes também adotam o preto, mesmo a cor não estando presente na bandeira do país.

A influência dos All Blacks na Nova Zelândia é comparável à da Seleção Brasileira de Futebol durante o tricampeonato mundial em 1970, por exemplo.É só observar como a cultura maori se fortaleceu a partir dos hakas feitos pelos jogadores antes das partidas.

Foi até feito um plebiscito para decidir a troca de bandeira, que passaria a ter tanto o preto quanto a folha da chamada samambaia prateada, símbolo que a seleção usa no peito da camiseta. A bandeira se manteve intacta, mas a influência continua fortíssima.

Por que a Seleção de Rugby da Nova Zelândia se chama All Blacks?

Os All Blacks são tão famosos que parece absolutamente natural que a Seleção de Rugby da Nova Zelândia use uniformes pretos. Mas, ora, a cor não está presente na bandeira nacional!

Pois bem, a origem da cor e do nome vêm da mesma história. Em 1905, um combinado de trabalhadores neozelandeses fez uma excursão pela Grã-Bretanha, Europa e Estados Unidos para jogar rugby.

Por motivos práticos, isto é, para que a cor do uniforme neozelandês não se confundisse com os adversários, assim como poderiam ser lavadas menos vezes, o que certamente facilitaria a viagem.

Há também um componente cultural envolvido, já que na época os vencedores do atletismo no país recebiam bonés pretos para se distinguir dos demais competidores.

De qualquer maneira, o combinado, que jogava todo de preto, fez um sucesso absoluto; de 35 partidas disputadas — cinco delas contra seleções nacionais — perdeu apenas uma. E o “all black team” (o time todo de preto) ficou rapidamente conhecido no mundo do rugby.

Existe uma anedota sobre o surgimento do nome que serve hoje em dia como uma espécie de “mito fundador”, assim como o da participação de Webb Ellis na história do rugby.

Segundo consta, um jornal inglês que cobriu uma das partidas da excursão teria cometido um erro de digitação. O cronista queria descrever o time neozelandês como “All Backs”, dizendo que era como se todos tivessem a habilidade de jogadores de retaguarda, que no rugby são de fato os mais técnicos, mas acabou saindo “All Blacks”.

De qualquer maneira, a viagem ficou muito famosa na Nova Zelândia, que passou a chamar o grupo de o  “The Original All Blacks” (Os All Blacks Originais), ou mesmo só “The Originals”.

Os Maori All Blacks

Além dos All Blacks, existem os Maori All Blacks, uma espécie de seleção de exibição que celebra a importância da cultura maori dentro do país e do esporte.

Formada somente por jogadores com raízes da etnia polinésia, a equipe também perpetua como uma tradição as excursões que o time fez em seus mais de 125 anos de história, disputando amistosos com times de países e culturas diversas mundo afora.

maori x moana

O sucesso dos All Blacks no rugby

O sucesso dos All Blacks é um dos maiores do mundo dos esportes
(Paul Gilham/Getty Images)

A importância e o tamanha dos All Blacks no rugby e na Nova Zelândia são bem claros. O que nem todo mundo entende é o motivo do sucesso da seleção.

Até porque, convenhamos, não há só uma explicação para uma seleção que venceu 3/4 de todos as partidas que disputou em sua história e com um alto nível de desempenho, ainda por cima. Há toda uma combinação de fatores.

Primeiro, o fator cultural. Na Nova Zelândia, o rugby é o esporte nacional, aquele que as pessoas assistem aos fins de semana e que conversam sobre no elevador. Mais importante, é o esporte praticado nas escolas. Tudo isso contribui para que o nível técnico evolua naturalmente no país.

Depois, o trabalho da União Neozelandesa de Rugby (UNR) é realmente fantástico, abrangendo um primoroso trabalho de base com o estabelecimento de metas claras.

As escolinhas, colégios, universidades e categorias de base, por exemplo, são todas integradas, comunicando-se o tempo todo e com uma, digamos, “base curricular” comum.

Na rugby neozelandês, todo o garoto que almeja uma carreira no esporte recebe, primeiro, um intenso treino de fundamentos. Todos os jogadores, do baixo ao alto, do magro ao pesado, recebem a mesma atenção quanto à passes, chutes, movimentos corporais e demais aprendizados básicos do jogo.

Além da importância dos fundamentos para a prática em alto nível de qualquer esporte, a justificativa é que nunca se sabe o biotipo “final” de um adolescente; um baixinho pode ter um estirão e um gordinho pode virar um magrelo quando adulto. Melhor que todos saibam fazer tudo; que sejam All Backs, como diz a anedota.

Essa integração só é possível pela atuação próxima da UNR no esporte do país. E bota próxima nisso. Para se ter noção, todo o atleta que atua na Nova Zelândia, seja do time que for, tem um contrato não com a equipe, mas com a Federação.

É ela quem paga os salários e que diz ao jogador que o mais importante é o fortalecimento da seleção. Uma meta clara e bem estabelecida, não é mesmo?

O estilo de jogo dos All Blacks

Por fim, o sucesso dos All Blacks pode e deve ser explicado por o que fazem dentro de campo. Aproveitando-se da formação de atletas completos, a equipe pratica um estilo, de certa forma, completo.

Alinhado com a tendência dos esportes coletivos, os All Blacks praticam um rugby fluído, que busca dominar todos os aspectos do jogo e não se limitar a um estilo somente.

A seleção de rugby da Nova Zelândia atua de maneira veloz, intensa e coletiva. Com a bola, busca acelerar o jogo sempre que possível, orientado seus jogadores executarem seus passes rapidamente e alargar ao máximo o campo.

Defendendo, pressiona intensamente, em busca de manter a posse da bola ao máximo. Um jogo dominante, enfim, para uma equipe igualmente dominante.

Vá além do rugby! Acesse:

O Haka dos All Blacks no rugby

Existe outro aspecto que torna os All Blacks mundialmente conhecidos, o haka. Feito antes de todas as suas partidas, a dança cerimonial maori impressiona pelo seu vigor e pela combinação de gritos, caretas movimentos ritmicos.

Encarado como “grito de guerra” pelos adversários mas como um ritual preparatório pelos neozelandeses, o haka tem uma repercussão infindável no mundo do rugby, gerando, por exemplo, debates sobre seu uso, e até impactando na cultura pop internacional.

O “assunto haka” é tão grande que preparamos um conteúdo especial só para ele, com vídeos, explicações históricas e as discussões em torno dele:

O que é o haka dos All Blacks? História, tipos e significados

Maiores jogadores dos All Blacks

  • Dan Carter
  • Jonah Lomu
  • Michael Jones
  • Richie Mccaw

Dan Carter

Dan Carter foi o melhor jogador de rugby do mundo durante o bicampeonato da Nova Zelândia, em 2015
(David Davies/PA Wire)
SALVAR

Um dos melhores jogadores de rugby do mundo durante a década de 2010, Dan Carter é o mais recente ex-jogador desta lista. Anunciou sua aposentadoria em fevereiro de 2021.

As credenciais do fly-half impressionam: camisa 10 dos All Blacks durante o bicampeonato mundial entre 2011 e 2015, Carter é simplesmente o maior pontuador da história da seleção neozelandesa.

Foram 1598 pontos com o uniforme preto, 191 deles em quatro edições da Copa do Mundo de Rugby, e uma coleção de momentos mágicos dentro de campo.

Jonah Lomu

Jonah Lomu foi, para muitos, o melhor jogador de rugby de todos os tempos

Jonah Lomu é provavelmente o mais próximo de uma unanimidade quanto à discussão do melhor jogador de rugby de todos os tempos.

O neozelandês, falecido em 2015 por um problema renal, foi uma máquina ofensiva, combinando força, velocidade, habilidade, astúcia e garra. Era absolutamente dominante em suas arrancadas, quase sempre deixando trilhas de marcadores no seu caminho até a in-goal zone.

Atuando como winger pelos All Blacks entre 1994 e 2002, Lomu esteve presente em 63 partidas e marcou 185 pontos. Foram 37 tries no total, 15 somente pela Copa do Mundo, o que configura até hoje um recorde na história da competição.

Michael Jones

Michael Jones foi o melhor jogador de rugby do mundo em 1987
(Photosport/Reprodução)
SALVAR

Michael Jones é um dos grandes asas da história e já ostentou o posto de melhor de jogador de rugby do mundo durante seus anos áureos. Atuou pela Nova Zelândia em 55 partidas entre 1986 e 1998 e marcou 56 pontos.

Nos três primeiros anos de sua carreira internacional, Jones foi uma flecha, acelerando pelos corredores como poucos. Foi assim, por exemplo, que marcou o primeiro try da história da Copa do Mundo, contra a Itália.

Lesionado seriamente no joelho em 1989, o asa soube se readaptar como um pontuador mais inteligente e habilidoso — e resiliente, dadas as inúmeras lesões que sustentou depois dessa primeira.

Richie Mccaw

Richie Mccaw, um dos maiores jogadores de rugby de todos os tempos
(Brett Phibbs/NZ Herald)

No time dos sonhos dos All Blacks, Michael Jones fica de um lado e Richie Mccaw fica de outro. O asa foi um dos grandes nomes da seleção neozelandesa no bicampeonato mundial de 2011 e 2015 e se consagrou como um dos maiores jogadores de rugby da história.

Os números ajudam a dimensionar o tamanho de Mccaw no esporte: foram 148 partidas pelos All Blacks entre 2001 e 2015, 141 delas como titular. Marcou 135 pontos em 27 tries e em 2015 se tornou o atleta com mais partidas por Copas do Mundo,  com 17.

O talento, por sua vez, pode ser observado pela transição entre asa e oitavo, posições completamente diferentes e que Richie dominou com facilidade.

Títulos dos All Blacks no rugby

  • Copa do Mundo de Rugby: 3 (1987, 2011, 2015)
  • Tri Nations: 11 (1996, 1997, 1999, 2002, 2003, 2005, 2006, 2007, 2008, 2010, 2020)
  • The Rugby Championship: 6 (2012, 2013, 2014, 2016, 2017, 2018)

Depois de conhecer os All Blacks, a Seleção de Rugby da Nova Zelândia, que tal conferir outros conteúdos sobre o esporte da bola oval? Acesse:

*Última atualização em 23 de abril de 2021

Salvar